Solidão/Desespero | A Nossa Vida

Solidão/Desespero

Retrato de Mfo
04.09.2019 | 00:18
Mfo:
Membro desde: 03.09.2019

Olá a todos

Tenho estado numa fase como nunca estive e como consequência tenho andado a procurar por soluções que me mostrem o caminho para sair desta solidão angustiante e que me sufoca a ponto de estar a perder a motivação para tudo.

Tenho 37 anos e já há muito tempo que me sinto sozinho e angustiado por não ter também uma relação amorosa bem como um grupo de amigos estáveis e de verdade.

Este estado de espirito tem-se exacerbado no ultimo ano pois mudei de cidade e ainda não conheço ninguém em que me possa encontrar regularmente ou ter algum momento de convivência, a não ser com os colegas de trabalho, embora só acontece uma vez quase de 4 em 4 meses.

O resto das minhas conversas com outras pessoas são circunstanciais e pouco enriquecedoras, na verdade sou e sempre fui muito tímido e cheguei a uma altura da vida em que parece que já está tudo feito e criado, as pessoas da minha idade já tem o seu grupo de amigos ou já estão casadas e com filhos e tudo isso me deixa bastante triste.

Sinto que falhei e que sou incapaz de conhecer alguém que goste ou se interesse por mim, aliás, quase todas da minha idade estão indisponíveis e não consigo interessar-me por qualquer uma. Não sou esquisito mas é difícil apaixonar-me (e isto sem qualquer tipo de trauma com o passado, é mesmo de mim) e já por diversas vezes convidei a pessoa para sair e mais uma vez fui rejeitado.

Hoje foi um desses dias e o mais frustrante é que não me acho uma pessoa feia, aliás eu faço desporto e estou em forma, tenho um ar atlético e sou bonito mas não sei porque é que nunca consigo que alguém queira desfrutar da minha companhia. Vejo homens pouco atraentes com mulheres bonitas e não percebo porque sou rejeitado quando até me estou a dar bem com determinada rapariga...tem sido assim estes últimos 6,7, 8 ou mais anos...sempre que me começo a dar bem com alguma e convido para sair nunca vêm.
Tal como disse, hoje fiz um convite e nem recebi qualquer resposta de volta. O convite foi feito para se juntar numa atividade que gosto de fazer, dança, que acho um convite interessante de se fazer mas nem uma resposta. Entretanto hoje em diz já não consigo lidar com tanta rejeição e solidão, tem sido anos disto e às vezes dou por mim a desesperar, a sufocar e a chorar.

Tou a ficar cansado desta montanha-russa, dai estar à procura de maneiras que me possa libertar disto, de tornar a vida agradável e mais feliz...comecei por escrever este texto que até me está a fazer bem. Acabei por ler também outro tópico em que falavam da Noite Negra da Alma e noto muitas semelhanças naquilo que estou a passar.
Tenho também ido a uma psicologa mas às vezes acho que ela não me está a ajudar, às vezes tenho a sensação que estou a conversar de coisas do quotidiano com alguém que encontro na rua do que explorar o meu problema mais a fundo.

Mas não é só da vida amorosa que se trata...tendo eu atividades que me mexo bem e que motivam, desporto e dança, muitas vezes quando estas acabam e vou para casa que sinto um vazio enorme e ainda mais triste fico quando chego a uma casa vazia.

Eu bem me motivo, pois tenho objetivos nestas atividades mas muitas vezes sinto que não valem a pena e que nada vale a pena fazer. Tenho pensado muito se vale a pena viver ou não, vou do céu ao inferno ou vice-versa em dois segundos e estou seriamente farto e não vejo saídas.
Depressa me motivo e tenho dias que até estou bem e pronto para enfrentar a vida mas num instante me vou abaixo.

Obrigado


Retrato de MirandaG
Qui, 05/09/2019 - 11:29
MirandaG:
Membro desde: 01.10.2012

Boas!!
Sei bem o que dizes... eu própria sempre fui muito tímida no relacionamento com pessoas.. não fiques triste, todos passamos por isso algum dia..
Nunca é tarde para fazer parte de um grupo de amigos, basta começares a entender te com alguém que naturalmente tornas parte do grupo... as pessoas com quem falas de coisas banais são aquelas a que podes começar por tentar conversar sobre diversos assuntos.. e cuidado para não transparecer que estás assim, podes “asssutar” as pessoas, se transmitires essa insegurança as pessoas têm tendência a não falar tanto.. força e vais ver que daqui a nada as coisas estão diferentes

Retrato de Tony Chopper
Dom, 08/09/2019 - 17:08
Tony Chopper:
Membro desde: 28.08.2017

Tens que ter sucesso pessoal e profissional também. As mulheres gostam disso e não querem um homem que ainda viva com os pais e que ganhe o salário mínimo: tudo conta! Ter boa aparência, ir ao ginásio, vestir bem, mas ter um bom emprego e salário, muita experiência de vida e de viagens, bem conectado nos grupos sociais, ,etc.

As mulheres dizem sempre que querem um homem bonzinho, inteligente, bem-humorado, etc., mas se for um pedreiro, desempregado, sem estudos, etc., viram costas e dizem que não faz o género delas. Vivemos numa sociedade muito competitiva a todos os níveis e temos que estar artilhados para tudo, porque as mulheres hoje em dia são vividas, cheias de cultura, formação, instrução e experiência de vida. Por exemplo se conheceres um mulher que goste de viajar e não tiveres feito meia-dúzia de viagens típicas tipo Barcelona, Paris, Roma, Budapeste, NYC, etc., aos olhos dela já não vais parecer um homem aventureiro, interessante e com histórias de viagens para partilhar, assim como não vais parecer independente, bem-sucedido e por aí adiante.

Se a tua vida for trabalho-casa-ginásio e não tiveres nada mais para mostrar, um hobbie, um bom círculo social, viagens, vida activa e interessante, as mulheres vão achar-te uma seca e que é daqueles que depois de casar ficam no sofá a engordar e a peidar-se.

Hoje em dia para aceder a um mercado maior de opções no que diz respeito a mulheres não basta teres boa aparência, tens que ser bem-sucedido, com algum dinheiro, um bom círculo social, experiência de vida e de aventuras, vida activa e dinâmica, etc. Isso hoje conta muito e as mulheres estão mais exigentes, até porque depois é a forma como te apresentam às amigas e aos pais...

Post