Como gerir finanças cá de casa | A Nossa Vida

Como gerir finanças cá de casa

Retrato de Mikki
22.09.2018 | 17:48
Mikki:
Membro desde: 14.07.2010

Boa tarde a todos! Já vivo como o meu agora marido há uns anos. Mas nunca tive a minha vida pessoal muito certa e sempre tivemos uma conta conjunta pra tudo....rendimentos e despesas.
Agora estava a pensar mudar o sistema e passarmos a ter contas separadas isto porque eu nunca tive a sensação de trabalhar e ter o "meu dinheiro" apesar de que sempre fui eu que geri as contas cá de casa e sempre comprei pra mim o que queria.
Mas não é a mesma coisa... percebem?
Agora a minha questão é: como fazem com aqueles rendimentos extra como reembolso IRS prendas que nos dão aos dois, férias...e pra gastos dos dois como jantares/almoços fora etc? pk de resto é simples...eu já encontrei a melhor forma de dividir as despesas. Mas e um dia com filhos? Ui...

Fico a aguardar ideias. 😊


Retrato de MOPA
Seg, 24/09/2018 - 12:32
MOPA:
Membro desde: 23.06.2015

Olá Mikki,
Bem, para esses gastos extras tens várias hipóteses:
IRS: se receberem por transferência, será apenas numa conta. Se for na tua por exemplo, quando receberes transferes metade para a conta do teu marido. Se receberem por cheque a mesma coisa. Ou então podem fazer irs separados e cada um recebe/paga em função do que descontou.
Almoços/jantares fora: dividem a conta em 2 e cada um paga a sua parte ou em alternativa, uma vez paga um e outra vez paga outro.
Filhos. não tenho solução. como é que vão dividir as despesas das fraldas? e a despesa das pomadinhas, toalhitas, soros, vacinas extra plano, consultas de urgência, consultas de pediatria normais? leites (se não quiser ou não conseguir amamentar), roupa? e estas são só para os primeiros meses porque depois ainda vem o infantário… só se pedir faturas separadas com tudo o que é para o filho e depois dividem ao meio… mas prepare-se para ficar com a carteira cheia de faturas…. no futuro quando o filho também já der despesa no restaurante, se forem ao pormenor cada um paga metade da despesa do filho…
mas a conta conjunta causa-lhe assim tanto transtorno? o seu marido é de gastar grandes quantidades sem "dar cavaco"? Pode não ter amealhado nada, mas ele também não amealhou...

Retrato de Mikki
Seg, 24/09/2018 - 16:07
Mikki:
Membro desde: 14.07.2010

Obrigada Mopa. Obrigada desde já pelo seu comentário. Não é bem por necessidade que quero fazer contas separadas. Sempre nos demos bem com conta conjunta. E Deus me livre agora querer dividir tudo tudinho a meias...um paga uma vez outro paga na vez seguinte. Eu gostava de ter pk? Pk eu nunca tive o prazer de ganhar pra mim. Comecei a trabalhar e fomos logo viver juntos e eu era mesmo muito novinha....agora que temos a vida mais estabilizada gostava de ter o prazer de pagar as minhas coisas percebe? Os meus luxos..pk apesar de ele não me dizer nada, vê tudo o que compro quando e onde e às vezes lá vem a boquinha que se calhar não era necessário....e ele tem um vicio caríssimo....fuma um maço por dia. Mas sempre nos entendemos. Só gostava mesmo de ter o MEU dinheiro percebe? Só que há questões que eu não tou a ver bem como fazer...mas acho que filhos e assim um dia vamos ter de meter essa despesa nas despesas conjuntas e por um valor casa um na conta que iremos criar só pra casa. Não? Opiniões aguardam-se lol.

Retrato de MOPA
Ter, 25/09/2018 - 10:39
MOPA:
Membro desde: 23.06.2015

Segundo o que sei, o que os sites da especialidade em finanças dizem é ter 3 contas: da mulher, do homem, e da casa. Podem colocar um valor fixo na conta da casa quando os elementos ganham mais ou menos a mesma coisa, ou em percentagem quando existem grandes diferenças salariais. Exemplo: tu ganhas 2000 e ele ganha 1000. Se decidirem colocar 700€ cada um na conta da casa, sobram 1300 para ti e 300 para ele… nessa situação aconselha-se uma percentagem, tipo 40% do rendimento de cada um. Neste caso contribuías com 800 e ele com 400. Ficavas para ti com 1200 e ele com 600.
O vicio do tabaco é tramado, se fuma um maço por dia, é uma renda no final do mês...e no final do ano ui ui… se tiveres possibilidades todos os meses comprava uma coisa para mim do mesmo valor do preço dos maços de tabaco gastos num mês… e ai dele que me dissesse alguma coisa. Adiante que não quero arranjar nenhuma discussão entre o casal
As prendas que dão aos dois, pois esse dinheiro em principio sairá da conta individual e não da conta da casa.
Não esquecer de fazer uma conta de poupança comum para despesas inesperadas…