3 semanas de casamento... | A Nossa Vida

3 semanas de casamento...

Retrato de Filipa crispim
21.11.2009 | 19:24
Filipa crispim:
Membro desde: 08.11.2008

ao fim de 3 semanas de casamento já ando pla casa a xorar plos cantos. sinto-me a empregada domestica ca do sitio, a mha unica funxao na vida é lavar, estender, apanhar e paxar roupa, fazer comer e arrumar e limpar a casa...parece k só existo pa isso mesmo.

casamos faz hoje 3semanas e c o casamento o meu agora marido nao ker sair de casa, dá sempre como desculpa o dinheiro que temos de poupar, mas nem 5€ pode dispensar pa ir à merda dum cinema?!?! na cabeça dele nao.

nao fomos de lua de mel,dpois o menino e ele ficaram doentes, agora já se voltou ao trabalho...e k tal passear um pco?!?!

nas 3 semanas antes do casamento nunca saimos a lado nenhum, havia mta coisa pa fazer, nao tivemos despedida de solteiros pk a ultima da hora tudo desistio...sinto-me uma prisioneira na mha propria casa.

ele ajuda-me bastante a fazer as coisas ca em casa, mas eu ando infelix. isto nao ta a ser nada do k eu kria. pensei k a vida ia ser melhor, k iamos ter mais tempo pox dois mas nao pk o tempo k ha ele passa-o no pc ou a joar ps2, eu ando aki a vagear pla casa...convidam-nos pa sair, pa ir a uma discoteca, pa um cinema, passagem de ano...ele dix sempre k NAO! as vezes tb nao é facil sair pk pa isso temos de deixar o menino na mha mae e ela nem smp pode mas uma vez p outra...

será k alguem percebe como eu me sinto???

ele à pco apanhou-me a xorar no escritorio e perguntou-me o k eu tinha, eu disse k me sentia infeliz c esta vida...já nem me lembro o k ele disse mas virou as costas e foixe embora.

problema: falta de dialogo???SIM! mas tambem andar smp a repetir a mesma coisa sem ver resultados nao adianta.

pf nao me deitem mais a baixo k como eu me sinto já é suficiente!


Retrato de Rosa Pérola
Sáb, 21/11/2009 - 19:46
Rosa Pérola:
Membro desde: 07.08.2009

Tens de tentar afastar esse sentimo!

Bem isso nao esta a correr muito bem!

Nao te quero deitar abaixo mas eu tambem nao tive despedida de solteira, nao tive lua-de-mel e nao me deixei ir abaixo por isso! Agora quanto ao resto acho que te deves impor em vez de andares pelo canto a chorar! Assim nao resolves nada!
Tens de te sentar com o teu marido e tentar resolver esse problema! Nao podem continuar assim!
Conversa com ele e chama-o a atençao pois casar nao e ficar fechado em casa! Se começas a andar pela casa a chorar ele vai tomar controlo das situçao e tu a ficar cada vez mais deprimida!

Sabes o que façoi quando o meu nao quer sair... digo que vou eu e a nossa menina e ele levantasse logo! Tudo bem que temos uma casa, uma familia, etc,etc mas passar os dias fechada em casa para mim tambem nao da!

Como tu propria dissest apenas passaram 3 semanas do vosso casamento, por isso converssem pois assim nao vao a lado nenhum! Só mais uma coisa, o facto de estares a chorar pelos cantos da casa nao vai reesolver nada!

Desculpa se escrevi algo que nao gostavas de ler!

Beijinhos e boa sorte

Retrato de PPZINHA
Sáb, 21/11/2009 - 19:52
PPZINHA:
Membro desde: 19.10.2009

Olá Filipa,

Eu vou casar no próximo ano mas já vivo com o meu "namorido" há dois anos.

Vocês já viviam juntos antes?

Olha, na minha relação a parte que põe o "travão" sou eu... o casamento (e eventualmente a compra de casa) deixa-nos "lisos" e quem sempre teve um pé-de-meia a única coisa em que se pensa é em voltar a amealhar. Eu também coloquei a hipótese de não ir de lua-de-mel, para não gastar mas o meu namorido deu-me um NÃO redondo. No entanto, se for para ficar com a conta a zeros, quem vai levar o NAO redondo vai ser mesmo ele!

Pensa se vocês estão assim tão desiquilibrados de finanças ou se se podem permitir algum gasto de vez em quando. Mas, há programas que nem precisam de dinheiro, um passeio à beira-mar, só para namorar um bocadinho sabe sempre bem!!

Conselhos não te posso dar, porque quem está no convento é que sabe o que lá vai dentro, apenas te posso dar a minha opinião sincetra... pensa que tudo e todos temos uma fase de adaptação... no entanto...podes sempre dizer que ganhaste dois bilhetes para ir ao cinema num programa de rádio (e compras-os préviamente, numa noite em que tens a certeza que a tua mãe pode ficar com o menino e que gostavas muito que ele fosse contigo! Mas as "mentirinhas" não são solução! E se ele não quer sair, tu não precisas das pernas dele para andar! Se ele faz "chantagem emocional" contigo, ao fazer algo de descaso do teu cansaso à rotina e se o diálogo não funciona, passa às acções, diz que ele pode ficar em casa, assim se sair só um é metade da despesa! Mas que tu podes ir com o teu filho, com a tua mãe, amigas... Não necessáriamente com ele que, por sinal, se fica em casa te pode ir adiantando as tuas tarefas!

Por outro lado, vê a coisa pelo lado positivo... ele ajuda-te em casa! Nisso podes dar Graças a Deus, porque o meu deve achar que as coisas se fazem sozinhas e que, por exemplo, a roupa dele aparece por limpa, passada e arrumada por milagre!

Beijos e não desanimes, é tudo uma fase que acaba por passar.

Retrato de noiva2010
Sáb, 21/11/2009 - 20:05
noiva2010:
Membro desde: 22.01.2009

Olá Filipa,

ao ler o teu testemunho lembrei-me logo da minha situação, mas acho a minha 1 pouco pior. No meu caso só vou casar para o próximo ano, mas quis o destino que ficasse a trabalhar na mesma cidade que o meu namorado, por isso estamos a viver juntos há 3 meses. No inicio não estava a correr nada bem, eu é que faço as limpezas em casa, era capaz de ir dormir e ele a jogar PES (o seu vicio), e nunca saiamos, porque ele dizia que queria poupar para o casamento e para a casa que estamos a pensar comprar, mas no nosso caso pagamos a pestação do carro 300euros e a renda do apartamento 250euros que dá o total 550 com as outras despesas que seja no máximo 800 ou 900 euros, e agora se eu te dissesse que ele faz um filme por causa dos gastos e nós os dois ganhamos no total 2300euros? é de loucos!!! Nunca fui gastadora mas tenho uma relação equilibrada com o dinheiro, nunca saio de casa nem para tomar um café, nada... Um dia disse-lhe que não podiamos continuar assim, sempre fechados em casa, que só trabalhava e limpava, e ele agora começa a concordar comigo, ele é muito forreta parece o tio patinhas Grin Que adianta ganhar muito dinheiro se não podemos ter uma boa vida, eu quero aproveitar enquanto não tenho filhos e sou jovem, nunca serei escrava do dinheiro, é um horror.Acho que deves falar com o teu marido, ele vai perceber, não devemos ser escravos do dinheiro, nem que seja sair uma vez por mês, tomar um café não é assim tão caro. Força, que ele vai deixar a PS2 Grin , eu já disse ao meu namorado que ia arranjar outro, lol Grin

Bjs Cris

Retrato de cfazevedo
Sáb, 21/11/2009 - 21:57
cfazevedo:
Membro desde: 30.05.2009

Olá Filipa,

não desanimes, vida de casada não é assim tão má. Há dias para tudo e este é um dos que mais vale esquecer. Nós vamos casar para o ano mas já estamos a morar juntos há 7 anos e já passamos por umas quantas coisas.
A minha experiência deve ser similar há de muitas de vocês, eu já me irritei muitas vezes com o meu querido porque ele nunca queria conversar sobre o que se passava. Fugia desse tipo de conversas como os gatos da água, até que um dia tivemos uma conversa muito séria em que lhe expliquei que nós (mulheres) quando não conversamos e pômos tudo cá para fora, acumulamos...acumulamos...e acumulamos até que um dia explodimos. É muito melhor abordar logo o assunto do que esperar que despareça, porque na verdade nunca desaparece e só cria discussões entre nós. Ele pensava que as coisas passavam sem terem que ser abordadas.
Nós (mulheres) às vezes precisamos que nos perguntem o que se passa 2 ou 3 vezes até nos abrirmos e contarmos o que sentimos. Com eles não podemos ser assim (os homens não percebem que têm que insistir). Para mim quando estou chateada, triste ou aborrecida resulta o seguinte: chama-o à parte e digo-lhe que precisamos de conversar ... nessa altura despejo tudo o que penso, o que me entristeceu e o que ele me fez sentir. Ele justifica-se e no fim lá nos entedemos e fazemos as pazes.
Nós temos um "acordo"...nunca nos deitamos chateados um com o outro. E assim as coisas lá têm resultado connosco, eu acho que não há nada como conversar, chorar (às vezes os dois) e chegarmos a um acordo e ceder um bocadinho de cada parte.

A minha sugestão é explica-lhe o que sentes, o que a situação te está a fazer sentir. Faz-lo ver que aprecias a ajuda dele mas há outras coisas que ele pode corrigir. Dá espaço para ouvires a justificação dele e façam por chegar a um acordo que resulte para os dois. Vais ver que tudo se resolve.

Espero ter ajudado.

Beijinhos e olha que melhores dias virão.

Retrato de gisaafp
Sáb, 21/11/2009 - 22:14
gisaafp:
Membro desde: 17.06.2008

Percebo que não te estejas a sentir bem com essa situação, mas tens mesmo é de falar com ele porque só vocês os dois podem resolver isso.
Também não lido nada bem com trabalhos domésticos, por isso decidimos contratar uma senhora para tratar da casa uma manhã por semana. Pelo menos as limpezas semanais ficam tratadas nesse dia. Gastamos mais dinheiro, mas eu não vejo como gasto, mas sim um investimento. Ganhamos qualidade de vida e tempo para nós.
O facto de ele não querer sair não pode ser um impedimento de tu saires. Eu costumo dizer que me casei, não fiquei siamesa dele, por isso já cheguei a sair sem ele.
Não é fácil sair e a cara metade ficar em casa, mas pelo menos assim não sentimos que perdemos alguma coisa por estar um com o outro.
Em relação ao filhote, é chato a avó ficar com ele sistemáticamente, mas uma vez por outra para vocês terem tempo para se divertir e sair um pouco, não vejo mal nenhum.

http://ecobaby-pt.webnode.pt/
Para eco famílias

Retrato de PatyF
Sáb, 21/11/2009 - 22:55
PatyF:
Membro desde: 04.09.2009

Não sou casada, mas vivo junto, o k me parece um pouco parecido!!
Axo k os primeiros tempos não são fáceis para ngm, há uma fase de adaptação e isso custa sp!!
Mas axo k o fundamental sp, é uma boa conversa...
Quanto às limpezas, se forem as tarefas repartidas, não custa assim tanto...Neste aspecto, nunca tive qualquer problema, há k ter senso de justiça, acima de tudo, se ambos trabalham fora...
Em relação ao dinheiro, bem já passei por algo do genero, em k o k ganhavamos ia quase todo para as prestações, não tinahmos dinheiro pra nada..começamos mesmo a desesperar, pk depois estás tão cansada k nem programas "gratis" te aptece fazer..só vês problemas à frente!!
Há k sentar, falar..infelizmente há muitos casais k passasm por estes problemas financeiros, mas como mencionaram , um passeio À beira mar é optimo...e mesmos em sair de casa, é tão bom ficar enroscado no sofá a ver um filme ou a namorar...
Mas tb concordo k é preciso fazer programinhas juntos...trabalhar, trabalhar, trabalhar, não dá com nada!!!
Em relação ao vosso filho, bem não tenho filhos mas imagino k um filho é uma responsabilidade acrescida, não se pode pensar só no casal, mas de vez em quando os avós até gostam de ficar com os netinhos...ví uma vez numa reportagem, k todos os casais deviam ter uma noite por semana sozinhos!!
Se não puder ser todas as semanas, de 15 em 15 dias por exemplo,tirem tempo para namorar, jantar fora (há sitios bem em conta), passear...pk muitso vezes os problemas nem existem , somos nós k os construimos na nossa mente!!
Coragem, calma e muita conversa..não acumules as tuas "mágoas", há k falar e deitar td cá pra fora...eu se não o fizer, fico mt irritada e a coisa corre ainda pior...
A falar é k as pessoas se entendem e com amor e força de vontade, vais ver k as coisas se resolvem!!!
Pensamento positivo....
sei k falar é fácil de mais, mas acredita k fases más todos passamos, há k não deixar essas fases fazerem parte da vossa rotina!!!!
boa sorte:)
beijinho grande:)

Retrato de Filipa crispim
Sáb, 21/11/2009 - 22:56
Filipa crispim:
Membro desde: 08.11.2008

...respondendo a todos os topicos num (ou plo menos a tentar)...as finaxas nao tao asim tao mal pa ter de ficar aprisionada em casa...va la...nao sei k lhe deu mas à pco perguntou-me se keria ir ao cinema. vamos a ver se smp vamos ou nao mas se nao formos é pk a mha mae nao saio do trabalho a tempo e horas pa ficar c o menino.

ele ajuda-me muito. tnho tado adoentada e ele tem feito de tudo ca em casa, desd o jantar, a loiça, o menino...faz tudo, só na roupa é k nao mexe.la nisso ta-me a supreender muito pla positiva.

eu sei k temos de falar mas nao é facil, eu fexo-me muito e paxo-me com muita facilidade...nao tnho conseguido k ele me entenda.

ta a ser complicado este inicio de vida de casados, nos nao viviamos juntos mas ele passava muito tempo (ou todo o tempo livre) em mha casa, dormia lá e tudo aos fins de semana e ferias...eu xamava-lhe "estagio" e as coisas corriam normalmente, tinhamos as nossas discuxoes e zangas mas tb nunca é coisa k dure muito tempo, umas horas no maximo dos maximos...na nossa casa talvex seja diferente pk tamos sozinhos...3/4 do nosso tempo em casa sao po menino, é dar-lhe banho, é brincar e jogar ps2 c ele, é dar-lhe jantar, adormece-lo...qdo damos por nos é 1hora da manha e vamos é deitar k ás 6h tenho de tar de pe...secalhar esta a ser mais complicado por ser um casamento a 3. plo menos é isso k eu sinto. axo k um principio de vida a 2 ha-de ser mais facil mas nos ja temos o pimpolho.

de qk forma nao me sinto realizada como mulher, vou ter de me habituar à vida de casada mas nao foi isto k sonhei e vou comexar a sair nem k seja ir ao rio dar de comer aos patos (o k eu e o meu filho adoramos)porque semanas seguidas fexada em casa e só sair pa ir trabalhar pa mim nao dá mesmo. sempre amei a liberdade e isto sufoca-me.

obrigado a todas meninas

agora já estou bem mais calma

ps: a mha mae bem me disse k os 2 primeiros anos de casamento nao eram nada faceis Sad

Retrato de Jdias
Dom, 22/11/2009 - 13:40
Jdias:
Membro desde: 29.10.2009

Querida Filipa,

O importante é não baixares os braços e tentares a resolução do problema. Ainda não casei, nem tenho filhos, mas o "estágio" de dividir o mesmo espaço, por vezes,no início muitas vezes,pode-se vir a revelar uma desilusão por isso o melhor que tens a fazer é dialogar.Tens mesmo de expor o teu ponto de vista, explicar o que sentes e desejas. Muitas vezes o facto de ter uma criança absorve muito os pais que deixam de dar a deviada atenção a outros pormenores, passam,o que se me afigura como normal,a viver muito em função da criança, mas isso tem um determinado tempo e se houver diálogo e compreensão de ambas as partes tudo acabará por estabilizar.

Nãodeixesque ninguém te retire uma parte de ti mesma,não deixes de fazer o que gostas, porque se, efectivamente, são necessárias cedências, elas são de ambas as partes e o excesso delas pode mesmo aniquilar-te.

Boa sorte e felicidades.

Beijinho

Retrato de apaulaso
Seg, 23/11/2009 - 16:39
apaulaso:
Membro desde: 02.10.2007

Então linda, uma menina recém casadinha assim tão triste??? Não pode não. Aqui vão muitos Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss e >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< para recuperares.
Sabes linda, eu acho que tu não te deves fechar pois, o casamento passa muito pelo diálogo. Eu costumo dizer ao meu anjo que tenho de agarrar num saca rolhas para ele se abrir comigo, ele ri-se e lá desabafa. Entendo que sejas uma pessoa que te fechas e não lhe digas as coisas mas, há programas que não são tão caros assim.
Se foram passear num shopping, tomar café a um local onde não se paga consumo mínimo, se evitarem ir a locais onde vão "perder" a cabeça, tudo se arranja. De vez em quando um cinema, uma saída a dois, qualquer coisa assim... Temos um casal amigo que tem um bebé de 3 meses e pico. Embora tenha nascido em Agosto, com este tempo, não podem sair muito de casa, especialmente à noite. Apesar disso, tentamos ir a casa deles, ao menos ao sábado ou ao domingo. Convidem amigos para irem tomar um café a vossa casa, façam coisas diferentes... Ah, às vezes, basta conseguirem passar um tempo juntos que não passavam. Agora, por favor: nada de derrotismos - o vosso casamento ainda é um bébé - cuidem dele.
Beijocas e, muita força Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< Kiss Kiss Kiss Kiss

P. S. --> Uma sugestão - no booking têm sugestões em conta para irem passar uma ou duas noites fora. Peçam a alguém próximo que vos fique com o rebento - ao menos saem um pouco da rotina. Beijos Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss >:D< >:D< >:D< >:D< >:D< Kiss Kiss Kiss Kiss Kiss

Retrato de Filipa crispim
Qua, 25/11/2009 - 17:16
Filipa crispim:
Membro desde: 08.11.2008

nao é facil arranjar alguem k nos fike c o menino mas vo tentar arrancar o marido de casa no proximo fim de semana grande Smile axo k nakele dia tava muito deprimida e derrotista,às vezes há dias assim (infelixmente)

afinal depois de pensar um pco as coisas nem tao assim tao mal, ou melhor, nem tao nada mal tirando uma coisita ou outra k "nao concordamos" mas tb axo normal visto tarmos tao no principio da nossa vidinha.

bjinho e obrigado!!

Retrato de Diana Macedo
Qui, 26/11/2009 - 18:43
Diana Macedo:
Membro desde: 20.10.2009

Filipa ola querida..

eu nao sou casada nao sou experiente niss mas aki vai o meu conselho..
tu és apenas a mulher dele, nao a empregada domestica e tens k lh dizer issu..abrir lh os olhos.
porue k kando vos convidam a sair nao vais tu?
vai tu com colegas, diverte-te.. la por casares nao ker dizer k deixes d t divertir..
se continuas a deixar d sair pk ele n ker sair ele vai axar-se teu dono e o ultimo a dizer s sim ou s n...

lembra t k issu era o k acontecia a mt e mt tempo... o homen decidia td... felizmente hoje em dia nao é assim..

SE FORTE E BATE O PÉ..

sai com o teu filho vai jantar fora, vai pro shoping... divert t.. nao fikes em casa a lamentar pk sn depois ele coeça a sair sozinho e nunca mais resolves nd..

alegra t arranja t e mostra q es mais k ele!!

se feliz

Retrato de CorpseBride
Qua, 02/12/2009 - 10:41
CorpseBride:
Membro desde: 02.10.2008

Então, as coisas já estão melhores? Smile

Diana Macedo wrote:

Filipa ola querida..

eu nao sou casada nao sou experiente niss mas aki vai o meu conselho..
tu és apenas a mulher dele, nao a empregada domestica e tens k lh dizer issu..abrir lh os olhos.
porue k kando vos convidam a sair nao vais tu?
vai tu com colegas, diverte-te.. la por casares nao ker dizer k deixes d t divertir..
se continuas a deixar d sair pk ele n ker sair ele vai axar-se teu dono e o ultimo a dizer s sim ou s n...

lembra t k issu era o k acontecia a mt e mt tempo... o homen decidia td... felizmente hoje em dia nao é assim..

SE FORTE E BATE O PÉ..

sai com o teu filho vai jantar fora, vai pro shoping... divert t.. nao fikes em casa a lamentar pk sn depois ele coeça a sair sozinho e nunca mais resolves nd..

alegra t arranja t e mostra q es mais k ele!!

se feliz

Diana, espero que não leves a mal o que eu vou dizer, mas ou não entendi o que quiseste dizer ou então... Achas que a melhor atitude para se ter dentro de um casal é de competição? Tentar ser melhor do que o outro (seja lá o outro qual for)?
É que eu sempre achei que num casal de pessoas que se amam e que juraram partilhar a vida inteira, o ideal é a igualdade.

Mas se calhar sou eu que estou errada... Afinal, o que disseste ouço eu muitas vezes, de outras pessoas. Mas mesmo assim não consigo entender o princípio por detrás da 'coisa'. Tongue

There are no flowers on your grave, there are no chains
There I keep chanting for the forgotten name

Post