O que não dizer quando se está a comprar um carro

Homem e mulher dentro do carro

Então se já andaram a passear pelos stands automóveis a decidir que carro vão comprar, até já está tudo escolhido, e até já arquitetam onde vão comprar o vosso novo carro, está na altura de negociar o preço do novo carro. Se pretendem conseguir comprar o carro novo ou usado por um bom preço eis o que devem evitar dizer durante a negociação:

 “Já temos um grande valor de custos mensais.”

Embora devam ter em conta o encargo mensal dos empréstimos que têm, quando se trata de comprar um automóvel, este tipo de conceito não é aplicável. Isto porque existem muitas formas de fazer um empréstimo automóvel parecer um pequeno esforço financeiro mensal, algo que não é realista. Antes de entrarem na porta de um concessionário ou stand automóvel, saibam qual o valor real que podem gastar na compra do carro. Embora o vendedor possa dizer que o empréstimo bancário possa ser negociado para prestações mais baixas caso estendam o empréstimo por mais tempo, isso no final pode apenas significar mais uns belos milhares de custos só de juros.

 “Amor, o que achas?”

Das coisas melhores que um vendedor de automóveis pode ter à sua frente é um par de apaixonados às compras. Manipulando o marido contra a mulher ou vice-versa consegue decisões emocionais por vezes más para o orçamento financeiro do casal. Quando estiverem a negociar um carro, não mostrem emoção; se um de vocês ficar todo excitado com o carro, o vendedor vai usar isso a favor da venda, perdendo vocês a boa posição negocial. É importante que ambos vão com tudo definido: orçamento, modelo e extras pretendidos. Se surgir algo que não tinham considerado, não tenham vergonha de pedir um tempo a sós, sem o vendedor, para poderem conversar e chegar a um consenso, sozinhos!

“Temos um carro usado para dar à troca, como é que isso afeta o negócio?”

Não discutam uma possível troca enquanto não acertarem o preço mínimo do automóvel que têm intenção de comprar. Se inserirem opções no negócio, farão com que o negócio se torne mais flexível e logo menos vantajoso. Previamente, pesquisem o valor de ambos os carros, saibam se existe incentivo para abate automóvel relativo ao carro que pretendem dar à troca; contudo dar um veículo à troca nunca é tão boa opção como vendê-lo separadamente. Por isso, notem se o vendedor oferece um preço justo pelo carro a ser dado à troca, de outra forma, vendam-no vocês pessoalmente.

“Vamos falar sobre financiamento!”

Mais uma vez, é importante que assentem o valor mínimo de venda do carro, antes de proporem qualquer outra coisa. Não deixem que o valor do leasing ou do crédito automóvel influencie o valor da venda do carro. Se o concessionário oferecer boas condições de empréstimo, não deixem que isso influencie o preço do carro. Se o concessionário tentar negociar o juro do empréstimo em vez do preço do carro, prefiram negociar o preço do carro e posteriormente vão até outras entidades financeiras negociar o empréstimo do carro. De qualquer forma informem-se bem acerca das condições, juros, total do custo do crédito automóvel ou leasing antes de contraírem algum.

“Este é o único dinheiro que podemos gastar.”

Vocês não têm ideia do quanto o vendedor do carro está disposto a negociar, portanto não comecem logo a dizer qual é o valor que podem gastar, senão obviamente que não vão conseguir baixar o preço do carro. Conversem sobre o carro, sobre as opções que vos interessam e deixem que o vendedor faça a sua oferta. Estamos numa altura em que o cliente tem deveras poder na compra, por isso, usem-no!

“Precisamos deste carro rapidamente.”

O vosso maior trunfo no negócio é poderem sair pela porta do stand automóvel sem comprarem nada – não percam este trunfo. Se mostrarem urgência em comprar o carro, o vendedor irá ser menos flexível no preço. O stand quer vender o máximo de carros possíveis por isso quem tem urgência não são vocês. Se não pretendem um carro com extras, mas o único modelo que existe no concessionário está equipado com eles, então até podem ter a sorte de os conseguir de graça, apenas porque vocês não têm pressa de comprar o carro.

“Parece que o dono anterior o estimou bem.”

Se estão a pensar comprar um carro usado, não há grande forma de se certificarem da qualidade mecânica do mesmo apenas olhando para ele. Por vezes vale bem a pena pagarem a um mecânico de confiança para ir com vocês verificar se o carro que pretendem comprar está em boas condições, podendo desta forma poupar algumas centenas ou milhares de Euros mais tarde.

Média: 4.5 (12 votos)

Artigos relacionados

Qualquer banco ou empresa de crédito oferecem soluções de crédito para comprar um carro. Resta saber qual é o que mais convém à vossa vida: leasing...
Será que me sabem dizer se eu comprar um carro usado e este não tiver o imposto de circulação em dia, se me cabe a mim ou anterior proprietário pagar...
Olá a todos/as, Quero comprar um carro usado (com cerca de 3 anos) espaçoso por dentro e com uma boa mala,um carro que me confira alguma segurança e...
Olá,boa tarde.Eu preciso de comprar um carro novo pq o meu marido teve um acidente e do carro que tinhamos não se aproveitou nada. Fui ao banco fazer...
Boa tarde a todos! Sou nova no fórum, mas já o sigo há algum tempo e acredito que já tenha ajudado imensas pessoas. Eu estou com uma problema e...
...