Vizinhos Barulhentos :( | A Nossa Vida

Vizinhos Barulhentos :(

Retrato de DMRM
17.12.2012 | 20:16
DMRM:
Membro desde: 17.12.2012

Olá e boa noite,

De certeza que centenas de pessoas em Portugal irá encontrar aspectos em comum nas minhas palavras de desabafo.

Num prédio de 9 andares, mudei-me para o 8º andar há 1 ano.
De Dezembro a Junho, tudo corria ás mil maravilhas. Os vizinhos de cima não faziam piu.
A partir de Julho, a senhoria do 9º andar expulsou os pobres coitados do apartamento porque queria po-lo para alugar para férias de verão. De Julho a finais de Setembro, tuvemos de chamar a policia 5 vezes devido ao barulho, pois o apartamento era alugado á semana.
O verdadeiro problema começou quando chegou o final da época balnear e a senhoria voltou a alugar o apartamento "ao ano". Entraram estudantes... O barulho vai desde as 6.30 da manha ás 2/3 da manha, ou seja, durmo cerca de 3 a 4 horas por noite. Já falei com o casal estudante, com a administração do condominio, com a senhoria do 9º andar e quanto mais queixas faço, mais barulho eles fazem. Vai desde moveis a arrastar e coisas a cair durante o dia até portas a bater, pessoas a andar de saltos altos, coisas a cair ás 2/3 da manha...
Um dia a senhoria do dito apartamento veio bater-me a porta a descompor-me porque eu nao tinha nada que andar a "vigiar" o casal O.O
Vim a descobrir que a rapariga do andar de cima faz o que faz porque é familiar da senhoria!!!
Sinceramente, ja nao sei o que fazer...


Retrato de ana.loira
Seg, 17/12/2012 - 20:50
ana.loira:
Membro desde: 24.05.2011

É fazer queixa à policia,eles nem precisam saber quem fez a queixa.

Retrato de margarid.a
Seg, 17/12/2012 - 20:50
margarid.a:
Membro desde: 22.01.2012

Olá!
Isso é de facto uma situação muito chata!! Só tens um remédio.. chamar a policia vezes sem conta até que parem com o barulho. Diz-me: a tua casa é tua ou alugada? Se for tua luta pelos teus direitos. Se for alugada...luta também mas sempre tens a hipotese de, no limite te mudares!
Obviamente que não é isso que queres (eu também não queria, era só o que faltava) mas se a rapariga é familiar da senhoria parece-me que irás ter uma longa "batalha"...
boa sorte!!!

Retrato de Bxuxas
Seg, 17/12/2012 - 21:04
Bxuxas:
Membro desde: 30.04.2012

Infelizmente tens uma guerra Sad
Podes voltar a apresentar queixa na PSP e se a casa está alugada, é saber se a senhoria tem a mesma efetivamente alugada, com contrato, etc.
Acho também, que deves comunicar por escrito com a senhoria e não com os arrendatários.
Não sei se a câmara municipal te pode ajudar.

Retrato de DMRM
Seg, 17/12/2012 - 22:04
DMRM:
Membro desde: 17.12.2012

O problema é que a casa é alugada, ou seja, nao posso fazer qualquer tipo de obras e o meu senhorio mora a por volta de 40kms de distancia e so cá vem quando o rei faz anos Sad
Quanto a chamar a policia, já chamei 2 vezes e das 2 vezes que aparecerem deram só um aviso ao casal e foram-se embora, por isso nao me parece que seja por aí...
Cartas... já as escrevi á senhoria do 9º, bem como á administração do condominio e até agora nada foi feito.

Retrato de NVanessa
Seg, 17/12/2012 - 23:54
NVanessa:
Membro desde: 27.02.2010
El_Lobo wrote:

Eu ia dizer para chamares a polícia porque estão a violar o Regulamento Geral do Ruído, mas bem sei que não adianta porque a polícia diz sempre que aparece, depois não vai lá ou se vai fica-se pelo aviso - não aplica coimas -, as pessoas param durante uns dias, depois voltam outra vez ao mesmo, se chamares a polícia outra já não volta lá e essas situações tornam-se infernais.

No entanto, o que faço a pessoas próximas e conhecidas é escrever uma carta de aviso a ameaçar com a instauração duma acção judicial, caso não cesse a ofensa dos direitos de personalidade...Uma vezes resulta, mas na maioria não...

Há fundamento legal para instaurar uma acção judicial, mormente uma acção de indemnização, baseado na violação e ofensa de direitos de personalidade, maxime do direito ao repouso, à tranquilidade e ao sono, que são aspectos do direito à integridade pessoal.
Isto pode parecer uma situação que não vai a lado nenhum, mas o certo é que há bastantes casos destes que foram para a frente, sendo que um caso mediático é o duma mulher que apanhou uma depressão à custa disto, durante um ano e picos de bastante barulho e pouco repouso chegando a dormir em pensões de Lisboa, sendo a outra parte obrigada a pagar-lhe 24 mil euros de indemnização, montante baixado pelo Supremo, que em primeira instância ficou fixado em 31 mil euros...

Pensei que tivesses parado de dar conselhos jurídicos aqui no fórum... Tongue

É por o mundo estar em vias de acabar, tal como diz a tua countdown? Grin Tongue

A autora do tópico que me desculpe mas não resisti.. My bad.. Anjo Eyelashes Eyelashes

Retrato de simplesmentemaria
Ter, 18/12/2012 - 09:04
simplesmentemaria:
Membro desde: 31.01.2012
El_Lobo wrote:

Eu ia dizer para chamares a polícia porque estão a violar o Regulamento Geral do Ruído, mas bem sei que não adianta porque a polícia diz sempre que aparece, depois não vai lá ou se vai fica-se pelo aviso - não aplica coimas -, as pessoas param durante uns dias, depois voltam outra vez ao mesmo, se chamares a polícia outra já não volta lá e essas situações tornam-se infernais.

No entanto, o que faço a pessoas próximas e conhecidas é escrever uma carta de aviso a ameaçar com a instauração duma acção judicial, caso não cesse a ofensa dos direitos de personalidade...Uma vezes resulta, mas na maioria não...

Há fundamento legal para instaurar uma acção judicial, mormente uma acção de indemnização, baseado na violação e ofensa de direitos de personalidade, maxime do direito ao repouso, à tranquilidade e ao sono, que são aspectos do direito à integridade pessoal.
Isto pode parecer uma situação que não vai a lado nenhum, mas o certo é que há bastantes casos destes que foram para a frente, sendo que um caso mediático é o duma mulher que apanhou uma depressão à custa disto, durante um ano e picos de bastante barulho e pouco repouso chegando a dormir em pensões de Lisboa, sendo a outra parte obrigada a pagar-lhe 24 mil euros de indemnização, montante baixado pelo Supremo, que em primeira instância ficou fixado em 31 mil euros...

Se eu soubesse disto não teria vendido a minha casa abaixo do preço de mercado e ainda teria recebido uma indeminização choruda.

Na minha antiga casa na linha de Sintra tive uns vizinhos que faziam rave parties que começavam ás 17h de sexta e terminavam às 8h da manhã de 2ª feira. Eu grávida da minha filha tinha de ir passar os fins de semana ao parque de campismo!

Eu bem chamava a GNR que não aplicava coimas e apenas lhes chamava a atenção. Os izinhos baixavam o som até eles desparecerem da rua com o carro. A seguir aumentavam o volume do som para o dobro. Já para não falar da porrada que havia entre eles e miúdas nas escadas a chorar.

Foi o pior pesadelo da minha vida! Enquanto não saí de lá não descansei Smile

Maria

Retrato de simplesmentemaria
Ter, 18/12/2012 - 09:07
simplesmentemaria:
Membro desde: 31.01.2012
DMRM wrote:

O problema é que a casa é alugada, ou seja, nao posso fazer qualquer tipo de obras e o meu senhorio mora a por volta de 40kms de distancia e so cá vem quando o rei faz anos Sad
Quanto a chamar a policia, já chamei 2 vezes e das 2 vezes que aparecerem deram só um aviso ao casal e foram-se embora, por isso nao me parece que seja por aí...
Cartas... já as escrevi á senhoria do 9º, bem como á administração do condominio e até agora nada foi feito.

Eu sei o que isso é e não te querendo desanimar acho que isso não vai ter solução se os teus vizinhos não são civilizados.

Queres um conselho? Muda-te para outro apartamento. Infelizmente é assim: quem está mal é que tem de se mudar....

Boa sorte! Smile

Maria

Retrato de NVanessa
Qua, 19/12/2012 - 00:32
NVanessa:
Membro desde: 27.02.2010
El_Lobo wrote:
NVanessa wrote:

Pensei que tivesses parado de dar conselhos jurídicos aqui no fórum... Tongue

É por o mundo estar em vias de acabar, tal como diz a tua countdown? Grin Tongue

A autora do tópico que me desculpe mas não resisti.. My bad.. Anjo Eyelashes ;;)

Já me vens chatear... Silly Laughing

Claro, quero ver se ainda faço boas acções e me consigo livrar do inferno, mas não me parece. Silly

Também...perdido por um perdido por mil. :))

Smile

Retrato de Liliana_Paulo
Qua, 11/05/2016 - 16:04
Liliana_Paulo:
Membro desde: 19.11.2008

Olá boa tarde,

Sei que este tópico foi iniciado em 2012, mas acontece que comprei casa em 2013 e ainda não sei concretamente quem são todos os meus vizinhos, alguns cruzo-me bastantes vezes e até falamos mas outros nem por isso, por demasiadas razões e que não interessam quais.

Acontece que, os meus vizinhos do andar de cima (não os conheço e parecem-me ser jovens e com as hormonas no auge), lembram-se que, durante a noite em que é a nossa hora de descanso (para quem tem filhos pequenos, como eu e o meu marido), precisamos de descansar e é quando começam a fazer os tais barulhos nocturnos.

Não é que eu veja mal algum no que eles fazem ou deixam de fazer além que isso não me incomoda minimamente. O que realmente me incomoda é que eles não saibam respeitar as outras pessoas, fazendo o barulho que bem lhes apetece no acto sexual. Até acho muito bem eles terem uma vida sexual activa. Nada contra. Acontece que, o que não posso permitir é que isso incomode e prejudique com os nossos sonos, uma vez que, os meus filhos já acordaram por volta das 2:30 da manhã com esses barulhos e sobressaltados. Isso acho absurdo.

Agora, peço que me ajudem a contornar esta situação e o que acham o que devo fazer, porque uma vez que não sei quem são, pensei em identificar-me e escrever uma carta a pedir civilizadamente que esses barulhos deixem de ser transmitidos.

Eu, muitas vezes rio-me com esta situação ao falar com o meu marido, mas tem sido constantemente e tenho que agir porque os meus filhos não podem ser penalizados.

Acham que estou errada? Dêem-me as vossas sugestões, por favor.

Retrato de Sofia 9
Dom, 24/07/2016 - 16:44
Sofia 9:
Membro desde: 10.01.2011

...

Post