viver com depressão "and deal with it" | Page 5 | A Nossa Vida
163 entradas / 0 new
Última entrada
Retrato de ana123
Qui, 16/06/2011 - 00:19
ana123:
Membro desde: 03.04.2011
sibilla wrote:
khadija wrote:

Não li os milhentos comentários que aqui estão, por isso não sei se me vou repetir ou não mas aqui vai uma opinião:

Vai a um medium de confiança ou espirita, se não tens razões para estar deprimida e estás, isso são "coisas negras inexplicáveis" e nao vale a pena entupires-te de medicamentos, acredita!!
Se não acreditas, então não vais viver, vais sobrevivendo...
E deixo a mensagem para todas que sofrem do mm sem razão aparente!!

De facto, com a má sorte com que estou esta semana, deve ser coisa de espíritos mesmo Rolling
O namorado longe e em risco de não acabar o curso, um assalto, o meu pai no hospital. Sai, macumba! Wink

Nhé, desde que comecei a dormir 8 horas seguidas comecei a ser mais forte. Acho que o psiquiatra sai mais baratinho e está a resultar muito bem Smile Obrigada.

Ps. Mas se souberes de dicas para acabar com a má sorte...

Já reparei que quando se fala em depressão, aparecem logo uns quantas soluções "espirituais", "mediúnicas" e outras terapias alternativas, que tentam contrariar ou explicar o fracasso das já existentes.
Se há coisa que não acredito, é em sessões mediúnicas, feitiços, simpatias, e todo o tipo de magiazitas. Mas se me provassem que são realmente confiáveis e que resultam, até ficaria contente. Resolveriamos os problemas mais facilmente.

Retrato de khadija
Qui, 16/06/2011 - 11:59
khadija:
Membro desde: 02.06.2011
ana123 wrote:
sibilla wrote:
khadija wrote:

Não li os milhentos comentários que aqui estão, por isso não sei se me vou repetir ou não mas aqui vai uma opinião:

Vai a um medium de confiança ou espirita, se não tens razões para estar deprimida e estás, isso são "coisas negras inexplicáveis" e nao vale a pena entupires-te de medicamentos, acredita!!
Se não acreditas, então não vais viver, vais sobrevivendo...
E deixo a mensagem para todas que sofrem do mm sem razão aparente!!

De facto, com a má sorte com que estou esta semana, deve ser coisa de espíritos mesmo Rolling
O namorado longe e em risco de não acabar o curso, um assalto, o meu pai no hospital. Sai, macumba! Wink

Nhé, desde que comecei a dormir 8 horas seguidas comecei a ser mais forte. Acho que o psiquiatra sai mais baratinho e está a resultar muito bem Smile Obrigada.

Ps. Mas se souberes de dicas para acabar com a má sorte...

Já reparei que quando se fala em depressão, aparecem logo uns quantas soluções "espirituais", "mediúnicas" e outras terapias alternativas, que tentam contrariar ou explicar o fracasso das já existentes.
Se há coisa que não acredito, é em sessões mediúnicas, feitiços, simpatias, e todo o tipo de magiazitas. Mas se me provassem que são realmente confiáveis e que resultam, até ficaria contente. Resolveriamos os problemas mais facilmente.

Cada um é livre de escolher o seu tratamento...
Se não acreditam é porque vos falta certas vivências pelas quais as pessoas que acreditam viram com os próprios olhos...ou então foram a sitios impróprios.
Portanto fiquem sossegadinhas na ignorância, tb é bom:))
Olhos que não vêem, coração não sente:)
As farmácias agradecem:)) Ah mas não se esqueçam que os anti-depressivos engordammm e muito, depois ficam com 2 problemas, o da cabeça e o da gordura, a farmácia continua agradecer..
Boa sorte!!

Retrato de ana123
Qui, 16/06/2011 - 13:47
ana123:
Membro desde: 03.04.2011
khadija wrote:
ana123 wrote:
sibilla wrote:
khadija wrote:

Não li os milhentos comentários que aqui estão, por isso não sei se me vou repetir ou não mas aqui vai uma opinião:

Vai a um medium de confiança ou espirita, se não tens razões para estar deprimida e estás, isso são "coisas negras inexplicáveis" e nao vale a pena entupires-te de medicamentos, acredita!!
Se não acreditas, então não vais viver, vais sobrevivendo...
E deixo a mensagem para todas que sofrem do mm sem razão aparente!!

De facto, com a má sorte com que estou esta semana, deve ser coisa de espíritos mesmo Rolling
O namorado longe e em risco de não acabar o curso, um assalto, o meu pai no hospital. Sai, macumba! Wink

Nhé, desde que comecei a dormir 8 horas seguidas comecei a ser mais forte. Acho que o psiquiatra sai mais baratinho e está a resultar muito bem Smile Obrigada.

Ps. Mas se souberes de dicas para acabar com a má sorte...

Já reparei que quando se fala em depressão, aparecem logo uns quantas soluções "espirituais", "mediúnicas" e outras terapias alternativas, que tentam contrariar ou explicar o fracasso das já existentes.
Se há coisa que não acredito, é em sessões mediúnicas, feitiços, simpatias, e todo o tipo de magiazitas. Mas se me provassem que são realmente confiáveis e que resultam, até ficaria contente. Resolveriamos os problemas mais facilmente.

Cada um é livre de escolher o seu tratamento...
Se não acreditam é porque vos falta certas vivências pelas quais as pessoas que acreditam viram com os próprios olhos...ou então foram a sitios impróprios.
Portanto fiquem sossegadinhas na ignorância, tb é bom:))
Olhos que não vêem, coração não sente:)
As farmácias agradecem:)) Ah mas não se esqueçam que os anti-depressivos engordammm e muito, depois ficam com 2 problemas, o da cabeça e o da gordura, a farmácia continua agradecer..
Boa sorte!!

Voltamos ao mesmo tema das crenças, isto já parece é uma bola de neve. Crenças cada um tem as suas, cada um é livre de acreditar naquilo que quer. Acho que não tens o direito de chamar ignorante a quem não acredita no que tu acreditas, corres o risco de levar também com o mesmo apelido, de ignorante.

Não sei sinceramente o que é que as médiuns têm a ver com depressão e não gosto desta moda de ir à "bruxa" procurar as soluções para todos os problemas, como se lá fosse acontecer um milagre. As pessoas têm que tentar perceber quais são os motivos que causam a depressão e tentar contorná-los, enquanto não o fizerem, podem passar a vida inteira em bruxas.
Termino dizendo que tens que ser muito prudente nesse conselho que fazes, pois o que não falta aí é uma série de charlatões e charlatonas, que prometem mundos e fundos com rezas e velinhas, e nem sabem o que estão a fazer.

Retrato de angel.espiritualidade
Qui, 16/06/2011 - 15:05
angel.espiritualidade:
Membro desde: 14.04.2011
khadija wrote:

(...) e nao vale a pena entupires-te de medicamentos, acredita!!
Se não acreditas, então não vais viver, vais sobrevivendo...

Concordo.

sibilla wrote:

Só se gozou com as crenças do angel porque ele foi estupidamente agressivo quando disse ser estúpido ir à missa e ser melhor ler coisas da Alexandra Solnado. Apenas e só.

Eu não tenho crenças. Limito-me a constatar algumas coisas que me parecem óbvias. E estou sempre pronto a mudar de opinião se houver motivos para tal.

Ninguém aqui opinou "ser estúpido ir à missa" (uma tal opinião seria realmente estúpida). Eu acho que não é útil, e exprimi essa opinião claramente :

angel.epsiritualidade wrote:

É por isso que ir à missa todos os Domingos não ajuda muito, realmente. A única utilidade desta ida semanal à missa seria a pessoa sentar-se na igreja e conseguir estar consigo própria, sentir o seu corpo, sentir as suas emoções, prescindir das defesas e abrir o seu ser à mudança. Em vez disto, na igreja temos que ouvir discursos enfadonhos, temos que nos levantar e ajoelhar e sentar outra vez sempre que nos mandam. Mais útil seria a pessoa ir a um jardim público todos os Domingos, pois aí poderá encontrar alguma quietude.

"Não ajudar muito" é bastante diferente de "ser estúpido". E as informações que ressaltam das mensagens da Sibilla parecem confirmar que a comunhão e a confissão não ajudam muito.

sibilla wrote:

Ps. Mas se souberes de dicas para acabar com a má sorte...

Se não gosta dos acontecimentos que atraiu, experimente mudar a energia que emana. Pode começar por ler as suas próprias mensagens anteriores, tentar sentir a energia que elas emanam.

E não desista do yoga.

Retrato de Catarina Neves
Qui, 16/06/2011 - 15:36
Catarina Neves:
Membro desde: 06.05.2008
khadija wrote:

Cada um é livre de escolher o seu tratamento...
Se não acreditam é porque vos falta certas vivências pelas quais as pessoas que acreditam viram com os próprios olhos...ou então foram a sitios impróprios.
Portanto fiquem sossegadinhas na ignorância, tb é bom:))
Olhos que não vêem, coração não sente:)
As farmácias agradecem:)) Ah mas não se esqueçam que os anti-depressivos engordammm e muito, depois ficam com 2 problemas, o da cabeça e o da gordura, a farmácia continua agradecer..
Boa sorte!!

Se te deres ao trabalho de ler todos os comentários, vais perceber que eu, por exemplo, uso e abuso das terapias complementares e, imagina tu, até tenho uma loja "mística" (onde lido com terapias e sessões que abrangem várias abordagens) Wink

Se leres atentamente, percebes também, que já lidei com duas depressões gravíssimas Smile E, espanta-te lá, devo ser um milagre da natureza Wink Emagreci com a medicação Wink Ainda a este propósito faço-te uma pergunta: é preferível ser magra e DOENTE, ou um bocadito mais pesadita e ser saudável? Não confundam as coisas.

É errado e desumano dizerem a alguém que tem depressão diagnosticada, para se tratar com um medium Wink Aliás, mediuns somos todos nós, porque todos somos canalizadores de energia Wink Não há ninguém acima de ninguém Wink Apenas há quem se dedique mais à prática espiritual Wink

Retrato de sibilla
Qui, 16/06/2011 - 17:08
sibilla:
Membro desde: 03.11.2010
angel.espiritualidade wrote:

Se não gosta dos acontecimentos que atraiu, experimente mudar a energia que emana. Pode começar por ler as suas próprias mensagens anteriores, tentar sentir a energia que elas emanam.

Só isso. LOL. Porque shit happens for a reason, não é? Deve ser por isso que na Índia se nasce em castas. Ou como se diz em português, se Deus te marcou, algum mal te achou.

Ah, quanto ao resto, não sei com que direito diz que a confissão e a comunhão não me ajudam quando afirmo precisamente o contrário. Deve ver ao longe. Ou melhor, deve ler muito nas entrelinhas. Sabe que ler muito além do texto é tão errado como ler muito aquém. Se fosse meu aluno, estava chumbado. Não estique o texto dos outros para eles dizerem o que lhe apetece que eles digam, por favor. Insulta os outros e a si.

Finalmente, a sério, IRONIA diz-vos alguma coisa?! Não, não vou à bruxa, só porque tive algum azar nesta semana. Estava a ser irónica. Rollingeyes

E também não vou à bruxa para não tomar a medicação que o meu MÉDICO PSIQUIATRA me prescreveu. Eu recomendava uma consulta é a quem gosta muito dessas coisas do além e vem cheia de teorias da conspiração contra as farmacêuticas e afins. Não tarda muito e estão a enrolar papel de alumínio na cabeça.

Ps. E não engordei um grama Smile Até porque o meu médico sabe que não me pode "amortecer" muito porque o meu trabalho é eminentemente intelectual, daí que demore mais a tratar.

If you don't like my peaches, baby, why do you shake my tree?

Retrato de Ideia
Qui, 16/06/2011 - 21:52
Ideia:
Membro desde: 10.07.2010

khadija wrote:
As farmácias agradecem:)) Ah mas não se esqueçam que os anti-depressivos engordammm e muito, depois ficam com 2 problemas, o da cabeça e o da gordura, a farmácia continua agradecer..
Boa sorte!!

O meu emagrece, será que tenho algum problema?

Sibilla Sigo o tópico desde o inicio, e revejo-me em quase todas as tuas mensagens.
Estou em tratamento há algum (não muito) tempo e nunca deixei nenhuma mensagem porque o tópico descambou rapidamente e uma das coisas que estou a mudar é o chatear-me com coisas menos importantes O outro motivo é que anda aqui quem saiba quem sou, e apesar de não esconder nada da minha vida, há coisas que gosto de escolher com quem partilho (ou não partilho)

Vou ressalvar que o meu problema não começou por ser nenhuma depressão, mas uma ansiedade que dominou o meu corpo, trazendo com ela a urticaria crónica, a psoríase, a dispareunia e os ataques de pânico. Entre outras coisas. Enquanto fomos procurando razões físicas foram aparecendo estas coisas. Até que finalmente nos rendemos às evidências de que a ajuda que precisava era psiquiátrica. E todos os motivos de ansiedade, misturados com a situação física em que me encontrava, já tinham dado origem também a uma depressão.

Tivesse procurado a ajuda certa mais cedo, e provavelmente não tinha chegado aqui

Bem, isto para dizer que todas as manhãs faço questão de tentar arrastar-me para fora da cama, faço o pequeno almoço para mim e para o meu gaijo, e tomo a medicação da manhã. Tento dizer-me a mim própria que posso voltar para a cama depois disto. Ligo o rádio numa daquelas rádios mexidas e com gente a falar animadamente, e normalmente quando ele sai já não quero voltar para a cama.

Claro que às vezes corre mal, às vezes volto mesmo. Outras vezes nem chego a sair. Tomo a medicação para a urticaria à noite, e de manha ainda me sinto como se me tivesse passado um camião por cima. Mas, dia após dia, entre sessões de psicoterapia e exercícios de respiração, comprimidos, e outras coisas como o yoga e o exercício, vejo que estou muito melhor.

Mas claro, o melhor conselho que tenho a partilhar contigo não é a persistência, nem a força de vontade, não é sequer "um dia após o outro" e que nunca deixes de tomar a medicação só porque te possa parecer que estás medicada demais (retrocedi bastante com essa ideia maravilhosa #o). O melhor conselho que tenho é que vás à bruxa :B.

Bem, vou continuar aqui a ler-vos e a mandar umas postas de pescada de vez em quando

Retrato de Catarina Neves
Qui, 16/06/2011 - 22:51
Catarina Neves:
Membro desde: 06.05.2008

Clap Clap Clap

Força Wink

A minha primeira depressão, resultou de um problema não diagnosticado logo aos 8/12 anos (quando andei numa neurologista). O problema era tão somente: hiperactividade Wink Descambou de tal maneira que, aos 20 (creio. lololl faço os possíveis por seguir em frente e, por vezes, baralho-me nestas contas), parecia literalmente um "autista". Wink

Nenhuma das bruxas com que lido me disse que era "uma coisa má" que andava a pairar sobre mim Wink Será que as devo processar? Wink

Retrato de khadija
Sex, 17/06/2011 - 11:37
khadija:
Membro desde: 02.06.2011

Ver a seguir..

Retrato de khadija
Sex, 17/06/2011 - 13:58
khadija:
Membro desde: 02.06.2011

khadija wrote: Bom dia meninas!!
Vamos lá esclarecer coisas. Primeiro adoro o vosso sentido de humor!!:)
Eu não vou para a bruxa por tudo e por nada..eu sou a BRUXA...lol
Bem, falando sério, há coisas que se sentem mas eu tenho poder sensitivo para isso que não vou explicar aqui porque iria criar ainda mais discussão e o vosso sentido de humor anda mt apurado:))
Mas tenho outras soluções, porque como algumas já disseram aqui, "ai se eu soubesse ..tinha logo ido desde o inicio ..bláblá.." com isto quero salientar q nem sp é o k pensam q é!! Cada caso é um caso e há que tentar descobrir qual a origem. E não, as bruxas, as rezinhas não são solução para tudo sabem porquê?? Nós temos um cérebro que algumas pessoas só o sabem usar 20% quando ele dá 100..
Querem outras hipoteses eu dou:
Reiki, yoga, e ler muito sobre o poder da mente..querem um livro eu digo: "Como usar o poder da mente para desenvolver a sua auto-confiança e auto-estima" ou " como usar o poder da mente para ultrapassar o medo e ansiedade" ou " Como usar o poder da mente para enriquecer a sua vida" por Dr. Joseph Murphy. .Mas ainda há outros por aí como por ex: Augusto Cury.. é só procurar.. Ou então leiam na net, existe imensa coisa que vos ajudará:
http://www.opoderdamente.com
Devemos abrir os nossos horizontes e procurar sp alternativas..
Devemos olhar para dentro de nós e procurar o que nos faria feliz, olhar no espelho todos os dias e gostar do que vemos, gostar de nós acima de tudo...Os nossos pensamentos e sentimentos criam o nosso destino..A nossa mente determina a nossa realidade. Basta pensar na doença para ficarmos doentes, basta pensar na felicidade para ser feliz!!! Nós temos o poder de controlar aquilo que entra na nossa mente..Leiam e verão que descobrirão coisas fantásticas!
Beijinhos

Retrato de angel.espiritualidade
Dom, 19/06/2011 - 00:39
angel.espiritualidade:
Membro desde: 14.04.2011
khadija wrote:

Devemos abrir os nossos horizontes e procurar sp alternativas. Devemos olhar para dentro de nós e procurar o que nos faria feliz, olhar no espelho todos os dias e gostar do que vemos, gostar de nós acima de tudo... Os nossos pensamentos e sentimentos criam o nosso destino.

Concordo.

Retrato de angel.espiritualidade
Dom, 19/06/2011 - 23:33
angel.espiritualidade:
Membro desde: 14.04.2011
sibilla wrote:

(...) não sei com que direito diz que (...)

Sabe, Sibilla, eu acho que você está no caminho certo para libertar-se do seu "lado negro", como você lhe chama. Já lhe tinha dito isso anteriormente, mas a sua opção de conjugar agora os verbos à terceira pessoa em vez da segunda vem reforçar essa minha impressão. Acho que esse é um imenso passo para a frente. Desejo-lhe coragem para continuar neste caminho. Coragem conjugada com a dose certa de humildade.

sibilla wrote:

Se fosse meu aluno, estava chumbado.

Bem, disso não tenho dúvida. Aliás, eu nunca fui um aluno brilhante, sempre fui demasiado "rebelde".

Retrato de sibilla
Dom, 19/06/2011 - 23:58
sibilla:
Membro desde: 03.11.2010

Trato-o na 3ª pessoa porque é assim que o angel se dirige a toda a gente.

E caí em cima de si e da kadijha porque é um PERIGO virem para aqui falar de bruxedos como "cura" para a depressão quando este fórum é público e acessível a milhares - até milhões - de pessoas menos informadas, fragilizadas por uma doença mental muito incompreendida.

O lado negro, como eu e a generalidade das pessoas com depressão descrevem, está evidentemente a ser combatido. Com perseverança, com o acompanhamento médico adequado.

Aconselhar pessoas com doenças mentais graves a irem ao bruxo é quase um crime. Como dizer a quem tem epilepsia que precisa é de banhos de água benta e um exorcista. Ou como dizer a um esquizofrénico que na verdade ele anda a ver espíritos do além e como tal não precisa de ir a um médico.

As crenças das pessoas só devem ser usadas APENAS E QUANDO ajudarem de facto. Aconselhar seja que terapia "alternativa" for em detrimento de um médico só coloca a credibilidade de quem dá tal conselho em causa. Como aqueles casos de pessoas que dizem poder curar o cancro com rezas e ervinhas.

Ps. Conheço uma senhora que é bruxa. E vi-a agir correctamente perante uma pessoa que sofre de ciúmes doentios - uma psicose, mesmo. A dita senhora simplesmente disse que não lhe pode resolver nada, que a pessoa ciumenta precisa de facto de um médico. Creio que isso é a diferença entre ser consciente e ser obcecado com aquilo em que se crê.

If you don't like my peaches, baby, why do you shake my tree?

Retrato de Catarina Neves
Seg, 20/06/2011 - 00:29
Catarina Neves:
Membro desde: 06.05.2008

... com problemas de saúde, se cruze muitas vezes com obcecados pela "energia", pela "luz", pelas "sessões de auto-estima", pelas "limpezas", etc.

Ainda bem que tive Mestres extraordinários Wink Ainda bem que todos eles têm, como princípio fundamental, o respeito pelo Ser Humano e a clareza mental para perceberem o que é doença e o que é "outra coisa" Wink

Que abençoada sou, por preferir que saiam da minha loja a pensar que não percebo nada disto, quando lhes digo que é preciso consultarem um médico em vez de tarot e afins Wink

Retrato de sibilla
Seg, 20/06/2011 - 00:37
sibilla:
Membro desde: 03.11.2010
Catarina Neves wrote:

... com problemas de saúde, se cruze muitas vezes com obcecados pela "energia", pela "luz", pelas "sessões de auto-estima", pelas "limpezas", etc.

Ainda bem que tive Mestres extraordinários Wink Ainda bem que todos eles têm, como princípio fundamental, o respeito pelo Ser Humano e a clareza mental para perceberem o que é doença e o que é "outra coisa" Wink

Que abençoada sou, por preferir que saiam da minha loja a pensar que não percebo nada disto, quando lhes digo que é preciso consultarem um médico em vez de tarot e afins ;)

Porque há muito disso. Vi uma "profissional" agir como dizes, e fiquei bastante satisfeita.
Infelizmente, não é o que mais se vê.

If you don't like my peaches, baby, why do you shake my tree?

Retrato de Darlinha
Seg, 20/06/2011 - 02:18
Darlinha:
Membro desde: 04.09.2009
khadija wrote:
khadija wrote:

Bom dia meninas!!
Vamos lá esclarecer coisas. Primeiro adoro o vosso sentido de humor!!:)
Eu não vou para a bruxa por tudo e por nada..eu sou a BRUXA...lol
Bem, falando sério, há coisas que se sentem mas eu tenho poder sensitivo para isso que não vou explicar aqui porque iria criar ainda mais discussão e o vosso sentido de humor anda mt apurado:))
Mas tenho outras soluções, porque como algumas já disseram aqui, "ai se eu soubesse ..tinha logo ido desde o inicio ..bláblá.." com isto quero salientar q nem sp é o k pensam q é!! Cada caso é um caso e há que tentar descobrir qual a origem. E não, as bruxas, as rezinhas não são solução para tudo sabem porquê?? Nós temos um cérebro que algumas pessoas só o sabem usar 20% quando ele dá 100..
Querem outras hipoteses eu dou:
Reiki, yoga, e ler muito sobre o poder da mente..querem um livro eu digo: "Como usar o poder da mente para desenvolver a sua auto-confiança e auto-estima" ou " como usar o poder da mente para ultrapassar o medo e ansiedade" ou " Como usar o poder da mente para enriquecer a sua vida" por Dr. Joseph Murphy. .Mas ainda há outros por aí como por ex: Augusto Cury.. é só procurar.. Ou então leiam na net, existe imensa coisa que vos ajudará:
http://www.opoderdamente.com
Devemos abrir os nossos horizontes e procurar sp alternativas..
Devemos olhar para dentro de nós e procurar o que nos faria feliz, olhar no espelho todos os dias e gostar do que vemos, gostar de nós acima de tudo...Os nossos pensamentos e sentimentos criam o nosso destino..A nossa mente determina a nossa realidade. Basta pensar na doença para ficarmos doentes, basta pensar na felicidade para ser feliz!!! Nós temos o poder de controlar aquilo que entra na nossa mente..Leiam e verão que descobrirão coisas fantásticas!
Beijinhos

Nós usamos o nosso cérebro todo. Não há parte nenhuma que esteja aqui sem fazer nada.

Retrato de angel.espiritualidade
Ter, 21/06/2011 - 12:38
angel.espiritualidade:
Membro desde: 14.04.2011

sibilla wrote: Trato-o na 3ª pessoa porque é assim que o angel se dirige a toda a gente.

Precisamente, esta mudança de tom nas suas mensagens representa, a meu ver, um avanço extremamente positivo.

sibilla wrote: E caí em cima de si e da kadijha porque é um PERIGO virem para aqui falar de bruxedos como "cura" para a depressão quando este fórum é público e acessível a milhares - até milhões - de pessoas menos informadas, fragilizadas por uma doença mental muito incompreendida.

Os meus conselhos são os mesmos, quer esteja a falar com uma única pessoa ou com milhares. Nós temos a responsabilidade última para qualquer substância que introduzimos no nosso corpo. Não prescindam dessa responsabilidade; usem prudência e discernimento. Consultar médicos ? Com certeza, até mais do que um. Mas passem tudo pelo filtro da vossa análise crítica, usem a cabeça e o coração. Considerem possíveis alternativas: consultas de psicologia, meditação, yoga, limpezas espirituais, ou outras.

A propósito, os meus conselhos também devem ser filtrados pela análise crítica dos leitores.

sibilla wrote: O lado negro, como eu e a generalidade das pessoas com depressão descrevem, está evidentemente a ser combatido. Com perseverança, com o acompanhamento médico adequado.

Uma actividade lúdica como a dança pode ajudar. Recomendo os Alunos de Apolo, mas obviamente há muitas outras escolas boas de dança.
http://www.alunosdeapolo.com/

Retrato de angel.espiritualidade
Ter, 21/06/2011 - 12:40
angel.espiritualidade:
Membro desde: 14.04.2011
sibilla wrote:

Porque shit happens for a reason, não é? Deve ser por isso que na Índia se nasce em castas. Ou como se diz em português, se Deus te marcou, algum mal te achou.

A sua objecção parece-me legítima; está baseada em lógica e bom senso.

Mas eu proponho-lhe um outro exercício de lógica, se me permite.

Admitamos que todos nós queremos ser felizes, e que gostaríamos que os outros seres humanos vivessem também em paz, harmonia e felicidade. É um ideal que todos nós partilhamos (parece-me uma hipótese razoável). Nessa hipótese, consideremos duas situações.

A pessoa A está muito preocupada com as injustiças que vê, seja por ser testemunha directa, seja porque vê na televisão ou noutros meios informativos. Esta pessoa gostaria de ajudar os outros, gostaria de acabar com as injustiças de todas as naturezas. Preocupa-se com as crianças que nascem em castas na Índia, preocupa-se com as vítimas da violência doméstica, preocupa-se com a pobreza na África, etc. O seu desejo de justiça é tão forte que fica nervosa, irritada, quando vê que não consegue eliminar as injustiças. Fica ainda mais irritada quando vê que nem todos olham para os mesmos problemas da mesma maneira. Acha-os ignorantes, e a ignorância deles ofende-a. Assim, fica deprimida; oscila, como dizia a inezitah, entre momentos de pura alegria (se bem que não tão frequentes) e outros de total depressão. É infeliz, e sendo infeliz é-lhe impossível transmitir felicidade às pessoas que a rodeiam.

A pessoa B opta por uma abordagem diferente. Decide preocupar-se com os seus próximos. As crianças que nascem na Índia não lhe são próximas, nem as mulheres que aparecem no noticiário por terem sido maltratadas pelo marido. Por isso, apesar de se sentir solidário com as vítimas em geral, não se preocupa muito com este assunto, não investe muita energia emocional nisso. A pessoa B decide que "próximos" são as pessoas com quem ela convive (familiares, amigos, colegas, até bichos de estimação) ou com quem ela consegue comunicar, quanto mais não seja por telefone ou internet. E investe a sua energia emocional nestas pessoas "próximas". Mais importante que tudo: decide que a pessoa que lhe é mais próxima é ela própria. Por isso, a pessoa B preocupa-se em primeiro lugar consigo própria, com o seu próprio bem-estar, físico, mental e emocional. Ao agir assim, fica normalmente bem-disposta, consegue transmitir amor e alegria aos que a rodeiam. Dificilmente fica ofendida, pois como ela criou sozinha as regras da sua vida aceita perfeitamente que outros possam ter outra definição de "próximo" ou simplesmente outra abordagem da vida.

Qual destas duas pessoas contribui mais para o ideal de felicidade e harmonia globais ?

Retrato de angel.espiritualidade
Ter, 21/06/2011 - 12:41
angel.espiritualidade:
Membro desde: 14.04.2011
sibilla wrote:

Porque shit happens for a reason, não é? Deve ser por isso que na Índia se nasce em castas. Ou como se diz em português, se Deus te marcou, algum mal te achou.

Para além do exercício de lógica proposto na minha mensagem anterior, acho que a seguinte observação é pertinente.

Tenho amigos que visitaram zonas extremamente pobres da Ásia (eu nunca estive na Ásia). Contam uma coisa espantosa: quanto mais pobres são as pessoas, mais leve é o seu ánimo e maior é o seu sorriso. É fácil de reparar que em Portugal as pessoas que se veêm na rua não sorriem. Estive noutros países da Europa, e nos Estados Unidos, e reparei a mesma coisa. As pessoas estão, durante a maior parte do tempo, tristonhas ou preocupadas. Não sorriem. Os brasileiros fogem um pouco a essa regra.

Talvez uma criança pobre na Ásia seja mais feliz do que o filho duma pessoa rica algures na Europa, que nunca aprendeu o que é a alegria de viver. Talvez a felicidade não dependa tanto das posses materiais ou da posição social.

Retrato de blue_sky
Qua, 29/06/2011 - 15:53
blue_sky:
Membro desde: 12.10.2010

Olá,

Descobri hoje este tópico e junto-me ao grupo... Sad

A minha depressão manifesta-se sobretudo ao domingo à noite, quando sei que vem aí mais uma horrível semana de trabalho... Worried

Como combater estes sentimentos avassaladores? Sad

Retrato de Eu ele e o pinheirito
Sex, 01/07/2011 - 14:21
Eu ele e o pinheirito:
Membro desde: 04.03.2009
Catarina Neves wrote:

Tenho um amigo, que tinha no DVD do quarto, os episódios dos Gato Fedorento Wink Como ele dizia: "ainda não me levantei da cama e já estou a chorar a rir" Wink

Eu, por exemplo, tenho no meu ambiente de trabalho, este "apanhado" do Herman (que posso ver vezes sem conta e achar que tem a mesma piada)

Smile
Catarina, esse vídeo (brilhante) do Herman funciona para ti como este funciona para mim (lembrei-me dele agora que o postei noutro tópico):

http://www.youtube.com/watch?v=H0id7wQdTiQ

Don't be sad because of people. They will all die.

Retrato de angel.espiritualidade
Sex, 01/07/2011 - 20:43
angel.espiritualidade:
Membro desde: 14.04.2011
blue_sky wrote:

A minha depressão manifesta-se sobretudo ao domingo à noite, quando sei que vem aí mais uma horrível semana de trabalho... Worried

Como combater estes sentimentos avassaladores? :(

É preciso distinguir entre depressão e momentos de tristeza ou de ansiedade. No seu caso, parece-me que não se trata de depressão mas dum mau relacionamento com o emprego.

Eckhart Tolle diz que a pessoa deve fazer qualquer actividade com aceitação ou com alegria ou com entusiasmo. Se você não consegue ir ao trabalho com um destes sentimentos (aceitação, alegria ou entusiasmo) então é melhor questionar-se muito seriamente se está no emprego certo. Ou talvez mudar algo na sua atitude para com o local ou os colegas de trabalho. Faça uma auto-análise e tente compreender o que está mal e o que pode mudar na sua relação com o emprego.

Retrato de Catarina Neves
Sex, 01/07/2011 - 21:29
Catarina Neves:
Membro desde: 06.05.2008
angel.espiritualidade wrote:
blue_sky wrote:

A minha depressão manifesta-se sobretudo ao domingo à noite, quando sei que vem aí mais uma horrível semana de trabalho... Worried

Como combater estes sentimentos avassaladores? :(

É preciso distinguir entre depressão e momentos de tristeza ou de ansiedade. No seu caso, parece-me que não se trata de depressão mas dum mau relacionamento com o emprego.

Eckhart Tolle diz que a pessoa deve fazer qualquer actividade com aceitação ou com alegria ou com entusiasmo. Se você não consegue ir ao trabalho com um destes sentimentos (aceitação, alegria ou entusiasmo) então é melhor questionar-se muito seriamente se está no emprego certo. Ou talvez mudar algo na sua atitude para com o local ou os colegas de trabalho. Faça uma auto-análise e tente compreender o que está mal e o que pode mudar na sua relação com o emprego.

... com que fica, peranta a aproximação de uma nova semana de trabalho PODE perfeitamente, provocar-lhe uma depressão, um esgotamento ou mesmo um avc.

Conheço BEM um caso de alguém que, chegado a Domingo, ficava com 40º de febre, cólicas, diarreia e com a tensão MUITO alta. Um dia... as coisas ficaram bem piores e teve um AVC.

Retrato de Catarina Neves
Retrato de sibilla
Sex, 01/07/2011 - 22:42
sibilla:
Membro desde: 03.11.2010
Catarina Neves wrote:

:D Grin :D

Com o meu pai gravemente doente, trabalho pelas orelhas, namorado longe durante um mês, ansiedade crítica, psiquiatra sem horários para consulta... e olha, pronto, calei a "voz negra" de uma penada.

No fundo tenho pena dela, coitada, autodestruiu-se. Porque no momento mais crítico teve a lata de me dizer que eu na verdade não gosto do meu pai e estou é à espera que ele morra. Apenas porque contemplei a possibilidade com a devida calma e sem pânico.

Girls, let's kick it! Wink

Ah, outra coisa: para os "sunday's blues" o ideal é tentar não fazer actividades muito cansativas nesse dia. Relaxar, passear num sítio calmo (nada de shoppings, a sério), e por exemplo tomar 1 refeição mais leve à noite e ver um filme. Esquecer o domingo. E depois tentar descontrair. O meu pai sofreu por 40 anos dessa depressão dominical, e embora sempre tenha sido um excelente profissional, a verdade é que à quantidade de problemas de saúde com que chegou á reforma, mais lhe valia ter tido mais calma e procurado mais ajuda.

Porque a ansiedade é um sintoma para muita coisa. Às vezes pode até ser por motivação física (por exemplo, fígado ou tiróide). E seja o que for, pode e deve ser tratada.

Ah, novidades do yoga: estou a gostar muito. Manipular bem o corpo em situações de esforço extremo mantendo a respiração serena ajuda a oxigenar bem o cérebro e como tal manter a lucidez. Aconselho vivamente Smile

If you don't like my peaches, baby, why do you shake my tree?

Retrato de blue_sky
Sáb, 02/07/2011 - 22:29
blue_sky:
Membro desde: 12.10.2010

Pois... realmente que eu não estou no emprego certo, já eu tinha percebido. Tenho tentado mudar, mas as coisas estão muito difíceis e simplesmente desempregar-me não é opção, por isso tenho de aguentar. Mas isto é uma faca de dois gumes: a situação provoca stress, ansiedade, tristeza, desmotivação, não consigo nem aguentar o que tenho, nem procurar algo melhor Sad

Mas obrigada pelas sugestões, eu vou tentar fazer algo mas calmo ao domingo, tentar esquecer que dia é, e sobretudo não exigir demasiado de mim própria ao fim-de-semana... como que para compensar a semana má e aproveitar bem o descanso, penso em mil coisas para fazer... e como não as consigo cumprir, lá vem frustração Sad

Retrato de sibilla
Seg, 29/08/2011 - 23:54
sibilla:
Membro desde: 03.11.2010

Hoje só preciso de abraços e chorar a ver se esta "escuridão" sai toda de uma vez :'( este fim de semana andei a armar-me em forte e a tentar estar bem sem medicação, hoje caiu-me tudo. Só espero acordar amanhã e conseguir sorrir. E já andava tão melhor...

If you don't like my peaches, baby, why do you shake my tree?

Retrato de fatima silva
Ter, 30/08/2011 - 13:18
fatima silva:
Membro desde: 01.05.2007

Força amiga.... Eu tb queria deixar a medicação mas sei perfeitamente se fizer tenho uma queda terrível!!!!
Muita força e não desistas!!!!
Beijo cheio de forçaaaaaaaaaaaaaaaa

Retrato de blue_sky
Ter, 30/08/2011 - 15:25
blue_sky:
Membro desde: 12.10.2010

Eu acho que não vale a pena tentarmos fugir da medicação... se precisamos dela sempre, que seja!!! Eu tentei fugir, dei-me mal, caí num poço tão fundo que pensava que não conseguia sair de lá. Voltei a tomar há um mês e meio e estou muito mais estável... se tiver de os tomar o resto da minha vida, que assim seja, pois não quero voltar ao que estava... bati mesmo no fundo...

Muita força sibilla!!! Não desistas da medicação... Hug

Retrato de sibilla
Ter, 30/08/2011 - 15:27
sibilla:
Membro desde: 03.11.2010

Tomei tudo ontem, mais o s.o.s. Hoje já estou incomparavelmente melhor Smile obrigada pela força. De facto não se pode MESMO brincar com isto...

If you don't like my peaches, baby, why do you shake my tree?

Post