Todos querem que aborte | A Nossa Vida

Todos querem que aborte

Retrato de tatygbee
27.04.2018 | 12:30
tatygbee:
Membro desde: 29.03.2016

Ola,
Tenho 22 anos e tou grávida de 6 semanas, vivo com o meu namorado mas de momento nenhum dos 2 tá a trabalhar, ele tá a tirar um curso a noite e só acaba daqui a quase 2 anos. Tanto ele, como a família dele e a minha falam todos em abortar, eu sei que não temos condições de criar a criança e que talvez seja melhor cortar o mal pela raiz do que trazer ao mundo uma criança que talvez não possa dar certas coisas como deveria...
Mas sinto que nao serei capaz de o fazer.
Não sei o que faça...
Todos dizem “é só tomares um comprimido e já está, isso ainda não é nada”
Mas pra mim não é assim tão simples


Retrato de Carla Leal
Sex, 27/04/2018 - 18:42
Carla Leal:
Membro desde: 21.10.2009

Não é só tomar um comprimido e já está. Pode-se ficar com sentimento de culpa a vida toda. Passei por isso 3 vezes pois o bebé parou de ter batimentos cardíacos e não se esquece. As vossas famílias não têm condições para ajudar?

Retrato de tatygbee
Sex, 27/04/2018 - 18:56
tatygbee:
Membro desde: 29.03.2016

Os pais dele dizem que não poderiam ajudar muito pq já tem outras coisas para pagar, o meu pai poderia ajudar um pouco talvez mas também não muito...

Retrato de Susaninha88
Sex, 11/05/2018 - 16:01
Susaninha88:
Membro desde: 23.10.2017

Embora essa decisão deva ser pensada em conjunto tu tens muito a dizer sobre ela. O meu conselho é que penses muito bem os prós e os contras de qualquer decisão que tomes.

Retrato de MOPA
Qua, 23/05/2018 - 11:16
MOPA:
Membro desde: 23.06.2015

Olá!
Podes ter o bébé e dar para adoção...

Retrato de joan_
Qua, 23/05/2018 - 11:29
joan_:
Membro desde: 08.07.2013

Olá... não faças isso. Se queres ter o bebé, não vás na conversa dos outros. Vai às consultas, fala com a tua médica. Penso que existem apoios para quem não tem condições financeiras, mesmo que seja pouco. Informa-te sobre isso.

Retrato de teixeira802
Qui, 21/06/2018 - 15:37
teixeira802:
Membro desde: 12.08.2014

isso é uma decisão só tua. esquece tudo e todos especialmente a parte financeira. queres ou não ter um filho ? se sim vai em frente, se não aborta.

Retrato de Road66
Qui, 28/06/2018 - 18:28
Road66:
Membro desde: 16.09.2013

Adoro ler estes comentários! Fantástico!
Vamos recapitular: 2 pessoas muito novas que nem trabalham, e tão cedo, pelo que percebi, não virão a trabalhar. A mulher porque obviamente vai estar grávida, ter o filho e apoio ao filho no próximo ano não trabalha. O homem porque está a tirar um curso e só daqui a 2 anos no minimo.
Portanto, rendimento a entrar: 0, zero, nada, nicles...
O filho vai precisar de comer, vestir, ir ao médico, medicamentos, brinquedos etc...
É justo imputar isso tudo a alguém? Ou seja, acham que a decisão cabe só, e apenas, à mãe como muitos apregoam?
Eu sou da opinião que, obviamente, se existirem condições, dever-se-á evitar o aborto, mas não existindo as condições minimas por parte dos pais, a decisão deverá passar pelos familiares e caso não existam condições, acho que não restam duvidas.

Retrato de Lonri
Qui, 28/06/2018 - 23:46
Lonri:
Membro desde: 23.03.2016

Olá tatygbee,
li os comentários acima e, antes de dar a minha opinião, quero partilhar contigo a história da amiga da minha irmã.
Essa rapariga engravidou aos 20, os médicos tinham-lhe dito que era estéril então ela deixou de tomar contraceção. Bem, logo se descobriu que não era. Ela namora um rapaz de idade semelhante, ele é militar então tem ordenado, não sei quanto. Ela ainda não trabalhava.
Agora ela tem 22 anos, o rapaz continua a trabalhar como militar mas é o único a entrar com dinheiro, ela tem muita dificuldade em arranjar emprego pois não tem muitas habilitações. Isso faz com que haja tensão e discussões entre os dois, ele sente que anda a ganhar dinheiro e que desaparece tudo rapidamente.
Para além disso, a mãe dela é muito presente na vida dos dois pois ajuda a tomar conta da criança, e muito. Esta é a história dela.

Agora, quanto à minha opinião: eu concordo muito com o Road66, acho que se se quer ter um filho então tem que haver condições e não acho justo agora a família ter que ajudar. A família não tem nada a ver com o facto de tu teres ficado grávida ou não, eles têm a vida deles. Imagina se fosse ao contrário, estares tu na tua vida e a tua irmã engravidar e agora de repente, olha, tens que a ajudar porque ela decidiu ter uma criança, não tem condições, mas é tua irmã então pronto, lá vais ajudar. Isso até pode resultar ao início mas vais ser dependente de outras pessoas e essas pessoas têm a vida delas...

Outra coisa que penso é que um filho muda tudo, olha essa rapariga que falei, a vida profissional dela dificilmente melhorará. Como é que ela vai conseguir ter um ordenado bom sem habilitações? Como é que vai ter habilitações quando tem uma filha para cuidar? Como é que vai ter estabilidade entre o namorado quando só ele é que ganha dinheiro? No teu caso nem tu nem o rapaz ganham dinheiro...pagam as coisas como? Com a ajuda dos pais? Até pode ser mas lá está, que vida é essa em que tens um filho mas tens que depender de pais, ajudas de não sei de onde, para o ter?

Tens tanto tempo, lá por teres engravidado não quer dizer que o tenhas que o ter. Eu acredito que abortar com consciência e maturidade é melhor do que ter um filho só por se deixar levar pelo lado emocional mas pronto, no fim de tudo a escolha é tua. Dir-te-ia só para pensares no que foi dito aqui, pores-te no lugar da tua família, pensares na tua relação, pensares no futuro a médio e longo prazo e depois tomar uma decisão madura e racional.

Desejo-te muita sorte!

Retrato de Road66
Sex, 29/06/2018 - 17:35
Road66:
Membro desde: 16.09.2013

É isto! É esta a minha posição em relação ao tema. Esquece o politicamente correto que anda aí a querer punir as pessoas, e toma uma decisão com maturidade. A decisão é tua sim, mas lembra-te que não és a unica afetada por ela.
Que corra tudo bem.

Retrato de tatygbee
Qui, 05/07/2018 - 01:21
tatygbee:
Membro desde: 29.03.2016

Olá a todos, sei que já passou algum tempo mas vim aqui apenas agradecer a todos pela ajuda.
Eu e o meu namorado decidimos que era melhor abortar e assim o fiz, custou? Custou! Tanto a nível psicológico como físico, mas como foi dito aqui não poderiamos dar muita coisa a esse filho e iria mudar drasticamente não só a minha vida e a do meu namorado como a dos nossos familiares e iria ser um ambiente instável para a criança também e não seria saudável.
Felizmente correu tudo bem!
Mais uma vez obrigada a todos!

Retrato de Road66
Qui, 05/07/2018 - 16:04
Road66:
Membro desde: 16.09.2013

Parabéns pela atitude! No entanto recomendo que faças sessões num psicólogo porque tipicamente este tipo de decisões deixa marcas...