Tese Mestrado | A Nossa Vida

Tese Mestrado

Retrato de Xanna
24.10.2008 | 10:34
Xanna:
Membro desde: 28.08.2008

Olá meninas!
Este tema não tem nada a ver com casamentos... a menos que estejam a tentar fazer as 2 coisas: organizar casamento e escrever uma tese?!

Eu iniciei o 2º ano do mestrado... e ando doida, não sei se estou simplemente desmotivada ou se é stress... só sei que me sento a ler artigos e passado 30 min estou farta, sento-me a frente do pc a tentar escrever, ao fim de 10 min desisto, distraio-me com tudo e penso " amanhã vou concentrar-me, amanhã vou fazer noitada, ainda há tempo..."

Eu sei que dá trabalho, eu sei que no fim é gratificante mas por ora apetecia-me sair do trabalho, ir ao ginasio, sair com os amigos ou simplemente não fazer nada! Acho que o timming não foi o melhor mas os prazos são para cumprir e já paguei as propinas... E não quero desiludir a minha orientadora que é impecável e não pára de me enviar artigos e mais artigos...

Desculpem o desabafo...


Retrato de sans
Sex, 24/10/2008 - 10:37
sans:
Membro desde: 21.09.2008

Ola!
estou na mesma situaçao que tu. Vontade de escrever nenhuma e os prazos a aproximarem!!! Tenho uma a duas semanas para acabar tudo porque a discussao está prevista para daqui a 1 mês. É mt mau.

Mas n te preocupes, vais ganhar forças e vai correr td bem. o importante é que entregues e k corra td pelo melhor. A vontade de investigar e escrever vai vir, n te preocupes.

Sandra

Retrato de CorpseBride
Sex, 24/10/2008 - 10:56
CorpseBride:
Membro desde: 02.10.2008

Acho que isso é comum a toda a gente, a dada altura.
Eu também dei por mim a deixar tudo para a última hora (até porque queria ver se evitava pedir dias de folga no trabalho para ir fazer pesquisa, mas não pude mesmo evitar). Para piorar, a última coisa que me apetecia era chegar a casa todos os dias, depois de 8 horas de trabalho, e ir para o computador marrar mais um bocado. Queria era tirar o trabalho da cabeça, mas qual quê...

Mas a 4 meses da entrega lá consegui encarreirar e tudo correu bem. O que eu achava que tinha sido feito 'em cima do joelho' afinal agradou ao júri e a nota foi porreirinha.

Portanto, nada está perdido.

There are no flowers on your grave, there are no chains
There I keep chanting for the forgotten name

Retrato de Xanna
Sex, 24/10/2008 - 11:40
Xanna:
Membro desde: 28.08.2008

Obrigada por partilharem a vossa experiencia! As vezes apetece-me desistir! Até porque não sei se a nivel profissional irei alguma vez lucrar com isso... a pós-graduação é me bem mais útil... mas vou meter a cabeça nos livros e inspirar-me LOL

Retrato de ElisabeteMaria
Sex, 24/10/2008 - 11:59
ElisabeteMaria:
Membro desde: 20.02.2008

Tema interessante.

Vou contar uma coisa. Em 1996 iniciei o meu mestrado e após concluída a parte curricular iniciei a escrita da tese (que era relativamente fácil já que estava relacionada com a actividade profissional que tinha nessa altura).
Ao fim de um ano a tentar escrever a tese, tive de desistir da minha orientadora porque ela simplesmente não "puxava" por mim.
Paralelamente olhava para os meus colegas de curso e via-os a desistir nessa fase. Uns diziam que já não tinham paciência para continuar, outros desistiram por inércia e outros por outros motivos. Todos desistiram.
Apenas eu tentei reunir forças e acabar de escrever. Todos os dias uma página pelo menos.
Reuni forças, nem sei bem onde (nessa altura já tinha um filhote de 3 anos que dava trabalho e acabava de engravidar do segundo) e acabei por mudar para outro orientador que começou realmente a acompanhar-me, a rever os textos, a puxar por mim.

Foi MUITO difícil terminar a tese, mas nunca desisti. Por mim, pelo meu filho. É que o caminho mais fácil é desistir. E eu queria orgulhar-me de mim mesma.

Mal acabei de defender a tese (já em 1998), gravidíssima e cansada (o que nem por isso comoveu o juri...) apareceram-me logo convites para dissertar em conferências e oportunidades para leccionar em diversas faculdades privadas (convites que aceitei e vim a dar aulas durante os 5 anos seguintes, para grande felicidade pois adorei a experiência, para além da remuneração adicional).

Claro que nem tudo são rosas, atenção. Distanciei-me do meu marido da altura... e vim a divorciar-me anos depois (claro que não foi só por causa de ter feito mestrado...).

Por isso querida, aquilo que costumo aconselhar é: já que deu tanto trabalho começar e chegar onde estás, por favor, tenta ter o diploma. Só teres a pós-graduação (que se obtém por teres feito a parte curricular) vale pouco hoje em dia. Todos têm. A diferença está nesse grau.
Não percas essa oportunidade que tens.

Força e distrái-te. Faz miminhos a ti própria, sempre que avançares uma página. Dá pequenos prémios pelos avanços que fizeres. Transforma a tua fraqueza em força e conta connosco para te apoiarmos. Porque não há dúvida que concluir esse grau: É MUITO DIFÍCIL!!! Se fosse fácil, todos o tinham.

Já agora: qual é o tema? Quantas páginas já tens?

Se quiseres trocar mails, conselhos, ou que faça alguma revisão, usa e abusa do meu endereço: [email protected]

Beijoquinhas

-------------------------------------------------------
Querem comprar? http://onossocasamento.pt/forum/vendo-saiote-veu
Algumas fotos: http://onossocasamento.pt/album/elisabete-paulo

Retrato de carapim
Sex, 24/10/2008 - 12:05
carapim:
Membro desde: 16.08.2007

eu estou no fim, já atrasadíssima e com pedidos de prolongamento. comecei no ano passado e está a ser duríssimo, tanto que não tenho vindo muito ao fórum.

não podes começar já com essa atitude, está errado. se tens um ano, não queiras começar a escrever já; tudo precisa de maturação!

no meu caso, estou com 103 páginas (\o/ yey!) mas ainda me falta um capítulo mais as conclusões e assim...ao todo, deve ir para as 150 páginas (com anexos). não acho que seja muito para escrever num ano, mas quando se tem pouca experiência...

de resto, e apesar de ser um momento bem pesado, não me posso queixar de todo. às vezes pego no portátil e vou trabalhar para uma esplanada bem bonita, outras, decido fazer uma pausa e estar com os amigos - e depois acabo por escrever muito mais!, e leio como se lêem romances (mas para mim isso nunca foi difícil, senão, não iria para literatura ).

enfim, eu estou a fazer tese de mestrado (das antigas!) por puro amor à coisa, senão não estava já inscrita (e a começar a ler coisas...) no doutoramento.

beijos

Retrato de kity
Seg, 10/11/2008 - 23:44
kity:
Membro desde: 16.10.2007

Eu comecei este mês a minha tese de mestrado o tema é planeamento fiscal e ainda nao tenho nada. o meu orientdor enviou-me um email a perguntar qual o meu projecto de investigação, será que me podem ajudar e dizer como fizeram o vosso, como decidiram como investigar e onde?
estou um bocadinho perdida
Obrigada

Retrato de carapim
Ter, 11/11/2008 - 02:09
carapim:
Membro desde: 16.08.2007

12 meses inteirinhos de puro sacrifício! ena! já posso começar a de doutoramento!!!

agora ando só a dar retoques para mandar ao orientador

ufa!

beijinhos e coragem, meninas!

Retrato de CorpseBride
Ter, 11/11/2008 - 09:13
CorpseBride:
Membro desde: 02.10.2008

Muitos parabéns. É um alívio indescritível, segundo me lembro. Se bem que eu só me senti realmente livre depois de fazer a apresentação oral. Isso é que me ia matando... Que o pouco que falta te corra bem, o pior está feito.

@kity:
A minha área não tem nada a ver com a tua, portanto não sei até que ponto te posso ajudar no que respeita a pontos de partida para a tua pesquisa... Mas sei lá, bibliotecas especializadas que conheças?
Também não me pediram para elaborar um plano desse género, o máximo que fiz foi um sumário da dissertação - ou seja, uma intenção daquilo que eu queria fazer, com os capítulos definidos (bem como o seu conteúdo), que depois fui alterando à medida que precisei.

There are no flowers on your grave, there are no chains
There I keep chanting for the forgotten name

Retrato de Yara2
Qua, 12/11/2008 - 00:40
Yara2:
Membro desde: 05.02.2008

Comecei a tirar o mestrado (dos antigos) em Fevereiro de 2005.
A parte da tese começou em Julho de 2006. Tinha 1 ano para fazer a tese. Como Julho nao é epoca para nada, claro, meteram-se as férias da faculdade e só no fim de Setembro comecei a reunir com o orientador.
Como tinha algumas dificuldades numa das temáticas, e fui trabalhar para fora da minha zona, acabei por nao fazer nada nesse ano.
Chegou Julho de 2007 (o fim do ano da tese) e eu com muita pouca coisa feita...
Pedi 2 adiamentos (até Maio deste ano), e paguei por esses 2 adiamentos 1400 euros (700 por cada um).
No ultimo adiamento disse que nao podia continuar a pagar esses adiamentos apesar das minhas dificuldades.
Andava mesmo desmotivada (e ainda ando um pouco), casamento para organizar e nao queria nem por nada casar com a tese por terminar e a defesa por fazer...
Chegou Maio deste ano, apresentei uma tese provisória (para nao pagar mais nenhum adiamento). E nao paguei!
Depois em Agosto e Setembro nao fiz nada porque casava nessa altura.
Acabei por casar com a tese por entregar.
Agora ando nas ultimas coisinhas da tese, mas já estou casada.

Mas digo-vos, é muito desmotivante estar casada e ter que trabalhar no pc à noite quando podiamos estar a ver um filme ou a conversar com o marido.
Ou ter que reservar um dia que tenho livre para ir trabalhar na tese com o orientador.
É mesmo desmotivante!
Já me canso desses dias e estou mesmo ansiosa por entregar tudo...

Espero acabar rapido e defender ainda antes do Natal.

Boa sorte a todas!

Resolvi escrever porque me identifiquei mesmo muito com o tópico!

Retrato de carapim
Qua, 12/11/2008 - 01:10
carapim:
Membro desde: 16.08.2007

o meu mestrado também é dos antigos...aliás, foi o último "dos antigos" na minha área, só que quiseram fazer-nos apanhar com as coisas dos mestrados de bolonha era o que mais faltava, como raio ia fazer uma tese de jeito em 9 meses???
não tive que pedir adiamentos, aliás, nem podia, senão obrigavam-me a pagar um ano inteiro!!!! que injusto, o meu mestrado tinha prazo até dezembro, não é como os novos que tem limite máximo até setembro...

bom, oficialmente entreguei a tese, na verdade acabei-a na semana passada e agora vou vê-la com o meu orientador...aiaiaiai!

beijitos

Retrato de Yara2
Qui, 13/11/2008 - 01:14
Yara2:
Membro desde: 05.02.2008

Tirei a licenciatura (5 anos) e optei por tirar o mestrado.
O mestrado começou em Fevereiro e durava 2 anos (até Fev 2007) mas como houve 1 problema na faculdade deram até Julho de 2007 a todos os do mestrado sem pagar nada. Nao consegui terminar e pedi 1 adiamento que dava até Dezembro de 2007...
Claro que em Julho, Agosto e Setembro nao se fez nada. Outubro e Novembro nao deu tempo para terminar porque estava mesmo tudo muito atrasado...
Em Dezembro de ano passado pedi outro adiamento (muito revoltada) válido até Junho deste ano.
Depois disse que nao pagava mais nada, meteu-se o casamento, casei e a tese provisoria ja foi entregue mas fiz umas alteraçoes.
A definitiva deve ser entregue ate ao fim deste mÊs.

A ver se defendo antes do Natal...
Mas é desmotivante estar há tanto tempo sem adiantar quase nada por nao poder mesmo...
Alem do trabalho que tenho, que envolve estar no pc em casa tambem ainda estar no pc a trabalhar na tese, casada...
Nao da mesmo vontade nenhuma...

Façam corrente positiva...

Retrato de Xanna
Qui, 20/11/2008 - 11:52
Xanna:
Membro desde: 28.08.2008

obrigada pelos conselhos, apoio e dicas.
Vai indo devagarinho quase parado.... LOL
É na área de gestão, aplicação da NCRF 17...
Vou ter uma reunião em breve com a minha querida orientadora.
Bjs e depois dou noticias!

Retrato de carapim
Qui, 27/11/2008 - 23:32
carapim:
Membro desde: 16.08.2007

estão a andar? eu já vou defender a minha, logo no início de janeiro!

beijinhos

Retrato de Yara2
Sex, 28/11/2008 - 00:40
Yara2:
Membro desde: 05.02.2008

Dei coisas ao meu orientador para ler e ele disse que depois me dizia alguma coisa.
Resta esperar...

Retrato de Inesoca
Sex, 12/12/2008 - 22:46
Inesoca:
Membro desde: 25.05.2008

Xanna gostaria de te fazer uma pergunta por e-mail, se não for abuso.
O meu e-mail é: [email protected]

Retrato de fernandsgirl
Sex, 12/12/2008 - 22:56
fernandsgirl:
Membro desde: 21.10.2008

Como eu te compreendo!

Estou no último ano da minha licenciatura e também me sinto estafada!

São montes de textos para ler! Montes de trabalhos para fazer!! E ainda os preparativos do casamento!!!
(Já nem falo das actividades extra-curriculares e da minha vida social!)

É bastante difícil e a motivação nem sempre é a melhor!

Não te preocupes, deve ser apenas uma fase. Estás com problemas de concentração. Vais ver que vai passar!

bjnh***

Tânia
________________________________________

"O essencial é invisível aos olhos"

Tânia&Nuno
16/08/09

Retrato de sans
Seg, 22/12/2008 - 21:48
sans:
Membro desde: 21.09.2008

Pois é finalmente entreguei a linha tese na passada 4a feira.

Em principio, vou defender no inicio de Janeiro!!!

So de pensar nisso ja estou com receio.

Bjs
e bom natal

Sandra

Retrato de cor-de-rosa
Sex, 02/01/2009 - 21:33
cor-de-rosa:
Membro desde: 15.11.2008

Só para deixar uma palavrinha de agradecimento!
Gostaria de partilhar contigo que estou neste momento a fazer a minha tese de mestrado (ainda dos antigos também) exactamente na minha área e com o projecto dos meus sonhos - sobre Autismo.
Claro que está a ser difil, tenho um trabalho muito exigente e desgastante, estou sozinha durante a semana porque o meu noivo está longe e agora com os preparativos do casamento ando um pouco desleixada com a tese...
Mas...tenho a certeza que tudo vai correr pelo melhor, aliás serão as minhas vitórias para este novo ano de 2009, o casamento e a defesa da tese, ambos em outubro de 2009!
Beijocas

Retrato de carapim
Sex, 02/01/2009 - 22:32
carapim:
Membro desde: 16.08.2007

a uma semana da defesa...e ainda não sei como a vou apresentar!!! ai ai ai!

Retrato de CorpseBride
Sáb, 03/01/2009 - 00:28
CorpseBride:
Membro desde: 02.10.2008

carapim wrote: a uma semana da defesa...e ainda não sei como a vou apresentar!!! ai ai ai!

A mim avisaram-me que ia defender a dissertação uns meros 5 dias antes. Também entrei em pânico, porque ainda por cima o meu computador tinha estoirado uns tempos antes e eu ainda não tinha as coisas em ordem para conceber uma apresentação (queria ter feito um PowerPoint decente e não deu).

No dia a coisa correu mal. Francamente mal! Eu estava demasiado nervosa para que as palavras me saíssem em condições, apesar de só estarem no auditório os três professores do júri e a minha mãe. Mas não houve mesmo maneira de me acalmar, as mãos suavam frio sem parar, a garganta secava e os pensamentos sumiam-se da minha cabeça.

Foram 10 minutos penosos. Para piorar, no fim fizeram-me uma pergunta daquelas todas xpto, altamente teóricas, e que levam 3 minutos a serem formuladas... De tal modo que quando ela chegou ao fim, e da maneira que eu estava, já não me lembrava do fio condutor da questão e enrolei-me toda na resposta, pois claro!

Mas sabes que mais? O que contava ali era mesmo o trabalho que eu tinha desenvolvido durante um ano, e não aqueles trágicos 10 minutos. Deram-me um 14 e vim-me embora toda contente.

Portanto o único conselho que te posso dar é: que se lixe. Se conseguires fazer tudo como queres, óptimo; mas se não, vai correr bem na mesma!

There are no flowers on your grave, there are no chains
There I keep chanting for the forgotten name

Retrato de lipa lx
Dom, 04/01/2009 - 23:49
lipa lx:
Membro desde: 25.07.2008

Não que a minha história sirva de exemplo mas pelo menos que te te deixe mais descansada. Quando terminei a licenciatura só consegui entregar a tese na vespera da defesa e adivinha quando é que a apresentação? pois ... nessa noite ... estava tão tão cansada que já não tinah energia para pensar se ia ou não correr bem. Apresentei e pronto...

Agora também ando de volta da tese de mestrado que já devia ter entregue, mas realmente a motivação para nos sentarmos em frente ao pc depois de 8 de trabalho é muito pouca. Com isto ando a atrasar os preparativos do casamento
Mas somos mulheres não somos? E conseguimos fazer várias coisas ao mesmo tempo, não é o que dizem? Então bora lá meninas

beijinhos a todas.

*****
Filipa