Quanto mais vivo desta maneira mais quero morrer! | A Nossa Vida

Quanto mais vivo desta maneira mais quero morrer!

Retrato de psousa24
15.01.2020 | 12:36
psousa24:
Membro desde: 20.02.2014

Olá,
Tenho 31 anos e tenho consciência de que minha vida já morreu há muito. Quando chegamos aos 30 anos, queremos ver nossa vida minimamente realizada em vários aspectos da vida. E aquilo que eu alcancei, não foi nada mais do que mais solidão, desespero, angustia, depressão, etc...

Trabalho numa empresa em regime Freelancer (Recibos verdes) ,foi o meu 1º Trabalho e já aqui estou à cerca de 6 anos.  Mas ao longo deste tempo, só serviu para crescer dentro da própria empresa e não lá fora... A verdade, é que estou farto de cá trabalhar e mesmo tentando procurar outras coisas lá fora, ninguém me contacta. (Porque o mercado é muito pequeno em Portugal)

O que significa que sinto-me preso a esta empresa como meio para sobreviver. Mas ao mesmo tempo, está acabar com meu psicológico por continuar aqui... Estou mesmo farto deste trabalho
Se me despedir, irei ficar sem dinheiro e desempregado. Se isso acontecer, irei viver na rua?

Eu praticamente não tenho família (Vivi numa família disfuncional - violência domestica e psicológica) e nem amigos (Só 1 amigo). Quando deixo o trabalho triste chego a casa e fico mais triste por viver uma vida sem significado.
Não tenho apoio psicológico de ninguém, o que me dá a sensação de que minha vida já não faz qualquer sentido.
Tenho 31 anos e nunca tive nenhuma relação amorosa e nem faço sexo passageiro. Vivo a vida exactamente como: Trabalho e casa. 

Não tenho sonhos nem objectivos de vida.Sinto que minha vida pode desabar num piscar de olhos...Está no limite e eu não consigo mudar nada...

Resumindo meus problemas:

Família: Não me dou com eles por terem-me causado todos os traumas na infância e adolescência. (Apesar de gostar muito das minhas irmãs)

Amigos: Só tenho 1 - Na qual tem a sua própria vida e não dá para estar sempre com ele. Mas estamos juntos 1 vez por semana em media.

Saúde: Problemas psicossomáticos, dores musculares, cabeça, intestino, depressão cronica, etc..

Amor / Sexo: Inexistente - Nunca tive relação amorosa  com ninguém - Tenho graves problemas para ter Vínculos Afectivos com as pessoas.  (Mas já fiz sexo casual algumas vezes mas deixei de fazer porque só me servia para me sentir mais vazio)

Trabalho: Estou preso a uma empresa porque preciso do dinheiro para sobreviver,  estou farto de cá trabalhar e mesmo enviando meu CV para outras empresas, ninguém me contacta. 

Dinheiro: Dificuldades financeiras, dividas e não consigo poupar. (A ter que pagar um quarto de 400€ em Lisboa)

Sonhos / Metas: Já não tenho sonhos nem metas... (Ainda que deseje que minha vida mudasse!)

Lazer: Não faço nada, a não ser estar na Internet e jogar jogos. (E ás vezes fumo droga para aliviar o sofrimento)

Corrigir minha vida ainda tem solução?
Como poderia eu mudar minha vida?
Por onde começar?

Já tive mais de 5 psicólogos, mas não resultou e acabei por desistir (Gastar dinheiro inutilmente)

Sinto-me impotente em relação à vida, estou a ver o tempo passar e continuar sempre nesta triste vida sem significado algum. Quase todos os dias, acabo por sair de casa à noite simplesmente para passear pela rua e não ficar "preso" em casa. E é nesses momentos ao caminhar e a observar as pessoas na rua que sinto que a minha vida já não é nada. Quando vejo sem-abrigos consigo imaginar-me acabar como eles...
Só tenho uma enorme vontade de chorar mas as lágrimas não caem! O sofrimento é engolido pelo meu corpo na qual vou vivendo aguentando, dia após dia.

Quanto mais vivo desta maneira mais quero morrer!
Obrigado


Retrato de Its.me.just.me
Sáb, 18/01/2020 - 00:56
Its.me.just.me:
Membro desde: 18.01.2020

Olá, isto é só uma ideia
Existem apps onde podes conversar com pessoas, não precisa de ser engates, pode ser apps onde aprendes línguas com pessoas fluentes. Já que desejas sair de Portugal e tens algumas dificuldades com relacionamentos, sei lá podias tentar encontrar alguém nessas apps e ao fim de um tempo a falares com x pessoa, tentavas mudar te para o país dela e pedias alguma orientação. Poderia começar uma amizade e um apoio quem sabe. Mas de certo que seria uma coisa meio radical.

Post