Preciso da vossa orientação e aconselhamento;(( | A Nossa Vida

Preciso da vossa orientação e aconselhamento;((

Retrato de beach
14.11.2011 | 12:40
beach:
Membro desde: 09.08.2011

Olá amiguinhas;))

Desculpem mais um tópico de amores e desamores, mas não sei a quem hei-de pedir uma orientação ou conselho...

O que acontece é o seguinte, estou a viver com uma pessoa a um ano e acontece que por vezes discutimos.
E eu não sei o que me acontece que fico "fora de mim" ou seja, digo coisas muito más, que o magoam muito e essas discussões estão a degradar a nossa relação, ele deu-me uma última oportunidade.
Ele quando vivia em casa dos pais, os pais discutiam muito, e por isso, ele diz que não quer ter uma relação assim para ele.
Eu entendo-o perfeitamente e dou-lhe razão eu própria também não quero ser assim, nem ter assim uma relação.
Gostava de me conseguir controlar, e não dizer coisas que o magoam.
Em média devemos discutir de quinze em quinze dias ou uma vez por mês.
Eu acho-me boa pessoa, sou carinhosa para ele, preocupo-me com ele, gosto muito dele, mas quando discutimos por vezes digo coisas muito más.
Tenho vergonha de ser assim;((
Até já pensei frequentar yoga o que acham?
Obrigada por lerem


Retrato de Solitario
Seg, 14/11/2011 - 12:53
Solitario:
Membro desde: 21.04.2010

Parece que tens um pouco falta de controlo quando te enervas, talvez o Yoga fosse uma boa solução, assim aprendias a te acalmar antes da explosão.
Tens de ter muito cuidado com as palavras que se dizem no quente da discução, elas podem deixar feridas muito profundas na pessoa que as ouve.
Porque se realmente o amas como dizes tens de ter cuidado, não é apenas o carinho, e os beijinhos que fazem uma relação perdorar, pois carinhos e beijos ele pode ter de qualquer uma.
Não quero com isto dizer que deves deixar de ser tu própria, mas tens de tentar ser menos explosiva e sobretudo não ofender, pois numa relação tambem deve existir respeito acima de tudo.

" Estarei sempre aqui.
Por quem , não sei!"

Retrato de beach
Seg, 14/11/2011 - 15:19
beach:
Membro desde: 09.08.2011

Obrigada Solitário,

Nem imaginas como me sinto estou tão mal, que ainda tenho os olhos inchados de tanto chorar durante a noite.
Vou a uma aula de yoga sexta-feira uma vez que estou inscrita num ginasio.
É muito triste ser-se assim.

Obrigada mais uma vez.

Retrato de ana.loira
Seg, 14/11/2011 - 19:11
ana.loira:
Membro desde: 24.05.2011

Para expor-mos as nossas razões ou pontos de vista,não é preciso discutir,gritar,chamar nomes,e claro muita atenção ao que se diz nessas ocasiões porque depois,pode-se virar o feitiço contra o feiticeiro.
Respirar fundo e contar até dez,ou até ir dar uma volta,costuma dar resultado,e depois dos animos arrefecerem,ir ter com a outra pessoa e explicar-lhe o que não lhe agradou,sem gritos,quem grita perde logo a razão.Boa sorte.

Retrato de beach
Ter, 15/11/2011 - 11:07
beach:
Membro desde: 09.08.2011

Obrigada ana.loira,

Tens razão adorava conseguir fazer isso.
Eu estou a tentar não perder uma pessoa que amo muito, depois de ter perdido uma pessoa de quem gostei tanto e fui casada durante treze anos.
Ao fim de dois anos de estar sozinha encontrei esta pessoa que me trata bem e eu amo muito.
Não quero e não posso perdê-la...
Tenho de mudar!

Obrigada

Retrato de Konigvs
Ter, 15/11/2011 - 12:29
Konigvs:
Membro desde: 21.10.2011

Eu de vez em qdo faço zapping e apanho a casa dos degredos porque tenho Meo. E às vezes fico a ver - mesmo sabendo que aquilo é muito mau - mas gosto de observar certos comportamentos das pessoas.

Tens um exemplo muito claro se já viste aquilo. A loiro da suiça parece gostar muito lá de um concorrente tanto que não o larga nem deixa qualquer outra mulher aproximar-se dele. Eu quando olho para o comportamento dela penso "eu podia ter uma mulher que me adorasse, mas se tivesse aqueles comportamentos bem que a punha a mexer rápido". E porquê? porque ela é muito mal educada, berra com ele, quando ele simplesmente está a falar com outras pessoas.
Uma mulher assim só consegue ter ao seu lado um homem que seja um completo pau mandado! Ninguém tem paciência para aturar uma coisa daqueles por mais que se goste da pessoa!

O principal é admitires o teu problema. É um bom ponto de partida, a partir daqui se não conseguires por ti emendares-te procura ajuda. Psicólogo, meditação como falaram, não sei informa-te, para tentares mudar isso. É salutar falar e discutir, mas quando se entra na gritaria irracional isso é muito mau.

Retrato de beach
Ter, 15/11/2011 - 12:38
beach:
Membro desde: 09.08.2011

Obrigada a sério.

Retrato de ella
Ter, 15/11/2011 - 15:04
ella:
Membro desde: 14.08.2007

Qual 'e o motivo das vossas discussoes???
Isso 'e que tens que analisar... Nao acho normal que as pessoas discutam so por discutir, e ninguem consegue viver com isso.
Porque dizes coisas que o magoam? Isso faz-te sentir melhor? Isso resolve os vossos problemas? Melhora alguma coisa depois destas discussoes?
O viver com alguem serve mesmo para ver se existe harmonia e como o casal consegue superar os desafios juntos, se a vossa maneira sao discussoes rotineiras se calhar devem analisar se a vossa vida em conjunto tem p'es para andar. As vezes mais vale estar sozinho... a vida a 2 nao 'e um mar de rosas mas tbm n sao discussoes por tudo e por nada!!!

Retrato de ella
Ter, 15/11/2011 - 15:12
ella:
Membro desde: 14.08.2007

Konigvs wrote: Eu de vez em qdo faço zapping e apanho a casa dos degredos porque tenho Meo. E às vezes fico a ver - mesmo sabendo que aquilo é muito mau - mas gosto de observar certos comportamentos das pessoas.

Tens um exemplo muito claro se já viste aquilo. A loiro da suiça parece gostar muito lá de um concorrente tanto que não o larga nem deixa qualquer outra mulher aproximar-se dele. Eu quando olho para o comportamento dela penso "eu podia ter uma mulher que me adorasse, mas se tivesse aqueles comportamentos bem que a punha a mexer rápido". E porquê? porque ela é muito mal educada, berra com ele, quando ele simplesmente está a falar com outras pessoas.
Uma mulher assim só consegue ter ao seu lado um homem que seja um completo pau mandado! Ninguém tem paciência para aturar uma coisa daqueles por mais que se goste da pessoa!

O principal é admitires o teu problema. É um bom ponto de partida, a partir daqui se não conseguires por ti emendares-te procura ajuda. Psicólogo, meditação como falaram, não sei informa-te, para tentares mudar isso. É salutar falar e discutir, mas quando se entra na gritaria irracional isso é muito mau.

Agora falaste a coisa certa meu amigo!!!
Eu jamais suportaria um homem que estivesse sempre a gritar comigo, muito menos a chamar-me nomes...
Pessoas que implicam por tudo e por nada, rabugentas, birrentas, cansam... Todo o mundo chateia-se mas por coisas pontuais(por coisas graves)... e sempre na base do dialogo.

Retrato de beach
Ter, 15/11/2011 - 18:22
beach:
Membro desde: 09.08.2011

O motivo das nossas discussoes são pelo trabalho dele, ou seja, vou tentar explicar:

Ele trabalha durante o dia numa camara municipal, e a noite tres vezes por semana dá treinos a camada juvenil de um clube de futebol, durante o fim de semana também tem jogos, ou seja quase não temos tempo juntos, ele quando aceitou esta época de ir treinar para outro clube que tem outros horarios, que o clube da epoca passada, aceitou sem me perguntar, no meu entender acho que quando as pessoas vivem juntas tem de falar.
Eu sei que se ele tivesse falado comigo eu tinha aceitado os horarios de maneira diferente, ou seja ele estudou para isto o desporto é a vida dele, eu não quero que ele abdique, nem tenho esse direito.
Nós discutimos talvez uma vez por mês.
Esta discussão foi porque no sabado ele tinho uma iniciativa na camara e tinha-me dito que terminava as 20h e depois iam jantar,e qual foi o meu espanto quando cheguei ao sitio onde estava a correr iniciativa as 18h e já quase não havia luz, liguei-lhe e ele disse-me que estavam a fazer um lanche ajantarado e ja estava quase a ir para casa. Eu fiquei danada por ele me ter mentido e disse coisas que não devia.

Retrato de ella
Ter, 15/11/2011 - 18:33
ella:
Membro desde: 14.08.2007

neste caso o problema n 'e o trabalho dele, mas a omicao e as mentiras... ai muda tudo de figura!
Se calhar assim como ele esta a ponderar se fica ou nao com uma pessoa que discute tu tbm devias ponderar se ficas ou nao com uma pessoa que te mente ou omite as coisas de ti

Retrato de beach
Ter, 15/11/2011 - 19:45
beach:
Membro desde: 09.08.2011

Obrigada ella pela tua resposta, mas eu sinto que independentemente de eu ter razão ou não, perco-a no momento em que levanto o tom de voz e digo coisas horriveis.
Ele está diferente comigo sinto-o muito distante, deu-me uma última oportunidade e eu sinto que a qualquer momento se discutir-mos posso dizer coisas que não quero e depois...
Ele gosta de mim eu sei que gosta porque já me deu várias provas disso.
Estou num sufoco, a mãe dele é muito minha amiga, e já percebeu que as coisas não estavam bem e por isso, ligou-me e dizer que vai falar com ele.
A mãe dele já uma vez intercedeu por mim, porque ele a noite além dos treinos com os miudos, antes ainda tinha três vezes por semana a noite jogos com os amigos, e a mãe fez-o vêr que não achava correcto estas toda a semana a chegar tarde, porque que eu também precisava de apoio em casa e companhia e ele aceitou.
Obrigada pela vossa opinião.

Retrato de annaonline
Ter, 25/06/2019 - 19:23
annaonline:
Membro desde: 25.06.2019

acredito sim até pq estava nesta situaçao a ex do meu marido fez algo para mim e foi confirmado nas cartas
esse video fala quais os sintomas de magia negra
https://www.youtube.com/watch?v=Ok6PDNywWqE

Retrato de Gaivoto
Qua, 26/06/2019 - 00:21
Gaivoto:
Membro desde: 31.12.2015

Beach
Na minha opinião o teu comportamento é tipicamente passivo-agressivo. com agressividade verbal. As boas notícias é que tu reconheces isso e estás à procura de ajuda. As más notícias é que, a menos que faças algum tipo de terapia psicológica, acho muito difícil conseguires controlar sozinha a tua agressividade para com o teu companheiro, que tu vês como um elo fraco da tua cadeia de relações. Provávelmente o teu comportamento a nível de profissional com pessoas que têm algum ascendente sobre ti é bem diferente. É muito provável que durante a tua adolescência e crescimento tenhas sido educada por pessoas que não te deixaram expressar as tuas emoções com chatagem emocional e muito pouca comunicação. Em resposta desenvilvestes mecanismos de protecção emocional que te levam a replicar essa experiência. È claro quetudo isto pode estar errado, pois cada caso é um caso. De qq maneira acho que deves consultar um psicólogo comportamental juntamente com o teu companheiro