mudança de carreira aos 30/35 | A Nossa Vida

mudança de carreira aos 30/35

Retrato de Caleidoscópio
01.12.2011 | 15:25
Caleidoscópio:
Membro desde: 21.07.2010

Olá. Gostaria de pedir uma opinião e, se possível, suscitar um debate sobre este tema. É o seguinte: sou psicóloga e trabalho há alguns anos nesta área. Já fiz de tudo um pouco e, como aprendo rápido, aos 30 anos, sinto que já não há nada de novo nesta área para mim... Tenho interesses muito variados e, sei que vão pensar que "isto e aquilo" são coisas totalmente diferentes. No entanto, ultimamente sinto o "bichinho" de mudar de área profissional. Matemática, física e química sempre foram o meu forte. E quando ingresse em psicologia pensei em seguir engenharia informática, mecânica ou mesmo aeroespacial... tem tudo a ver? nada.
No entanto. sinto que a minha vida profissional estagnou e estou seriamente a pensar entrar num destes cursos para o ano e mudar de profissão.
Pergunta: quais as possibilidades de integração no mercado de trabalho para alguém que acaba o curso nestas áreas aos 34/35 anos?

Vale mais arriscar do que passar o resto da vida a fazer algo que já não nos trás desafios?


Retrato de Mily
Qui, 01/12/2011 - 15:41
Mily:
Membro desde: 22.08.2008

Tendo em conta os tempos que atravessamos na actualidade, só posso dizer que isto em termos profissionais está muito mau...

O mercado de trabalho está saturado de engenheiros informáticos e aeronáutica em Portugal são muito poucas as vagas...

No entanto, hoje em dia acho que poucas pessoas tiram um curso superior tendo em conta o mercado de trabalho ou as saídas profissionais, mas fazem-no em prol da sua realização pessoal e nesse caso, acho que deves seguir em frente...

Afilhada da Rainha Sparkly!

Retrato de Caleidoscópio
Qui, 01/12/2011 - 19:16
Caleidoscópio:
Membro desde: 21.07.2010

Bem sei que as coisas não estão fáceis mas pretendia mesmo era mudar de profissão porque aquilo que faço já não me satisfaz. Não vou abandonar tudo para entrar num curso e daqui a uns anos ficar a ver navios. Interessa-me trabalhar numa destas áreas. Li que o curso de Engenharia de redes e sistemas da UP tinha bastante saída... Claro que as coisas mudam com o tempo. A minha questão era mesmo saber se o factor idade me poderá impossibilitar de mudar de carreira. Sinceramente, a visão de ficar mais 35 anos a fazer o que faço agora também me assusta.
Falei em engenharia aeroespacial. Quanto ao número de vagas referes-te a quê? vagas para o curso? Se assim, for, não é problema.
Mas investir num curso só por realização pessoal, não, obrigado. Para isso passava o resto da vida a estudar a fazia-os todos... então Confused
Mas alguém aqui já teve uma experiência idêntica?

O blog dos livros usados - http://asaladoslivros.blogspot.pt/

Retrato de Dyana11
Qui, 01/12/2011 - 19:26
Dyana11:
Membro desde: 16.04.2011

Mudar de área radicalmente não costuma ser fácil. Mas não é impossível.

1) Tencionavas fazer o novo curso pós laboral? ou mesmo no horário diurno?
É que pós laboral, podes continuar a exercer a tua actividade e a ter sustento (€€). Se for em horário diurno, pensa bem nos encargos, porque deixas de ter o teu "incoming" e pode tornar tudo mais "doloroso".

2) Um curso que no final obrigue a fazer um estágio, tv fosse o melhor, porque assim és obrigada a fazer estágio numa empresa e com isso ganhas alguma experiência profissional, o que serve de trampolim para quando te candidatares a um emprego "a sério" depois disso. Pelo menos podes alegar experiência na área.

3) Não te fies nisso de "tem imensa saída". Porque se leres as brochuras dos cursos, e que estão disponiveis nos sites das Universidades, vês que todas têm "imensas saídas" e na prática.... vês o que acontece no dia a dia.

4) Uma engenharia mais "´clássica" tipo mecânica, civil, ambiente ou electrotecnica tem sempre mais oportunidades de mercado, que uma engenharia tão específica como aeroespacial.

O que vais fazer na aerospacial ??? Vais para a Nasa?? È que os de aerospacial, é mais no ensino e investigaçao. E isso em Portugal dá muito pouco! cuidado!

Espero ter dado alguma (des)ajuda!

Retrato de Mily
Qui, 01/12/2011 - 21:31
Mily:
Membro desde: 22.08.2008

Acho que o factor idade não impede a mudança de carreira, acho que o facto de já trabalhares há tanto tempo é um ponto a teu favor, em questão de experiência de vida e responsabilidade...

No entanto, estarás a entrar no mercado de trabalho com mais umas centenas de engenheiros...

A questão de aeronáutica, não é o número de vagas do curso que está em causa, mas sim o número de vagas em Portugal para se trabalhar na área...

De meia dúzia de formados em aeronáutica que conheço, um trabalha na Ferrari no Reino Unido, outro na NASA nos EUA e outro na SATA cá em Portugal...

Não posso falar por experiência própria, pois sou de Gestão e tenho 22 anos, mas penso que o mais importante vem de dentro e é força de vontade... Smile

Afilhada da Rainha Sparkly!

Retrato de Carimax
Qui, 01/12/2011 - 21:40
Carimax:
Membro desde: 18.10.2008

Seja o que fizeres, aconselho a faze-lo antes de chegares perto do 40! As carreiras mais interessantes necessitam de tempo e depois dos 40 é velha para umas coisas e nova para outras! As empresas preferem contratar fresquinhos e mais baratos do que velhos e sem experiência! é a realidade! Worried

Boas decisões! Smile

Retrato de Mari Fernandes
Qui, 01/12/2011 - 23:10
Mari Fernandes:
Membro desde: 22.11.2011

o factor idade também pesa! sim!
nas vagas metem maioritariamente pessoas até aos 30 anos Smile e também devido a experiência que normalmente é exigida nessas áreas...

beijinho e boa sorte

Madrinha mais querida: AL (Ana Luísa)

aceito afilhados\as

Retrato de Adriana20
Sex, 02/12/2011 - 01:25
Adriana20:
Membro desde: 01.02.2009

Em relação a aeroespacial, o curso só existe no IST, as médias de entrada são altas, e sem te querer desanimar, é extremamente complicado acabar o curso em 5 anos, tal como qualquer outro tirado nesta faculdade.
Se vale a pena? Bem, se não te sentes realizada com o que estás a fazer e se tens capacidades económicas para ir para outro curso agora, porque não?

Adriana

Retrato de liliss
Sex, 02/12/2011 - 02:44
liliss:
Membro desde: 03.02.2010

Se esse pode ser um caminho p te fazer feliz,acho que tens que seguir em frente!!!
Sou da opinião que conhecimento é a única coisa não nos tiram, levamos connosco a vida toda e acho que nunca é demais!!!
Quem não tem motivação aos 30 anos para mudar é melhor começar a calçar as pantufas e esperar a velhice chegar!!!! E olha que assim ela vai chegar bem cedo!!!
Não coloque limites aos teus sonhos por crises, maus momentos, economia ou que as pessoas pensam... pq uma hora tudo passa, mas o teu conhecimento e aquilo que sabes fazer, estes ficam contigo!!!
Boa sorte e siga em frente!!!

Retrato de Caleidoscópio
Sex, 02/12/2011 - 09:38
Caleidoscópio:
Membro desde: 21.07.2010

Em relação a médias não estou preocupada porque a minha média dá para entrar em qualquer curso. Talvez por isso eu esteja com tanto receio de arriscar numa coisa quando poderia ter arriscado noutra. Afinal já o fiz uma vez...
Eu penso que ainda sou nova e se não mudar agora, mais tarde será muito mais difícil. Quando digo começar a estudar, refiro-me a fazê-lo em regime diurno pois quero dedicar-me ao máximo àquilo que gosto de fazer...
Escolhendo engenharia informática posso começar a trabalhar antes de terminar o curso e assim acumular alguma experiência na área para sair mais preparada para o mercado de trabalho. Mas, realmente, uma entidade empregadora não dá valor a uma recém-licenciada com 35 anos e 3 anos de experiência nessa área, por exemplo?
Isso dá que pensar...
Cometi um erro ao escolher psicologia, mas não posso voltar atrás. E isso significa que terei que viver para sempre com esse erro?

O blog dos livros usados - http://asaladoslivros.blogspot.pt/

Retrato de Caleidoscópio
Sex, 02/12/2011 - 09:41
Caleidoscópio:
Membro desde: 21.07.2010

Dyana11

Claro que não me fio no "tem imensa saída". Por isso, também, decidi colocar a questão aqui no fórum. Claro que nenhuma universidade vai publicar que o curso x não tem absorção pelo mercado de trabalho...

E na vossa opinião, quais são os cursos com mais saída, neste momento, claro?

O blog dos livros usados - http://asaladoslivros.blogspot.pt/

Retrato de Mermaid_MM
Sex, 02/12/2011 - 11:36
Mermaid_MM:
Membro desde: 20.05.2009

Por favor, não leves a mal, mas esse tipo de decisões seriam fantásticas e aplicáveis em países como os USA, os países nórdicos da Europa, Suiça, etc. Em Portugal, a partir dos 30 já se é considerado quase lixo, principalmente nas empresas portuguesas. Bata ir aos anúncios de emprego e vês que 80/90% deles, pedem pessoas até 30 anos, no máximo (e já é esticar mto) até aos 35. No início deste ano, eu tb ponderei bastante em tirar uma licenciatura em Terapia da Fala. A minha mãe até me ajudava em termos monetários, mas o curso tinha MUITAS horas de estágio. Onde é que eu iria arranjar um trabalho que me permitisse fazer esses estágios ao mesmo tempo? No way... Eu não posso estar sem trabalhar pq tenho uma filha e contas para pagar. Mas penso na porra do curso TODOS os dias, mas ao mesmo tempo tenho que descer à realidade. Por mais que pense, não posso estar com aquelas filosofias "ah é sempre tempo de mudar", "se pensas numa coisa todos os dias é pq vale a pena", etc.
Eu não estou a dizer para te "acomodares" ao trabalho que tens, mas neste momento, com esta situação do país, penso que não há muita margem para aventuras, entendes? Quem tem emprego e gosta minimamente do que faz deve agarrá-lo como pode. Não quero que penses que te estou a desmotivar, eu própria não gosto nada de pessoas que não têm vontade em evoluir, mas se tu queres continuar em Portugal, tens que te lembrar na situação actual.
Agora, se conseguires tirar outro curso e trabalhar ao mesmo tempo, para garantir o teu dinheirinho, sempre tens mais alguma coisa onde te agarrar, caso o 2º curso não te dê trabalho. Se conseguires: FORÇA, não te acomodes!!

Retrato de Mily
Sex, 02/12/2011 - 11:42
Mily:
Membro desde: 22.08.2008

Não podes pensar nos cursos que têm mais saida agora, tens de andar uns bons anos à frente, afinal de contas o que tem muita saída agora, não terá dentro de 3 ou 5 anos depois...

Afinal existem resmas de Universidades em Portugal e todos os anos saiem centenas de alunos da Universidade...

Eu entrei na Universidade em 2007 e nessa altura, por aqui, um licenciado em farmácia tinha emprego garantido, é claro que hoje em dia esse clichet mudou e muito, afinal, o ter um canudo já não é sinónimo de emprego garantido...

Afilhada da Rainha Sparkly!

Retrato de Ideia
Sex, 02/12/2011 - 13:24
Ideia:
Membro desde: 10.07.2010
Caleidoscópio wrote:

Escolhendo engenharia informática posso começar a trabalhar antes de terminar o curso e assim acumular alguma experiência na área para sair mais preparada para o mercado de trabalho. Mas, realmente, uma entidade empregadora não dá valor a uma recém-licenciada com 35 anos e 3 anos de experiência nessa área, por exemplo?
Isso dá que pensar...

Bem, eu diria que o maior problema não vai ser ser uma recém-licenciada com 35 anos e 3 anos de experiência (o que sim, vai tornar muito difícil arranjar trabalho), mas ser uma não licenciada com 32 anos - onde vais ganhar os 3 anos de experiência na área? Smile

Retrato de Ideia
Sex, 02/12/2011 - 13:26
Ideia:
Membro desde: 10.07.2010

Aquilo era a parte pessimista Smile Tenho alguns amigos eng. informáticos com dificuldade em arranjar trabalho, ao contrário do que se poderia pensar.

Agora o lado optimista Wink
Acho que se não o fizeres agora, não o fazes nunca, e se ainda por cima estás descontente com a situação actual... não há melhor altura que o presente para mudar!

Retrato de Caleidoscópio
Sex, 02/12/2011 - 13:35
Caleidoscópio:
Membro desde: 21.07.2010

Olá Ideia, obrigada por comentares.

Pensei ter referido que faço intenções que ir estagiando ao longo dos anos que durar o curso. Conheço que me consiga por a estagiar em programação. E depois, digamos que já sei algo de programação para poder começar já e assim desenvolveria uma experiência de alguns anos em programação ao mesmo tempo que fazia a licenciatura/mestrado integrado...

Estou inclinada para eng informática porque já tenho algumas bases e pensei que depois seria mais fácil a inserção no mercado de trabalho com a curso e a experiência. Claro que o mundo é muito grande, não é só Portugal e não teria problema em emigrar se fosse necessário.

O blog dos livros usados - http://asaladoslivros.blogspot.pt/

Retrato de Ideia
Sex, 02/12/2011 - 15:19
Ideia:
Membro desde: 10.07.2010
Caleidoscópio wrote:

Olá Ideia, obrigada por comentares.

Pensei ter referido que faço intenções que ir estagiando ao longo dos anos que durar o curso. Conheço que me consiga por a estagiar em programação. E depois, digamos que já sei algo de programação para poder começar já e assim desenvolveria uma experiência de alguns anos em programação ao mesmo tempo que fazia a licenciatura/mestrado integrado...

Estou inclinada para eng informática porque já tenho algumas bases e pensei que depois seria mais fácil a inserção no mercado de trabalho com a curso e a experiência. Claro que o mundo é muito grande, não é só Portugal e não teria problema em emigrar se fosse necessário.

Se tens quem te consiga por a estagiar, então sim, acho que é uma boa aposta Wink

Retrato de ZetaJones
Sex, 02/12/2011 - 18:03
ZetaJones:
Membro desde: 06.10.2011

se depois não te sentes realizada ou satisfeita com a nova area que escolheste?

Retrato de Caleidoscópio
Sex, 02/12/2011 - 18:57
Caleidoscópio:
Membro desde: 21.07.2010

ZetaJones,
A vida é cheia de aprendizagens. Contudo, já tenho alguma bagagem na área da engenharia informática e há uma infinidade de aprendizagens novas para fazer. Além disso é uma área onde dificilmente uma pessoa se farta (se gostar de aprender e evoluir). Não tenho dúvidas que adoro esta área. Claro que outras engenharias seria interessante, mas talvez ao nível profissional não tenha tanta sorte por causa da idade pois não conheço nenhum local onde possa estagiar em eng mecanica, por exemplo, antes de terminar o curso... Mas estas áreas dão para explorar muito mais e são mais exactas que a actual área onde trabalho. Por isso, não tenho esse receio de não ficar satisfeita.

O blog dos livros usados - http://asaladoslivros.blogspot.pt/

Retrato de Mafaldinha_Carlotinha
Seg, 05/12/2011 - 12:01
Mafaldinha_Carlotinha:
Membro desde: 27.05.2010

Como te compreendo...

Hoje não há um curso para a vida, um emprego para a vida, etc. Nada mais é certo e as próprias pessoas cada vez mais se nota que precisam de diversidade, experiências novas, evolução, etc. Estagnar NUNCA!!!! Smile

Eu vejo de tudo à minha volta! Acredita que são cada vez mais as pessoas que têm 2 cursos superiores! Tenho amigos desempregados, tenho amigos empregados e satisfeitos e amigos empregados mas cujo emprego já não lhes diz nada e querem evoluir/mudar tirando outra licenciatura ou indo para fora do país...há de tudo!

A mudança que vejo dá-se exactamente por volta dos 30, 30 e poucos...
Ou porque se está desempregado e tenta-se mudar de área ou porque já se viveu um bocado, já experienciámos a prática da nossa licenciatura e sente-se um vazio, precisa-se de algo mais, certo??

Eu também tenho 30 e estou exatamente nessa situação.

Acho que deves seguir em frente esse teu desejo. Ou queres chegar aos 40 cada vez mais saturada e pensares: "Fogo...porque é que eu quando tinha 30 anos não tirei outra coisa, nem que fosse para conciliar com as minhas consultas, era tão nova e estava tão cheia de dúvidas e a achar-me velha...que burra que fui!" Não queres um dia pensar/sentir isto pois não???

Mesmo que não te sirva de nada, SE TIVERES SUPORTE FINANCEIRO, força!!!!! Ainda para mais não podias estar em melhor situação, já viste que a tua profissão-psicóloga dá para te aventurares noutra coisa e ires dando umas consultas ao fim de semana ou mesmo algumas horas durante a semana?? Quais são as tuas dúvidas??

São em relação a "que curso tirar?".
Quanto a isto só o teu coração te pode responder.
Imagina profissionalmente cada curso e imagina em qual te vês a exercer a profissão um dia, com qual te identificas.
Se para além do teu gosto/paixão conseguires conciliar o fator "este curso tem saída", ótimo! Mas sinceramente, hoje nada é certo, embora se consiga ver que talvez o curso X seja melhorzinho em termos de emprego do que p curso Y...

Como já tens um curso superior, como já ganhas dinheiro com ele, como consegues ir dando umas consultas metendo-te noutro curso, quais são as tuas dúvidas??? Laughing

Pelo menos tentaste!!! Mesmo que o teu próximo curso não te dê frutos imediatos, tens a tua profissão de psicóloga! Mas aprendeste algo novo, aumentaste os teus conhecimentos, investiste em ti, mudaste de ares!!

Força, não pares!! A vida são dois dias!!
E não te queiras arrepender mais tarde de algo que não tentaste fazer....por medo da idade, etc., não penses muito, FORÇA!!

....vais começar a ver muita gente com 30 a mudar de vida, acredita!! Os cursos superiores nunca tiveram tanta gente com essa idade(e já com um curso) a tentar concorrer, acredita!!

Beijinhos e muita força! Smile

Retrato de Caleidoscópio
Ter, 06/12/2011 - 20:02
Caleidoscópio:
Membro desde: 21.07.2010

Margarida, obrigada pela força! Eu vou ter que deixar o meu trabalho para me agarrar a isto com unhas e dentes. Até porque começo para a semana a estagiar... Se tudo correr bem, quando terminar o curso, já vou com 6 anos de experiência na bagagem o que acredito, ajudará um pouco Smile Agora falta-me escolher a universidade. Isso é que não vai ser muito fácil Confused
E também não sei em que regime concorrer. Podem ajudar-me?
M23 ou concurso normal? ou outro que eu não saiba...

O blog dos livros usados - http://asaladoslivros.blogspot.pt/

Retrato de patana
Qua, 07/12/2011 - 12:28
patana:
Membro desde: 12.10.2011
Caleidoscópio wrote:

Olá. Gostaria de pedir uma opinião e, se possível, suscitar um debate sobre este tema. É o seguinte: sou psicóloga e trabalho há alguns anos nesta área. Já fiz de tudo um pouco e, como aprendo rápido, aos 30 anos, sinto que já não há nada de novo nesta área para mim... Tenho interesses muito variados e, sei que vão pensar que "isto e aquilo" são coisas totalmente diferentes. No entanto, ultimamente sinto o "bichinho" de mudar de área profissional. Matemática, física e química sempre foram o meu forte. E quando ingresse em psicologia pensei em seguir engenharia informática, mecânica ou mesmo aeroespacial... tem tudo a ver? nada.
No entanto. sinto que a minha vida profissional estagnou e estou seriamente a pensar entrar num destes cursos para o ano e mudar de profissão.
Pergunta: quais as possibilidades de integração no mercado de trabalho para alguém que acaba o curso nestas áreas aos 34/35 anos?

Vale mais arriscar do que passar o resto da vida a fazer algo que já não nos trás desafios?

Olá Caleidoscópia,

Se tens a possibildade de tirar um curso, acho que fazes muito bem em investir na tua formação.

Eu mudei de área aos 32 anos. Tinha um curso de secretariado e tive a sorte de me convidarem para fazer a àrea de recursos humanos no meu local de trabalho mesmo sem experiência. Por já ter alguns conhecimentos (digamos que sou autodidacta) e não ter medo de aprender, investiram em mim.

Apenas 5 anos depois tirei a licenciatura em RH e estou superfeliz.

Eu entrei pelo sistema de maiores de 23, não por não ter o 12º ano mas para não me sujeitar aos exames nacionais depois de 18 anos sem estudar.

Não desisas do teu sonho de mudar para uma área que gostes. Hoje o país está em crise, amanhã logo se vê.

Além de que se tens possibilidade de estagiar na àrea através de amigos, talvez eles te consigam arranjar uma colocação mais tarde e podes sempre conciliar com as tuas consultas.

Boa sorte! Kiss

patana

Retrato de sibilla
Qua, 07/12/2011 - 13:12
sibilla:
Membro desde: 03.11.2010

Tira informática numa instituição de jeito (UP ou IST, por exemplo). Os empregadores podem ver a tua idade mas também vêem a tua experiência profissional. A maioria dos informáticos que conheço saídos desses sítios dão-se ao luxo de escolher trabalhos, e isto ainda agora com a crise que está. Atira-te, tens muito mais hipóteses do que singrar com psicologia.

Força, e não és nada velha, és só experiente, e isso, para um empregador de jeito pode contar muito, já que não têm que andar a mudar fraldas a estagiários que não sabem nada do mundo de trabalho!

Abraço e vai em frente!

If you don't like my peaches, baby, why do you shake my tree?

Retrato de Mafaldinha_Carlotinha
Qui, 08/12/2011 - 17:13
Mafaldinha_Carlotinha:
Membro desde: 27.05.2010

Tens 2 formas de concorrer, ou pelo concurso normal (tens de fazer os exames do 12º das específicas q o curso pede) ou concorres como já sendo titular de um curso superior (chama-se a isto "concurso/regime especial"), aconselho-te esta última e atenção que as candidaturas costumam ser durante o mês de Agosto!!

Vais ao site da faculdade que pertendes e na zona das candidaturas estão lá explicadas a diferentes formas de candidatura, nomeadamente o tal "regime especial - já titular de um curso superior".

Espero ter ajudado.
Beijinhos e boa sorte!

Retrato de Caleidoscópio
Qui, 08/12/2011 - 17:33
Caleidoscópio:
Membro desde: 21.07.2010

Obrigada a todas pela força Smile Estava mesmo indecisa entre A UP, UL IST ou Coimbra... O Porto fica um pouco fora de mãr mas seria a minha primeira escolha. Se não, talvez o IST. Mas para já vou-me preocupar em rever as matérias para ver se está tudo em ordem para os exames. Estou a pensar fazer os de matemática e física e química. Mas as coisas agora estão diferentes. Pelo que percebi, o exame de Física e Química é com a matéria de 1oº e 11º, uma vez que não há esta disciplina no 12º. Estou certa? se alguém me souber esclarecer, agradeço! Smile

Para a menina que entrou pelo regime M23, como foi feita a selecção? Desculpem tantas perguntas.

Beijinhos

O blog dos livros usados - http://asaladoslivros.blogspot.pt/

Retrato de little_b
Qui, 08/12/2011 - 18:09
little_b:
Membro desde: 27.09.2011
Caleidoscópio wrote:

Obrigada a todas pela força Smile Estava mesmo indecisa entre A UP, UL IST ou Coimbra... O Porto fica um pouco fora de mãr mas seria a minha primeira escolha. Se não, talvez o IST. Mas para já vou-me preocupar em rever as matérias para ver se está tudo em ordem para os exames. Estou a pensar fazer os de matemática e física e química. Mas as coisas agora estão diferentes. Pelo que percebi, o exame de Física e Química é com a matéria de 1oº e 11º, uma vez que não há esta disciplina no 12º. Estou certa? se alguém me souber esclarecer, agradeço! Smile

Para a menina que entrou pelo regime M23, como foi feita a selecção? Desculpem tantas perguntas.

Beijinhos

Caleidoscópio, desculpa intrometer-me, mas se já fores licenciada não podes concorrer através dos M23, mas em contrapartida podes concorrer através dos concursos próprios para licenciados.

Boa sorte Wink

Retrato de Ideia
Qui, 08/12/2011 - 21:06
Ideia:
Membro desde: 10.07.2010

Não te sei responder a essas questões Smile

Vim só dizer que se escolheres a UL vamos ser colegas Tongue

Retrato de patana
Sex, 09/12/2011 - 10:07
patana:
Membro desde: 12.10.2011

Caleidoscópio wrote: Obrigada a todas pela força Estava mesmo indecisa entre A UP, UL IST ou Coimbra... O Porto fica um pouco fora de mãr mas seria a minha primeira escolha. Se não, talvez o IST. Mas para já vou-me preocupar em rever as matérias para ver se está tudo em ordem para os exames. Estou a pensar fazer os de matemática e física e química. Mas as coisas agora estão diferentes. Pelo que percebi, o exame de Física e Química é com a matéria de 1oº e 11º, uma vez que não há esta disciplina no 12º. Estou certa? se alguém me souber esclarecer, agradeço!

Para a menina que entrou pelo regime M23, como foi feita a selecção? Desculpem tantas perguntas.

Beijinhos

Olá,

Penso que LitteB tenha razão, uma vez que já tens uma licenciatura, acho que se calhar não te podes candidatar através dos M23. No meu caso, fizemos uma exame de matemática e de Economia, tiveram em consideração também o nosso cv e experiência profissional mas não te sei especificar qual a percentagem que cada um dos itens valia.

Mas caso possas concorrer através desse regime, a própria universidade te explicará as regras.

Força e boa sorte!

EDIT: erros

patana

Retrato de Caleidoscópio
Sex, 09/12/2011 - 14:54
Caleidoscópio:
Membro desde: 21.07.2010

Obrigada a todas Smile

Eu estive a pedir informações às universidades sobre isso, mas a única que respondeu reencaminhou para o site. No site do ist não encontro informações sobre regimes especiais de acesso...
A Ul estava entre uma das 4 primeiras no ranking que vi. Qual/ais são as específicas para entrar em informática na UL?

Alguém sabe como é feita a selecção no caso de pessoas que já têm uma licenciatura? é que não encontro esta informação em lado nenhum....

O blog dos livros usados - http://asaladoslivros.blogspot.pt/

Retrato de patana
Sex, 09/12/2011 - 17:21
patana:
Membro desde: 12.10.2011
Caleidoscópio wrote:

Obrigada a todas Smile

Eu estive a pedir informações às universidades sobre isso, mas a única que respondeu reencaminhou para o site. No site do ist não encontro informações sobre regimes especiais de acesso...
A Ul estava entre uma das 4 primeiras no ranking que vi. Qual/ais são as específicas para entrar em informática na UL?

Alguém sabe como é feita a selecção no caso de pessoas que já têm uma licenciatura? é que não encontro esta informação em lado nenhum....

Isso sai em Diário da República mas como é muito especifico não dev ser fácil encontrar. Vou ver se encontro alguma coisa e se encontrar, volto aqui.

patana

Retrato de patana
Sex, 09/12/2011 - 17:43
patana:
Membro desde: 12.10.2011
patana wrote:
Caleidoscópio wrote:

Obrigada a todas Smile

Eu estive a pedir informações às universidades sobre isso, mas a única que respondeu reencaminhou para o site. No site do ist não encontro informações sobre regimes especiais de acesso...
A Ul estava entre uma das 4 primeiras no ranking que vi. Qual/ais são as específicas para entrar em informática na UL?

Alguém sabe como é feita a selecção no caso de pessoas que já têm uma licenciatura? é que não encontro esta informação em lado nenhum....

Isso sai em Diário da República mas como é muito especifico não dev ser fácil encontrar. Vou ver se encontro alguma coisa e se encontrar, volto aqui.

Olá,

O que procuras está na página 9.

Há um periodo extraordinário de ingresso até 15 de Dezembro.

patana