Ferida/fissura vaginal | Page 16 | A Nossa Vida
973 entradas / 0 new
Última entrada
Retrato de Nina_SP
Sex, 22/08/2014 - 22:14
Nina_SP:
Membro desde: 22.08.2014

Meninas resolvi postar também porque fico indignada que nenhum médico resolva este problema, comecei com isso há 4 meses depois de ter uma infecção por cândida e aí não parou mais, para quem passava os finais de semana tendo relações sexuais o dia todo com o namorado agora faço uma vez por semana e a fissura sempre está lá e o triste é que os médicos querem tratar a fissura e não a pele que está fina e sem elasticidade, já usei todas essas pomadas candicort, novaderm,Trofodermim, kolagenase etc., o que o médico não entende é que cicatriza mas abre novamente, em conversa com uma dermatologista ela me disse que o médico é louco porque a pele já está fina e essas pomadas com corticóides vão afinar ainda mais e não vai resolver, ela me disse pra passar bepantol que é uma pomada ótima e cicatrizante, tenho passado de 2 a 3 vezes ao dia e nas últimas relações abriu muito menos, mas fico triste porque eu tinha uma vida sexual bem ativa podia fazer todo dia e mais de uma vez e agora não sei o que fazer e como levar uma relação de 3 anos assim, tenho 32 anos, o que acontece meninas?, pensei em usar a fitormil como vi aqui postado mas não consegui achar em nenhuma farmácia se alguém souber onde encontrar, e continuo com a bepantol que achei melhor do que essas pomadas e no desespero de quando isso irá passar.

Retrato de t_souza
Sex, 29/08/2014 - 16:08
t_souza:
Membro desde: 29.08.2014

olá meninas, há 4meses sofro com esse corte na vagina , conhecido como fissura,ocorrida depois de uma crise de candidiase, nenhuma pomada passada pelo ginecologista resolvia, isto estava me causado uma grande aflição , até que resolvi pesquisar e encontrei esse forum, lendo vários comentarios aqui estava entrando em desespero pq via que nenhuma conseguia resolver o problema, até que ao ler uns dois comentarios de meninas que conseguiram resolver o problema com o bepantol , resolvi comprar , tinha tido relações no dia anterior e o corte lá estava , começei usar o bepantol e a cicatrização foi mais lenta do que quando nao passava nada ou usava outras pomadas , porém depois de 4 dias usando de 3 a 4x ao dia , tive relações e podem acreditar conseguir ir até o final sem dor alguma, o corte quase não abriu , na verdade acho q nem abriu o que esta é apenas o outro que não tinha cicatrizado por completo.
Adorei o efeito do bepantol e comigo esta resolvendo , fiquei muito feliz e por isso resolvi compartilhar com vcs , pq foi aqui no forum que conseguir resolver meu problema e creio que muitas pode conseguir tbm.
Não podemos desistir

Retrato de LMacedo
Sex, 29/08/2014 - 20:10
LMacedo:
Membro desde: 25.11.2013

Olá meninas, sei o quanto é difícil passar por isso. Mas informo a vocês que tem solução sim! Algumas do fórum aqui conseguiram a solução para esse problema e vou informar a minha.
A minha situação só se resolveu de fato quando fiz relação um dia antes de me consultar com a médica, dessa forma ela viu o tamanho da fissura (parecia que estava crescendo cada vez mais). Ela viu e me falou que não pensava que a fissura ficasse daquele jeito.
Então ela me passou a pomada Renopel, ela é uma pomada cicatrizante e depois de mais ou menos umas duas semanas passando ela por todos os dias duas vezes ao dia na região da fissura tentei relação sexual e ela não abriu.
Além da Renopel ela me indicou a Colpotrofine, pediu pra passar todos os dias na região da fissura assim que ela tivesse cicatrizado.
A médica apenas me disse para não fazer relações enquanto estivesse passando a Renopel (ou seja, enquanto a fissura não estive cicatrizada).
O resultado é que alguns meses depois que passei a Renopel e Colpotrofine, até postei no fórum, a fissura não abre desde então e eu espero que continue assim.
Já passei por diversos tratamentos, Candicort, Bepantol, remédio pra Cândida, ácido bórico... Mas apenas essas duas pomadas resolveram o meu problema. Convêm perguntar ao seu ginecologista se essas pomadas possuem contra indicações (porque a Renopel é cara... imagina gastar dinheiro por uma pomada que você não pode passar?).
Desejo melhora para todas vocês!

Retrato de Nina_SP
Ter, 09/09/2014 - 09:44
Nina_SP:
Membro desde: 22.08.2014

Olá, LMacedo quanto tempo vc ficou sem tem relação enquanto usava a pomada? E depois disso está tudo normal, ou seja pode ter relações quando quiser?

Retrato de LMacedo
Ter, 09/09/2014 - 18:48
LMacedo:
Membro desde: 25.11.2013

Oi Nina, então, não lembro ao certo o tempo que fiquei, foi mais ou menos umas duas semanas. Foram duas semanas sem relação passando a Renopel duas vezes ao dia (a médica recomendou três mas consegui tempo pra passar apenas duas, uma de manhã e outra a noite). Depois que eu vi que tinha cicatrizado (quando eu passava na região ardia um pouco então quando isso parou de acontecer dei por mim que cicatrizou) tentei relação e a fissura não abriu, nem doeu na hora. Mesmo com apenas a Renopel resolvendo eu continuei o tratamento com a Colpotrofine, apenas para garantir. Desde então não tenho sofrido mais com isso. Eu fiquei muito traumatizada com esse problema, apesar de a fissura nunca mais ter aparecido toda vez que ele tenta ir por cima na primeira tentativa de penetração eu sinto dor, devo ficar muito tensa ainda, achando que vai voltar mas ainda bem isso não aconteceu.

Retrato de Nina_SP
Qua, 10/09/2014 - 00:08
Nina_SP:
Membro desde: 22.08.2014

Obrigada LMacedo, o médico me indicou um novo gel hidratante que lançou o Trofis,mas ainda não comprei,já usei de tudo, só continuo mesmo com o bepantol. Ando tão triste, fiquei duas semanas sem ter relação e na primeira entrada senti dar uma rasgadinha como se a pele tivesse sem elasticidade. Nunca tive isso na vida e agora não sara mais.

Retrato de LMacedo
Qua, 10/09/2014 - 01:45
LMacedo:
Membro desde: 25.11.2013

Nina, por nada ficaria muito feliz se todas aqui se livrassem desse mal. Esse creme a médica também me passou, eu usei porque ela me deu amostras grátis mas não falei porque foi um tempo depois da fissura não ter aberto. Mas melhora sim, só não posso te afirmar com certeza porque passei depois dos dois cremes citados. A Renopel a médica passou pra cicatrizar porque quando fui lá a fissura estava grande e aberta, a Colpotrofine foi para melhorar a elasticidade. Depois (em uma consulta de retorno) ela me passou esse Trofis, pediu pra testar mesmo eu falando que tinha melhorado. Eu passei pouco ele, só umas amostras. Mas você pode comprar e deixar seu relato aqui se realmente melhora ou não. Vai sarar sim, eu fiquei muito tempo pra achar uma solução, mas ela existe e este tópico do fórum existe justamente pra isso!

Retrato de lolita4321
Sáb, 27/09/2014 - 14:01
lolita4321:
Membro desde: 12.10.2013

Olá meninas...

Não consigo expressar por palavras o quanto estou indignada com o numero de pessoas com este problema que parece não ter solução.
A mim sucedeu-me exactamente o mesmo e numa pesquisa pelo google sobre o assunto acabei por vir aqui parar e descobrir este numero enorme de testemunhos.
Tive uma crise de candida há cerca de 5/6 meses atrás, apesar da mesma ter ficado aparentemente curada nunca mais fui a mesma...
Sempre que tenho relações sexuais abre-me essa maldita fissura... Mas o problema não acaba por aí, sempre que estico um bocadinho mais a pele, quer seja para fazer a depilação ou a fazer exercicio etc, também me abrem outras fissuras em diferentes partes da vagina nomeadamente ao pé do clitoris.
Esta situação é realmente frustrante, até para fazer xixi é um pesadelo pois este ao passar nas feridas faz arder e não é pouco.
A minha relação de 3 anos está cada vez mais afectada com esta situação pois eu já estou traumatizada com isto tudo, e com o medo da dor procuro sempre evitar ao máximo ter relações sexuais, e ele pensa que é por falta de vontade da minha parte quando realmente não é.... Estou completamente desesperada com esta situação e já n sei o que fazer mais

Retrato de mari rib
Sáb, 27/09/2014 - 19:59
mari rib:
Membro desde: 27.09.2014

Meninas, sofro há três meses do problema que aflige todas aqui, há três meses a danada da fissura aparece toda vez que tenho relações, desde quando iniciei minha vida sexual, vou a mesma ginecologista, infelizmente quando me consultei com ela e comentei sobre a fissura, ela me dise que era algo "normal" e que com o tempo "passaria", fiz todos os meus exames de rotina e estava tudo na mais perfeita ordem (confesso que fiquei apreensiva esperando o resultado pois já tinha ouvido falar que o aparecimento da fissura poderia estar relacionada a doenças como cândida e HPV) passou um mês, dois, e a fissura voltava a aparecer quando eu tinha relação. Resolvi ficar um tempo sem ter relações pensando q talvez minha cicatrização estivesse muito demorada e por isso a fissura voltasse a aparecer, devido a pele não ter se regenerado totalmente, fiquei um mês sem ter relações e quando resolvi tentar, a fissura abriu novamente. Confesso q chorei muito, conversei muito com meu namorado e até tive medo de ele não ter muita paciência (mas graças a Deus, foi mto ao contrário, ele me deu todo apoio e teve a maior paciência do mundo). Resolvi ir a outra ginecologista que me atendeu muito bem e me explicou que se trata de uma "fissura vulvar", que pode demorar um mês para se curar ou até mais de seis meses, tudo depende do seu organismo e do seu tratamento, ela me recomendou lavar minha roupa íntima com sabão de côco, não usar amaciante, deixar secar ao sol, passa-las com ferro, não deixar em lugares humidos como o banheiro, quanto a mim, pediu q eu n usasse qualquer tipo de sabonete íntimo, ela disse que quanto mais "cheirosinho" e colorido, mais contém substâncias q possam irritar a pele, me recomendou tomar banho com um sabonete que se chama GRANADO (esses de glicerina, transparente), me recomendou também o uso de uma pomada chamada bactroneo, para que fosse usada duas vezes ao dia, durante cinco dias após relação sexual e bepantol uma vez por dia, disse também pra que eu evitasse usar roupas muito apertadas ou escuras e que ficasse O MAIOR TEMPO POSSÍVEL sem calcinha (costume que eu realmente não tinha), hoje em dia durmo sem calcinha, e sempre quando estou em casa, fico sem. Conclusão: depois de três semanas seguindo todas essas recomendações posso dizer que tive duas relações e em nenhuma delas a fissura abriu. Não sei nem como explicar tanta alegria, depois de ler tanto sobre, ver o sofrimento das meninas nesse tópico, posso dizer que estar "curada" é quase o mesmo que ganhar uma batalha. Continuarei fazendo todas as recomendações da médica e tenho retorno o mês que vem. Minha história parece que teve final feliz, e espero que a de todas aqui também tenham. Fico feliz em partilhar minha experiência e espero que ela possa servir para muitas aqui. Beijos (desculpa o texto gigante hahaha)

Retrato de Carolina Moranga
Seg, 29/09/2014 - 14:13
Carolina Moranga:
Membro desde: 01.04.2014

Bom dia, como vocês leram nos meus relatos, eu estou melhor, meu tratamento tem dado certo, algumas entraram em contato comigo por email, onde eu pude falar um pouco mais detalhadamente sobre o meu caso, eu não postei aqui o resultado da minha biopsia, porque sou uma pessoa lerda e coloquei meu nome real aqui e não quero me expor.. Mas aconselho as que não fizeram uma biopsia a fazerem, porque TODA FISSURA TEM UMA CAUSA, sempre tem um motivo para estarem ali e o exame facilita essa descoberta..
Queria MARI RIB, infelizmente o seu caso é idêntico ao da maioria, iclusive o meu, e sei o drama que é, e o quanto prejudica nossa vida amorosa, consequentemente nosso psicológico. Não desista, pede ao seu médico para lhe passar uma biópsia do local, o meu caso tem se resolvido através disso..
Meninas, como já mencionei, estou indo em uma médica que é pesquisadora, e a mesma já me informou que HPV não se manifesta somente com verrugas, e que a fissura pode ser sim uma manifestação de HPV, coisa que a maioria dos médicos desconhecem, por isso descartam essa possibilidade, ahhh e HPV NÃO SE IDENTIFICA COM PREVENTIVO, sómente com exames específicos.. Então as que como eu seguiam os conselhos das ginecos de que não havia necessidade de exame, e que era uma coisa normal, ou de que já era um caso perdido, por favor, insitam no assunto e exijam um exame!!!!!!!

Beijossssss e qualquer coisa estou a disposição de todas!!!!!
[email protected]

Retrato de ting
Ter, 30/09/2014 - 04:23
ting:
Membro desde: 30.09.2014

Meninas, depois de 3 anos de sofrimento e tentativas com várias ginecologistas e várias pomadas, resolvi procurar um médico pesquisador aqui na minha cidade que, inclusive, é professor do curso de medicina da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC.
Ele me receitou um creme a ser feito em farmácia de manipulação chamado Creme Vaselinado de Propionato de Testosterona 3%. Em 8 dias de uso a noite antes de dormir, resolvi ter relação com meu namorado e a fissura NÃO ABRIU!!! Pela primeira vez em 3 anos!!!!!!! Estou muito feliz!! É claro que farei um tratamento de 6 meses para que os efeitos continuem a longo prazo, mas mesmo assim isso já é uma grande vitória!
Acompanho o fórum há 6 meses, mas nunca postei nada, pois nunca tive qualquer melhora. Agora, no entanto, me senti no dever de falar!
Aconselho vocês a pedirem essa receita para os médicos de vocês. Ela não tem nadinha de corticóide e por isso é que dá certo! Sério, façam mais essa tentativa, a pomada custou só 65 reais aqui em Florianópolis e vai durar bastante.
Qualquer coisa estou aqui para o que precisarem! Beijos!

Retrato de marilia1969
Sex, 03/10/2014 - 15:01
marilia1969:
Membro desde: 03.10.2014

Olá bom dia, tenho acompanhado esse grupo a algum tempo, sofri demais com isso e sempre que ia ao médico a mesma resposta: candida. Isso atrapalhou demais minha vida por um período. Sei que não é muito louvável mas após usar varias pomadas e tomar varios medicamentos cansei, mas vai ai o que está me aliviando:
Com uma seringa sem agulha injeto o caldo de meio limãona vagina pela manha após o banho todos os dias. A noite misturo um agua com pouco de bicarbonato de sódio com a mesma seringa e injeto, não sinto mais coceiras, não tenho mais corrimentos, não sofro com as feridas a mais de dois meses. hoje ja não faço em sequencia semana sim, semana não. Espero ter ajudado.

Retrato de Dani.Chem.
Sex, 17/10/2014 - 21:15
Dani.Chem.:
Membro desde: 17.10.2014

MENINAS! ATENÇÃO!!!
Leio o tópico há meses e nunca postei nada pois não tinha nada a acrescentar a não ser minha tristeza de ter a mesma fissura, no mesmo lugar, que sempre se abre no início da relação sexual. Sempre desconfiei de quase tudo que foi escrito aqui: candidíase, vaginismo, etc. Sabia que não era nada disso e que os médicos estavam chutando muito mal. Hoje, depois de muito tempo, sei exatamente do que se trata. E digo com uma certeza de quase 100% de que é o caso de todas aqui. HPV!!!! Gente, o HPV é um vírus que pode se manifestar de diferentes formas. Uma delas e a mais famosa é a verruga genital. Outra é a manifestação no colo do útero. Mas não sao as únicas. Ele vive na mucosa e fica lá dentro das células infectadas. Não é detectado no exame normal ginecológico. Apenas com BIOPSIA!!! Então por mais que seu exame esteja normal, a biópsia vai acusar DNA do virus no local da fissura. Pq lá que ele está. Ao invés de termos uma infecção no colo do útero, que é o mais comum, ele está alojado na entrada da vagina no nosso caso. Causando um estrago naquela área e a deixando tão frágil. Provavelmente na relação em que vc se contaminou, vc teve uma micro fissura no local, que vc nem sentiu, mas foi suficiente para o vírus entrar e se alojar. Eu estou me curando, finalmente, depois de meses sem saber o que fazer. Comecei um tratamento sozinha, mas com total respaldo científico e médico. Estou usando no local a pomada Modik, da Germed. Se trata do Imiquimode, um imunomodulador de resposta imune. É exatamente para o seu corpo identificar o virus no local e atacá-lo, eliminando-o para sempre. O tratamento é demorado, cerca de 4 a 12 semanas. Mas depois de tudo que sofremos, isso não é nada! O remédio não precisa de receita para ser comprado. Deve ser passado dia sim, dia não, três vezes por semana no local da fissura. Não deixem que ele entre no canal vaginal. Estou na segunda semana e já vejo uma diferença enorme na pele do local. Está mais resistente e com aparência firme!Sinto realmente que estou me curando. O local está mais liso e elástico.
Mas o ponto negativo é que o creme provoca efeitos colaterais ruins. Vermelhidão, coceira, ardência. Mas isso significa que está fazendo efeito, é devido as substâncias que as células de defesa liberam e causam um efeito inflamatório local. Enfim, está tudo explicado na bula. Não deixem de ler. Meninas, o tratamento para o HPV é a cura da fissura. Se quiserem, peçam para seu médico fazer biopsia do local. Vai dar resultado positivo. Talvez ele opte por queimar o local com ácido tricloroacético. Funciona também, mas é bem doloroso e não é garantia que todo o HPV vai ser eliminado. O Imiquimode é mais eficaz, pois seus anticorpos vão destruir todo o virus alojado na epiderme.
É isso. Qualquer coisa estou a disposição. Sei do que estou falando. Sou pesquisadora de Universidade Federal e pesquisei em muitos artigos de revistas renomadas tudo que estou falando sobre o Imiquimode como tratamento para HPV. E não tenham dúvida: é HPV fazendo isso com a sua mucosa vaginal. Não há outro motivo para uma fissura que abra sempre assim por meses ou anos. Me espanta muito poucos médicos terem pensado nisso, como vi aqui no fórum. Um abraço e sucesso a todas!

Retrato de Dani.Chem.
Sex, 17/10/2014 - 21:15
Dani.Chem.:
Membro desde: 17.10.2014

MENINAS! ATENÇÃO!!!
Leio o tópico há meses e nunca postei nada pois não tinha nada a acrescentar a não ser minha tristeza de ter a mesma fissura, no mesmo lugar, que sempre se abre no início da relação sexual. Sempre desconfiei de quase tudo que foi escrito aqui: candidíase, vaginismo, etc. Sabia que não era nada disso e que os médicos estavam chutando muito mal. Hoje, depois de muito tempo, sei exatamente do que se trata. E digo com uma certeza de quase 100% de que é o caso de todas aqui. HPV!!!! Gente, o HPV é um vírus que pode se manifestar de diferentes formas. Uma delas e a mais famosa é a verruga genital. Outra é a manifestação no colo do útero. Mas não sao as únicas. Ele vive na mucosa e fica lá dentro das células infectadas. Não é detectado no exame normal ginecológico. Apenas com BIOPSIA!!! Então por mais que seu exame esteja normal, a biópsia vai acusar DNA do virus no local da fissura. Pq lá que ele está. Ao invés de termos uma infecção no colo do útero, que é o mais comum, ele está alojado na entrada da vagina no nosso caso. Causando um estrago naquela área e a deixando tão frágil. Provavelmente na relação em que vc se contaminou, vc teve uma micro fissura no local, que vc nem sentiu, mas foi suficiente para o vírus entrar e se alojar. Eu estou me curando, finalmente, depois de meses sem saber o que fazer. Comecei um tratamento sozinha, mas com total respaldo científico e médico. Estou usando no local a pomada Modik, da Germed. Se trata do Imiquimode, um imunomodulador de resposta imune. É exatamente para o seu corpo identificar o virus no local e atacá-lo, eliminando-o para sempre. O tratamento é demorado, cerca de 4 a 12 semanas. Mas depois de tudo que sofremos, isso não é nada! O remédio não precisa de receita para ser comprado. Deve ser passado dia sim, dia não, três vezes por semana no local da fissura. Não deixem que ele entre no canal vaginal. Estou na segunda semana e já vejo uma diferença enorme na pele do local. Está mais resistente e com aparência firme!Sinto realmente que estou me curando. O local está mais liso e elástico.
Mas o ponto negativo é que o creme provoca efeitos colaterais ruins. Vermelhidão, coceira, ardência. Mas isso significa que está fazendo efeito, é devido as substâncias que as células de defesa liberam e causam um efeito inflamatório local. Enfim, está tudo explicado na bula. Não deixem de ler. Meninas, o tratamento para o HPV é a cura da fissura. Se quiserem, peçam para seu médico fazer biopsia do local. Vai dar resultado positivo. Talvez ele opte por queimar o local com ácido tricloroacético. Funciona também, mas é bem doloroso e não é garantia que todo o HPV vai ser eliminado. O Imiquimode é mais eficaz, pois seus anticorpos vão destruir todo o virus alojado na epiderme.
É isso. Qualquer coisa estou a disposição. Sei do que estou falando. Sou pesquisadora de Universidade Federal e pesquisei em muitos artigos de revistas renomadas tudo que estou falando sobre o Imiquimode como tratamento para HPV. E não tenham dúvida: é HPV fazendo isso com a sua mucosa vaginal. Não há outro motivo para uma fissura que abra sempre assim por meses ou anos. Me espanta muito poucos médicos terem pensado nisso, como vi aqui no fórum. Um abraço e sucesso a todas!

Retrato de relusi
Sáb, 18/10/2014 - 04:19
relusi:
Membro desde: 09.06.2013

Olá ting, tudo bem?

Você tem a fórmula desse creme?

Poderia postar aqui no fórum?

obg

Retrato de Topanga
Qua, 22/10/2014 - 13:28
Topanga:
Membro desde: 22.10.2014

Olá meninas, inscrevi-me aqui pq tenho o mesmo problema.
Há uns anos atrás abriu-se uma ferida mesmo à entrada da vagina. Fui à médica que me deu uns comprimidos para mim e para o meu namorado.
O que é certo é que nunca mais voltei ao normal.
Fui a várias ginecologistas, entretanto fiquei sem namorado.
Mais tarde tive uma relação de 3 anos que tb não resultou, nao conseguia aguentar nada. As ginecologistas diziam estar tudo bem e eu nao entendia o porquê de me doer. Vagina pequena? Vaginismo? Ninguém me sabia explicar.
Este ano arranjei namorado novo. Estava muito, mas muito nervosa quando fizemos amor. Foi optimo, posso dizer que foi o melhor sexo da minha vida, não doeu, e estava tão relaxada que consegui ir até ao fim. No entanto, quando acabou, lá estava a maldita fissura.
Agora estou de rastos, não sei o que dizer ao meu namorado. "olha, sei que começámos agora a namorar, mas vais ter de ficar sem sexo durante algum tempo". Não o quero perder Sad

As meninas de Portugal que dizem? Só vejo aqui relatos do Brasil, mas a medicação é diferente.
E queria saber se conhecem algum ginecologista dentro do assunto.
Hoje fui à médica de familia e ela nem sabia o que era nem como tratar. Passou-m um anti-funjico qualquer.
Na proxima semana vou a uma ginecologista aqui perto, mas nem sei se ela conhece tal coisa.

Obrigada

Retrato de ting
Qua, 22/10/2014 - 14:36
ting:
Membro desde: 30.09.2014

Dani.Chem., meu namorado é a única pessoa com quem tive relações sexuais. Será que ao invés de eu ter que fazer a biópsia do HPV não é possível que ele faça esse exame? Digo, se ele tiver HPV, com certeza eu também o tenho né?

Relusi, o que está escrito na receita é somente isso: Creme Vaselinado de Propionato de Testosterona 3%. Levando esse nome na farmácia de manipulação eles já saberão o que fazer, apenas informe que a aplicação é vaginal. Em dezembro vou para o Rio passar minhas férias com o meu namorado (atualmente ele está morando lá) e aí sim vou poder confirmar que a fissura realmente parou de abrir. Estou muitooo ansiosa!!!

Retrato de Josy Oliver
Qua, 22/10/2014 - 22:51
Josy Oliver:
Membro desde: 22.10.2014

Olá Meninas!

Bom como vocês devem imaginar eu tenho o mesmo problema que todas, essa maldita fissura vaginal.Quatro anos atrás tive uma infecção bem forte, fiquei com ferimentos no colo do útero e na vagina, meu médico me mandou fazer todos os exames possíveis para doenças sexualmente transmissíveis, mas os exames não acusaram nada. Me recuperei da infecção, mas quando voltei a ter relação sexual, senti um desconforto muito grande e depois muita ardência quando urinava, fui verificar o que tinha acontecido e lá estava um corte na entrada da minha vagina. imaginei que isso se devia a infecção que ainda não estava totalmente curada, mas para o meu desespero estava enganada e depois disso toda vez que tenho relação sexual a fissura se abre. Já utilizei diversos cremes vaginais que não tiveram resultado e a pouco tempo descobri esse blog e pude constatar que somos muitas nessa situação. Tenho lido os comentários e anotado todos os medicamentos de ajudaram algumas de vocês para começar utilizar, mas vejo que a solução para esse problema não é fácil. O meu sonho é poder ter uma vida sexual normal, pois me sinto frustada nessa área da minha vida.

Abraço a todas!

Retrato de Dani.Chem.
Qui, 23/10/2014 - 02:43
Dani.Chem.:
Membro desde: 17.10.2014

Josy, vc deve ter sido contaminada com HPV nessa relação em que se abriu várias feridas em vc. Já percebi isso nos depoimentos aqui. Muitos relatos de que depois de uma crise de candidíase, por exemplo, a fissura sempre apareceu... Acredito mesmo que em uma relação em que a vagina foi ou estava machucada de alguma forma, mesmo que imperceptivel, o virus do HPV entra na pele machucada e lá fica alojado. Foi assim que aconteceu comigo. Isso explica pq a fissura é sempre na entrada da vagina em todos os casos do Blog, onde é mais propício para sofrermos micro feridas durante o ato sexual.
Ting, se seu namorado foi seu único parceiro até hoje, com certeza vc pegou dele. Mas as vezes ele já se curou e vc ainda não! Pq o HPV, muitas vezes, é eliminado naturalmente do organismo depois de alguns meses. Então é possível que vc tenha o virus latente e ele não.
Gente! Vou estar constantemente entrando aqui para dar notícias do meu tratamento com Imiquimode. Estou na segunda semana de tratamento e ainda não tive relações pq, como eu disse, a pomada deixa a área bem sensível. Então vou esperar mais duas semanas para ter relação novamente. Mas adianto a vcs: a mucosa da região está mudando! Mais lisa e a marca da fissura que estava sempre lá está sumindo! Vao por mim! É HPV! Parem de tentar amenizar com Colpotrofine, Cicatricure, Bepantol,Emma, Nebacetin, limão, etc etc etc. Comprem Imiquimode (tem Modik, da Germed, ou Ixium, da Farmoquimica. Ixium é mais cara, 130 reais). Vcs vão se curar, acreditem!!!! E aproveitem e tomem muita Vitamina C e zinco durante o tratamento pq ajuda seu sistema imunológico a se livrar do virus!
Sucesso a todas! Merecemos!!!

Retrato de ting
Qui, 23/10/2014 - 13:56
ting:
Membro desde: 30.09.2014

Ai Dani, como é difícil aceitar que seja HPV =( A sua ferida também é daquelas que abre durante o ato sexual e depois de 2 dias fecha e desaparece como se nunca tivesse estado ali?
Tenho medo de fazer a biópsia pq algumas meninas já falaram aqui que é dolorido e meio que fica um burado no local =/

Retrato de Dani.Chem.
Qui, 23/10/2014 - 16:54
Dani.Chem.:
Membro desde: 17.10.2014

Sim, Ting. Desde setembro do ano passado. Em setembro tive relação desprotegida com um amigo com quem estava ficando. Nessa relação abriu um machucadinho. Mas eu nem senti na hora, só fui ver mesmo no dia seguinte. Depois disso só fui ter relação de novo com meu atual namorado em março desse ano. E abriu uma fissura que doeu demais, no lugar do machucadinho anterior, e não consegui continuar com a relação de tanta dor. E desde então toda vez abre essa fissura vertical no momento da relação que doi muito. E fecha dois dias depois sem ter que passar nenhuma pomada.
Com certeza me infectei na relação de setembro. Vou lhe confessar. Na época me apareceu duas verruguinhas na parte externa. Eu tratei com Imiquimode e em 4 semanas sumiram. E nunca mais apareceram. Logo, esse amigo tinha HPV e me passou. Só que não foi só na parte externa que me infectou, a qual já tratei. Me infectou na parte interna também, nessa área da fissura. Tanto que em duas semanas de tratamento com Imiquimode a área já está com aparência diferente! Bem melhor! Estou bem esperançosa! Se vc está com tanto medo da biópsia, eu indicaria que vc já comprasse o Imiquimode e começaria a passar na região da fissura.

Retrato de ting
Qui, 23/10/2014 - 19:01
ting:
Membro desde: 30.09.2014

Obrigada, Dani. Vou pensar sobre o assunto e decidir se faço uma biópsia ou não. Confesso que vc me deixou com medo. Tem perigo de virar um câncer?

Retrato de PaulaJosi
Qui, 23/10/2014 - 20:07
PaulaJosi:
Membro desde: 23.10.2014

Dani, é a primeira vez que comento, até pq sempre achei meio superficial os diagnósticos daqui até então.
Vc acha que é ok, começar a usar as pomadas sem ir no médico? pois meu plano é terrível, demoro mais de um mês para marcar consulta. E por acaso me apareceu uma verruga próximo a minha virilha, será que tem alguma relação com hpv ou nada a ver?
Por acaso vc tem algum material ou site que fale sobre isso?
O engraçado é que estava relendo os comentários desse fórum e muitas mulheres tiveram resultado positivo de hpv, mas descartavam pq normalmente o tratamento é com algum àcido.
Tomara que seja isso mesmo! Smile

Retrato de PaulaJosi
Qui, 23/10/2014 - 20:21
PaulaJosi:
Membro desde: 23.10.2014

Carolina desculpa, talvez vc já tenha comentado isso, mas não achei. Vc poderia falar qual tratamento vc tem seguido?
Obrigada Smile

Retrato de Josy Oliver
Qui, 23/10/2014 - 20:50
Josy Oliver:
Membro desde: 22.10.2014

Estou super ansiosa para saber como será o resultado do seu tratamento, nos mantenha sempre informadas. Tenho muita esperança de encontrar a solução para esse problema e estou torcendo para que esse medicamento seja o nosso milagre.

Abraços!

Retrato de Dani.Chem.
Qui, 23/10/2014 - 23:05
Dani.Chem.:
Membro desde: 17.10.2014

Pra quem tiver interesse de ler sobre HPV e Imiquimode, aqui está uma ótima revisão de literatura sobre o tema:
http://www.hpvinfo.com.br/hpv-8.htm

Nesse mesmo texto, fala que as lesões causadas pelo HPV são de natureza recalcitrante (resistentes, persistentes, que teimam). O caso das nossas fissuras!

Retrato de Dani.Chem.
Qui, 23/10/2014 - 23:19
Dani.Chem.:
Membro desde: 17.10.2014

PaulaJosi, se vc está com uma verruga, é HPV. Não sou médica, mas qualquer verruga, em qualquer lugar do corpo, é causa pelo virus HPV. Tem muitos tipos de virus HPV. E a maioria deles é inofensiva para nós, apesar de criar alterações na pele. Os que causam verrugas são os de mais baixa agressividade.
E sim, vc deve tratar essa verruga na sua região externa. As verrugas são extremamente contagiosas. Há uma carga viral muito grande nas verrugas.
As verrugas podem regredir espontaneamente, muitas vezes acontece. Mas não é sempre que o corpo consegue identificar a presença do virus nas células.

Meninas, mais uma vez, não sou médica e nem quero ter responsabilidade sobre o corpo e saúde de vcs. Estou contando minhas experiências e atitudes.
Já tive verrugas na área externa da vulva e tratei com imiquimode. Elas sumiram em 4 semanas exatamente. E nunca mais apareceram. Foi uma regressão total de sucesso sem recidiva. Agora estou tratando o mesmo HPV que está na entrada da vagina, onde abre a fissura, com o mesmo Imiquimode. Acredito que como funcionou uma vez, vai funcionar de novo. É a última alternativa que me resta para curar essa fissura infernal.
Repito que vou continuar postando para vcs meu progresso no tratamento.
E não precisam ter medo do HPV. A gente sempre associa HPV a câncer. Mas na verdade é muito raro o HPV provocar um câncer. Os números altos de cancer de colo de útero existem porque quase toda mulher é ou será infectada por HPV pelo menos uma vez na vida. E, portanto, pela probabilidade dentro de milhões de casos, temos muitos casos de cancer. Mas se vc for olhar as milhões de mulheres infectadas por HPV, percebe-se que o câncer tem um percentual muito baixo nas infectadas por HPV. Fora que leva anos para isso ocorrer. Ou seja, se tratem e fiquem tranquilas. Vão ao médico, peçam biópsia. Ou, se quiserem tentar, façam como eu que já entrei com o Imiquimode de forma independente. Mas façam algo! Rs
Um abraço a todas! Estarei sempre por aqui! Quero nossa cura!

Retrato de Nina_SP
Sex, 24/10/2014 - 10:04
Nina_SP:
Membro desde: 22.08.2014

Bom gente, tem que ir no médico para poder verificar se ta tudo bem mesmo, mas a maioria não é hpv, é apenas um ressecamento da pele ocasionado como no meu caso por uma candida juntamente com outros produtos como sabonete intimo que resseca e já não uso mais, alguns absorventes. Como a pele ressecou, ela acabou perdendo a elasticidade.Depois de todos os relatos vou deixar mais essa resenha, faço tudo como disse uma das meninas aqui, sabonete intimo sempre usei apenas uma vez por semana pois o médico já havia me orientado que ele resseca mesmo, mas depois desse problema parei de usá-lo totalmente, somente uso sabonete neutro glicerinado, calcinha sempre que possível em casa fico sem ela, e resolvi testar o tratamento da nossa amiga Lmacedo, comecei a usar o colpotrofine, depois de uma semana tive relações e abriu a fissura chorei muito mas continuei usando mesmo no corte pois ele é indicado para acelerar as cicatrizações também, passei mais uma semana usando e tive relação, dessa vez não abriu só ficou vermelho no local, já fiquei com esperanças, continuo usando duas vezes ao dia e comprei o gel hidratante Trofis o qual o médico havia me indicado antes, passo uma vez ao dia.

Retrato de Dani.Chem.
Sex, 24/10/2014 - 11:14
Dani.Chem.:
Membro desde: 17.10.2014

Nina, pode ser que o seu caso seja diferente dos outros! Sorte enorme sua! Mas sinceramente, não acredito em ressecamento interno causado por sabonete íntimo. Não sou nada ressecada. Minha própria ginecologista há anos me receitou Dermacyd, e é o único que não me dá alergias. Já usei sabonete glicerinado e foi terrível, tive candidíase no dia seguinte. Enfim, isso é de cada uma. E cândida se trata com fluconazol. É tiro e queda. Há muitas meninas aqui que se trataram com fluconazol por semanas ou meses e a fissura não melhorou em nada. Como é possível? Então discarto essa possibilidade aqui. Tem duas meninas que eu li no fórum que se trataram para HPV e se curaram. Até sumiram daqui. Uma tratou com Imiquimode também, foi a própria médica que indicou, e outra tratou com ácido tricloroacético no local. Me contou por email. Ambas se curaram. Então continuo apostando todas as fichas de que a maioria é HPV sim. E claro, todas deveriam pedir uma biópsia para detectar o virus e saber se trata do seu caso. Mas para aquelas que já tentaram de tudo, eu aconselho tratar com Imiquimode. Até pq ficar tentando outros cremes malucos que apareceram por aqui que acabam com a flora vaginal não é uma boa ideia!

Retrato de Dani.Chem.
Sex, 24/10/2014 - 11:19
Dani.Chem.:
Membro desde: 17.10.2014

E usei Colpotrofine por um mês. Realmente achei que a pele da região fica mais firme. Na primeira relação eu fiz sem dor. Até consegui duas vezes seguidas. Mas nas vezes posteriores, outros dias, voltou a abrir a fissura. Então acho que colpotrofine é um paliativo, melhora pq deixa a pele mais resistente. Mas não cura.