Emigrar para a Suiça | A Nossa Vida

Emigrar para a Suiça

Retrato de Pereira1986
31.12.2011 | 02:09
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011

Boa noite.

Antes de mais, quero congratular todos os membros deste fantástico fórum, pelo companheirismo que tem sido criado no dia-a-dia. Pelo que vejo, muitas das pessoas participam activamente no fórum, afim de ajudar quem aqui coloca as suas dúvidas. Espero que assim continue.

Escritas as primeiras palavras, decidi abrir este tópico, no sentido de tentar concentrar o máximo de informações sobre "Emigrar para a Suiça".
Sei, que já existe alguns tópicos criados com este assunto, mas para o bem de todos que visitam este fórum na tentativa de encontrar informações inerentes ao assunto mencionado, é importantíssimo todas as informações manterem-se num só local.

Por isso, peço a todos que participem activamente neste tópico.

Bem, também decidi criar este tópico, pois sou um Português no meio de outros tantos, a querer partir de Portugal com o intuito de conseguir ter uma vida melhor num outro País, e de momento, o meu País de eleição é a Suiça.
E a Suiça porquê, porque é um País que oferece aos seus habitantes excelentes condições socio-económicas.
Neste País é possível as pessoas conseguirem terem alguns prazeres que neste momento é impossível ter em Portugal, é claro, que é necessário ter uma pontinha de sorte para que a vida na Suiça consiga ser o que desejamos quando saimos do nosso País.

Pretendo emigrar, para que seja possível ter uma vida melhor e claro, para poder dar uma vida com qualidade ao meu mais que tudo (Filho). Estou extremamente preocupado com a situação do nosso País, pois sinceramente o futuro dos nossos filhos está a ser colocado em causa e não tenho perspectivas animadoras para o futuro deles.

Tenho feito imensas pesquisas na internet, e já consegui reunir algumas informações, tais como:

- Sites com imóveis para arrendar
- Sites com ofertas de emprego
- Blog com informações sobre os impostos na Suiça
- Sites com contactos de Associações Portuguesas
- Sites com supermercados online para analisar os preços dos bens necessários para o nosso dia-a-dia (alimentação, higiene, etc...)

Pois bem, em dúvida que tem sido uma grande ajuda, pois já tenho mais alguma informação sobre a Suiça.

Mas vou confessar-vos uma coisa, tenho visto alguns comentários deixados em fóruns, e sinceramente estou bastante apreensivo com a possível saída do meu País e digo isto porquê, porque há quem dramatize a vida na Suiça e há quem seja mais positivo e trasmita confiança.

Sabendo eu, que a crise que vivemos é Mundial e a Suiça não é excepção, mesmo assim é possível conseguirmos encontrar um trabalho e viver confortáveis?

Neste momento, quais os principais entraves para quem tenciona emigrar para a Suiça?

Quais os sectores onde continua a haver oferta de emprego?

Peço desculpa por este meu testamento, mas fui escrevendo o que me ia na alma.

Agradeço desde já a todas as pessoas que tiveram interesse em lêr o meu testamento e aguardo comentários vossos afim de dinamizarmos este assunto da emigração.

Aproveito também, para desejar a todos um FELIZ ANO 2012. Hug

Cumprimentos


Retrato de ana_alveiro
Sáb, 31/12/2011 - 11:46
ana_alveiro:
Membro desde: 29.11.2011

Olá Pereira, o que eu te aconselho é pensares bem no passo que vais dar e pensar em tudo. Como por exemplo a barreira da língua, pois depende para a zona que fores, pois numa região fala-se alemão, noutra fala-se francês e noutra italiano. Arranjar casa também não é muito fácil porque há muita procura e para a alugares já tens de ter os teus papeis tratados e para isso tens de ter contrato de trabalho. Tens de levar uma quantia de dinheiro considerável para as primeiras despesas, tipo para comida e para andares de transportes públicos para te poderes deslocar para tratar dos papeis e quando alugares apartamento para pagares a caução. Se queres mesmo sair do pais aconselho-te a contactares algum conhecido ou familiar que já tenha lá a vida orientada e que te possa ajudar a encontrar trabalho e tratar dos papeis e te deixe ficar uns tempos lá em casa até orientares a tua vida. Eu digo-te para pensares bem porque eu e o meu namorado fomos para Zurique a pensar que tínhamos tudo orientado e um mês e meio depois já estávamos outra vez em Portugal. Conclusão gastamos dinheiro nas viagens, gastamos dinheiro em alojamento e alimentação e o patrão do meu namorado não lhe pagou o mês que trabalhou porque estava ilegal sem papeis e o patrão aproveitou-se disso visto que o meu namorado não podia recorrer á justiça porque estava ilegal (e o patrão era português). Por isso pensa bem antes de dares esse passo.

Retrato de Pereira1986
Seg, 02/01/2012 - 03:02
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011

Boa noite Ana,

Agradeço desde já o teu testemunho, sem dúvida que é muito importante ler ou ouvir as experiências que outras pessoas já viveram ou vivem quando emigram para outros Países.

Para ser sincero, eu estou muito apreensivo com uma possível mudança na minha vida, porque tenho medo de deixar tudo em busca de algo menor e acabar por não conseguir nada e ficar ainda com menos do que tenho, por isso, é que estou a fazer pesquisas intensivas e procurar falar com algumas pessoas que estejam/estiveram na Suiça ou que tencionem também ir para o País dos Alpes, afim de obter mais informações para que possa começar a idealizar a minha mudança.

Sem dúvida que ter alguém conhecido é um dos critérios que considero fundamentais, pois essa pessoa poderá orientar-nos nos primeiros tempos, de forma a conseguirmos uma melhor adaptação ao País.

A minha esposa tem uma amiga, que o marido emigrou para a Suiça há 5 anos e encontra-se a trabalhar num Hotel 5***** nos Alpes. Paga as despesas que tem (habitação, transportes, alimentação, impostos, etc...) e ainda conseguem mandar bastante dinheiro para Portugal, se não estou em erro, cerca de 3.000,00€/mês. Olhando para este valor, só dá vontade de partir já amanhã. Wink
Mas claro, possivelmente quando começou a trabalhar na Suiça, não deveria auferir o vencimento que aufere neste momento.

Uma dúvida que tenho é a seguinte:

Sabendo que não existe um salário mínimo, qual o valor que por norma a entidade patronal oferece a um emigrante? Por exemplo, no meu caso, apenas possuo o 12.º Ano e neste momento encontro-me a trabalhar na área de Segurança Privada. Claro, que ao emigrar, possivelmente o meu primeiro emprego iria passar por uma cozinha de um Hotel, Restaurante, para que fosse possível eu aprender a língua. Neste caso especifico, qual é o vencimento atribuído normalmente?

Cumprimentos.

Retrato de scmm
Seg, 02/01/2012 - 14:54
scmm:
Membro desde: 16.10.2011

É importante saber e ouvir diversas opiniões sim, eu tou na Suiça à 1 ano mas o meu marido já cá estava à uns 6 meses, eu não aconselho ninguem a vir para aqui sem trabalho ou contrato pk aqui é dificil (senão quase impossivel) arranjar papeis ou alugar casa sem contrato, a não ser como referio o seu amigo que trabalha em hóteis lá em cima na montanha e ai sim os patrões garantem alujamento e comida, e sim aqui existe ordenado minimo que são 3400 francos (não são euros, eu tmb tenho o 12º ano e estou num cantão alemão e a lingua é um grande entrave para mim embora esteja em casa por opção nesta altura, mas se não tivesse não me restava outra opção que era tm hóteis ou limpezas. Outra coisa e é lamentavel que assim seja patrões portugueses na maioria dos casos são uns "aldrabões" e só pensam em aproveitar-se das pessoas.
Alguma duvida em que possa ajudar disponha e boa sorte.

Retrato de Pereira1986
Seg, 02/01/2012 - 20:40
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011
scmm wrote:

É importante saber e ouvir diversas opiniões sim, eu tou na Suiça à 1 ano mas o meu marido já cá estava à uns 6 meses, eu não aconselho ninguem a vir para aqui sem trabalho ou contrato pk aqui é dificil (senão quase impossivel) arranjar papeis ou alugar casa sem contrato, a não ser como referio o seu amigo que trabalha em hóteis lá em cima na montanha e ai sim os patrões garantem alujamento e comida, e sim aqui existe ordenado minimo que são 3400 francos (não são euros, eu tmb tenho o 12º ano e estou num cantão alemão e a lingua é um grande entrave para mim embora esteja em casa por opção nesta altura, mas se não tivesse não me restava outra opção que era tm hóteis ou limpezas. Outra coisa e é lamentavel que assim seja patrões portugueses na maioria dos casos são uns "aldrabões" e só pensam em aproveitar-se das pessoas.
Alguma duvida em que possa ajudar disponha e boa sorte.

Boa noite scmm,

Agradeço desde já a sua resposta.

A minha partida de Portugal para a Suiça, só irá acontecer se conseguir um trabalho mais ao menos certo, quando chegar à Suiça, por isso tenho procurado em muitos sites de emprego e também irei falar com o marido da amiga da minha esposa, para saber se ele me consegue arranjar algum trabalho.

Os valores que terão de ser subtraídos aos 3.400 CHF, são os seguintes:

- Primeiro pilar: 5.05%
- AVS: 4.2%
- ADG: 0.15%
- AI: 0.7%
- ALV: 1%

- Segundo pilar: idade entre os 25-34 anos
- BVG: 7%

- Seguro básico de saúde: 300 CHF/Mês

- Impostos Federais do Cantão: Entre os 9% e 21% (depende do cantão)

Todos estes valores das deduções, estão correctos, ou falta mais algum imposto?

Se arranjar um emprego num Hotel, poderá ser uma mais valia, uma vez que a entidade patronal por norma arranja alojamento, correcto?

A pessoa que tenho conhecida na Suiça, também foi trabalhar para o Hotel nos Alpes e durante 4 anos e meio ficou alojado no Hotel e usufruía também das refeições. Nas folgas é que teria de pagar as refeições que fazia.

Quais os sectores que ainda existe muitas ofertas de emprego?

Em que cidade você está?

Cumprimentos.

Retrato de scmm
Ter, 03/01/2012 - 17:16
scmm:
Membro desde: 16.10.2011

Pois a Suiça é de facto um país aliciante para se trabalhar, mas com garantias de trabalho mesmo, pk caso contrário é quase impossivel arranjar casa sem contrato de trabalho e o devido permisso, que só é passado quando a pessoa têm trabalho ou então o cônjugue (no meu caso)uma vez que não estou a trabalhar.

Quando falo em valores de salário minimo falo do cantão em que encontro, uma vez que as leis variam de cantão para cantão, estou perto de Lucerne cantão Uri onde se fala o alemão.

Quanto aos valores das deduções, não estou mesmo muito dentro disso no momento, o seguro de saúde pode ser menos entre os 240 fr ou mais dependendo do seguro de saúde que faz, impostos tmb existem alguns mas tmb há mtas regalias.

Os sectores de trabalho será um pouco relativo com a condicionante da lingua se souber falar terá muito mais possibilidades de trabalho, se não souber falar têm que se sujeitar.

Se conseguir emprego num hotel ao inicio é mesmo uma mais valia, uma vez que muitos garantem alojamento e alimentação e ai consegue-se forrar algum valor

Retrato de Pereira1986
Qua, 04/01/2012 - 22:50
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011
scmm wrote:

Pois a Suiça é de facto um país aliciante para se trabalhar, mas com garantias de trabalho mesmo, pk caso contrário é quase impossivel arranjar casa sem contrato de trabalho e o devido permisso, que só é passado quando a pessoa têm trabalho ou então o cônjugue (no meu caso)uma vez que não estou a trabalhar.

Quando falo em valores de salário minimo falo do cantão em que encontro, uma vez que as leis variam de cantão para cantão, estou perto de Lucerne cantão Uri onde se fala o alemão.

Quanto aos valores das deduções, não estou mesmo muito dentro disso no momento, o seguro de saúde pode ser menos entre os 240 fr ou mais dependendo do seguro de saúde que faz, impostos tmb existem alguns mas tmb há mtas regalias.

Os sectores de trabalho será um pouco relativo com a condicionante da lingua se souber falar terá muito mais possibilidades de trabalho, se não souber falar têm que se sujeitar.

Se conseguir emprego num hotel ao inicio é mesmo uma mais valia, uma vez que muitos garantem alojamento e alimentação e ai consegue-se forrar algum valor

Boa noite scmm,

Obrigado pela sua resposta. É esta troca de ideias e informações que nos ajudam a tomar algumas decisões.

Sabe algum site onde eu possa consultar os salários mínimos de cada Cantão?

Quando fala que os impostos existem, mas que existem muitas regalias, a que se refere em concreto?

Tenho pesquisado alguns sites, onde estão disponíveis ofertas de emprego, tais como:

- www.jobs.ch
- www.randstad.ch
- www.manpower.ch

Sabe indicar mais alguns sites onde possa verificar quais as ofertas disponíveis?

É possível ir para a Suiça, já com um trabalho definido e um contrato de trabalho? As entidades patronais fazem "entrevistas à distância"?

Estou mesmo tentado a ir para Suiça, mas falta o resto...

Cumprimentos

Retrato de Pereira1986
Qua, 25/01/2012 - 02:33
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011

"Há emigrantes portugueses a dormir nas estações de comboios da Suíça"

Pedidos de ajuda que chegam à Igreja cresceram significativamente. Governo reconhece que "sozinho" não consegue dar repostas às situações de carência que vão surgindo nas comunidades portuguesas no estrangeiro.

O número de pedidos de ajuda à Igreja de emigrantes portugueses na Suíça aumentou 80% nos últimos dois anos, alerta o padre Aloísio Araújo, coordenador nacional da Pastoral das Missões Católicas naquele país.
“Todos os dias, temos gente a bater à porta das missões e já há compatriotas nossos a dormir nas grandes estações de comboios, nos abrigos comunais”, relata o padre Aloísio Araújo.
A Suíça é o destino da Europa para onde os portugueses mais emigram. Só no ano passado, 11 mil portugueses partiram para aquele país, onde a comunidade lusa ronda as 200 mil pessoas.
As leis da imigração na Suíça são bastante rígidas e o mercado de trabalho estás saturado. Quando todas as portas se fecham, "as da Igreja continuam abertas para fazer o possível", diz o padre Aloísio Araújo, coordenador nacional da Pastoral das Missões Católicas na Suíça.
Os pedidos de ajuda visam as necessidades mais básicas, mas também para arranjar trabalho, como é o caso de Patrícia Moreira, uma enfermeira que tem os pais na Suíça.
O Governo reconhece que "sozinho" não consegue dar repostas às situações de carência que vão surgindo nas comunidades portuguesas no estrangeiro.

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, afirma que quem emigrar deve fazê-lo “sempre com contratos de trabalho que lhes dêem algumas garantias”. Apela ainda para que “não se deixem iludir com promessas fáceis”.

Fonte: Rádio Renascença

Retrato de Bruna1
Qua, 25/01/2012 - 11:37
Bruna1:
Membro desde: 22.08.2008

Nunca estive na suiça mas tenho familiares que se aventuraram por lá à pouco tempo. Eu bem vi as dificuldades que o meu primo teve para conseguir o permisso.
Ele esteve ano e meio à espera e estava a morar e casa do irmão.Posso ddizer que não foi agradável, pois viver de favor na casa dos outros uns meses é uma coisa, agora quase dois anos já é chato. Para arranjar casa é uma dor de cabeça, como disseram precisas do permisso e aquilo é trinta cães a um osso.

Pensa bem, porque ires sem teres lá ninguém que te apoie é muito arriscado e estás sujeito a vir de lá de mãos a abanar e ainda ter o azar de apanhar algum patrão que se aproveite da tua situação.

Realmente na Suiça tens outras condições, mas também não é um mundo cor de rosa e nem sempre se tem sorte. Ter lá um conhecido ajuda, mas mesmo assim...

Retrato de Pereira1986
Qua, 25/01/2012 - 13:58
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011
Bruna1 wrote:

Nunca estive na suiça mas tenho familiares que se aventuraram por lá à pouco tempo. Eu bem vi as dificuldades que o meu primo teve para conseguir o permisso.
Ele esteve ano e meio à espera e estava a morar e casa do irmão.Posso ddizer que não foi agradável, pois viver de favor na casa dos outros uns meses é uma coisa, agora quase dois anos já é chato. Para arranjar casa é uma dor de cabeça, como disseram precisas do permisso e aquilo é trinta cães a um osso.

Pensa bem, porque ires sem teres lá ninguém que te apoie é muito arriscado e estás sujeito a vir de lá de mãos a abanar e ainda ter o azar de apanhar algum patrão que se aproveite da tua situação.

Realmente na Suiça tens outras condições, mas também não é um mundo cor de rosa e nem sempre se tem sorte. Ter lá um conhecido ajuda, mas mesmo assim...

Olá Bruna,

Agradeço desde já o teu testemunho, pois é fundamental nós (quem pensa emigrar) conhecer a realidade dos Países para onde pensamos ir.

Sempre tive a noção que nem tudo era cor-de-rosa e após ler a notícia divulgada ontem na Rádio Renascença, constato um realidade um pouco assustadora. E sinceramente, começo a ficar cada vez mais com o pé atrás, mas por outro lado, não quero desistir de procurar um vida melhor para a minha família.

Pode ser que tenha que a pessoa que tenho na Suiça consiga orientar-me caso eu me decida a ir para lá.

Já pensei enviar o meu Curriculum para algumas Empresas, mas já me disseram que não valerá de muito, pois não estarei presente para fazer as entrevistas caso as Empresas estejam interessadas em contratar-me.

Retrato de Bruna1
Qua, 25/01/2012 - 14:45
Bruna1:
Membro desde: 22.08.2008

Se calhar não é tão apelativo em termos de qualidade de vida, mas em Inglaterra é mais fácil entrar no mercado de trabalho e arranjar casa. O meu cunhado foi em Junho/2011 e está a dar-se bem. Primeiro trabalhou num bar para se orientar, enquanto procurava na área dele que é informátrica. Mas ele disse que em bares e cafés se arranja facilmente e depois é só tentar procuar melhor. Casa também é fácil e a língua é de longe um entrave menor.

E, claro, ter sempre dinheiro de reserva para os primeiros tempos ou para algum problema de maior.

Retrato de Pereira1986
Qua, 25/01/2012 - 18:45
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011
Bruna1 wrote:

Se calhar não é tão apelativo em termos de qualidade de vida, mas em Inglaterra é mais fácil entrar no mercado de trabalho e arranjar casa. O meu cunhado foi em Junho/2011 e está a dar-se bem. Primeiro trabalhou num bar para se orientar, enquanto procurava na área dele que é informátrica. Mas ele disse que em bares e cafés se arranja facilmente e depois é só tentar procuar melhor. Casa também é fácil e a língua é de longe um entrave menor.

E, claro, ter sempre dinheiro de reserva para os primeiros tempos ou para algum problema de maior.

Pois, sem dúvida que a Inglaterra não é um País tão apelativo, mas claro, tudo depende das propostas que nos são feitas. Quem sabe...
Até então só havia três Países que me faziam sair de Portugal (Suiça, Luxemburgo e Alemanha), mas claro, neste momento qualquer outro que ofereça melhores condições que Portugal, é um caso a pensar.

Para mal dos meus pecados, não tenho família na Suiça. Só em França. Frustrated

Retrato de Margarida Sousa
Qui, 26/01/2012 - 13:44
Margarida Sousa:
Membro desde: 02.11.2007

Olá.

3 dos irmãos do meu marido estão na Suiça. Fomos no ano passado em Maio passar uma semana e realmente é muita qualidade de vida. É claro que o meu marido ficou logo maluco que queria ir viver para la e etc etc.
Contudo, eu tive medo e sou uma pessoa nada dada Às aventuras e não fui.
Para ires tens mesmo de ter alguém que te ajude nos primeiros meses. A vida é cara (alimentação e transportes). Mas ao nível de Qualidade de vida...nem sei explicar... é muito bom.

Retrato de Pereira1986
Dom, 29/01/2012 - 03:06
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011
Margarida Sousa wrote:

Olá.

3 dos irmãos do meu marido estão na Suiça. Fomos no ano passado em Maio passar uma semana e realmente é muita qualidade de vida. É claro que o meu marido ficou logo maluco que queria ir viver para la e etc etc.
Contudo, eu tive medo e sou uma pessoa nada dada Às aventuras e não fui.
Para ires tens mesmo de ter alguém que te ajude nos primeiros meses. A vida é cara (alimentação e transportes). Mas ao nível de Qualidade de vida...nem sei explicar... é muito bom.

Olá Margarida,

Agradeço desde já o teu comentário.

Pois, de facto ir sem ter lá ninguém para me ajudar nos primeiros passos, está a ser uma tarefa complicada, dado não ter nenhum familiar no País e a pessoa que falei, não me parece também muito disposta a ajudar. Mas é compreensível, pois ele conhece-me por eu ser marido da amiga da esposa dele. Não sabe como trabalho, não sabe como é a minha pessoa, etc...
Dado isto, terei que tentar ser mais autónomo, mas confesso que estou com muito receio, pois não quero "deixar" a minha família e depois voltar de mãos a abanar. Tal como já disse, pretendo ir mas ter algo onde me agarrar, algo concreto. Mas sem nenhum conhecimento lá, é muito complicado.

Eu sou aventureiro, mas nesta situação estou a ponderar todos os prós e contras e também é difícil encontrar algum emprego na Suiça estando em Portugal, pois não poderei ir às entrevistas quando as entidades patronais assim entenderem, etc...

Eu quero muito ir para a Suiça, pois tenho a certeza que conseguiria ter um nível de vida que em Portugal nunca irei ter. E pretendo fazer este sacrifício de estar longe da minha família, para que seja possível dar um futuro ao meu filho. Pois sinceramente, não acredito que os nosso filhos tenham futuro em Portugal. E isso preocupa-me imenso, acreditem.
Aliás, acho que todos os País estão preocupados com o futuro dos seus filhos, porque cada vez mais mais, vemos o nosso País a ir parar a um beco sem saída.

Estou num "cruzamento" e não sei por onde começar.

Peço a quem esteja emigrado na Suiça ou que por lá já tenha passado, que me ajude a tentar encontrar um caminho por onde começar, como por exemplo:

- preparar um CV Europass e enviar para as entidades patronais?
- enviar o meu CV para agências de trabalho temporário (manpower, adecco, randstad?

Serão estes os primeiros passos?

Agradeço desde já a vossa atenção a este tópico e aguardo as vossas respostas. Obrigado.

Cumprimentos.

Retrato de scmm
Seg, 30/01/2012 - 16:30
scmm:
Membro desde: 16.10.2011

Na sua situação a única e melhor alternativa para já, se quer mesmo imigrar para a Suiça, se têm alguém conhecido na área da hotelaria fale com essa pessoa para ver a possibilidade de o colocar lá a trabalhar, pois só mesmo assim pk normalmente nos hóteis como já referi garantem a hospedagem e alimentação.

Se não têm ninguém conhecido na Suiça, nem vale a pena enviar CV pk além de não estar presente nem poder vir à entrevista, aqui é impossível arranjar casa sem trabalho devido permisso. Uma vez que tenha trabalho têm que ter um permisso L, que é o inicial e mesmo assim à muitos entraves a alugar casa porque è proprietários que exigem o permisso B que vem a seguir ao L.

Quanto às perguntas que me colocou não sei ao certo, como referi anteriormente estou aqui apenas à 1 ano e desconheço muita coisa.

Retrato de Hélder Marques
Dom, 26/02/2012 - 11:49
Hélder Marques:
Membro desde: 26.02.2012

Boas Caros Amigos, eu interessei-me bastante por este tópico pois está completamente relacionada comigo.
Os meus pais acerca de uns anos atrás estiveram na Suiça e basicamente toda a minha familia é de Emigrantes.
Mais recentemente o meu pai, decidiu voltar para lá novamente, pois já la tinha estado durante 9 anos e agora pelos vistos é até se reformar, com isto também ja me fez uma oferta, que eu não vou recusar e vou também para lá trabalhar, pois já todos os meus tios lá estão, e sou mais um lá.
eu tenho 18 anos e estava indeciso em ir para a Universidade ou não, mas sinceramente para quê? gastar dinheiro e "perder" sensivelmente 4 anos da minha vida para depois ficar desempregado, enquanto que agora agora posso aproveitar, pois por enquanto as fronteiras não estão fechadas.
Caros Amigos, espero que tudo lhes corra da melhor maneira e quem sabe não nos encontramos na Suiça(onde eu nasci por acaso) ?! Abraço Hélder Marques .
P.S. eu vou para a Suiça Alemã, mas tenho familia em todas as partes da Suíça

Retrato de Pereira1986
Dom, 26/02/2012 - 20:00
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011
Hélder Marques wrote:

Boas Caros Amigos, eu interessei-me bastante por este tópico pois está completamente relacionada comigo.
Os meus pais acerca de uns anos atrás estiveram na Suiça e basicamente toda a minha familia é de Emigrantes.
Mais recentemente o meu pai, decidiu voltar para lá novamente, pois já la tinha estado durante 9 anos e agora pelos vistos é até se reformar, com isto também ja me fez uma oferta, que eu não vou recusar e vou também para lá trabalhar, pois já todos os meus tios lá estão, e sou mais um lá.
eu tenho 18 anos e estava indeciso em ir para a Universidade ou não, mas sinceramente para quê? gastar dinheiro e "perder" sensivelmente 4 anos da minha vida para depois ficar desempregado, enquanto que agora agora posso aproveitar, pois por enquanto as fronteiras não estão fechadas.
Caros Amigos, espero que tudo lhes corra da melhor maneira e quem sabe não nos encontramos na Suiça(onde eu nasci por acaso) ?! Abraço Hélder Marques .
P.S. eu vou para a Suiça Alemã, mas tenho familia em todas as partes da Suíça

Boa noite Hélder Marques,

Obrigado pelo teu post.

Desejo-te muita sorte para esta nova etapa da tua vida e espero sinceramente que consigas concretizar todos os teus objectivos fora da tua terra Natal.

Como vista através dos meus posts, eu estou decidido a emigrar também para a Suiça, mas infelizmente não tenho família por lá que me possa ajudar na minha integração e também na procura de um emprego +/- certo aquando da minha chegada à Suiça.

A única pessoa que tenho, é o marido de uma amiga da minha esposa, mas claro, hoje são raras as pessoas que ajudam as outras pessoas a emigrar e como tal, resta-me tentar algo sozinho, mas pelo que vejo, não é nada fácil e esta minha ideia de emigrar por vezes começa a sair-me da cabeça.

Contudo, ainda não desisti. Quem sabe encontre alguém que me possa dar uma mãozinha nos meus primeiros tempos em terras Helvéticas.

Para que Cantão vais Hélder?

Abraço.

Retrato de Hélder Marques
Ter, 28/02/2012 - 15:50
Hélder Marques:
Membro desde: 26.02.2012

Eu vou para o cantão Alemão em Junho, pois já la tenho muito familia, mais precisamente para St.Moritz

Retrato de Hélder Marques
Ter, 28/02/2012 - 15:57
Hélder Marques:
Membro desde: 26.02.2012

Amigo desde ja as minhas desculpas pois não me expliquei como deveria (talvez por não ter um curso superior).
Eu não desvalorizo nada a Universidade, antes pelo contrário, tenho um irmão licenciado e sou puxado para tal, mas os meus pais estao a tentar fechar uma empresa aqui em Portugal e é só pagar isto e aquilo, e não têm dinheiro para me pagar um curso infelizmente.
O meu Pai acerca de 2 meses emigrou para a Suiça, mas mesmo assim com quase todo o ordenado dele a vir para ca é dificil fazer face às despesas e ainda para mais com a minha Mãe incapacitada.
Embora eu tenha já feito um trabalhitos(biscates) por aí, não dá para ajudar em nada.
Tenho o curso de Cientificos no 12º, e quero seguir um curso superior, mas por minha conta, pois não quero estar mais ao encargo dos Meus Pais, poir já não basta o que eles têm que gastar.
Abraço

Retrato de Hélder Marques
Ter, 28/02/2012 - 16:04
Hélder Marques:
Membro desde: 26.02.2012

ah já agora estudar não é uma perda de tempo sim eu sei que não =D
Mas estou um pouco entre a espada e a parede...
e quero ajudar os meus pais a pagar as coisas deles =D
Pois tenho uma irmã mais novita e quero que ela tenha um grande futuro pela frente sem que passe as dificuldades pelas quais eu já passei =D
Abraço

Retrato de Hélder Marques
Ter, 28/02/2012 - 16:11
Hélder Marques:
Membro desde: 26.02.2012

Fechar fronteiras é o que o emigrante diz e que significa que a Suiça, seja mais severa quanto a contratos e não permitam tantos trabalhadores estrangeiros, se bem que quem tenha conhecimentos consegue sempre alguma coisa lá.
E lá também se pode estudar.
Não quero com nenhum dos meus comentários fazer fazer-lhe frente ou qualquer tipo de insulto.
Abraço

Retrato de Hélder Marques
Ter, 28/02/2012 - 16:55
Hélder Marques:
Membro desde: 26.02.2012

Caros Amigos aqui está um bom começo para quem quer começar a dar uns "toques na lingua", experimentem é muito bom Amigos
Abraço

http://translate.google.com/translate?hl=pt-PT&langpair=en%7Cpt&u=http:/...

Retrato de Hélder Marques
Ter, 28/02/2012 - 21:08
Hélder Marques:
Membro desde: 26.02.2012

Ou isso =D
É um grande passo na Minha Vida e é a decisão da Minha Vida e só o Futuro puderá dizer se foi um erro ou não.
Abraço

Retrato de Pereira1986
Ter, 28/02/2012 - 21:19
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011

Boa noite,

Antes de mais quero agradecer aos membros que têm participado neste tópico de forma a que o mesmo possa disponibilizar informações importantes para os que tencionam emigrar para a Suiça.

Hélder, lamento pela situação em que te encontras e a tua família, mas vejo em ti um jovem com apenas 18 anos mas com uma grande maturidade. Talvez todas as peripécias da vida pelo que tens passado te tenham ensinado muitas coisas boas, por isso, desejo que tudo corra pelo melhor nesta nova fase da tua vida.

Abraço.

Retrato de Pereira1986
Ter, 28/02/2012 - 21:22
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011

A Suiça poderá até pensar em adoptar políticas mais exigentes relativamente aos cidadãos que queiram emigrar para a Suiça e penso até que já o está a fazer, dado não atribuir Permis com tanta facilidade, mas uma coisa é certa, os cidadãos estrangeiros são muito precisos, pois sem eles irá falta muita mão-de-obra, porque os Suiços não aceitam qualquer trabalho. Certo?

Se estiver errado, por favor corrijam-me.

Retrato de Pereira1986
Ter, 28/02/2012 - 21:51
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011
Hélder Marques wrote:

Ou isso =D
É um grande passo na Minha Vida e é a decisão da Minha Vida e só o Futuro puderá dizer se foi um erro ou não.
Abraço

Sem dúvida só no futuro poderás saber se esta decisão foi acertada ou não, mas se não a tomasses poderias vir arrepender-te no futuro.

Mas Hélder, esta decisão é acertada quanto mais não seja pelo facto de estares a tentar ajudar a tua família (País e Irmãos) só por isso é mais que acertada, pois são raros os jovens da tua idade que têm a maturidade que tens e pensam desta maneira.

A grande maioria dos jovens não se importam com ninguém, só olham para o umbigo deles e esquecem todos os sacrifícios que os País fizeram para lhes poder dar um vida digna.

Abraço.

Retrato de Pereira1986
Ter, 28/02/2012 - 21:53
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011
El_Lobo wrote:
Pereira1986 wrote:

os cidadãos estrangeiros são muito precisos, pois sem eles irá falta muita mão-de-obra, porque os Suiços não aceitam qualquer trabalho. Certo?

Olha os portugueses não aceitavam qualquer trabalho, que vinham os imigrantes de leste fazê-lo, e hoje choram por um emprego a varrer ruas ou a limpar casas de banho, empregos esses que já nem existem e que os portugueses tanto desprezaram no passado. Devíamos tirar lições de vida dessas coisas... ;)

Mas o cidadão Suiço ainda não precisa de aceitar qualquer trabalho. Talvez no futuro, quem sabe.

Retrato de Hélder Marques
Ter, 28/02/2012 - 22:13
Hélder Marques:
Membro desde: 26.02.2012

Obrigado Pereira sinto-me lisonjeado.
Espero que também consiga tomar a melhor decisão, vai ver que algo vai aparecer e que vai conseguir atingir os seus objectivos e quem sabe eu não possa ajudar, mas por enquanto é muito cedo para falar nisso.
Abraço

Retrato de Hélder Marques
Ter, 28/02/2012 - 22:16
Hélder Marques:
Membro desde: 26.02.2012

* quem sabe eu possa vir a ajudar

Retrato de Pereira1986
Ter, 28/02/2012 - 22:22
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011
Hélder Marques wrote:

Obrigado Pereira sinto-me lisonjeado.
Espero que também consiga tomar a melhor decisão, vai ver que algo vai aparecer e que vai conseguir atingir os seus objectivos e quem sabe eu não possa ajudar, mas por enquanto é muito cedo para falar nisso.
Abraço

Boa noite Hélder,

Podes tratar-me por tu, pois só tenho 26 anos.

Tudo o que eu disse foi sincero, acredita.

Espero também conseguir atingir os meus objectivos.

Abraço.

Retrato de Pereira1986
Ter, 28/02/2012 - 22:26
Pereira1986:
Membro desde: 31.12.2011
Hélder Marques wrote:

* quem sabe eu possa vir a ajudar

Sim, quem sabe Hélder, pois acho que é fundamental obtermos ajuda dos nossos conterrâneos.

Mas vou pedir-te uma coisa, sempre que possas passa pelo tópico para ires escrevendo informações que aches que sejam fundamentais para que pensa emigrar para a Suiça, claro, sempre que tenhas um tempinho.

Obrigado Hélder.

Abraço.