Desistir de procurar trabalho | A Nossa Vida

Desistir de procurar trabalho

Retrato de jmsantos
03.03.2016 | 18:17
jmsantos:
Membro desde: 26.02.2016

Não me estou referir a desistir de viver. É só deixar de procurar trabalho.

Quem é que já desistiu de procurar trabalho?

Eu já! Já desisti há cerca de 6 meses, apesar de já estar desempregado há 13 meses. Nos primeiros 6 meses ainda mantive a esperança de arranjar trabalho, mas em agosto simplesmente desisti.
De vez enquando ainda vou dar uma espreitadela aos portais de emprego online. Mas só encontro anúncios nas áreas das tecnologias de informação, anúncios para quem fala fluentemente alguma língua estrangeira, anúncios que pedem experiência em áreas onde eu nunca trabalhei ou anúncios de credibilidade duvidosa. Por isso há muito que decidi que não vale a pena o esforço.Vou esperar que isto melhore.


Retrato de Mia.
Qui, 03/03/2016 - 20:44
Mia.:
Membro desde: 12.09.2013
jmsantos wrote:

Não me estou referir a desistir de viver. É só deixar de procurar trabalho.

Quem é que já desistiu de procurar trabalho?

Eu já! Já desisti há cerca de 6 meses, apesar de já estar desempregado há 13 meses. Nos primeiros 6 meses ainda mantive a esperança de arranjar trabalho, mas em agosto simplesmente desisti.
De vez enquando ainda vou dar uma espreitadela aos portais de emprego online. Mas só encontro anúncios nas áreas das tecnologias de informação, anúncios para quem fala fluentemente alguma língua estrangeira, anúncios que pedem experiência em áreas onde eu nunca trabalhei ou anúncios de credibilidade duvidosa. Por isso há muito que decidi que não vale a pena o esforço.Vou esperar que isto melhore.

Se desiste e pode esperar é porque pode.
O trabalho de um desempregado (e eu também já estive desempregada, felizmente por pouco tempo) é procurar trabalho. E procurar trabalho não são só os portais online de emprego: é procurar contactos de empresas, enviar CVs espontâneos, apostar no LinkedIn e no Facebook como estratégias de procurar trabalho, apostar em actividades onde se possam conhecer pessoas (hoje em dia conhecer pessoas é uma excelente estratégia de procura de emprego), apostar na formação, e ainda vai havendo alguma gratuita.
Por muito que haja anúncios duvidosos ou aos quais o seu perfil não corresponde, provavelmente num dos dias em que decide não procurar emprego é onde pode estar a sua oportunidade.
Desistir não leva a lado nenhum.

Retrato de jmsantos
Qui, 03/03/2016 - 23:02
jmsantos:
Membro desde: 26.02.2016
Mia. wrote:

Se desiste e pode esperar é porque pode.

Não! Se desiste é porque está disposto a mudar radicalmente os hábitos de vida. Três refeições por dia (pão, leite, cereais, figado de porco, atum, arroz ou esparguete)...higiene pessoal...Uma coisa é certa não tenho filhos nem familia para sustentar. Tenho alguém que me sustente nos minimos para sobreviver.

Mia. wrote:

E procurar trabalho não são só os portais online de emprego: é procurar contactos de empresas, enviar CVs espontâneos, apostar no LinkedIn e no Facebook como estratégias de procurar trabalho(...)

Há quanto tempo você esteve desempregada? É que parece que deixou de estar atenta ao mercado de trabalho há muito tempo. O que você escreveu é muito fácil de fazer. Mas sabe que na eventualidade de se ser chamado para varias entrevistas sucessivas é necessário dinheiro para as deslocações. Na zona onde resido uma deslocação(ida/volta) para uma entrevista pode custar entre 3€ e 4€. Multiplique por 4 entrevistas em duas semanas e são 12€- 16€. Não obrigado eu prefiro guardar esse dinheiro para comer.

Este é um assunto pouco falado, pois aparecem logo pessoas a fazer juizos de valor. Normalmente feitos por quem trabalha.

Retrato de fachada
Qui, 03/03/2016 - 23:12
fachada:
Membro desde: 16.07.2014

Continua a tentar, não desistas. Sai da tua zona de conforto e tenta outras áreas nem que seja em part-times, cadeias de restauração estão sempre a pedir, tenta supermercados, alia um part-time destes com a tua busca por um emprego na tua área ou então aproveita esse tempo para ir tirar outros cursos, hoje em dia está muito difícil para simplesmente esperar que caia do céu
boa sorte

Olá, meu nome é Vera. O meu nickname seria uma referência ao B Fachada, mas deu errado xD

Retrato de sphiren
Qui, 03/03/2016 - 23:32
sphiren:
Membro desde: 04.09.2011

Compreendo isso perfeitamente... e infelizmente.
Pior é quando as pessoas estão sempre a perguntar "então já arranjaste trabalho? Não???" como se a pessoa estivesse em casa a "coça-los" por opção, passo a expressão.
Parece que lhes devemos alguma satisfação ou são quem nos paga as contas! É irritante e acho que as pessoas não têm noção que isso só desmoraliza!
Não sei que idade, formação ou skills tens mas posso dizer que desistir não é boa ideia. Se for desistir daquela procura bastante activa para respirar um momento,... sim, antes que caías numa depressão, muita atenção a isso.
É detestável não só os custos para ir a uma entrevista mas também aquelas empresas que exigem fotografias reais. Se todas o exigissem os desempregados morriam á fome porque não tinham como pagar tanta fotografia! Silly
Se dissesses a tua área, estudos ou outras capacidades até poderia ajudar mais.

Resta desejar uma boa sorte e muita paciencia...

Retrato de omanu
Sex, 04/03/2016 - 00:26
omanu:
Membro desde: 06.04.2013

Se desiste de procurar é porque pode. O meu marido esteve\ esta desempregado a quase dois anos os que aparecem sao apenas "biscates" de 2 semanas e bem bom... Eu fiquei desempregado 1 ano e coincidiu. Ele nao recebia um centimo era só o meu subsidio de desemprego a entrar. Sou educadora de infancia e cheguei a ir para empregada de limpeza, nao tenho vergonha disso. Nunca desistimos e passado 15 meses eu consegui arranjar, embora continue a procurar na minha área e ele conseguiu hoje, embora nada certo. Contudo desistir nunca fez parte dos nossos planos. Se eu nao for a luta, certamente ninguem ira por mim....

Retrato de csofia_
Sex, 04/03/2016 - 00:37
csofia_:
Membro desde: 19.12.2012

jmsantos wrote:
Uma coisa é certa não tenho filhos nem familia para sustentar. Tenho alguém que me sustente nos minimos para sobreviver.

Então era o que a Mia estava a dizer, se desiste e pode esperar é porque pode.
Não sei qual o objectivo deste tópico, desabafo que a culpa é do estado do país? Quer receber apoio das pessoas a que continue assim sem procurar trabalho?
Já experimentou ir ao mcdonalds dar os seus dados, ou a um café da sua zona?
Não sou eu que o sustenta nos tais "mínimos", mas talvez não seja assim tão fácil para a pessoa que o faz e ainda por cima ver que você já desistiu e se acomodou.
As vezes é preciso ter humildade.... aceitar trabalhos que às tantas não nos apeteciam muito fazer e as coisas acabam por dar certo. Se a pessoa não for humilde, é mais difícil.

Retrato de Mia.
Sex, 04/03/2016 - 00:40
Mia.:
Membro desde: 12.09.2013

jmsantos, é verdade, estive desempregada numa altura em que era relativamente fácil voltar ao mercado de trabalho. No entanto estou atenta a esta realidade, não apenas porque trabalho com ela mas também porque tenho familiares muito próximos a passar por essa fase. E sim, há dias em que não apetece sequer sair da cama, quanto mais procurar trabalho. Mas um dia não são dias.
Se é verdade que se gasta muito dinheiro em transportes para entrevistas? Sim. É fácil? Não, pois claro. Já pensou em procurar na sua zona de residência? Ou tirar o passe por 1/2 meses e apostar forte na procura de emprego nesses meses?
Desculpe que lhe repita: se desiste, é porque pode. Garanto-lhe que no dia em que não tiver que o sustente para os mínimos, como diz, terá de fazer alguma coisa que não seja desistir. Se não tentar sair desse nível de sobrevivência para tentar viver, que é o que (acho eu) andamos cá todos a tentar fazer, ninguém o vai fazer por si.

Retrato de angelgirl
Sex, 04/03/2016 - 10:25
angelgirl:
Membro desde: 14.07.2013

Desistir de procurar na minha opinião nunca, desistir de insistir em algumas àreas sim.

Eu nunca pude desistir de procurar, e tive que sair da minha área....trabalhei em tudo menos no meu curso, desde limpezas, cantinas, cafés etc..... mas não desisti até porque não podia, tinha uma casa para sustentar....

Agora quem não tiver este tipo de responsabilidades de ter coisas para pagar e ter ajudas dos pais na minha opinião deixa se estar, porque se não tivesse que remédio tinha de ir até ao infinito e fazer das tripas coração Wink

Retrato de jmsantos
Sex, 04/03/2016 - 11:58
jmsantos:
Membro desde: 26.02.2016
angelgril wrote:

Agora quem não tiver este tipo de responsabilidades de ter coisas para pagar e ter ajudas dos pais na minha opinião deixa se estar

Gostei do seu comentário, porque acerta na muche.

Retrato de jmsantos
Sex, 04/03/2016 - 12:17
jmsantos:
Membro desde: 26.02.2016
sphiren wrote:

Parece que lhes devemos alguma satisfação ou são quem nos paga as contas!

Até ao momento nunca tive essa experiência na vida real. Mas neste pequeno tópico tive uma pequena amostra de alguns utilizadores. Ou será que eles reagiram daquela forma porque estão por de trás de um teclado?Ahhhh...cobardes!

sphiren wrote:

Se for desistir daquela procura bastante activa para respirar um momento,... sim, antes que caías numa depressão, muita atenção a isso.

Não. Uma pessoa depressiva não respondia como eu fiz aí a um utilizador. Por outro lado não se desiste para sempre. Pode-se sim desistir durante um periodo de tempo, que pode ser de alguns meses a alguns anos. Há quem diga que só desiste quem pode...azar não tivessem constituido uma familia e tido 2-3 filhos antes de terem obtido uma boa formação académica e uma boa situação profissional.

sphiren wrote:

É detestável não só os custos para ir a uma entrevista mas também aquelas empresas que exigem fotografias reais.

Pois esse é um aspeto que alguns utilizadores que comentaram não tem em consideração. Para esses utilizadores, é só enviar curriculuns,curriculuns e mais curriculuns. Infelizmente a entrevista telefónica ainda não é comum.

Retrato de babysitterOeiras
Sex, 04/03/2016 - 12:22
babysitterOeiras:
Membro desde: 12.03.2013

-----------

Retrato de andreisse
Sex, 04/03/2016 - 12:26
andreisse:
Membro desde: 15.07.2013

Bom dia,

Infelizmente bem sabemos que está difícil encontrar trabalho mas desistir em nada melhora, aliás, só piora. Mais tempo vai permanecer no desemprego por isso mais ficará difícil.

Retrato de sphiren
Sex, 04/03/2016 - 19:58
sphiren:
Membro desde: 04.09.2011
jmsantos wrote:

...azar não tivessem constituido uma familia e tido 2-3 filhos antes de terem obtido uma boa formação académica e uma boa situação profissional.

Por acaso dá para ver muito isso...
Jovens que se "despacham" a ter filhos e arranjam o primeiro emprego que vem á rede. Quem vê de fora ás vezes pensa "que bom, tão novos e já tem a vida feita... filhos, casa e empregos". Eu pessoalmente vejo um outro (possível) lado da moeda: jovens que tiveram filhos tão cedo que não puderam usufruir tanto da possibilidade de investir em carreira, estudos, etc. E que agora podem estar a trabalhar num emprego que não gostam mas... têm contas para pagar. Há excepções e excepções, não estou com isto a dizer que todos os tomam estas decisões são uns desgraçados! Mas muitas vezes acontece sim senhor...
Na passada semana uma moça de uma sapataria disse-me precisamente isto, que o maior sonho era acabar o curso mas agora com dois meninos pequenos não pode abandonar emprego.

Retrato de csofia_
Sex, 04/03/2016 - 20:54
csofia_:
Membro desde: 19.12.2012

Não são só as pessoas com 2-3 filhos que agarram qualquer trabalho. As vezes isso também acontece com as pessoas que têm 2 dedos de testa e não querem estar a explorar a família.

Retrato de omanu
Sex, 04/03/2016 - 21:19
omanu:
Membro desde: 06.04.2013

Concordo perfeitamente eu tenho curso superior e, no entanto, agarro qualquer coisa e nao tenho filhos nem nenhuma divida... Contudo gosto de ter o meu dinheirinho. Agora claro que se nao estiver bem mudo-me mais facilmente do que alguem que tenha encargos....

Retrato de MundoCerto
Seg, 21/05/2018 - 22:36
MundoCerto:
Membro desde: 21.05.2018

Honestamente acho que não falta trabalho por aí... Tudo bem que nem sempre é ao nosso gosto, mas bata ir ao NorteShopping e afins para ver lojas a pedir empregados.

Um exemplo disso é a Primark que está sempre a meter pessoal.

Tudo bem que é na cidade... Se for em aldeias as coisas podem se complicar, mas a verdade é que quem precisa procura e quem procura acha.

Em último recurso rezem uma oração, pode ser que ajude hehehe
http://banhospoderosos.info/oracao-para-conseguir-emprego-urgente/

Post