Curso de Ciências Humanísticas e posteriormente curso de Direito. | A Nossa Vida

Curso de Ciências Humanísticas e posteriormente curso de Direito.

Retrato de carolinaag29
19.09.2012 | 18:08
carolinaag29:
Membro desde: 07.09.2012

Olá meninas! Smile
Tenho andado a pensar no assunto e acho que Línguas e Humanidades é mais a minha onda!
E por isso mesmo venho aqui perguntar ás meninas que frequentaram o curso na área de Línguas de Humanidades como correu, quais eram as disciplinas que tinham, as disciplinas mais difíceis...resumidamente a vossa EXPERIÊNCIA!
Também gostava de saber se há aqui advogadas ou meninas que andem a tirar o curso de Direito ( o curso dos meus sonhos ) para deixarem a vossa Experiência, pois gostava de me começara a informar!
Obrigada pela atenção despendida! Smile


Retrato de carolinaag29
Dom, 23/09/2012 - 16:30
carolinaag29:
Membro desde: 07.09.2012

Carolina*** <3

Retrato de homemsemsignificado
Ter, 25/09/2012 - 11:42
homemsemsignificado:
Membro desde: 20.03.2012
El_Lobo wrote:

É preciso gostar e ESTUDAR MUITO, MUITO E MUITO! Um curso de Direito não é propriamente para malandros nem para quem não têm paciência para ler e escrever muito...

Quando às profissões forenses, de dia para dia fecha-se o mercado: notariado é uma profissão com dias contados, não dá dinheiro nenhum e os notários vêem os advogados a "roubar-lhes" competências; já não abrem concursos para a PJ desde 2010 e para inspector tributário também não; para ser magistrado é preciso mestrado em Direito, estudar um ano a fundo em casa e/ou tirar um curso de preparação para o CEJ, posteriormente realizar os exames escritos e as provas orais de acesso ao CEJ e, se entrar, é preciso fazer uma formação teórica e prática dum ano e tal no CEJ e depois numa comarca qualquer. No entanto, já não abrem concursos de ano a ano como dantes.

Para se ser advogado em Portugal, são precisos pelos menos 8 anos. 4 de licenciatura, mais 2 de mestrado - isto não é assim mas vai ser não tarda nada - mais 2 anos e meio de estágio se levares tudo direitinho. No entanto conta com 9/10 para conseguires ter a tua cédula profissional de advogada. Ou seja, lá para os 28 anos...
Queres um conselho? Não sigas advocacia em Portugal. Isto está péssimo e até terminares o estágio - que não é remunerado e até lá os teus pais financiam, ou endividas-te num empréstimo ou arranjar um part time - vais ter que batalhar muito e muito e depois disso, a melhor alternativa será conseguir uma vaga numa sociedade qualquer de Porto ou Lisboa.
Ainda tens exames de aferição na Ordem em que chumbam 80%, tens que pagar €700 para ir fazer os exames da primeira fase de estágio, mais €500 para os exames de agregação.

Quando fores mesmo advogada tens que pagar quotas mensais para Ordem mais os descontos para a Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores. Há muita gente a deixar estágios de advocacia a meio, outros que fecham escritórios e têm que de se dedicar a outra coisa.

A realidade da advocacia em Portugal é esta: uma profissão outrora honrosa que graças à máfia siciliana e corporativista a que chamam Ordem dos Advogados caiu na m....lama, apenas protege os interesses dum punhado de advogados do burgo e dos grandes escritórios e olvida os interesses dos pequenos advogados, sobretudo, os mais novos arrastando-os para a miséria, para o descontentamento, desconsolo e desmotivação.

Não queiras ser advogada em Portugal. É esta a realidade e não a que vês na televisão dos advogados vestidos com roupas caras, toga, malinha, sempre ao telemóvel e que ganham rios de dinheiro. Isso, infelizmente, é só para os advogados da velha guarda e do que têm padrinhos e factores C. Há muitos advogados que mal tiram um salário mínimo e mal se conseguem aguentar todos os meses para pagarem as duas despesas mais essenciais...É uma profissão bonita e interessante sim, mas é cada vez mais um investimento a longo prazo e/ou até um investimento a fundo perdido...

É duro mas mais bem exposto não podia ser!

Eu acho que a mentalidade em Portugal tem que começar a mudar. Há doutores e engenheiros a mais. Tudo bem que são precisos, mas se não há trabalho para eles... para que investir quase meia vida numa area sem futuro? Eu continuo a dizer que o segredo está em investir nas profissões tradicionais... são essas que fazem falta ao cidadão comum no seu dia a dia.

Alem disso, há outro factor negativo em Portugal: a justiça em Portugal não funciona! Cada processo leva anos e anos, alem dos custos envolvidos. Depois há as decisões injustas. Pergunte-se aos portugueses e ninguém tem fé de que haja justiça em Portugal. Os processos arrastam-se anos nos tribunais. Os envolvidos morrem (de velhice) antes que uma decisão saia.

É mto triste de facto mas é a dura realidade.

Retrato de Mermaid_MM
Ter, 25/09/2012 - 14:44
Mermaid_MM:
Membro desde: 20.05.2009

Ires para o curso de Direito já sabes o que é graças à chapada que aqui o El_Lobo te deu, e muito bem dada!! Eyebrow Laughing

Depois ires para Línguas e Humanidades... eh. Queres ir para o desemprego? Eu sei que a maior parte dos licenciados vão acabar no desemprego, mas por isso mesmo seria melhor fazeres uma pesquisa aprofundada sobre a empregabilidade dos cursos e no fundo teres um 6º sentido para a coisa. Há cursos muito giros e interessantes, mas depois de espremido não sai nada. Escolhe qualquer coisa mais "óbvia", mas activa, não sei explicar melhor, sorry! Whew

Retrato de homemsemsignificado
Qui, 27/09/2012 - 11:28
homemsemsignificado:
Membro desde: 20.03.2012

Há dias ouvi uma frase na radio que em feito eco na minha cabeça (já fazia mas agora mais). Dizia assim:

"Em Portugal um canalizador ganha muito mais que um advogado!"

Eu acho que esta frase, que corresponde mesmo à realidade, diz tudo. Cabe a cada um interpreta-la.

Retrato de homemsemsignificado
Qui, 27/09/2012 - 14:11
homemsemsignificado:
Membro desde: 20.03.2012

EL lobo

subscrevo tudo o que dizes! Nem mais!

Eu não tenho o ensino secundario completo (pela via normal, tenho sim pelo RVCC) e tenho um bom ordenado para alguem que não tem um curso superior. Duvido que alguem com formação superior, neste momento entre numa empresa a ganhar o mesmo que eu.

Tenho investido na minha formação, mas ao nivel tecnico. Gostava de fazer mais, mas começo a pensar se vale a pena investir tanto tempo, dinheiro e esforço em algo que pode não me ser util no mercado de trabalho. Pq onde estou não há possibilidade de progressão profissional.
Sou empenho e estou motivado mas tenho que ser realista. Cursos superior... mto duvidoso nos tempos que correm.

Mas expuseste mto bem o assunto! Wink

Post