Bichinhos brancos | Page 6 | A Nossa Vida
160 entradas / 0 new
Última entrada
Retrato de Andreia-
Sáb, 19/12/2020 - 22:30
Andreia-:
Membro desde: 19.12.2020

Inscrevi-me a esta página só para deixar a minha experiência, porque igual que eu vim acudir por uma solução, infelizmente alguém também irá vir porque estes bichos não deixaram de existir.

Desde já, Os meus móveis são pretos do ikea (malm) já comprados à +-6 anos, não acho que tenha vindo nos móveis mas sim acho que ao ser de material de baixo custo sem a proteção devida seja mais suscetíveis ganhar essa praga. Nestes 6 anos não tive esse problema, Infelizmente tenho um quarto que após a limpeza, o pó volta a cair e é como se não tivesse limpo... e de a 2 anos para cá entrou imensa humidade no meu quarto ao ponto cair incluso água do teto.
A minha mesinha de cabeceira estava também desse mesmo lado, arranjei o teto, a parede... Mas não achei importante a mobília
Há 2 meses deparei-me com essa praga, parecia pó que se mexia, incluso liguei uma linterna e fiquei atenta só para ter a certeza que não estava a ficar tolinha.
Simplesmente limpava e voltava a aparecer 5 min depois, assim que li em todos os sites de pessoas que tinham o mesmo problema, em português, em espanhol, ninguém tinha soluções, assim que pus em prática a minha “criatividade” por desespero.
Comecei por algumas dicas que fui lendo em um site e outro
-Desinfetantes, assim que utilizei SANYTOL multiusos, não funcionou.
- álcool, assim que utilizei álcool gel para não ser tão agressivo (é mais hidrante para a pele achei que não ia estragar tanto a mobília) não funcionou. Assim que utilizei álcool puro, também não funcionou. Sim parecia ter reduzido mas pouco.
- vinagre, não só não funcionou como que o dia seguinte tinha o triplo
-Já desesperada, li algo sobre o calor assim que utilizei um maçarico, sim, um maçarico estive umas 10-12h de autêntica alegria porque parecia ter funcionado, mas não ...
- acaricidas, o único que encontrei foi um do Mercadona(inseticida especial tecidos contra ácaros) vou tentar encontrar magote e anexar, a simples vista achei que não ia funcionar mas queria tentar, é uma raid, incluso cheira como raid, mas não querendo deitar foguetes antes de tempo, levo 2 dias sem essa praga, não sei se vai durar ou quanto vai durar, mas passar de ter 30-40 bichos a não ter nenhum durante 2 dias é tudo um logro para mim

Pus o produto até molhar a mobília toda utilizando mais de perto que o recomendado a minha solução era mesmo afogar todo com o spray deixei estar 20 min e depois fui secar com um pano, hoje não tinha nenhum mas limpei novamente a mobília e pertenencias com o produto como se se tratara de um spray de limpeza, colocando num pano e passando por tudo, o produto é um bocadinho gorduroso e tal vez seja isso o que os deixa de parte
Todos os dias tenho a janela aberta durante o dia se tiver bom dia
Ou se estiver a chover coloco o desumidificador
A combinação de ambas têm resultado nestes 2 dias
Vou dando notícias se a situação mudar
Boa sorte para os próximos que venham depois de mim espero ter ajudado

Retrato de Muka
Sáb, 09/01/2021 - 23:33
Muka:
Membro desde: 09.01.2021

Boas!
Não sei bem como mas também tenho essa praga cá em casa: ácaros visíveis, brancos, que se mexem!
Tentei de tudo, mas o que verifiquei ser mais fácil de tratar: aspirar com aspirador com filtro hepa ou água, é manter a divisão quente.
O que me explicaram é que para interromper o ciclo da reprodução a humidade deve estar entre os 60 e 65% e a temperatura 23.
Nenhuma empresa de desinfestação garante a aniquilação a 100%.
O que vou tentar é colocar um acaricida chamado bioneem.
Vou tentar!!
O que me apercebi é que se aparecerem num determinado local, significa que é ali que existe ninho.
Alguém conseguiu aniquilar definitivamente este maldito ácaro?
Alguém tem a experiência de ter presenciado que no verão possam ter desaparecido definitivamente?

Retrato de Auroraboreal
Sáb, 16/01/2021 - 22:47
Auroraboreal:
Membro desde: 16.01.2021

Olá, cá também sofro com essa praga desde 2013, já fiz desinfestação, ja usei desde lixivia, vinagre, raid, anti-ácaros, bio kill, e nada resultou. Já deitei muitas coisas fora durante esses anos, lavei e passei roupas etc...tudo o que já fizeram nos comentários anteriores eu fiz e nada...eles somem por volta do início da primaveta e voltam no fim do outono, com chuva e tempo húmido pior ainda. Já os tive na casa toda exepto cozinha, porque os que surgem em cozinha é o ácaro da farinha, esse bichinho que surge no restante da casa são os da familia Psocoptera com mais de 5000 espécies descritas também sao chamados piolhos de madeira, piolhos da parede e bicho da humidade. A unica forma que encontrei nesses anos todos de os diminuir no inverno é com limpeza de tudo, aspirador e calor. Não encontrei nada que os mate, eles até morrem com lixivia, vinagre, detergentes simples e etc...mas os ovos continuam lá e depois eclodem as ninfas, quando chega verão somem todos. Por isso o calor com aquecedores no inverno é um ótimo aliado. Falo-vos por experiência própria de anos lutando contra essa praga a ponto de ficar depressiva por conta do stress e cansaço da luta diária que tive para tentar os combater. Não fazem mal a saúde dos humanos mas é incomodo, e se metem em tudo que é objetos, livros, papel, caixas, moveis, roupas, guada-fatos, cômodas, quadros, cama etc...portanto calor em toda a área afetada ex. Quarto e sala ajuda muito. Quando chegar o verão é por tudo ao sol pra matar os ovos, limpar a área afetada e esperar até o próximo inverno. Eles gostam de humidade, escuro e temperatura abaixo dos 22graus +/-, sempre vão se proliferar nessas condições. Espero ter ajudado alguém, pois sei o quanto é stressante ter esse incomodo.

Retrato de Auroraboreal
Sáb, 16/01/2021 - 22:57
Auroraboreal:
Membro desde: 16.01.2021

Esqueci-me de referir que também utilizo tabletes de cânfora dentro dos guarda-fatos, gavetas, caixas e comodas, e eles saem cá pra fora a fugir do cheiro. Ao menos nas roupas não ficam 😄

Retrato de Muka
Qui, 21/01/2021 - 19:00
Muka:
Membro desde: 09.01.2021

Experimentem bioneem.
Tem resultados.
Após a aplicação deixem atuar e depois coloquem desumidificador para ajudar a secar.
Repetir uma vez por semana.
Um ou dois dias após aplicação aspirar.

Retrato de Ana Jorge Gomes
Qua, 24/03/2021 - 14:43
Ana Jorge Gomes:
Membro desde: 24.03.2021

Olá, boa tarde.
Partilho o mesmo desespero. Descobri recentemente que tenho a casa infestada. Já deitei fora várias coisas (casacos de penas, objectos de palhinha que trouxe das minhas viagens, etc.), estou a lavar as roupas todas e a colocar em sacos de vácuo. Descarreguei embalagens de insecticida e acaricida, mas nada resulta. Eu vivo numa zona com muita humidade o que não ajuda. E, curiosamente, também tenho móveis IKEA (ficam cheios de humidade). Eu brinco a dizer que vou virar minimalista, mas ando super nervosa com isto, ao ponto de ter insónias.
Vou experimentar o bioneem que aqui referem. Onde se vende?
Obrigada a todos e se eu souber de alguma solução "milagrosa" partilho convosco.

Acredito que toda a gente os tenha em casa

Retrato de nara92
Seg, 19/04/2021 - 10:34
nara92:
Membro desde: 19.04.2021

Olá, inscrevi-me neste fórum porque vi esta thread sobre estes malvados bichinhos brancos. Eu tive este problema há cerca de dois anos, apenas na WC. Os ditos cujos estavam concentrados numa estante pequena do IKEA que lá tinha com os meus produtos organizados, mas a casa de banho estava num estado lastimável. Tive de pressionar bastante o senhorio para ele me arranjar aquilo pois tinha bastante bolor pelas paredes. Lembro-me de notar os bichinhos e de andar a vê-los com a câmara macro do telemóvel e pensar que pareciam mesmo ácaros. Uma infiltração foi tratada, a wc e a cozinha foram renovadas e passei 2 anos sem ter os bichinhos (ou pelo menos sem os ver). Este ano, a meio de Fevereiro, descobri que dentro do meu roupeiro tinha um casaco a ficar com bolor. Uma coisa super esquisita dado que a casa não tinha mofo nem bolor em lado nenhum. No entanto, a partir do momento em que descobri isso foi o caos completo. Tirei as roupas em volta desse casaco e meti tudo para lavar.

No entanto, comecei a explorar todos os cantinhos da casa, para descobrir que os bichos estavam em TODO o lado. Li imenso sobre o assunto e descobri que eram os chamados "mold mites" ou "tyrophagus putrescentiae". Sabendo que já tinha tido o problema antes decidi-me por sair daquela casa, peguei nas minhas coisas e no meu gato e fui para casa do meu namorado. Com a paranóia de ter tido o problema, comecei a explorar a casa dele só para ter a certeza de que estava tudo bem...apenas para descobrir que ele tinha o mesmo problema que eu 100x pior. Na cama, em rodapés, no roupeiro, na mesa, nas cadeiras, na sala, no hall...foi horrível e tive de encontrar um plano B enquanto andei este tempo todo a limpar coisas e a arrumar para sair de minha de casa.

Não sei se isto ajuda mas tenho pesquisado bastante e o meu namorado fez uma desinfestação (em três fases) lá em casa para os bichinhos desaparecerem. O senhor disse-lhe logo que sabia que bichos eram e que desinfestações não iam resolver nada, apenas tapar o problema por uns tempos.
Se o ar da vossa casa for demasiado húmido, os bichos vão ter condições para viver. Eles aparecem em todo o lado, objectos, etc, porque o ar está em todo o lado. Não têm de ter necessariamente um problema numa canalização ou paredes negras para isso acontecer (até porque paredes negras é o fungo já morto), só uma humidade acima do normal por algum motivo. Eles espalham-se rapidamente, já que as fêmeas metem centenas de ovinhos. O problema pode ser uma construção antiga com mau isolamento. No nosso caso, acredito que o seja. Na minha casa eles desapareceram passado um mês e tal. Agora não existem em lado nenhum porque o tempo está menos húmido. Na casa do meu namorado demorou um pouco mais mas já desapareceram, aparentemente. Mas eles não são bem sazonais como algumas pessoas dizem. A primeira vez que tive o problema foi em Julho. Humidade + muito calor até é mais preferencial do que o frio. Eu simplesmente tinha uma casa de banho cheia de problemas que devia elevar a humidade a níveis extremos, com o calor foi o descalabro. Os bichinhos não criam problemas de maior, não estragam nada, não comem nada, são só incómodos e nojentos. O único problema que podem causar, e que me causaram a mim várias vezes, é alergias e ataques de asma. Como os adultos têm uns pelinhos que se soltam e ficam no ar, podemos respirar esse ar da casa e ter problemas de respiração. Na casa do meu namorado era constante ultimamente, até os descobrirmos e percebermos a origem. Mudei de casa temporariamente a não tive mais problemas. Outra coisa, os bichinhos até podem ir atrás de nós nas nossas coisas mas se formos para uma casa que não é húmida, eles não vão ter condições para proliferar e vão morrer rapidamente.

Ainda não vi em lado nenhum ninguém com uma solução específica, mas acredito mesmo que passe apenas por controlo de humidade. Eu não me cansaria mais com lixívias, vinagres, pózinhos ou outras coisas, já que isso vai resolver durante uns tempos só. Enquanto humidade for um problema, eles vão viver. Por aquilo que já li em dezenas de sites/fóruns portugueses e estrangeiros, eles são muito mais comuns do que achamos e até podem existir em muitas casas, mas nós só damos por eles quando existem em abundância.

Força a quem por aí andar com o mesmo problema, porque sei o quão traumatizante isto pode ser!

Retrato de nara92
Seg, 19/04/2021 - 10:34
nara92:
Membro desde: 19.04.2021

Olá, inscrevi-me neste fórum porque vi esta thread sobre estes malvados bichinhos brancos. Eu tive este problema há cerca de dois anos, apenas na WC. Os ditos cujos estavam concentrados numa estante pequena do IKEA que lá tinha com os meus produtos organizados, mas a casa de banho estava num estado lastimável. Tive de pressionar bastante o senhorio para ele me arranjar aquilo pois tinha bastante bolor pelas paredes. Lembro-me de notar os bichinhos e de andar a vê-los com a câmara macro do telemóvel e pensar que pareciam mesmo ácaros. Uma infiltração foi tratada, a wc e a cozinha foram renovadas e passei 2 anos sem ter os bichinhos (ou pelo menos sem os ver). Este ano, a meio de Fevereiro, descobri que dentro do meu roupeiro tinha um casaco a ficar com bolor. Uma coisa super esquisita dado que a casa não tinha mofo nem bolor em lado nenhum. No entanto, a partir do momento em que descobri isso foi o caos completo. Tirei as roupas em volta desse casaco e meti tudo para lavar.

No entanto, comecei a explorar todos os cantinhos da casa, para descobrir que os bichos estavam em TODO o lado. Li imenso sobre o assunto e descobri que eram os chamados "mold mites" ou "tyrophagus putrescentiae". Sabendo que já tinha tido o problema antes decidi-me por sair daquela casa, peguei nas minhas coisas e no meu gato e fui para casa do meu namorado. Com a paranóia de ter tido o problema, comecei a explorar a casa dele só para ter a certeza de que estava tudo bem...apenas para descobrir que ele tinha o mesmo problema que eu 100x pior. Na cama, em rodapés, no roupeiro, na mesa, nas cadeiras, na sala, no hall...foi horrível e tive de encontrar um plano B enquanto andei este tempo todo a limpar coisas e a arrumar para sair de minha de casa.

Não sei se isto ajuda mas tenho pesquisado bastante e o meu namorado fez uma desinfestação (em três fases) lá em casa para os bichinhos desaparecerem. O senhor disse-lhe logo que sabia que bichos eram e que desinfestações não iam resolver nada, apenas tapar o problema por uns tempos.
Se o ar da vossa casa for demasiado húmido, os bichos vão ter condições para viver. Eles aparecem em todo o lado, objectos, etc, porque o ar está em todo o lado. Não têm de ter necessariamente um problema numa canalização ou paredes negras para isso acontecer (até porque paredes negras é o fungo já morto), só uma humidade acima do normal por algum motivo. Eles espalham-se rapidamente, já que as fêmeas metem centenas de ovinhos. O problema pode ser uma construção antiga com mau isolamento. No nosso caso, acredito que o seja. Na minha casa eles desapareceram passado um mês e tal. Agora não existem em lado nenhum porque o tempo está menos húmido. Na casa do meu namorado demorou um pouco mais mas já desapareceram, aparentemente. Mas eles não são bem sazonais como algumas pessoas dizem. A primeira vez que tive o problema foi em Julho. Humidade + muito calor até é mais preferencial do que o frio. Eu simplesmente tinha uma casa de banho cheia de problemas que devia elevar a humidade a níveis extremos, com o calor foi o descalabro. Os bichinhos não criam problemas de maior, não estragam nada, não comem nada, são só incómodos e nojentos. O único problema que podem causar, e que me causaram a mim várias vezes, é alergias e ataques de asma. Como os adultos têm uns pelinhos que se soltam e ficam no ar, podemos respirar esse ar da casa e ter problemas de respiração. Na casa do meu namorado era constante ultimamente, até os descobrirmos e percebermos a origem. Mudei de casa temporariamente a não tive mais problemas. Outra coisa, os bichinhos até podem ir atrás de nós nas nossas coisas mas se formos para uma casa que não é húmida, eles não vão ter condições para proliferar e vão morrer rapidamente.

Ainda não vi em lado nenhum ninguém com uma solução específica, mas acredito mesmo que passe apenas por controlo de humidade. Eu não me cansaria mais com lixívias, vinagres, pózinhos ou outras coisas, já que isso vai resolver durante uns tempos só. Enquanto humidade for um problema, eles vão viver. Por aquilo que já li em dezenas de sites/fóruns portugueses e estrangeiros, eles são muito mais comuns do que achamos e até podem existir em muitas casas, mas nós só damos por eles quando existem em abundância.

Força a quem por aí andar com o mesmo problema, porque sei o quão traumatizante isto pode ser!

Retrato de nara92
Seg, 19/04/2021 - 10:34
nara92:
Membro desde: 19.04.2021

Olá, inscrevi-me neste fórum porque vi esta thread sobre estes malvados bichinhos brancos. Eu tive este problema há cerca de dois anos, apenas na WC. Os ditos cujos estavam concentrados numa estante pequena do IKEA que lá tinha com os meus produtos organizados, mas a casa de banho estava num estado lastimável. Tive de pressionar bastante o senhorio para ele me arranjar aquilo pois tinha bastante bolor pelas paredes. Lembro-me de notar os bichinhos e de andar a vê-los com a câmara macro do telemóvel e pensar que pareciam mesmo ácaros. Uma infiltração foi tratada, a wc e a cozinha foram renovadas e passei 2 anos sem ter os bichinhos (ou pelo menos sem os ver). Este ano, a meio de Fevereiro, descobri que dentro do meu roupeiro tinha um casaco a ficar com bolor. Uma coisa super esquisita dado que a casa não tinha mofo nem bolor em lado nenhum. No entanto, a partir do momento em que descobri isso foi o caos completo. Tirei as roupas em volta desse casaco e meti tudo para lavar.

No entanto, comecei a explorar todos os cantinhos da casa, para descobrir que os bichos estavam em TODO o lado. Li imenso sobre o assunto e descobri que eram os chamados "mold mites" ou "tyrophagus putrescentiae". Sabendo que já tinha tido o problema antes decidi-me por sair daquela casa, peguei nas minhas coisas e no meu gato e fui para casa do meu namorado. Com a paranóia de ter tido o problema, comecei a explorar a casa dele só para ter a certeza de que estava tudo bem...apenas para descobrir que ele tinha o mesmo problema que eu 100x pior. Na cama, em rodapés, no roupeiro, na mesa, nas cadeiras, na sala, no hall...foi horrível e tive de encontrar um plano B enquanto andei este tempo todo a limpar coisas e a arrumar para sair de minha de casa.

Não sei se isto ajuda mas tenho pesquisado bastante e o meu namorado fez uma desinfestação (em três fases) lá em casa para os bichinhos desaparecerem. O senhor disse-lhe logo que sabia que bichos eram e que desinfestações não iam resolver nada, apenas tapar o problema por uns tempos.
Se o ar da vossa casa for demasiado húmido, os bichos vão ter condições para viver. Eles aparecem em todo o lado, objectos, etc, porque o ar está em todo o lado. Não têm de ter necessariamente um problema numa canalização ou paredes negras para isso acontecer (até porque paredes negras é o fungo já morto), só uma humidade acima do normal por algum motivo. Eles espalham-se rapidamente, já que as fêmeas metem centenas de ovinhos. O problema pode ser uma construção antiga com mau isolamento. No nosso caso, acredito que o seja. Na minha casa eles desapareceram passado um mês e tal. Agora não existem em lado nenhum porque o tempo está menos húmido. Na casa do meu namorado demorou um pouco mais mas já desapareceram, aparentemente. Mas eles não são bem sazonais como algumas pessoas dizem. A primeira vez que tive o problema foi em Julho. Humidade + muito calor até é mais preferencial do que o frio. Eu simplesmente tinha uma casa de banho cheia de problemas que devia elevar a humidade a níveis extremos, com o calor foi o descalabro. Os bichinhos não criam problemas de maior, não estragam nada, não comem nada, são só incómodos e nojentos. O único problema que podem causar, e que me causaram a mim várias vezes, é alergias e ataques de asma. Como os adultos têm uns pelinhos que se soltam e ficam no ar, podemos respirar esse ar da casa e ter problemas de respiração. Na casa do meu namorado era constante ultimamente, até os descobrirmos e percebermos a origem. Mudei de casa temporariamente a não tive mais problemas. Outra coisa, os bichinhos até podem ir atrás de nós nas nossas coisas mas se formos para uma casa que não é húmida, eles não vão ter condições para proliferar e vão morrer rapidamente.

Ainda não vi em lado nenhum ninguém com uma solução específica, mas acredito mesmo que passe apenas por controlo de humidade. Eu não me cansaria mais com lixívias, vinagres, pózinhos ou outras coisas, já que isso vai resolver durante uns tempos só. Enquanto humidade for um problema, eles vão viver. Por aquilo que já li em dezenas de sites/fóruns portugueses e estrangeiros, eles são muito mais comuns do que achamos e até podem existir em muitas casas, mas nós só damos por eles quando existem em abundância.

Força a quem por aí andar com o mesmo problema, porque sei o quão traumatizante isto pode ser!

Retrato de nara92
Seg, 19/04/2021 - 10:34
nara92:
Membro desde: 19.04.2021

Olá, inscrevi-me neste fórum porque vi esta thread sobre estes malvados bichinhos brancos. Eu tive este problema há cerca de dois anos, apenas na WC. Os ditos cujos estavam concentrados numa estante pequena do IKEA que lá tinha com os meus produtos organizados, mas a casa de banho estava num estado lastimável. Tive de pressionar bastante o senhorio para ele me arranjar aquilo pois tinha bastante bolor pelas paredes. Lembro-me de notar os bichinhos e de andar a vê-los com a câmara macro do telemóvel e pensar que pareciam mesmo ácaros. Uma infiltração foi tratada, a wc e a cozinha foram renovadas e passei 2 anos sem ter os bichinhos (ou pelo menos sem os ver). Este ano, a meio de Fevereiro, descobri que dentro do meu roupeiro tinha um casaco a ficar com bolor. Uma coisa super esquisita dado que a casa não tinha mofo nem bolor em lado nenhum. No entanto, a partir do momento em que descobri isso foi o caos completo. Tirei as roupas em volta desse casaco e meti tudo para lavar.

No entanto, comecei a explorar todos os cantinhos da casa, para descobrir que os bichos estavam em TODO o lado. Li imenso sobre o assunto e descobri que eram os chamados "mold mites" ou "tyrophagus putrescentiae". Sabendo que já tinha tido o problema antes decidi-me por sair daquela casa, peguei nas minhas coisas e no meu gato e fui para casa do meu namorado. Com a paranóia de ter tido o problema, comecei a explorar a casa dele só para ter a certeza de que estava tudo bem...apenas para descobrir que ele tinha o mesmo problema que eu 100x pior. Na cama, em rodapés, no roupeiro, na mesa, nas cadeiras, na sala, no hall...foi horrível e tive de encontrar um plano B enquanto andei este tempo todo a limpar coisas e a arrumar para sair de minha de casa.

Não sei se isto ajuda mas tenho pesquisado bastante e o meu namorado fez uma desinfestação (em três fases) lá em casa para os bichinhos desaparecerem. O senhor disse-lhe logo que sabia que bichos eram e que desinfestações não iam resolver nada, apenas tapar o problema por uns tempos.
Se o ar da vossa casa for demasiado húmido, os bichos vão ter condições para viver. Eles aparecem em todo o lado, objectos, etc, porque o ar está em todo o lado. Não têm de ter necessariamente um problema numa canalização ou paredes negras para isso acontecer (até porque paredes negras é o fungo já morto), só uma humidade acima do normal por algum motivo. Eles espalham-se rapidamente, já que as fêmeas metem centenas de ovinhos. O problema pode ser uma construção antiga com mau isolamento. No nosso caso, acredito que o seja. Na minha casa eles desapareceram passado um mês e tal. Agora não existem em lado nenhum porque o tempo está menos húmido. Na casa do meu namorado demorou um pouco mais mas já desapareceram, aparentemente. Mas eles não são bem sazonais como algumas pessoas dizem. A primeira vez que tive o problema foi em Julho. Humidade + muito calor até é mais preferencial do que o frio. Eu simplesmente tinha uma casa de banho cheia de problemas que devia elevar a humidade a níveis extremos, com o calor foi o descalabro. Os bichinhos não criam problemas de maior, não estragam nada, não comem nada, são só incómodos e nojentos. O único problema que podem causar, e que me causaram a mim várias vezes, é alergias e ataques de asma. Como os adultos têm uns pelinhos que se soltam e ficam no ar, podemos respirar esse ar da casa e ter problemas de respiração. Na casa do meu namorado era constante ultimamente, até os descobrirmos e percebermos a origem. Mudei de casa temporariamente a não tive mais problemas. Outra coisa, os bichinhos até podem ir atrás de nós nas nossas coisas mas se formos para uma casa que não é húmida, eles não vão ter condições para proliferar e vão morrer rapidamente.

Ainda não vi em lado nenhum ninguém com uma solução específica, mas acredito mesmo que passe apenas por controlo de humidade. Eu não me cansaria mais com lixívias, vinagres, pózinhos ou outras coisas, já que isso vai resolver durante uns tempos só. Enquanto humidade for um problema, eles vão viver. Por aquilo que já li em dezenas de sites/fóruns portugueses e estrangeiros, eles são muito mais comuns do que achamos e até podem existir em muitas casas, mas nós só damos por eles quando existem em abundância.

Força a quem por aí andar com o mesmo problema, porque sei o quão traumatizante isto pode ser!

Post