Angústia | A Nossa Vida

Angústia

Retrato de kapa80
12.07.2021 | 09:58
kapa80:
Membro desde: 29.03.2018

Bom dia a todos.

Venho só aqui para tentar perceber determinados comportamentos...

Estou numa relação há já vários anos. Sempre fomos malucos um pelo outro. Sempre fomos companheiros e a nível sexual, valia tudo e a qualquer hora. Muitas das vezes mais por parte dela. Parecia incansável. Mas algo mudou. Aquilo que eram 4/5 vezes por semana e duas ou três vezes por dia, agora é uma vez por semana e isto se correr bem. Não consigo controlar a angústia que isso me causa. Se me chego sinto que me afasto. E sinto-me usado. Eu posso querer muito mas se ela não quer nem vale a pena forçar. Mas se ela quer, tenho de estar disponível. E outra coisa é sentir-me trocado por um telemóvel. Estarmos numa divisão e não se chega. Prefere estar com o telemóvel. Estou cansado destas situações.
Já falei disto com ela, diz que compreende, mas nada muda.
Parece que vive num mundo dela. Onde neste momento não sinto que ela queira fazer vida a dois.

Que me aconselham?

Obrigado


Retrato de gatita5
Seg, 12/07/2021 - 11:09
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

Olá, não interessa a quantidade e sim a qualidade, não quero ser intrusiva, mas uma coisa é dares a investida de: vem cá abre as pernas para eu te mocar enfadonhamente até descarregar a tomatad*, ou se a acaricias, beijas, mostras desejo, se há a preocupação d dar-lhe prazer. Acredita que isso faz muita diferença.
Depois tens a rotina que é a pior inimiga duma relação, toda a panóplia de actividades diárias que fazem com que arrefeça.
Tens que compreender que o êxtase inicial não dura para sempre. As relações não estão sempre no auge, ninguém consegue essa proeza. Pode ser apenas um momento menos bom. Uma das fases de crise que é muito comum.
Relativamente ao telemóvel, tenho a concordar que é um hábito muitíssimo irritante, um dos comportamentos que mais exaspera o/a parceiro.
Lamentavelmente, também, pode dar-se o caso de não haver interesse na relação. Só tentando falar com ela. Num momento de calma, para que possam ter um diálogo tranquilo e respeitoso.

Retrato de kapa80
Seg, 12/07/2021 - 11:19
kapa80:
Membro desde: 29.03.2018

sim de facto a quantidade nada tem a ver com a qualidade. nunca me coloquei em primeiro lugar na cama. sempre lhe disse que prefiro dar a ter prazer. o meu maior prazer é saber o prazer que lhe estou a proporcionar. e por mim por vezes basta. Mas uma coisa é quantidade outra coisa é uma completa ausência de quantidade e qualidade. Se fosse para descarregar a tomatad* não é necessária esta angústia. Para isso existe a masturbação. Tira-me do sério o facto de por vezes que não temos assuntos, mas ao telemóvel parece haver assunto para tudo. Seja nas refeições, seja no carro, seja na casa de banho, seja em qualquer lado. Sinto-me completamente posto de lado. Mas depois se falo disso: FOD#$%&&%.
Não sei como lidar mais com isto.
Se falo é porque sou possessivo e controlador. Se não falo fico destruído por dentro e a pensar em tudo....

Retrato de gatita5
Seg, 12/07/2021 - 11:54
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

A minha opinião é que ela está acomodada na relação. Deixam-se ficar porque algo lhes convém, ficamos com um cepo em casa. Lamento, mas é o que me parece, posso estar errada.
Odeio que brinquem e joguem com as pessoas, que as usem, sejam homens ou mulheres, acho duma baixeza, desconsideração e desrespeito.
Tenta falar com ela novamente, mantendo sempre o controlo e pedindo para que o mantenha também, e que te diga o que realmente sente, ser sincera é o mínimo que pode fazer por ti.

Retrato de gatita5
Seg, 12/07/2021 - 12:33
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

Lá estás tu Grim a destilar veneno por todos os posts.
Sê simpático por uma vez, vá lá, tu consegues.

Retrato de gatita5
Seg, 12/07/2021 - 12:53
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

Não podes generalizar, porque tanto homens como mulheres enganam e abusam da generosidade do parceiro. Isto não é uma guerra de sexos. Tem a ver com a honestidade e sinceridade das pessoas...

. Toda essa frustração que tens perante o teu caso, podia ser resolvida se o pretenderes, conversa com a pessoa que te magoou

Retrato de gatita5
Seg, 12/07/2021 - 12:55
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

Tenta compreender o lado dela, podes ter sido tu quem despoletou a rutura

Retrato de gatita5
Seg, 12/07/2021 - 12:56
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

a

Retrato de gatita5
Seg, 12/07/2021 - 13:00
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

Não entupas todos os posts com isso, eu já disse que estive mal, tenho maturidade para assumir, no entanto, tu, nem uma palavra de arrependimento manifestaste e foste bem mais agressivo e desprezível no que escreveste.

Retrato de MOPA
Seg, 12/07/2021 - 14:15
MOPA:
Membro desde: 23.06.2015

Olá,
Houve alguma coisa que mudou na vossa situação? ficaram "grávidos"? na pandemia estiveram juntos em casa em teletrabalho e deram-se conta de certos comportamentos que nunca tinham dado por isso? Estranho porque é que ela diz que você é possessivo e manipulador? controla-lhe os horários? o telemóvel? não a deixa sair sozinha?
Se tudo se tiver mantido igual até posso compreender a diminuição da quantidade das relações, porque com o tempo as coisas esfriam e não se tem relações com tanta frequência, no entanto não compreendo a atitude dela quando não lhe liga nenhuma. Quando se gosta da outra pessoa dá-se atenção. Não se dá atenção 100% ao telemóvel. Eu e o meu marido todos os dias estamos um bocadinho no telemóvel, mas sabemos parar para usufruirmos da companhia um do outro.
Faça uma última tentativa: converse com ela. Diga-lhe o que sente. Se as coisas se mantiverem iguais, então é altura de pensar na sua vida e se quer passar mais tempo com uma pessoa que dá mais atenção ao telemóvel do que a si. Ninguém merece ser deixado de parte.

Retrato de Tony Chopper
Seg, 12/07/2021 - 15:18
Tony Chopper:
Membro desde: 28.08.2017

Por acaso não acho natural estar sempre agarrado ao telemóvel... Nasci numa geração que durante a infância viu nascer os Nokia 32 e 3310 e na adolescência os telemóveis a cores e os primeiros com câmara incorporada, mas não havia redes sociais e os telemóveis serviam basicamente para trocar mensagens e fotos... Não havia tarifários de internet limitada nem as pessoas estavam sempre agarradas a pesquisar coisas na net, a ver vídeos no Youtube, redes sociais, etc, etc...

O smartphone que serviria para facilitar a nossa vida, tornou-nos escravos dele. Não conseguimos fazer nada se sairmos de casa sem telemóvel, as redes sociais que deveriam ser para contactos pessoais ditaram abusos de colegas, clientes, etc, que partem do princípio que temos que estar sempre disponíveis 24*7.

As aplicações mantêm-nos viciados com gostos, carinhos virtuais e os pacotes cada vez mais ilimitados de internet no telemóvel estão a criar uma geração de zombies que não socializam, nem como amigos, nem como casais e mesmo quando juntos estão todos no seu mundinho secreto virtual...

Retrato de Tony Chopper
Seg, 12/07/2021 - 15:22
Tony Chopper:
Membro desde: 28.08.2017

O teu caso é apenas mais um dos muitos que se multiplicam todos os dias por causa da toxicidade do mundo virtual e das redes sociais... Não fomos feitos para estar ao ecrã de luz artificial 12 horas por dia, nem para usarmos os nossos dedos para escrever tanto diariamente nem menos para usar a nossa voz que fica gravada para sempre nos áudios que mandamos...

O que sugeria seria uma regra: comprem uma caixa de madeira, para ficar bonita, onde caibam dois telemóveis e acordem um período quando estão em casa, tipo durante a noite, para meterem lá os telemóveis e esquecerem o mundo virtual, esquecerem os amigos que podem ver presencialmente num simples cafés, nos colegas chatos que partilham merda e spam nos grupos de Whatsapp, nas pessoas que criam um mundo artificial de FB e Instagram para colmatarem a miséria do seu vazio existencial, esqueçam que isso tudo existe e vejam um filme, leiam, bebam vinho e conversem...

Retrato de Tony Chopper
Seg, 12/07/2021 - 15:26
Tony Chopper:
Membro desde: 28.08.2017

Assusta-me o mundo onde vivemos, onde o mundo virtual se toda um pântano perigoso, cheio de tentações, de males, onde a informação pessoal se descobre por qualquer pessoa, onde um simples comentário de alguém que seja contra a corrente produza um printscreen que se multiplica e se partilha com toda a gente, tendo lá cravado o nome e cara da pessoa que o escreveu, a qual possivelmente vai ser vítima de cyberbullying e cujos comentários não são de imediato removidos pelos responsáveis pelas redes sociais porque beneficiam desse tráfego excessivo, ainda que sugue a auto-estima, motivação e segurança dum coitado qualquer... Por mim, ofereciam-me uma máquina do tempo e voltaria confortavelmente a 1980 ou 1990...

Retrato de kapa80
Seg, 12/07/2021 - 15:52
kapa80:
Membro desde: 29.03.2018

É uma sensação de perda, mesmo. Sei que as coisas não podem ser sempre iguais nem ao mesmo ritmo. Sei disso. Mas olhar e ver a vida num telemóvel, fico danado. Sempre que questiono dá barulho. Talvez o melhor será fazer uma pausa e eu reflectir muito bem. Sinto que neste momento sou uma peça a mais na vida dela. Tanta discussão tive por me sentir controlado e agora acusa-me disso. Sei que muitas vezes dou comigo a pensar merdas. Se bem ou mal???? Não sei, mas penso. E é isso que eu não penso ser normal. Uma mulher que me estava sempre a pedir carinhos, uma palavra ao ouvido: Amo-te, de repente desaparece. Quando sou eu que sinto falta de um beijo de uma palavra, serve para discussão. E no meio da discussão coisas no passado.

Retrato de gatita5
Seg, 12/07/2021 - 16:02
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

Bom, o que queres dizer com coisas do passado, foste maroto? Pode ter motivado essa postura dela.

Retrato de gatita5
Seg, 12/07/2021 - 16:05
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

Concordo com vocês, as redes sociais são um regozijo para os predadores, andam por aqui disfarçados de pobres coitados para atrair as vítimas

Retrato de kapa80
Seg, 12/07/2021 - 16:12
kapa80:
Membro desde: 29.03.2018

Não. Nunca a traí.

Retrato de kapa80
Seg, 12/07/2021 - 16:19
kapa80:
Membro desde: 29.03.2018

a única coisa que fiz e que posso ser julgado, foi por tentar que as coisas com a minha ex fossem bem encaminhadas, uma vez que é mãe das minhas filhas. sei que houve coisas que ocultei, mas não era por eu achar perigoso ou não. Era só por achar que seria melhor que assim fosse. Hoje em dia sei que bem vistas as coisas, e se fosse eu também ficava chateado. Mas isto já foi a 6 anos. Não posso andar sempre a desculpar-me por uma coisa que aconteceu e que já não posso mudar. É desse passado que falo Gatita5.
Mas também não é aceitável estar cansada para falar ao telemóvel e vou a dar com ela a falar com amigas. Ao ser séria, dizia assim: Não me apetece falar contigo. É certo que ia ficar fodido, mas menos fodido do que ser "trocado".

Retrato de gatita5
Seg, 12/07/2021 - 16:30
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

Desculpa, vou invadir mais um pouco, queres filhos e ela não, ou vice-versa, um quer assentar, o outro passear, aventuras experiências... partilham tarefas ou é só ela a fazer o trabalho que devia ser dividido pelos 2... problemas com dinheiro?

Retrato de kapa80
Seg, 12/07/2021 - 16:37
kapa80:
Membro desde: 29.03.2018

não tem de pedir desculpa...eu tenho 2 filhas e ela outras 2. as coisas sempre foram corretas em divisões de tarefas, quer de dinheiros. nunca tivemos problemas nesse sentido. Tenho que repensar a minha vida.

Retrato de gatita5
Seg, 12/07/2021 - 16:44
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

Precisa mesmo que repensar, acho que perdeu o interesse, a chama, a paixão e/ ou o tes*o... conversem abertamente com calma, mas diga que quer tomar uma decisão, precisa que leve a sério e seja sincera, acima de tudo que escute o que tem para lhe dizer.

Retrato de gatita5
Seg, 12/07/2021 - 16:45
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

de

Retrato de kapa80
Ter, 13/07/2021 - 14:22
kapa80:
Membro desde: 29.03.2018

Ola boa tarde.

Hoje tive a confirmação do que suspeitava. Ontem a noite depois de mais uma conversa, fui para a cama e fui chama-la. E o que aconteceu? Fez de conta. E hoje o que me disse? Que não quer estar comigo com medo que eu a force a ter relações. Tem evitado ir para a cama no mesmo horário e só vai quando eu já estou a dormir. Acho que por aqui estamos conversados.

Obrigado a todos e principalmente a Gatita5.

RESOLVIDO

Retrato de gatita5
Ter, 13/07/2021 - 14:39
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

Lamento imenso. Pelo menos informou-o do motivo, caramba, não querer ter relações do nada é muito estranho.

Retrato de gatita5
Ter, 13/07/2021 - 22:49
gatita5:
Membro desde: 21.08.2013

" nunca me coloquei em primeiro lugar na cama. sempre lhe disse que prefiro dar a ter prazer. o meu maior prazer é saber o prazer que lhe estou a proporcionar. e por mim por vezes basta."
.
É possível haver prazer para ambos, o "normal" é que tenham prazer juntos e é aí que te deves concentrar. Não estou a falar de orgasmo, nem sempre se consegue. Refiro-me a satisfação. no sexo não devemos ser completamente egoístas, nem completamente altruístas. Beijinhos