Ajuda Urgente! | A Nossa Vida

Ajuda Urgente!

Retrato de PatriciaMonteiro74
03.03.2015 | 01:38
PatriciaMonteiro74:
Membro desde: 03.03.2015

Olá!
Sou nova aqui e preciso urgentemente da vossa ajuda!
Tenho uma cadela rafeira com quase 4 meses, quando nasceu nunca teve contacto com a mãe devido que foi encontrada num riacho e mãe deve ter-se desorientado no caminho da ninhada quando foi buscar alimento. Foi resgatada por uma associação onde juntamente com os manos foi criada com uma FAT. Mal vi a fotografia da ninhada sabia que ela aquela pequena que iria preencher os meus dias e acolhi até hoje. Tratei dela, tens vacinas todas em ordem. Tudo!
Infelizmente, hoje cheguei a casa e tinha os meus móveis da cozinha roídos, coisa que nunca tinha acontecido. E minha família ficou chateada com a situação visto que foi um estrago grande e vistoso dos móveis. Tivemos a falar em dar-lhe para a associação novamente... Mas eu não quero voltar a deixar a pequena ir-se embora só por causa desta situação. Já tentamos deixa-la dormir no terraço presa mas passado 5 minutos enroscou-se na trela e tivemos que acudi-la e deixa-la dormir na sua cama quente na cozinha.
Já li que há 2 maneiras de voltar a não se repetir esta situação que é por piripiri nos móveis ou comprar um repelente próprio, mas não sei o que fazer.
Não quero deixar de ter a minha princesa só por causa desta situação!
Ajudem-me!
Tenho poucos dias para contornar esta situação!
Compro o repelente ou há outras soluções?

Obrigada,
Patricia


Retrato de isucas
Ter, 03/03/2015 - 10:25
isucas:
Membro desde: 25.06.2010

Bom dia,

gostava de poder ajudar mas não sei :/.
Não tens uma garagem onde a possas por a dormir até conseguires resolver a situação? Entretanto tenta falar com um veterinário talvez te possa ajudar ...

Já estive numa situação parecida com a tua e não tive outra solução se não arranjar-lhe outro dono :(. Felizmente sei que está super bem cuidada.

Retrato de angelgirl
Ter, 03/03/2015 - 10:27
angelgirl:
Membro desde: 14.07.2013

Antes de mais as pessoas tem que se mentalizar que os animais não são um objecto.... se por eles destruírem ou fizerem uma asneira vão logo pensar despachar o animal que for isso é ser se desumano.....porque coloquemos as coisas de outra maneira, os filhos quando fazem asneiras as pessoas pensam logo em dar a criança? Não....pensam logo em educar, ensinar, a contornar a situação etc...e isto é exactamente igual....o animal fez asneira à que contornar a situação.....

Meter piri piri, ou comprar algum tipo de repelente, arranjar mais brinquedos para o cãozinho, tentar cansa-lo etc.....

Beijinhos

Retrato de sandrad1
Ter, 03/03/2015 - 10:44
sandrad1:
Membro desde: 26.10.2006

tal como os bebes, os canitos comecam a roer coisas; a minha roeu os rodape de madeira, o estuque das paredes e aduelas,.

eu ja sabia que ao adotar um animal haveriam estes problemas; isso passa; mesmo.

agora que o estrago esta feito devolver nao e a melhor opção; o animal tem sentimentos.

o que fiz na altura foi comprar um spray para os locais mais problematicos( ha a venda nas lojas) e mantinha-a num espaço hall e corredor qdo nao estavamos. assim so fazia estragos naquela area.

e ralhem com ela sempre que virem ...

O que podem fazer tb comprar ossos de couro e brinquedos, para ela se entreter com isso,

nao se livrem do animal, e uma maldade.

Retrato de phiona
Ter, 03/03/2015 - 11:04
phiona:
Membro desde: 21.04.2008

espero que quando a "patricia monteiro 74" for velha, inutil, a mijar nas fraldas, os seus filhos tambem a levem ao lar e a deixem lá ficar, porque é incomodo tê-la em casa e cuidar de si!!!

até lá, compre o repelente, dê atenção ao animal, dê-lhe brinquedos e objetos para roer, leve o cão a uma escola de treino canino, fale com veterinários ou outros donos de cães em busca de uma solução para o seu "problema".

faça-se adulta, seja responsável. adotou o cão, tem obrigação de cuidar dele até à morte. é simples. é um ser vivo, tem sentimentos porra!!!
as associações não são a lixeira onde se despejam os animais que se tornam "incómodos". as associações não tem obrigação de cuidar dos "restos", gerados por impulsos de gente mesquinha que pensa que adopta um peluche!!

cumprimentos.

phiona

Retrato de Sofia1984
Ter, 03/03/2015 - 11:20
Sofia1984:
Membro desde: 29.05.2010

Os cães pequenos são giros.
Os cães, gatos, pássaros...enfim, tudo o que é bebé dá graça.
Mas tudo o que é bebé "faz merda". E da grossa. Só ainda não entendi porque é que as pessoas ainda não perceberam isto.

E depois de perceberem isto, tomam a decisão de querer um animal bebé, que tem todo um mundo de asneiras por desbravar...ou um sénior.
Igualmente fofo, e na maioria dos casos, dá muito mais alegrias.

Há quem só queira bebés...eu só quero "velhinhos". Precisamente porque não tenho um tipo de vida, nem muito menos pachorra para encontrar todos os dias uma coisa roída. Enfim, não sei como educar, como ensinar e também não tenho paciência.
Então prefiro um adulto. Já tive dezenas.Deram-me muitas alegrias e alguns deles partilham os porta retratos ao lado da família.

Os cães mudam de dentes de leite para definitivos, processo que se inicia por volta dos 4 meses. Ora vá lá ver à boca do bicho que não lhe faltam caninos...
É normal que o bicho queira roer. Os bebés também querem roer, nesta fase. Simplemente não roem os móveis.

Dê-lhe coisas que ele possa roer. Sapatos velhos, eles costumam adorar. Se ele tiver ao seu alcance uma coisa apetecível, pode ser que deixe de roer a madeira. Contudo, nada é garantido...porque ele já começou o processo e não foi devidamente "educado" (esta parte é aquela que eu sei que existe mas detesto). Logo de início, tinha de lhe dar as coisas que ele podia roer...

Mas venha alguém mais vivido com bebés e diga de sua justiça.
Devlver, só em último caso. MAs também sinceramente entre devolver à associação ou pôr na rua...mil vezes a primeira.

Já agora...o seu cão é tipo spitz...cão dócil, extremamente fiel e agarrado aos seus donos.
Se o der vai fazer uma grande asneira. Smile

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris
Afilhada da Joanasantosblue

Retrato de liliana_gaio
Ter, 03/03/2015 - 15:06
liliana_gaio:
Membro desde: 25.03.2011

Nada de sapatos velhos!!!!
Isso é meio caminho andado para que a família nunca tenha calçado lá mais para a frente!!!!!

Arranje kongs e prepare-os de várias maneiras.
Ossos prensados para roer.
Rode os brinquedos e não lhos deixe todos e vá trocando os que lhe dá todos os dias.
Canse o animal e dê-lhe uma caminhada matinal antes de ir trabalhar (5 minutos por cada mês que tiver, i. e. com 4 meses = 20 minutos).
Mantenha-a numa área pequena da casa (por exemplo a cozinha) e faça o espaço disponível crescer à medida que se vai portando bem e que vai crescendo!

Liliana

Retrato de isucas
Qua, 04/03/2015 - 14:02
isucas:
Membro desde: 25.06.2010

Tenham calma!!!

Eu concordo com todas vocês mas a questão é que quando se vive na casa de alguém é mais complicado.

Como disse eu estive numa situação parecida. Resgatei uma cadelinha bebe que estava na rua mas a minha família (pais) puseram problemas em tudo e mais alguma coisa por fim disseram que se quisesse ficar com a cadelinha tinha de a colocar numa jaula que ficava distanciado da casa.
Fiquei super triste e optei por dá-la a um casal que a trata como alguem que pertence à família.
Ainda hoje me custa ver as fotos dela e pensar que podia ser minha mas quando vivemos na casa de alguém as coisas não são assim tão lineares.

Beijinho

Retrato de PatriciaMonteiro74
Qua, 04/03/2015 - 23:24
PatriciaMonteiro74:
Membro desde: 03.03.2015

Obrigada pelo apoio, acho que as pessoas interpretaram mal a minha situação. A questão de a dar seria apenas em último recurso. Sempre tive cães, cheguei a ter mais de 5 cães e sempre cuidei deles de bebés e sei bem o que eles precisam e compreendo PERFEITAMENTE que ser bebé tem os seus cuidados. Posso dizer que felizmente todos esses 5 cães morreram de velhice, felizes e com tudo em dia. Mas a diferença foi que esses 5 cães tinham uma grande área para correrem e andarem à vontade, um quintal enorme. Desde que mudei de casa (moradia) arrisquei adoptar uma cadela.

Se vim para aqui foi para pedir ajuda em como contornar a situação e não ser mal tratada como certas pessoas o fizeram aqui. Se a minha solução fosse a por novamente na associação nem fazia o apelo.
Graças a Deus agora tudo esta bem!
Li fóruns, liguei para a veterinária e com piripiri ela já não roeu nada e sinceramente não podia estar mais feliz com esta solução. Hoje chorei à beira dela de como era impossível puder deixar de cuidar dela e dar-lhe para outra família. E como dizem aqui ela tem sentimentos, e quebrar esses sentimentos era aquilo que mais me doía. É pena ter sido mal interpretada, porque vim pedir ajuda e não ser chamada de desumana.

Mas obrigada a todos por me responderem tão rápido e ajudarem-me a contornar a solução. Ela ficou comigo é comigo que irá permanecer.

Beijinhos,
Patrícia

Retrato de Susana E
Sex, 06/03/2015 - 00:06
Susana E:
Membro desde: 13.11.2014

As pessoas em todos os fóruns querem obter a resposta que ELAS querem, não a opiniao dos outros.
Pessoas que se incomodam com os moveis ao ponto de ponderar devolver um animal.. nao podem ter caes. Pessoas que metem um cao, bebé ou adulto no quintal e ainda por cima preso, nao podem ter caes, nem merecem tê-los. Esta é a minha opiniao. E a de muita gente. Um animal é um membro da familia, nao é um objecto.
Pode nao ser o que tu pensas, mas a tua familia é assim.
Um cao precisa de amor e companhia.
Nao é pra ficar a enfeitar o quintal ou a varanda.

Retrato de Sofia1984
Sex, 06/03/2015 - 02:48
Sofia1984:
Membro desde: 29.05.2010

Susana E wrote: As pessoas em todos os fóruns querem obter a resposta que ELAS querem, não a opiniao dos outros.
Pessoas que se incomodam com os moveis ao ponto de ponderar devolver um animal.. nao podem ter caes. Pessoas que metem um cao, bebé ou adulto no quintal e ainda por cima preso, nao podem ter caes, nem merecem tê-los. Esta é a minha opiniao. E a de muita gente. Um animal é um membro da familia, nao é um objecto.
Pode nao ser o que tu pensas, mas a tua familia é assim.
Um cao precisa de amor e companhia.
Nao é pra ficar a enfeitar o quintal ou a varanda.

não queria tar a bater no ceguinho, até porque adoro animais.
Mas acho que às vezes há pessoas bastante exageradas. ASsim tipo tu, o meu pai...
o meu pai vê a minha cadela na varanda "...não tens condições pa ter a cadela".

E eu ponho as coisas neste prisma.A cadela que tenho actualmente deve ter uns 13/14 anos. E digo "deve" porque não sei.
No dia em que a apanhei na rua, foi porque me ligaram a pedir pra ir buscar uma cadela que estava a ganir noite e dia por estar na rua e por andar "um cão atrás dela".Sabem que apesar de tudo dou uma vida digna aos meus animais. Mas digno é um conceito muito muito subjectivo! Digno, para muitas pessoas, é comer comida acima de 5€ o kg, ter camas fofas king size, etc. Para mim, tendo em contaque o animal vivia na rua e tinha fome, dignidade é oferecer um lar,comida e carinho!

Agarrei nela, cheia de rastas, carraças e pulgas, faltei ao trabalho pra ir tratar dela, e meti-a dentro de casa. Morava num T2 sem varandas. Ela (e desculpa o termo) cagava e mijava a casa inteira, se pudesse. Ficava na cozinha, obviamente!
Devia ter comprado logo um T3 pra pôr a cadela a dormir num quarto só pra ela?

Acho que toda a gente está tão "queimada" de ver animais serem maltratados (e quando digo maltratados, para mim significa estarem em varandas ao frio ou ao sol, não lhes limparem o recinto, não terem água nem comida e ficarem todo o dia ali fechados e sozinhos) que qualquer coisa que "não seja perfeito" é maltratar ou ter falta de condições.

Pela lógica dessas pessoas, o meu pai inclusive, só quem tem moradias, casas com quintal, e é desempregado é que pode ter animais. Não é que não entenda o ponto de vista dele...simplesmente tenho outro!
Aceitar apenas um animal nestas condições é criar barreiras à adopção sem fundamentos lógicos. Da mesma forma que o seria, por exemplo, só darem filhos para adopção a casais com um rendimento acima de 3000€ mensais (e com uma taxa de esforço de 10%, esquecendo já agora também que podem ficar desempregados), e que pudessem ter os filhos a viver à "lorde"(seja lá o que isso for, para cada um de vós).
Se já é difícil lidar com tanto animal abandonado, quanto mais se se cria estas mariquices.
Há de tudo, há quem tenha casas pequeninas e trate bem os animais e quem tenha casas gigantes e os tenha acorrentados com 1 metro de corda!Há quem tenha grandes espaços e não queira ter animais (que desperdício!!!) e quem tenha casas pequenas e decida acolher animais que, de outra forma, morreriam.
É melhor estarem na rua?!

A minha cadela vive numa varanda, sim. Varanda fechada, não apanha sol nem chuva, e tem a sua casotinha, onde ela adora estar, mesmo que lhe permita acesso à casa.
Tem água fresca, comida higiene. É tosquiada, desparasitada, castrei-a e trato dela de uma forma que a mim, apesar de não a poder ter a viver à lorde, me parece digna.

Por isso não me parece correcto, nem justo, associar a adopção responsável apenas às condições referidas.

Mas respeito a tua opinião.

Editei para acrescentar:
apesar de gostar de animais já tive de dar alguns.
Umas vezes por "lotação esgotada" (aconteceu-me já encontrar animais na beira da estrada e trazê-los para ter de dar a alguém, pois acudir um animal é um acto de cidadania mas não me obriga a ter de ficar com ele) outra porque a adopção foi mesmo mal sucedida, e tal como a autora do tópico não por vontade minha, mas por a casa ser partilhada e a opinião do meu companheiro na altura embora tivesse sido ele a r buscar o animal, foi que não queria ter de colocar relva na casa "dele" de 2 em 2 meses.
Escusado será dizer que esta relação não durou muito...acontece!
Como também já aconteceu enquanto morava com os meus pais chegar a casa com uma ninhada de cães que iam ser enterrados vivos e quase ser posta fora da porta junto com eles...

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris
Afilhada da Joanasantosblue

Retrato de axmiamm
Qui, 12/03/2015 - 13:59
axmiamm:
Membro desde: 06.07.2014

Olá Patrícia,

Calma existem no mercado imensos produtos que a podem ajudar. Um dos melhores e que os meus cães utilizam são os Antlers. Estes são nada mais do que astes de veado que os cães adoram roer. Além de ser um produtos duro e natural, não lasca o que é uma grande vantagem. Incentive a sua cadelinha a morder os antlers. Ela terá certamente mais prazer em roer um antler do que roer a mobília, já que tem sabor e nutrientes!

Pode adquirir também brinquedos que tenham biscoitos lá dentro, só para ela se entreter estimulando a mente.

A Loja do Cão (www.lojadocao.pt) tem imensos produtos inclusive antlers e eles podem ajudá-la a resolver o seu problema.

Aqui está o link dos antlers: https://www.lojadocao.pt/alimentacao/biscoitos-e-snacks/farm-food-antler...

Boa sorte!
E não desista! Smile

Retrato de RitaP94
Dom, 15/03/2015 - 03:22
RitaP94:
Membro desde: 15.03.2015

Olá Patrícia!
Talvez devolvê-la à associação seja uma atitude desmedida, é normal que isso aconteça visto que a cadelinha só tem 4 meses!
Quando o meu Cookie resolveu desfazer rodapés e pernas das cadeiras a solução que encontrei foi colocar um bocadinho de pomada Vick, só para ficar aquele cheiro de menta, onde o meu traquina tinha tendência de ir roer.Foi remédio santo, eles detestam! Sem nunca esquecer de os repreender porque, tal como as crianças, eles precisam de ser educados.