Pilula Libelli | A Nossa Vida

Pilula Libelli

Retrato de Andrea e Rui
10.04.2008 | 00:28
Andrea e Rui:
Membro desde: 25.07.2007

Olá a todas.

Na semana passada fiz uma visita de rotina ao ginecologista e pedi-lhe para trocar de pilula (a que tomo actualmente é a Yasmin), devido às fortes dores de cabeça que me atormentam. Ele adiantou logo que provavelmente essas dores não seriam da pilula, mas pelo sim, pelo não, receitou-me a Yasminelle. Quando eu lhe disse, que também tinha pouca lubrificação e pouco (ou nenhum) desejo sexual, ele disse que então seria melhor trocar pela Libelli, que com essa, o meu desejo iria regressar. Logo de seguida adiantou que seria melhor começar primeiro por ir tomando a Yasminelle para ver como me dava, e se continuasse (os mesmos sintomas) para lhe ligar, e ele receitar a outra pilula.

Qd cheguei a casa, fiquei a pensar no assunto e fui pesquisar qualquer coisa na net sobre a libelli, e vi que um dos efeitos secundarios é o aumento de peso. Uma vez que já fui "queimada" pela diane 35, que me engordou imenso, não quero cair no mesmo erro, e voltar a ficar uma baleia.

Agora a minha pergunta: alguém conhece esta pilula? Resultados a nível da líbido? E aumento de peso, verificou-se?

Agradeço a todas que me possam ajudar, e tb a outras mulheres, que tal como eu já não sentem desejo pelos companheiros devido a estes comprimidinhos...

Beijinho,

Andrea


Retrato de Pimenta
Qui, 10/04/2008 - 11:04
Pimenta:
Membro desde: 06.03.2007

Olá Andrea!
Olha não posso dar-te nenhuma opinião sobre as pílulas que mencionaste porque nunca usei nenhuma delas. Uso Belara e dou-me bem. Menstruação diminuiu ligeiramente quando comecei a tomar mas nada de anormal. Continuo com algumas dores nos rins e de barriga. Mas comparando são também inferiores. O desejo sexual sem problemas, não engordei e com um bonus mto bom... a minha pele melhorou muito!
Quanto ao preço não sei se é cara, mas a minha para 3 meses custa 21,00.

Espero ter ajudado.
Bjs.

Retrato de Adriana Magalhães
Sex, 11/04/2008 - 20:56
Adriana Magalhães:
Membro desde: 25.10.2007

Olá Andrea.
Também falei com a minha ginecologista há dias sobre libido (ou falta dela)e falei-lhe dos adesivos EVRA. Vou experimentar mas ela disse-me também que se não notar diferenças devo experimentar a Libeli! Eu vou começar agora com o EVRA e se não me sentir bem vou experimentar a Libeli também.

14.Fev.2009

Retrato de Adriana Magalhães
Qua, 20/08/2008 - 22:34
Adriana Magalhães:
Membro desde: 25.10.2007

Então Andrea sempre usaste a Libeli? O que achaste?

__________________________

14.Fev.2009
__________________________

Pelos animais, sempre!

www.esteriliza-me.org

Retrato de winter
Sáb, 23/08/2008 - 23:47
winter:
Membro desde: 23.08.2008

olá

Sou nova aqui, e como vi este tópico e tomo a libeli resolvi ajudar-te.

Começei por tomar a diane35 e não engordei e não tive nenhum sintoma secundário, mas como sou um pouco despitada a minha genecologista achou por bem que havia de mudar. E assim foi, começei com EVRA (adesivos), bem que coisa hororrosa, passei mal e tudo, não me dei com eles de forma nenhuma.

Depois mudei para libeli, já tomo à meio ano, não engordei nem uma grama e não tenho nenhum sintoma secundário.

Quanto à libido, pois tomar a pilula implica perder algum libido, mas tenho mais agora do que quando tomava a diane 35.

Espero ter ajudado.

Qualquer coisa pergunta.

Retrato de mjngds
Qua, 03/09/2008 - 15:02
mjngds:
Membro desde: 05.07.2008

Os efeitos laterais mencionados nesta, como nas demais pílulas contraceptivas, são possibilidades inerentes ao facto de se tratar de agentes hormonais, que actuam necessariamente em várias frentes no organismo e não apenas como "armas contra a gravidez". No entanto, não acontecem com igual frequência em todas as mulheres e alguns deles nunca chegam sequer a manifestar-se. Por outro lado, situações como náuseas, por exemplo, podem ter lugar apenas no período de adaptação do organismo a um novo agente (leia-se primeiros 2-3 meses ou até menos).

Teoricamente e na prática também, como os resultados ilustram, diferentes moléculas podem comportar-se de forma diferente numa mesma mulher, sendo óbvio que entre mulheres a variação seja uma realidade, daí que "mudar de pílula" possa sempre ser solução quando algum dos efeitos laterias surge. De um modo geral, as pílulas actuais (combinadas ou apenas progestativas, diferentes na acção e nas indicações) têm diferentes, mas sempre tendencialmente menores, doses de hormonas, pelo que os efeitos laterais variam (sendo sempre menores do que as pílulas de há 20 anos).

O aumento de peso e a diminuição da líbido, efeitos temidos quando se inicia um novo contraceptivo, não são regra geral e muito menos ocorrem necessariamente.

Post