Cabelo extensível: a magia das extensões! | A Nossa Vida

Cabelo extensível: a magia das extensões!

Se há alguns anos atrás colocar extensões no cabelo era visto como um mimo bastante luxuoso e não ao alcance de qualquer bolsa, hoje esta é uma moda completamente in e com diferentes formas de aplicação que as tornam acessíveis a todas as mulheres! Seja para deslumbrar numa ocasião especial, adicionar madeixas de cor sem pintar, para conferir comprimento ou volume, saiba tudo o que precisa para acrescentar alguns centímetros bem vistosos à sua cabeleireira!

Que cabelo é este?

A pergunta mais frequente por parte de quem pondera colocar extensões é, sem dúvida: “de onde vem o cabelo”? E é, na realidade, uma boa pergunta, até porque existem três tipos de cabelo utilizados na colocação de extensões:

  • Cabelo Sintético: o mais fraco em termos de qualidade, a sua composição – que se assemelha muito ao cabelo das bonecas – recai sobre dois tipos de fibra química.
  • Cabelo 100%: num nível ligeiramente superior, este cabelo é 100% processado, ou seja, são recolhidas quantidades industriais de cabelo humano (a partir de dadores – sim, há quem doe o seu cabelo!) que são posteriormente banhadas em ácido; segue-se um banho de tinta e outro em silicone para atribuir às extensões o brilho que lhes caracteriza.​
  • Cabelo Natural: obviamente o melhor em termos de qualidade, durabilidade e aspecto trata-se, de facto, de cabelo 100% natural, e quase todo ele oriundo da Índia. Recolhido maioritariamente em templos sagrados, é alvo de um processo de escolha rigoroso, antes de ser embalado e exportado com certificado de origem. Mantendo a sua escama original, este cabelo não é alvo de nenhum tipo de tratamento químico. Melhor é mesmo impossível!

Que método escolher?

O maravilhoso mundo capilar já disponibiliza várias técnicas de aplicação de extensões que diferem entre si em diversos aspectos: o tipo de cabelo utilizado, a forma como esse cabelo é preparado, o método de aplicação, a sua duração e, claro, o preço. O método de aplicação em si é extremamente variado e pode incluir entrançamento, fusão a quente, a utilização de cilindros, colas, ceras ou polímeros. Algumas das técnicas mais populares são as seguintes:

  • Extensões Trançadas

Com um aspecto mais que genuíno, estas extensões não prejudicam o cabelo, acompanhado antes o seu ritmo natural de crescimento. As extensões são entrançadas na cabeça graças às tranças horizontais previamente feitas no cabelo já existente. 
Tempo de Aplicação: 6 horas
Duração: 4 meses

  • Extensões com micro-cilindros

Este é um dos métodos mais populares nos Estados Unidos devido à sensação de conforto e de leveza que as extensões conferem uma vez aplicadas: é quase como sempre lá estiveram! A dar os primeiros passos em Portugal, esta técnica tem várias vantagens precisamente porque recorre a pequenos cilindros (de apenas 5 mm, podem ser metálicos, metálicos revestidos de silicone e de plástico), que permitem uma fixação resistente e completamente camuflada pelo couro cabeludo. 
Tempo de Aplicação: 4 horas
Duração: 3 a 5 meses

  • Extensões Cosidas

Tal como o próprio nome indica, esta técnica, que também é conhecida como tissagem, implica que as extensões sejam “cosidas” ao cabelo. Tendo como vantagens o factor preço e um tempo de aplicação mais reduzido, a sua grande desvantagem é não permitir a respiração adequada do couro cabeludo.
Tempo de Aplicação: 3 horas
Duração: 2 meses

  • Extensões de queratina com calor

Um dos métodos mais simples e talvez, por isso mesmo, um dos mais utilizados, implica a colocação das extensões uma a uma. Isto porque cada extensão (o equivalente a uma madeixa fina) possui uma gota de adesivo de queratina (uma proteína igual à que encontramos no nosso cabelo natural) na sua ponta e, com recurso a uma pinça especial aquecida, a queratina derrete, fixando a extensão por completo. Embora moroso, o resultado final é surpreendentemente natural. 
Tempo de Aplicação: 4 horas
Duração: 3 a 6 meses

  • Extensões de queratina a frio

Estas extensões têm ao seu serviço as técnicas mais avançadas e rápidas do mercado. A aplicação é muito mais plana graças às vibrações ultra-sónicas que não só conseguem pontos de união perfeitos, como produzem um resultado final ultra-discreto! E isto para não falar na rapidez do serviço!  
Tempo de Aplicação: 1 hora
Duração: 4 a 6 meses

Recomendações prévias

Para assegurar que a sua experiência com extensões seja, acima de tudo, positiva, é importante fazer alguma pesquisa prévia: antes de escolher o salão onde pretende fazê-las, fale com as amigas e primas que já tenham feito e peça algumas referências. Escolhido o salão – de preferência um com larga experiência em matéria de extensões – passe por lá antes de marcar o dia e a hora e aproveite para expor e saber mais algumas coisas:

  • Em primeiro lugar, o estilista deve analisar o seu cabelo, assegurando que está em condições para receber e manter as extensões. Para além disso, o estilista deve ainda aconselhar-lhe em termos do tipo de extensão a colocar e qual o método mais adequado ao seu cabelo.
  • Para se guiar em termos de comprimento, regra geral as extensões não devem ser mais compridas do que duas vezes o comprimento do seu cabelo natural.
  • Alguns cabeleireiros colocam questões acerca dos cuidados diários que tem com o seu cabelo, o estilo de vida que leva, se pratica desporto: responda a tudo honestamente.
  • Certifique-se que não tem qualquer dúvida acerca do tipo e qualidade de cabelo que lhe vai ser aplicado, assim como sobre o método escolhido.
  • Peça ao estilista para ver fotografias tipo “antes e depois”.
  • Assegure-se do tempo que irão durar as extensões que pretende colocar.
  • Informe-se acerca do plano de manutenção para as mesmas (quantas sessões, produtos a adquirir, como lavar e secar…).
  • Saiba exactamente qual o preço das extensões e se esse valor inclui ou não as sessões de manutenção e/ou a remoção das mesmas.
  • Pergunte se as extensões são reutilizáveis. 

Cuidados redobrados

Quem já viu, pode atestar que o efeito de umas extensões bem-feitas – seja para criar volume ou alongamento – é lindo de morrer e muitas vezes difícil de perceber! De repente a nossa melhor amiga ou a recepcionista lá do escritório está deslumbrante e não conseguimos perceber muito bem por quê… o segredo do sucesso das extensões, sem dúvida!

No entanto, se o nosso cabelo “normal” já exige atenções especiais para estar sempre fabuloso, as extensões não ficam nada atrás. Para assegurar o seu aspecto perfeito entre manutenções, existem algumas recomendações básicas:Utilize uma escova de cerdas macias, escovando com movimentos muito delicados, especialmente junto à raiz, pelo menos duas vezes ao dia.

  • Utilize produtos capilares específicos para extensões, evitando champôs e amaciadores com álcool (que podem secar por completo as extensões) e uma máscara de hidratação uma vez por semana.
  • Escove o cabelo antes de o lavar, para desembaraçar quaisquer nós que possam entretanto formado.
  • Molhe as extensões gradualmente – muita água em simultâneo pode “inchar” e embaraçar as extensões, o que pode levar ao seu desprendimento. Lave o cabelo de cima para baixo, com movimentos suaves.
  • Evite ao máximo a utilização de secadores e ferros de esticar, quanto mais calor aplicar às extensões menos tempo vão durar – é preferível deixá-las secar naturalmente. Se utilizar algum equipamento do género, mantenha uma distância de pelo menos 15 cm entre a fonte de calor e as extensões.
  • Se praticar algum tipo de desporto ou exercício físico, o melhor é prender o cabelo nessas alturas (ou utilizar uma touca no caso da natação), evitando assim a formação de nós nas extensões.
  • Nunca vá dormir com as extensões molhadas e o ideal é mesmo prendê-las durante o sono, para evitar que se soltem.
  • Não pinte ou faça permanentes às extensões. Consulte sempre o seu estilista.

Comentários (0)

Leia também...

Post