As 22 melhores plantas para ter em casa | A Nossa Vida

As 22 melhores plantas para ter em casa

A verdade é que um lar fica sempre mais aconchegante com um detalhe ou outro de natureza interior e, para além disso, nem sempre se pode ter um jardim exterior, ou oportunidade de cuidar de plantas que exigem grande manutenção.

Uma das grandes vantagens de ter algumas plantas em casa é que certas espécies ajudam a humidificar o ar, bem como a despolui-lo, sendo excelentes desintoxicantes de ambientes.

1. Violeta africana

A violeta africana, do genro saintpaulia, é perfeita para adornar qualquer canto da casa, quer seja pela sua beleza, ou pela sua pequena dimensão. Para que uma violeta africana se mantenha de boa saúde, convém que apanhe bastante luz, por isso, deve ser colocada junto a uma janela virada para sul, especialmente na altura do inverno. Regue a planta apenas quando a superfície da terra estiver seca. Para obter uma nova planta, basta cortar uma folha e plantá-la noutro vaso.

2. Aloé Vera

Esta é uma planta da categoria das suculentas. Conhecida pelos seus benefícios curativos, é muito fácil de cuidar. Como esta é uma planta que não necessita de grandes cuidados, é ideal para quem deseja ter uma planta em casa sem ter de se preocupar com a sua manutenção. No inverno, deve dar-lhe boa exposição solar e não precisa de a regar muito frequentemente: deve deixar o solo secar completamente antes de a voltar a regar. No verão, pode estar no exterior. Quando selecionar uma aloé vera, certifique-se que as folhas são gordas e não têm manchas acastanhadas.

3. Orelha-de-elefante

Uma grande planta com folhas em formato de setas com veias brancas, que lhe conferem um ar dramático. Como esta é uma planta tropical, deve ser levada a “pensar” que ainda está na selva. Para isso, é importante que esteja a temperaturas de 18ºC no inverno e de 20ºC no verão. Deve borrifar as folhas com água para sentirem humidade, manter a planta em ambientes de luz no inverno e meia sombra no verão. Não deve colocá-la em exposição direta ao sol. Regue-a mais frequentemente no verão do que no inverno, mantendo o composto onde ela se encontra, húmido, mas não ensopado. A cada primavera mude a planta de vaso. Se as folhas ficarem castanhas e encaracoladas, é sinal que está a regar demais a planta.

4. Planta do abacate

Sempre que utilizar um abacate, coloque a sua semente num vaso. Logo que a primeira folha brote, mantenha a planta num ambiente normal. Para que cresça mais rapidamente, remova os novos rebentos que brotarem para além do principal. Ao final de 3 anos, terá uma árvore de abacate com mais de 1 metro de altura.

5. Samambaia de Boston

Conhecida botanicamente como Nephrolepis exaltata, esta planta elegante começou a sua era de graça na época vitoriana. Esta planta serve como humidificador natural, absorve os poluentes e liberta vapor. A melhor forma de cuidar deste tipo de plantas, é simular o ambiente tropical. Coloque-a suspensa numa janela voltada a norte, com luz moderada indireta, mantenha o solo húmido mas não ensopado, e em ambientes entre 18 a 20ºC. Se as folhas ficarem amareladas na base, significa que está num ambiente demasiado quente, devendo ser mudada de local; se não nascerem folhas novas, significa que o ar está muito seco e carece de humidade; folhas pálidas com marcas de queimaduras são sinal que está a ser incidida com muito sol, devendo ser mudada de local, especialmente no verão.

6. Bromélia

Este conjunto de plantas nativas da selva adoram luz artificial, sendo perfeitas, por exemplo, para um escritório. A maioria das bromélias floresce uma vez ao ano, se o clima for suficientemente quente e húmido. Muitas variedades como a zebra e a neoregelia tricolor, mantêm uma boa folhagem durante todo o ano. Certifique-se que a planta tem uma boa drenagem e não a regue em demasia. Pulverize as folhas no verão com água, a cada 2 meses, vertida de cima no centro, para simular a chuva. Mantenha o solo húmido, mas não ensopado.

7. Clivia Miniata

A Clivia é uma planta semelhante à açucena, rebenta em clusters de flores laranja, vermelhas, ou amarelas a cada primavera. Adora temperaturas baixas, entre 5 e 10ºC. À semelhança das orquídeas, estas necessitam de se sentir apertadas nos vasos, por isso, só devem ser transplantadas se o vaso começar a rachar com as raízes. Regue com água apenas o suficiente para impedir a secura completa, isto significa que deve regrar moderadamente entre a primavera e o verão, no outono e inverno raramente. Como são plantas frágeis, enquanto estiverem em botão ou em flor não as deve mover.

8. Coroa-de-cristo

Coroa-de-cristo (Euphorbia milii) é uma espécie de arbusto com espinhos, oriundo de Madagáscar, que dá flores durante todo o ano e não necessita de grande atenção. Se a puder colocar sob a luz direta do sol é o ideal, mantendo as raízes húmidas mas não ensopadas, deixando sempre a superfície do solo seca antes de voltar a regar. Com a quantidade certa de luz, as flores vermelhas brotam todo o ano. Deverá ter atenção aos picos pois este arbusto tem alguns bem afiados, bem como quando corta um pouco da planta, uma vez que esta verte um líquido branco que pode causar irritações cutâneas.

9. Cato do deserto

Poderá encontrar este cato do deserto cujo topo é vermelho ou amarelo, com uma base verde, à venda em inúmeros locais, tais como simples supermercados, sendo muito apreciado devido às suas cores e à sua baixa manutenção. Este tipo de catos poderá ser colocado em qualquer parapeito de janela, ou muitas vezes apenas misturados com outras plantas, em vasos. Não o regue muitas vezes, veja sempre por baixo do vaso se este está completamente seco, para voltar a regar. Para simular o ambiente do deserto, quando este tiver a terra seca, deverá verter bastante água em cima, simulando assim uma chuva de deserto.

10. Planta aranha

Uma das plantas mais usadas em interior, o crorofito reproduz-se muito facilmente, puxando muitos rebentos. Esta planta é um excelente renovador de ar, absorvendo elementos poluidores do ar, como o xileno e formaldeído, sendo uma forma de desintoxicar a casa naturalmente. Utilizar água destilada para a rega é uma boa maneira de diminuir os pontos acastanhados nas folhas.

11. Língua da sogra

Esta planta pelos vistos pode fazer jus ao seu nome: as folhas são afiadas, pontiagudas e têm uma ponta cortante. Esta planta é muito difícil de matar, podendo até aborrecer-se de a ter por perto. Porém, é uma planta de fácil manutenção e uma forma simples de dar um toque verde à casa. Pode crescer à sombra e praticamente em qualquer local. No inverno, regue a planta de 2 em 2 meses, no verão de forma mais frequente, mas pode deixar o solo secar completamente entre regas.

12. Lírio-da-paz

Uma planta que é oferecida para dar boa-sorte é a melhor planta para receber luz solar direta na divisão mais quente da casa. O lírio-da-paz também é uma planta que melhora a qualidade do ar na casa, absorvendo poluentes comuns como o benzeno, bem como as toxinas emitidas pelas carpetes sintéticas e os plásticos. Mantenha as raízes húmidas mas não ensopadas, sendo que no inverno é uma planta que requer muito menos água, porém, humedeça as folhas frequentemente. O lírio-da-paz desabrocha no meio do inverno, por isso, é uma flor invulgar. Transplante esta planta a cada primavera.

13. Buxo de interior

O buxo é usualmente cultivado em jardins topiários. Cresce muito lentamente, mas é ótimo para acrescentar em jardins interiores. Para manter o seu buxo em boas condições, deve manter uma exposição solar parcial ou completa, sendo uma janela ou uma sala solarenga o local correto. Coloque musgo em cima do solo para reter a humidade. Regue cerca de uma vez por semana quando sentir o solo seco. Pode a árvore sempre que for necessário para manter o seu formato.

14. Phalaenopsis

A phalaenopsis, em português, falenopse ou orquídea da traça, adora temperaturas baixas e humidade. Este tipo de orquídeas é mais feliz quando se mantém a temperaturas entre 18 e 20ºC no inverno. Para as levar a florir, usualmente é necessário que à noite a temperatura desça até -6ºC. Como necessitam de muita luz indireta, uma janela é o local perfeito. Não regue demais a orquídea: a phalaenopsis não necessita de regras frequentes, uma vez a cada 2 semanas deve ser suficiente. Utilize água à temperatura ambiente, mantendo alguma humidade no solo, mas nunca em demasia. As orquídeas adoram humidade, por isso, borrife as folhas com água uma vez por semana.

15. Ming arália

Os decoradores são fãs da ming arália ou polyscias fruticosa, porque se assemelha a um carvalho japonês. O segredo para a manutenção desta planta é a humidade e o calor. Necessita de luz indireta, por isso, mantenha-a num espaço com muita luz natural. As raízes da planta devem ser humedecidas frequentemente entre a primavera e o outono, e menos entre o outono e a primavera. Para manter esta planta de boa saúde, deve tê-la em ambientes não inferiores a 16ºC no inverno. Se ela não estiver bem, pode deixar cair todas as folhas.

16. Suculentas

Uma planta indispensável para qualquer casa, podendo quase dizer-se que não necessita de manutenção. Por isso, são perfeitas para qualquer local, casa e pessoa que não deseje ter muito trabalho com plantas. O ideal será estar junto de uma janela, certificando-se que apanhe bastante luz. Regue apenas quando o solo começar a secar e a cada 2 meses no inverno.

17. Cymbidium Sarah Jean

Esta planta desmistifica a ideia de que as orquídeas são apenas para jardineiros experientes. As lindas flores brancas que desabrocham em cascata florescem no auge do inverno e ficam perfeitas num vaso suspenso. Esta orquídea viverá mais feliz se tiver luz cerca de 10 a 15 horas por dia, e à noite sofrer uma grande descida da temperatura. O ideal será que esteja numa janela virada para sul ou oeste. Mantenha o solo húmido mas não ensopado, reduza a rega na altura do inverno e humedeça as folhas ocasionalmente.

18. Planta de Jade

A crassula ovata, também chamada de árvore do dinheiro, e árvore da boa sorte, é uma planta suculenta de grande longevidade. Se for bem cuidada, pode viver mais que um ser humano. O ideal é regar esta planta pelo método de ensopar e deixar escorrer, dando ao solo a possibilidade de secar completamente antes de voltar a humedecer as raízes.

19. Philodendrons

Surgem em todas as formas e tamanhos, mas são todas quase sempre diferentes. Gostam de ser regadas e alimentadas moderadamente. Poderá colocá-las num vivàrium, ou dar-lhes a possibilidade de crescerem e de se enrolarem à volta de uma estaca ou arame. Mantenha o seu local a um mínimo de 13ºC durante o inverno e sempre com luz indireta. No inverno, mantenha o solo apenas com pouca humidade; no verão e outono, humedeça as folhas com frequência. A cada par de anos transfira a planta para um vaso maior na altura da primavera.

20. Hypoestes

Também chamada de sardenta, é uma planta adorável, de fácil manutenção, sendo uma ótima companhia para outras pequenas plantas de interior. Alguma luz indireta dará mais viveza à sua cor, por isso, o ideal é que esteja próxima de uma janela e de vez em quando coloque-a no exterior um pouco para apanhar mais luz. As folhas gostam de humidade e de temperaturas médias, mas não em demasia. Transplante a planta a cada primavera e humedeça as folhas frequentemente. Para um vaso mais composto e para folhas mais rosa, opte por plantar mais do que um pé no mesmo vaso.

21. Cyclamen

Também conhecida como cíclame da pérsia, é uma planta linda em termos de folhagem e flor. Embora necessite de alguns cuidados, quando floresce no final do inverno, as suas flores brilhantes valem a pena. Opte por uma planta que tenha pelo menos alguns botões por abrir, para obter um período mais longo do desbrochar das flores. Esta planta prefere temperaturas baixas e luz indireta, excelente para um espaço como um corredor ou hall de entrada de uma casa. Uma janela virada a norte, num local a cerca de 10 a 15ºC também é uma possibilidade. Deve ser regada frequentemente, por isso, verifique se o solo se mantém húmido, mas nunca ensopado.

22. Cato zebra

Embora não seja de facto um cato, esta é uma planta suculenta, cujo nome deriva da sua original camuflagem. É uma ótima primeira planta, pois, é muito difícil de morrer. Temperaturas ambientes desde a altura da primavera até ao outono são boas, necessitando apenas de luz indireta, mas preferencialmente brilhante. No inverno, o ideal é estar numa janela virada a sul. Regue apenas quando a terra estiver seca.

 

Imagens: 1,2,3,4,5,6,7,8,9,10 ,11,12,13,14,15,16,17,18,19,20,21,22

Leia também...