o tempo está a contar e eu preciso de fazer alguma coisa com a minha vida | A Nossa Vida

o tempo está a contar e eu preciso de fazer alguma coisa com a minha vida

Retrato de Indrah
05.01.2015 | 10:39
Indrah:
Membro desde: 16.12.2014

Tenho 31 anos, sou licenciada e pós graduada em tecnologias da comunicação e marketing. Trabalho há cerca de 7 anos na mesma empresa. Vim para cá estagiar no dept. de Comunicação e Marketing e fiquei. Tive 2 anos bons em que aprendi e trabalhei muito. Depois, outros interesses tiveram de ser servidos e, desde então, que ando ao empurrão entre departamentos e chefes. Há uns três anos, entrou um director novo e, um dia, numa conversa ocasional, percebeu que eu tinha conhecimentos e capacidades que simplesmente não estavam a ser aproveitados. Chamou me para a equipa dele embora não fosse a minha área. Os primeiros tempos de facto foram bons e desafiantes. Havia projectos a desenvolver que se encaixavam nos meus conhecimentos e muitas coisas também aprendi de novo. No entanto, essa pessoa era tão profissional e séria que rapidamente foi embora. Desde aí que estou meio abandonada na minha equipa. Não tenho trabalho regular. Ou melhor, é muito raro ter trabalho. Adoro a minha equipa. Não tenho que dizer do meu chefe que me "herdou" já neste grupo e agora não sabe bem o que fazer comigo. Tudo isto porque não estou no departamento em que deveria estar pelos tais interesses que referi antes. Não há dia em que não procure emprego. Sinto que o tempo está a passar, estou a desaprender e a perder capacidades mas nada aparece! Já fui a algumas entrevistas mas nunca deram em nada. Tento perceber os motivos que levam as empresas a não me escolherem e tenho sempre feedbacks óptimos mas umas dizem que não podem pagar um salário como o meu (não, não é milionário...são apenas 900€), outras dizem que havia um candidato c alguma experiência mais expecífica...etc. Estou muito desanimada e desmotivada! Odeio vir para aqui. Há mais de um ano que pouco ou nada faço no dia a dia! Tenho de fazer alguma coisa urgentemente! Já andei a ver formações noutras áreas mas tenho receio de investir tempo e dinheiro para depois não arranjar emprego pois a nossa realidade não é nada boa e eu contacto com isso todos os dias! Não posso arriscar a dar tiros nos pés e ficar sem emprego. MAs preciso de fazer alguma coisa da minha vida pois estou a envelhecer aqui! Alguém que me dê uma luz, uma ideia, uma sugestão????


Retrato de SiMaCa
Seg, 05/01/2015 - 11:20
SiMaCa:
Membro desde: 22.06.2012

Não percebi o teu tópico. Primeiro dizes que trabalhas numa empresa há 7 anos e no fim do tópico afinal estas a procura de emprego. Afinal trabalhas ou não?

É que se estiveres a trabalhar, pode ser visto de varias perspectivas...
Repara, tu tens emprego, não ganhas mal, procuras mudar. Se calhar estas a concorrer com quem Não Tem Emprego nem sustento, o que nos dias de hoje é o mais provável.
Eu sei que toda a gente deve procurar melhor, eu sei disso e reconheço, mas não consigo deixar de pensar na quantidade de pessoas que não tem emprego porque algumas pessoas estão fartas do seu.

Outra coisa, imagina que mudas de trabalho, vais para uma empresa nova. Afinal não gostam de ti e passado uns 2 meses vens embora, como te irias sentir? Ias ser mais uma no pesadelo da procura de emprego.

Como disse existem varias perspectivas, nenhuma delas incorrecta, se te sentires segura na tua decisão, não hesites em tomá-la.

EU, não mudava de emprego. Mas isso sou eu. Tenho fé no futuro e sei que as coisas podem mudar em questão de horas.

Boa sorte!

Retrato de Indrah
Seg, 05/01/2015 - 13:20
Indrah:
Membro desde: 16.12.2014

Olá! Sim eu estou a trabalhar. Compreendo tudo o que tu dizes e sei bem do que falas porque o meu companheiro está desempregado. Mais um factor pelo qual não posso dar esse tiro nos pés... No entanto, e como não dá para contar tudo aqui, o meu descontentamento com esta empresa tem muito que se lhe diga. Em 2008 tive uma grande depressão já devido ao stress e à pressão que sofria. Já fui a maior. Agora venho para cá ler os jornais. Sei bem qual é a realidade das coisas e acredito que muita gente não se importava de estar no meu lugar mas isso, para mim, não é motivo para desistir! Olha que, tirando o facto de se receber dinheiro, psicologicamente, entre estar desempregado e ter um emprego onde não tens nada para fazer e tens de cá estar, dias a fio, a ser observado, a fazer de conta que estás a fazer alguma coisa e a disfarçar....não sei se haverá grandes diferenças. Já investi muito na minha formação. Tenho 31 anos, quero estabilizar a minha vida. Conformar-me, para mim, é morrer. E eu também tenho esperança no futuro. Por isso não desisto e por isso também peço ajuda porque sei que algum dia hei-de ter a minha oportunidade Smile

"yo vivo como el aire, libre, pero sin saber a donde va"

Retrato de marie_martins
Ter, 06/01/2015 - 15:45
marie_martins:
Membro desde: 18.09.2011

Olá,

Compreendo a tua situação, em tempos trabalhei numa empresa em que diziam que trabalhava "rápido demais", porque despachava o meu serviço todo de manhã e depois de almoço nunca tinha nada para fazer, é terrível passar-se tardes sem nada que fazer, em frente ao PC, imagino dias como tu...

A possibilidade de saíres da empresa neste momento também não me parece viável, é tudo tão incerto no mercado de trabalho.

Não existem oportunidades dentro da empresa em que estás noutros departamentos?

Retrato de fatima silva
Ter, 06/01/2015 - 16:04
fatima silva:
Membro desde: 01.05.2007

Vou ser sincera ctg, a parte em que dizes que são "apenas 900 euros" fazem muita diferença em te contratarem ou não. Sabes que que no dia hoje há muita gente com as mesmas habilitaçõe do que tu e estão a ganhar o ordenado minimo portanto acredito que não sejas seleccionada nas entrevistas porque causa do salário que pedes. De cereteza que há candidatos que aceitam fazer o que tu vais fazer por um salário menor.

Retrato de acso
Seg, 19/01/2015 - 11:17
acso:
Membro desde: 19.01.2015

Olá Indrah!
Espero que a situação tenha melhorado... Continua na mesma empresa?

Eu estou quase na mesma situação: licenciei-me, candidatei-me a um estágio profissional de 12 meses, trabalhei bastante nos primeiros 2 meses e até hje passo muitas horas em frente ao computador, "sem fazer nada".

Os de fora dizem para enviar o dobro dos curriculos. Tenho ido a entrevistas, mas sem frutos. Estou "sem brilho nos olhos", mas vejo sempre pelo lado positivo: estou a receber. Enquanto nao arranja nada, é a sua segurança. Não importa o que os outros dizem!

Nos seus tempos livres, canalize a tristeza para atividades que lhe deem prazer. Mal saio do trabalho que nao gosto, vou para o ginásio: tem me ajudado a estar mais disposta Smile

Retrato de Mr.V
Dom, 01/03/2015 - 23:27
Mr.V:
Membro desde: 05.09.2008

Eu compreendo o que sentes... Com diferenças claro, mas para te dizer que parar é morrer... Claro que tens que ser cautelista o suficiente para teres cuidado e não saires daí sem nada sustentável mas também eu no meu trabalho me sinto assim, diferente no sentido de que trabalho tenho muito, que nunca mais acaba, mas onde as progressões não existem, ou seja, tenho colegas com 20 anos disto e com a minha categoria profissional, onde não me vejo no futuro... Por isso, decidi ir estudar, tirar uma licenciatura, tentar não estagnar por aqui...

Isto para te dizer, procura outras coisas (emigrarem está fora de questão? Uma vez que o teu marido é desempregado...) porque se não estás contente, tens todo o direito de lutar por melhor...