Seguro de Capitalização Prevoir Prévital (como descalçar esta bota)

2 respostas [Última]
Lillith84
Retrato de Lillith84
Offline
Desde: 06.10.2016

Olá a todos! Espero que me possam ajudar pois não sei o que fazer.

Em 2003 após a persistência de um amigo contratei um seguro de vida/invalidez com vertente de capitalização com a duração de 30 anos, ou seja só em 2033 me livro disto. O que me preocupa é o facto de desconfiar que estou a perder dinheiro com as comissões ou seja encargos do contrato que até metem medo (encargos anuais máximos de aquisição 6,22% e de gestão 2,53%). Tenho de sair disto pois acho que este produto é um roubo. Como o fazer? Perco ainda mais se fizer o resgate? Como agir? O produto em causa é o Prevoir Prevital.

Mandokinhas
Retrato de Mandokinhas
Offline
Desde: 21.06.2016
Olá Qual o prazo mínimo que

Olá

Qual o prazo mínimo que está no contrato?

Mandokinhas
Retrato de Mandokinhas
Offline
Desde: 21.06.2016
Resgate de seguros de

Resgate de seguros de capitalização
Outra possibilidade de fazer face a imprevistos consiste em pedir o reembolso (ou resgate) antecipado do dinheiro investido. A maior parte dos seguros deste tipo permitem que o subscritor solicite o reembolso do dinheiro logo após a primeira anuidade. Outros, porém, só dão essa possibilidade a partir do segundo ou do terceiro ano de vigência do contrato. Na maioria das vezes, o resgate antecipado acarreta penalizações bastante severas, sobretudo nos primeiros anos.

Se solicitar o reembolso integral do dinheiro investido, antes do final do contrato, os prémios até então entregues (depois de deduzidos os custos) ser-lhe-ão devolvidos, acrescidos dos montantes provenientes da respetiva capitalização. No caso dos seguros representados por unidades de participação, o montante do reembolso obtém-se do seguinte modo: multiplica-se o número de unidades a resgatar pelo valor da última cotação publicada. Ao resultado há que deduzir, ainda, os eventuais encargos de resgate.

No caso de pretender o reembolso de apenas uma parte do dinheiro, deve solicitar um resgate parcial. Também neste caso terá de suportar os eventuais encargos cobrados pela seguradora, que consistem numa determinada percentagem sobre o montante levantado. Normalmente, as seguradoras estabelecem valores máximos possíveis para este tipo de resgate.

Opções de visualização dos comentários

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.

Tópicos relacionados

Olá bom dia Fiquei desempregada no inicio deste mês, dirigi-me ao centro de emprego apresentei a papelada e até o caso estar deferido foi bastante...
1- Quem perde a mão é MANETA, quem perde a perna é PERNETA, então como se chama quem perde o punho? 2- Porque é que os Flinstones comemoravam o...
Uma pessoa que trabalhe por conta própria em regime de contabilidade organizada, é obrigatório ter encargos com a segurança social (para poder...
Boa tarde. Eu nem sou muito de escrever e consultar este tipo de blogs ou qualquer outro mas a verdade é que a necessidade nos leva á procura de...
Tenho estado a ponderar com o meu marido esta questão. Até que ponto vale a pena termos um seguro de saúde? Já fomos fazer uma simulação à Generali (...
...