qual o melhor animal de estimaçao para crianças apartir 1 ano de idade ? sondagem | A Nossa Vida

qual o melhor animal de estimaçao para crianças apartir 1 ano de idade ? sondagem

Retrato de anninhas
06.08.2014 | 07:14
anninhas:
Membro desde: 12.10.2009

gostaria de saber a vossa opinião sobre qual o animal de estimação para crianças apartir de 1 ano idade?

-coelho

- gato

- tartaruga

- hamster

- peixe


Retrato de sandrad1
Qua, 06/08/2014 - 10:51
sandrad1:
Membro desde: 26.10.2006

se quiseres um animal que interaja com a criança, o peixe esta fora de questao.

a tartaruga, sao mto giras, mas lembra-te que qdo crescem precisam de aquario maior e tem que ser mudado mtas vezes, pois a agua cheira mesmo mto mal.

aposto no coelho ou hamster, o gato, se adotares ou comprares bebé, vai dar-te mais trab que o teu filho.( digo eu)e tens que ter mto cuidado com os dois, devido as arranhadelas.

tenho uma cadelinha; mas o meu filho ja tinha 3 anos. adotei qdo el tinha 1 mes.

Retrato de 7Seven
Qua, 06/08/2014 - 11:12
7Seven:
Membro desde: 04.01.2011

Das opções dadas o melhor mesmo é o gato!
Há imensos gatos para dar, já castrados, e com diferentes feitios!!
Vai a uma associação tipo Midas, Senhor Bichinhos, entre outros que te posso dizer (zona do Porto) que eles têm diversos gatos e acabam por te aconselha rum gatinho especifico que se de com crianças.

Eu tenho muitos gatos e as crianças adoram. Não me arranham mobília nenhuma, fazem imensa companhia, são super pacientes, eu adoro!!

Retrato de Maria do Porto
Qua, 06/08/2014 - 14:21
Maria do Porto:
Membro desde: 29.09.2010

... eu aconselho o peixe!
Porque pode estar muito tempo a olhar encantado para o aquário.
E tem de ser amãe a tratar do animal, por enquanto: e quem tem bebés desa idade não costuma ter muito tempo para tratar de animais correctamente...
Desaconselho o coelho e o hamster por razões de segurança: são bichinhos que têm tendência a morder - e será muito difícil evitar que o bebé queira meter a mão dentro da gaiola! Não queremos que tenham bichinhos para depois passarmos a vida a frustrá-los: "não opinbhas a mão"! "Deixa o bicho"! "Cuidaaaado!"... Laughing

Cães e gatos: se já existem na família, tudo bem. Se não, talvez seja melhor adiar um pouco esse convívio. Porque muitos bebés desenvolvem no 2º ano de vida uma alergia (o "prurido infantil" ou "escrófulo") originada no pelo e nos parasitas (ácaros) do pelo dos cães/gatos.
Se isto acontecer é muito mau andar smepre a correr com o bebé para o hospital, e ter de fazer cortisonas... ou ter de tirar o novo bichinho de casa!

Por isso... o peixe, definitivamente: é colorido, muito activo...

Para reagir e interagir com a crinaça: lá para os 5 ou 6 anos, o coelho, o hamster, a tartaruga...

Quando tiver capacidade de se responsabilizar pelos animais (limpeza, passeios, alimentação...) o cãoou gato.

Mas isto é só mesmo uma opinião...

Beijinhos

Maria do Porto

Retrato de flavio123
Qua, 06/08/2014 - 20:16
flavio123:
Membro desde: 15.07.2013

Bem eu tenho uma tarantula, uma rosa chilena e adoro.

Retrato de joan_
Qua, 06/08/2014 - 22:41
joan_:
Membro desde: 08.07.2013

Que medo! E ao mesmo tempo é curioso! Mas eu não conseguiria ter um animal desses!! Nem aracnídeos, nem répteis (excepto tartarugas! Já agora, por curiosidade, dá muito trabalho manter um animal desses?

Retrato de OrangeBoy
Dom, 17/08/2014 - 05:10
OrangeBoy:
Membro desde: 23.02.2014

Preocupam-me os pêlos que os gatos normalmente libertam, não sei se não podem ser prejudiciais de alguma forma ...

Eu acho o Coelho uma opção interessante, são muito pacificos.

: ))

Retrato de phiatorres
Seg, 18/08/2014 - 16:40
phiatorres:
Membro desde: 11.11.2011

O peixe Smile Não interage muito, é certo, mas uma criança tão pequena, qualquer um dos outros, teria sempre de ser a mãe a tratar do animal, duplicando o trabalho da mãe.
Os coelhos são quase sempre bastante porcos (a minha sogra já vai no 3º); o hamster depende da raça, eu tive 3 e enquanto 1 era pacífico, o outro adorava afiar o dente.
Tenho um cão e um gato e são ambos excelentes animais de companhia mas, lá está, ambos dão muito trabalho (o cão mais, claro) e o trabalho sobra sempre para o mesmo...