Pessoas que namoram desde muito jovens com a mesma pessoa (desde os 12,13,14,15 ...)

26 respostas [Última]
aravia
Retrato de aravia
Offline
Desde: 11.08.2012

Olá e um Feliz Natal a todos, antes de mais Sorriso
Venho com uma questão:

Quem namora desde muito novo com a mesma pessoa (desde os 14 anos, por exemplo) e atualmente mantém essa relação com 20, 30, 40 anos, nunca em alguma idade, apesar de gostando muito da pessoa, vos passou pela cabeça em viver a vida de jovem solteiro, conquistando e sendo conquistado em vez da vida de comprometido eterno? Não digo "estar" com todos, mas "conquistando" e "sendo conquistado".

Não vos dá medo ou deu de envelhecerem e não terem "aproveitado" a juventude da forma que a maioria aproveita?

Nela lopes
Retrato de Nela lopes
Offline
Desde: 02.08.2011
:)

namorar nao é ficar presa ou deixhar de ser livre namorar ou ficarem juntos casarem-se e se ficarem durante tanto tempo juntos é sinal que ainda se ama e amor e uma coisa que não se joga fora.
a varias maneiras de deitar a juventude fora fazendo algo que nao é certo,consumindo drogas,roubando.
eu juntei-me com 16 anos nao perdi a liberdade ganhei foi responsabilidade.

cb5
Retrato de cb5
Offline
Desde: 17.05.2010
...

Eu comecei a namorar com o meu namorado há 7 anos e era bem novinha!Entretanto acabei o secundário e fui para a faculdade.Apesar de muito trabalho foram tambem anos de muita rambóia,muita animação,amizades.Nunca ninguém me cobrou nada (nem eu a ele obviamente) nem eu em momento algum me senti arrependida da minha condição "comprometida".
Sinceramente acho que com os anos a relação tende a melhorar mais e mais.

Eu acho que se em algum momento me sentisse arrependida era porque algo nao estava bem...Piscar o olho

Mr.V
Retrato de Mr.V
Offline
Desde: 05.09.2008
Olá!

Estou casado há 6, namorei 5, ou seja, começámos o namoro eu com 15, ela com 13. Temos um filhote com 1 mês. Temos uma relação magnífica... Se me perguntares se usufrui da minha juventude? Usufrui, não da maneira como a maior parte dos jovens usufruem, mas de outra maneira, igualmente feliz... Hoje em dia, não estou nada arrependido Sorriso Tenho uma família linda e feliz... E não, não tenho medo de, um dia, por exemplo, a relação acabar...

Yes I do
Retrato de Yes I do
Offline
Desde: 15.02.2012
Eu tenho uma experiencia

Eu tenho uma experiencia contrária à das pessoas que comentaram, ou seja, não namorei desde sempre com a mesma pessoa, por isso, e pela minha experiência pessoal, acho saudável conhecer várias pessoas e ter alguns namorados antes de conhecer o tal... acho até um bocadinho triste, sem querer magoar ninguém, ter tido apenas um namorado na vida, porque acho sempre que não se aproveitou o suficiente, não se conheceu outras realidades... acho que ter mais que um namorado na vida também ajuda a crescer...

Mas claro que quem tem uma experiência de vida contrária à minha provavelmente pensa de forma diferente Sorriso

Eu acho que tudo faz parte do crescimento natural e que ter relações falhadas antes da certa me fez crescer muito, aprendi a conhecer-me, cometi erros em relações anteriores que não repeti nesta e, por isso, acho saudavel. Acho que há alturas para tudo e fiz coisas que se fosse comprometida na altura jamais faria... Desde sofrer por uma relação que acabou mal, a casos de uma noite ou a paixões avassaladoras (no bom sentido) são momentos importantes na vida de uma pessoa e quem namora desde os 13 anos com a mesma pessoa não passa por isso... Aliás, eu acho que com 13 anos nem se sabe bem o que é o amor (pelo menos eu não sabia, ou pelo menos não da maneira que sei hoje)

Sara Lança
Retrato de Sara Lança
Offline
Desde: 04.11.2011
Bem , eu comecei a namorar

Bem , eu comecei a namorar para o meu marido com 15 anos e ele na altura tinha 17 .
Hoje tenho eu 22 e ele 24 e uma formiguinha fruto do nosso amor com 8 meses .
São 7 anos juntos .
Nos sempre fomos muito unidos para tudo , temos uma cumplicidade enorme e isso ajuda muito num casal .
Acho que quando te referes ao "sentir de novo a aragem de solteiro " depende um pouco do ponto de vista . Por exemplo , nos éramos ( eramos digo bem , agora com um
Bebe deixamos de o ser LOL ) muito mas mesmo muito de sair a noite e estar com os amigos . Aproveitamos ao máximo tudo o que tínhamos para curtir . Ainda agora com um bebe nao deixamos de fazer muitas coisas ( as saidas a noite, cinama morreram ) o que fazíamos a dois passamos a fazer a três .
Relativamente ao conquistar e sentirmos nos conquistados , é um desafio que ocorre no dia a dia . Eu "provoco-o " ele " provoca-me" temos spre aquela pimentinha para fazer ciúmes um ao outro ( na brincadeira ) que mó fundo faz com que o nosso amor se mantenha . Aquilo que éramos há 7 anos atras , continuamos a ser agora .
Esta claro que em momentos de discussões com a cabeça quente o que mais me apetece é manda-lo pela janela , mas ... Amor sem discussão/ciume nao é amor nenhum .. É simplesmente comodidade Piscar o olho

simplesmentemaria
Retrato de simplesmentemaria
Offline
Desde: 31.01.2012
:)

aravia escreveu:
Olá e um Feliz Natal a todos, antes de mais Sorriso
Venho com uma questão:

Quem namora desde muito novo com a mesma pessoa (desde os 14 anos, por exemplo) e atualmente mantém essa relação com 20, 30, 40 anos, nunca em alguma idade, apesar de gostando muito da pessoa, vos passou pela cabeça em viver a vida de jovem solteiro, conquistando e sendo conquistado em vez da vida de comprometido eterno? Não digo "estar" com todos, mas "conquistando" e "sendo conquistado".

Não vos dá medo ou deu de envelhecerem e não terem "aproveitado" a juventude da forma que a maioria aproveita?

Eu comecei a namorar com o meu marido tinha 16 e ele 19 (E antes do meu marido tive 2 namoricos sem importância).

Estamos juntos há vinte e tal anos. Se gozei a minha juventude? Gozei e bem. Aliás não entendi bem o conceito de gozar a juventude. Se te referes a sair com os amigos sem o namorado, sim fiz isso e ele também.

Nunca me arrependi e sinto que o amor que sentimos um pelo outro cresce de dia para dia e amadurece como o vinho do porto.

Numa relação tem de haver individualidade também e liberdade, não somos gémeos siameses.

Se tiveres uma relação baseada na confiança, respeito mútuo e compreensão não te arrependes de nada que não tivesses feito.

Maria

Teixeira.Andreia
Retrato de Teixeira.Andreia
Offline
Desde: 27.12.2012
Olá, axo este tópico indicado

Olá, axo este tópico indicado para mim Espertalhão
Comecei a namorar com 13 anos, aos 20 comprei casa em conjunto e ainda estamos juntos, neste momento tenho 26 anos! Sorriso
Acerca das experiência? não me arrependo de nada! Não é por ter conhecido mais gente ou ter namorado mais, ou ter saido mais vezes que ía ser mais feliz ou ia poder dizer que aproveitei mais.
Para mim isso não dá, não faz parte do meu feitio.
O importante é k sempre fui feliz, sempre fiz aquilo que quis. O meu namorado trata-me bem, gosta muito de mim e isso é que é importante não acham?

Vera.F
Retrato de Vera.F
Offline
Desde: 20.03.2011
Depende do que cada um pensa

Depende do que cada um pensa sobre "aproveitar a juventude". No meu caso, namoramos desde os meus 16, já tenho 25 e foi a melhor maneira de aproveitar a minha juventude!Gosto de estar com a mesma pessoa por muito tempo, quem gosta de saltitar talvez prefira outro tipo de vida.
Até pelo que vejo, das pessoas que conheço, as que têm relaçoes deste tipo são bem mais felizes que as outras, mas tudo depende do tipo de vida que cada um quer levar Sorriso

arqgirl
Retrato de arqgirl
Offline
Desde: 03.12.2011
olá subscrevo tudo o que

olá Sorriso
subscrevo tudo o que disseram Sorriso namoro desde os 13/14 com o meu namorado, vamos fazer 11 anos juntos. Se aproveitei a minha juventude? aproveitei sim, da melhor maneira possível, com o meu homem ao meu lado, o meu companheiro, o meu melhor amigo, a pessoa ao lado de quem eu me sinto a mulher mais amada do mundo Sorriso e não consigo imaginar o resto da minha vida de outra maneira, sem ser ao lado dele Sorriso

Yes I do
Retrato de Yes I do
Offline
Desde: 15.02.2012
...

Vera.F escreveu:
Depende do que cada um pensa sobre "aproveitar a juventude". No meu caso, namoramos desde os meus 16, já tenho 25 e foi a melhor maneira de aproveitar a minha juventude!Gosto de estar com a mesma pessoa por muito tempo, quem gosta de saltitar talvez prefira outro tipo de vida.
Até pelo que vejo, das pessoas que conheço, as que têm relaçoes deste tipo são bem mais felizes que as outras, mas tudo depende do tipo de vida que cada um quer levar Sorriso

Ter tido mais que um namorado não é necessariamente saltitar...
Eu acho que fui feliz conhecendo mais que uma pessoa, vivendo experiências diferentes e acho que quem namora com a mesma pessoa desde sempre perde uma grande parte da vida... também acho que quem começou a namorar com a pessoa certa mais tarde (eu comecei a namorar com o meu namorado aos 24) é mais feliz, porque é tb mais madura. Mas não tem a ver com o "tipo de vida" de cada um, mas sim com as experiencias de vida de cada um... namorar com mais que uma pessoa ao longo da vida não é uma questao de opção... eu nao escolhi ter x namorados... foi o meu percurso, a minha experiencia e as pessoas que se cruzaram na minha vida que proporcionaram a minha historia. Nao há uma formula que determine que o grau de felicidade é proporcional à idade com que conhecemos os nossos namorados.

Sóeu
Retrato de Sóeu
Offline
Desde: 25.01.2013
Olá boa tarde, eu faço parte

Olá boa tarde, eu faço parte das tais que começaram a namorar aos 16 anos e cuja relaçao durou, durou, durou até aos 30. Mas partilho a tua opinião, quando olho para trás arrependo me de não ter tido outras experiencias, concordo contigo, olho para mim hoje com 32 anos e só tive um namorado,não tive essas experiencias de que falas, e hoje reconheço que são importantes para o crescimento da pessoa. A minha vida amorosa limitou se a uma única relaçao de 14 anos e ponto não ha mais nada.

aravia
Retrato de aravia
Offline
Desde: 11.08.2012
Gostei muito de ler as vossas

Gostei muito de ler as vossas opiniões.
A minha opinão é a seguinte: por muito boa que seja uma relação e que não a queiramos estragar, quando ela começa cedo de mais, ficamos na dúvida se não teria sido melhor conhecer outras pessoas. Afinal como sabemos que X é o/a certo/a se não tivermos tido outros casos?

sissi1
Retrato de sissi1
Offline
Desde: 28.02.2011
Concordo em parte com o que

Concordo em parte com o que dizem sobre saber se era mesmo o tal. Namoro desde os meus 14 anos com a mesma pessoa. Tivemos 2 pausas pelo meio, onde conheci outras rapazes, mas acabava sempre por voltar para o mesmo.
Se aproveitei a vida? Sim, ao máximo. Saí à noite, com e sem ele. Viajei, com e sem ele, estudei. Decidimos casar ao fim de quase 8 anos de namoro e já vamos fazer 8 anos de casamento. Por isso, 16 anos juntos.
Temos 2 filhotes, 1 com 6 e uma com 1 ano. Compramos casa, viajamos, saimos na mesma sozinhos ou como casal.

Se me arrependo? Claro que não. Ele é o amor da minha vida.
Como é que eu ia terminar com ele se o amava, só por achar que tinha que ter outros namorados sem ser ele? Se ao fim de tanto tempo o amor se mantém e somos felizes é porque era para ser. Ele era e é o tal!

Hoje em dia arriscar não é ter vários relacionamentos, mas sim arriscar que aquele é o tal!

aravia
Retrato de aravia
Offline
Desde: 11.08.2012
:)

sissi1 escreveu:
Concordo em parte com o que dizem sobre saber se era mesmo o tal. Namoro desde os meus 14 anos com a mesma pessoa. Tivemos 2 pausas pelo meio, onde conheci outras rapazes, mas acabava sempre por voltar para o mesmo.
Se aproveitei a vida? Sim, ao máximo. Saí à noite, com e sem ele. Viajei, com e sem ele, estudei. Decidimos casar ao fim de quase 8 anos de namoro e já vamos fazer 8 anos de casamento. Por isso, 16 anos juntos.
Temos 2 filhotes, 1 com 6 e uma com 1 ano. Compramos casa, viajamos, saimos na mesma sozinhos ou como casal.

Se me arrependo? Claro que não. Ele é o amor da minha vida.
Como é que eu ia terminar com ele se o amava, só por achar que tinha que ter outros namorados sem ser ele? Se ao fim de tanto tempo o amor se mantém e somos felizes é porque era para ser. Ele era e é o tal!

Hoje em dia arriscar não é ter vários relacionamentos, mas sim arriscar que aquele é o tal!

Compreendo, mas por um lado dizes que tiveste pausas e conheceste outros a minha grande dúvida é quando não há pausas e tu não tens nem a oportunidade de sair, só sair, sem nada mais com outros rapazes.

cb5
Retrato de cb5
Offline
Desde: 17.05.2010
...

aravia escreveu:
sissi1 escreveu:
Concordo em parte com o que dizem sobre saber se era mesmo o tal. Namoro desde os meus 14 anos com a mesma pessoa. Tivemos 2 pausas pelo meio, onde conheci outras rapazes, mas acabava sempre por voltar para o mesmo.
Se aproveitei a vida? Sim, ao máximo. Saí à noite, com e sem ele. Viajei, com e sem ele, estudei. Decidimos casar ao fim de quase 8 anos de namoro e já vamos fazer 8 anos de casamento. Por isso, 16 anos juntos.
Temos 2 filhotes, 1 com 6 e uma com 1 ano. Compramos casa, viajamos, saimos na mesma sozinhos ou como casal.

Se me arrependo? Claro que não. Ele é o amor da minha vida.
Como é que eu ia terminar com ele se o amava, só por achar que tinha que ter outros namorados sem ser ele? Se ao fim de tanto tempo o amor se mantém e somos felizes é porque era para ser. Ele era e é o tal!

Hoje em dia arriscar não é ter vários relacionamentos, mas sim arriscar que aquele é o tal!

Compreendo, mas por um lado dizes que tiveste pausas e conheceste outros a minha grande dúvida é quando não há pausas e tu não tens nem a oportunidade de sair, só sair, sem nada mais com outros rapazes.

Quando tu não podes nem sair, nem divertires-te sozinha ou com amigos, a relação já está a passar o limite do razoável. Numa relação é importantes as duas pessoas estarem felizes e não presas. Estar preso e dependente de alguém nunca é positivo! Seja qual for a idade ou a duração da relação.Piscar o olho

Quanto ao não se saber se é o "tal"...Eu cá acho que no início dificilmente se sabe. Podemos acreditar muito que sim. Mas certezas só temos com o evoluir da relação!Sorriso

sissi1
Retrato de sissi1
Offline
Desde: 28.02.2011
Claro que certezas de que é o

Claro que certezas de que é o tal só se tem a certeza com o evoluir da relação. Eu digo-o agora, ao fim de 16 anos juntos.
Quanto a sair, sempre fui da opinião de cada um deve ter o seu espaço. Eu saio sozinha quando quero. Assim como ele. Temos a logística dos meninos. Se saímos os 2 juntos, ficam com uma das avós, se é uma saída só de um de nós, o outro não sai e fica com os meninos em casa, tão simples quanto isso.
Não me considero presa, nem pensar nisso.

Quanto às pausas que fizemos, em que disse que conheci outros rapazes. Conheci muitas pessoas nesse tempo e saí sozinha, com amigas, sem rapazes. Mas sempre fiz amizades mesmo estando num relacionamento sério. Amar e estar-se comprometido para com alguém não significa fecharmo-nos para o mundo.

Muito pelo contrário. Sempre tive a vida que tinha que ter, mas com um homem ao meu lado. Ser feliz e viver a vida não é andar a trocar rapaz a cada 15 dias, como conheço muitas meninas que o fazem. Mas se forem felizes assim, tudo bem. Agora custa-me ouvir dizer que quem namora cedo fica preso e não goza a vida. Depende da perspectiva, mas estão tão enganados Piscar o olho

Yes I do
Retrato de Yes I do
Offline
Desde: 15.02.2012
Eu acho que, e desculpem se

Eu acho que, e desculpem se estou a ser injusta, quem namora sempre com a mesma pessoa só fica com uma perspectiva... não tem uma visão tão abrangente... eu, com o tempo e com as relaçoes falhadas que fui tendo, fui-me tornando mais exigente, mais independente, mais segura. Desculpem-me se acho muito dificil encontrar-se o amor da nossa vida aos 14 anos, quando nessa idade ainda nem se sabe o que é o amor... uma relação que começa aos 16 anos não pode evoluir da mesma forma de outra que começa aos 25.

Não é algo que consiga explicar bem e certamente quem sempre namorou com a mesma pessoa não compreende o que quero dizer. Mas noto um certo preconceito contra as pessoas que tiveram mais que um namorado Sorriso Parece que somos umas malucas que andam a saltar de homem em homem, quando, na realidade, foi um crescimento.

Onde andam as meninas dos namoros tardios? Sorriso

Maria Rabeta
Retrato de Maria Rabeta
Offline
Desde: 22.01.2013
Olá

Yes I do escreveu:
Eu acho que, e desculpem se estou a ser injusta, quem namora sempre com a mesma pessoa só fica com uma perspectiva... não tem uma visão tão abrangente... eu, com o tempo e com as relaçoes falhadas que fui tendo, fui-me tornando mais exigente, mais independente, mais segura. Desculpem-me se acho muito dificil encontrar-se o amor da nossa vida aos 14 anos, quando nessa idade ainda nem se sabe o que é o amor... uma relação que começa aos 16 anos não pode evoluir da mesma forma de outra que começa aos 25.

Não é algo que consiga explicar bem e certamente quem sempre namorou com a mesma pessoa não compreende o que quero dizer. Mas noto um certo preconceito contra as pessoas que tiveram mais que um namorado Sorriso Parece que somos umas malucas que andam a saltar de homem em homem, quando, na realidade, foi um crescimento.

Onde andam as meninas dos namoros tardios? Sorriso

Concordo consigo Sorriso Cada vez acho que as relações que começam na adolescência se transformam em grandes amizades e em muitas reina o comodismo e a segurança, não que dizer que seja em todas e há excepções como em tudo. Sorriso Mas quando se inicia namoros com outra idade 20 e poucos já se tem outra perspectiva, além de independência e segurança porque já se passou por algumas coisas que nos ajudou a construir-nos como pessoas e a tornar-nos mais fortes Sorriso A forma de pensar muda com o tempo e nós mudamos e queremos outro tipo de pessoas, se me faço entender Sorriso

Maria Rabeta
Retrato de Maria Rabeta
Offline
Desde: 22.01.2013
Olá

Yes I do escreveu:
Eu acho que, e desculpem se estou a ser injusta, quem namora sempre com a mesma pessoa só fica com uma perspectiva... não tem uma visão tão abrangente... eu, com o tempo e com as relaçoes falhadas que fui tendo, fui-me tornando mais exigente, mais independente, mais segura. Desculpem-me se acho muito dificil encontrar-se o amor da nossa vida aos 14 anos, quando nessa idade ainda nem se sabe o que é o amor... uma relação que começa aos 16 anos não pode evoluir da mesma forma de outra que começa aos 25.

Não é algo que consiga explicar bem e certamente quem sempre namorou com a mesma pessoa não compreende o que quero dizer. Mas noto um certo preconceito contra as pessoas que tiveram mais que um namorado Sorriso Parece que somos umas malucas que andam a saltar de homem em homem, quando, na realidade, foi um crescimento.

Onde andam as meninas dos namoros tardios? Sorriso

Concordo consigo Sorriso Cada vez acho que as relações que começam na adolescência se transformam em grandes amizades e em muitas reina o comodismo e a segurança, não que dizer que seja em todas e há excepções como em tudo. Sorriso Mas quando se inicia namoros com outra idade 20 e poucos já se tem outra perspectiva, além de independência e segurança porque já se passou por algumas coisas que nos ajudou a construir-nos como pessoas e a tornar-nos mais fortes Sorriso A forma de pensar muda com o tempo e nós mudamos e queremos outro tipo de pessoas, se me faço entender Sorriso

Yes I do
Retrato de Yes I do
Offline
Desde: 15.02.2012
...

Maria Rabeta escreveu:
Yes I do escreveu:
Eu acho que, e desculpem se estou a ser injusta, quem namora sempre com a mesma pessoa só fica com uma perspectiva... não tem uma visão tão abrangente... eu, com o tempo e com as relaçoes falhadas que fui tendo, fui-me tornando mais exigente, mais independente, mais segura. Desculpem-me se acho muito dificil encontrar-se o amor da nossa vida aos 14 anos, quando nessa idade ainda nem se sabe o que é o amor... uma relação que começa aos 16 anos não pode evoluir da mesma forma de outra que começa aos 25.

Não é algo que consiga explicar bem e certamente quem sempre namorou com a mesma pessoa não compreende o que quero dizer. Mas noto um certo preconceito contra as pessoas que tiveram mais que um namorado Sorriso Parece que somos umas malucas que andam a saltar de homem em homem, quando, na realidade, foi um crescimento.

Onde andam as meninas dos namoros tardios? Sorriso

Concordo consigo Sorriso Cada vez acho que as relações que começam na adolescência se transformam em grandes amizades e em muitas reina o comodismo e a segurança, não que dizer que seja em todas e há excepções como em tudo. Sorriso Mas quando se inicia namoros com outra idade 20 e poucos já se tem outra perspectiva, além de independência e segurança porque já se passou por algumas coisas que nos ajudou a construir-nos como pessoas e a tornar-nos mais fortes Sorriso A forma de pensar muda com o tempo e nós mudamos e queremos outro tipo de pessoas, se me faço entender Sorriso

É exactamente isso que penso... ja estava a sentir-me incompreendida Sorriso conheço algumas pessoas que namoram desde sempre e às vezes penso que, se não soubesse que eram um casal, passariam bem por irmãos... o que não é, de todo, um elogio Sorriso

Maria Rabeta
Retrato de Maria Rabeta
Offline
Desde: 22.01.2013
:)

Yes I do escreveu:
Maria Rabeta escreveu:
Yes I do escreveu:
Eu acho que, e desculpem se estou a ser injusta, quem namora sempre com a mesma pessoa só fica com uma perspectiva... não tem uma visão tão abrangente... eu, com o tempo e com as relaçoes falhadas que fui tendo, fui-me tornando mais exigente, mais independente, mais segura. Desculpem-me se acho muito dificil encontrar-se o amor da nossa vida aos 14 anos, quando nessa idade ainda nem se sabe o que é o amor... uma relação que começa aos 16 anos não pode evoluir da mesma forma de outra que começa aos 25.

Não é algo que consiga explicar bem e certamente quem sempre namorou com a mesma pessoa não compreende o que quero dizer. Mas noto um certo preconceito contra as pessoas que tiveram mais que um namorado Sorriso Parece que somos umas malucas que andam a saltar de homem em homem, quando, na realidade, foi um crescimento.

Onde andam as meninas dos namoros tardios? Sorriso

Concordo consigo Sorriso Cada vez acho que as relações que começam na adolescência se transformam em grandes amizades e em muitas reina o comodismo e a segurança, não que dizer que seja em todas e há excepções como em tudo. Sorriso Mas quando se inicia namoros com outra idade 20 e poucos já se tem outra perspectiva, além de independência e segurança porque já se passou por algumas coisas que nos ajudou a construir-nos como pessoas e a tornar-nos mais fortes Sorriso A forma de pensar muda com o tempo e nós mudamos e queremos outro tipo de pessoas, se me faço entender Sorriso

É exactamente isso que penso... ja estava a sentir-me incompreendida Sorriso conheço algumas pessoas que namoram desde sempre e às vezes penso que, se não soubesse que eram um casal, passariam bem por irmãos... o que não é, de todo, um elogio Sorriso

Compreendo-a perfeitamente Sorriso Isso não é de todo um elogio e já assisti a esse episódio, não comigo, mas com familiares e agora estão separados... ainda não oficialmente! bj

cb5
Retrato de cb5
Offline
Desde: 17.05.2010
...

Primeiro de tudo, quero que fique bem claro que não tenho qualquer preconceito contra as pessoas que já tiveram vários namorados!Espertalhão
Acho que se as pessoas não estão bem devem mudar até encontrar a pessoa certa.

Concordo quando é dito que com a idade vamos mudando os nossos gostos, as nossas vontades, os nossos planos, o que toleramos, o que não toleramos e tantas outras coisas. E sim, também acho que o "conceito" de amor e os próprios sentimentos evoluem.
No entanto, essa evolução e essa mudança pode ser feita com alguém ao nosso lado. Eu tinha 15 anos quando comecei a namorar com o meu actual namorado e obviamente que a relação neste momento não é igual. Queremos coisas diferentes,a vida é diferente, muita coisa é diferente... Mas continuamos a ser um casal, nunca irmãos nem apenas amigos!Espertalhão
Eu acho que depende do tipo de relação que se tem... Se se for muito dependente da outra pessoa, se não se estiver disposto a novas realidades nem à evolução perfeitamente natural decorrente da idade, as pessoas ficam muito limitadas e aí sim podem ter esse sentimento de ter perdido alguma coisa.
Eu nunca estive fechada nem afastada da realidade, evoluí, cresci, mudei muito mas continuo a querer a mesma pessoa com um amor mais maduro mas com uma paixão semelhante à do início do namoro! E pelo que sei, é recíproco...Espertalhão
Cada caso é um caso. Não considero que haja promiscuidade em ter mais do um namorado, nem considero que seja absolutamente indispensável ter vários parceiros para evoluir, para formar a nossa personalidade desde que as pessoas não sejam dependentes de outrém e mantenham a sua própria individualidade!Sorriso

Teixeira.Andreia
Retrato de Teixeira.Andreia
Offline
Desde: 27.12.2012
Concordo com tudo o que cb5

Concordo com tudo o que cb5 disse
Namoro desde muito cedo, mas nao deixei de crescer e de conhecer pessoas. Quando nos conhecesmo andava no ciclo... Fui para o secundário e para um trabalho. Como é obvio conheci novas pessoas, homens e mulheres. Se tivesse duvidas sobre aquilo que sinto ou que sentia, não iam faltar oportunidades de obter novas experiencias. Sinto-me feliz e muito realizada. Se voltasse atras nao mudava o que fiz. Neste momento sinto-me uma mulher completa.
Ele não é de todo um irmao para mim. Mas sei do que as meninas anteriores falam, tb tenho disso na familia. Não vão a lado nenhum um sem o outro, são autenticos colas.
O meu amor continua muito forte pelo meu namorado. Não são coisas que dê para explicar.

Cláudio Pais
Retrato de Cláudio Pais
Offline
Desde: 28.02.2013
Namoro desde os meu 16 anos

Namoro desde os meu 16 anos com a mesma pessoa actualmente tenho 25 nunca senti necessidade de trair, agora é normal que gostasse de sentir que era desejado pelo sexo feminino mas mas dai a dar algum passo.
Amo muito a minha companheira sinto que sou correspondido na mesma moeda.
Claro que vejo os meus colegas e por vezes desejava ter vivido algumas experiência que eles viveram mas a maioria solteiros também me diz que gostava de ter uma relação como a minha alguém permanente com que estar, com isto digo que só estou bem, com quem não estou, e eu só quero quem, quem eu nunca vi e por ai em diante.
Temos de nos conquistar diariamente em uma relação e o melhor é a minha namorada ainda me consegue surpreender actualmente e isso deixa-me feliz e espero e acredito que ela pense igual...
Há que fazer uma escolha e trabalhar todos os minutos com a convicção que é a aposta certa..

Dyana11
Retrato de Dyana11
Offline
Desde: 16.04.2011
Experiencias

Ter sempre namorado com a mesma pessoa pode ter o seu quê de romantico, só isso, porque de resto, valorizo que ambos tenhamos tido outras experiencias.
Alem de nos ajudar a crescer, porque nenhum namorado é igual ao anterior, crescemos nós mesmos, porque nos apercebemos tb daquilo que realmente nao gostamos e nao queremos de futuro, e como o comportamento do outro, influencia o nosso, o que se nota qdo tivemos mais do que um namorado.
Depois, se eu sou a mulher do meu marido, fui a escolhida, depois de outras experiencias, o que é positivo.

Yes I do
Retrato de Yes I do
Offline
Desde: 15.02.2012
.

Dyana11 escreveu:
Ter sempre namorado com a mesma pessoa pode ter o seu quê de romantico, só isso, porque de resto, valorizo que ambos tenhamos tido outras experiencias.
Alem de nos ajudar a crescer, porque nenhum namorado é igual ao anterior, crescemos nós mesmos, porque nos apercebemos tb daquilo que realmente nao gostamos e nao queremos de futuro, e como o comportamento do outro, influencia o nosso, o que se nota qdo tivemos mais do que um namorado.
Depois, se eu sou a mulher do meu marido, fui a escolhida, depois de outras experiencias, o que é positivo.

Não poderia concordar mais...

Opções de visualização dos comentários

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.

Tópicos relacionados

Caros amigos, vivo com a minha namorada desde Janeiro de 2010 e desde então que fizémos a alteração da morada no site das finanças para a nossa...
Boa tarde, tenho casa e empréstimo em meu nome desde 2007 e gostava de saber se há alguma solução para colocar a minha namorada com os mesmo direitos...
Como já dei a conhecer noutros tópicos, vivi uma relação de 7 anos dos 19 aos 26 anos que terminou mal (da parte dele), por falta de sinceridade,...
Acho este tema de extrema importância, principalmente nos dias de hoje, e gostaria de saber a opinião de outras pessoas sobre este programa. O “...
Olá pessoal, em 2006 contraí dívida em Portugal por conta de um carro, de valor 7.500,00€, porém, em 2009, por motivos pessoais, migrei para outro...