Panela pressão antiga | A Nossa Vida

Panela pressão antiga

Retrato de Indrah
16.12.2014 | 14:58
Indrah:
Membro desde: 16.12.2014

Boa tarde! Estou em processo de mudanças para ir viver com o meu companheiro e a gestão do que cada um tem, pois já vivíamos os dois sozinhos há uns anos, nem sempre tem sido fácil. Há muita coisa que temos repetida, no entanto, na maior parte dos casos, as minhas coisas são mais recentes e modernas. Ainda assim, o meu namorado tem alguma resistência em "desfazer-se" de algumas coisas que, para mim, são velhas Laughing Não quero parecer impositiva nem desconsiderar as coisas dele, muitas são até da família dele. Mas torna-se difícil estar sempre a explicar o óbvio, como por exemplo: uma coisa é/está velha e outra não! Ou seja, não deveria ser difícil escolher!
Mas isto é só um exemplo de muitos que poderiam ser dados. Nestas coisas, deveríamos ser nós mulheres a organizar tudo. Até porque, mesmo que eles cozinhem de vez em quando, quem passa mais tempo na cozinha ainda somos nós. O que acham? Tiveram o mesmo problema? Como dar a volta à questão sem entrar em desacordos e chatices? Smile


Retrato de apipas
Ter, 16/12/2014 - 16:30
apipas:
Membro desde: 24.01.2012

Eu juntei-me a pouco tempo com uma pessoa que tb tinha casa. Como a dele é comprada e a minha alugada, optamos por ficar na dele. Também tínhamos imensas coisas "repetidas" em relação a móveis e electrodomésticos digamos grandes, vendemos no olx (maioritariamente as coisas dele), mas não era por as coisas dele estarem velhas. Vou tentar exemplificar. Microondas, o meu era novo (cerca de 1 ano) mas o dele mesmo com mais tempo é melhor então vendemos o meu. As máquinas de roupa eram iguais, mas mesmo iguais mas a dele era de 6kg e a minha de 8kg e por isso, como passamos a ser 4 pessoas ficamos com a minha e vendemos a dele. Frigorífico, ai sim o dele já era velhinho, entrou o meu e temos o dele à venda. Basicamente isso têm mesmo de chegar a acordo. Mas tu também terás de ceder! Não podes "ver as coisas dele como sendo velhas", tens de ver que podem ter algum valor para ele, e tentarem fazer um mix, ele terá de se desfazer ou guardar certas coisas dele e tu também, mesmo que as tuas sejam novas.

Retrato de OrangeBoy
Ter, 16/12/2014 - 17:16
OrangeBoy:
Membro desde: 23.02.2014

Se a questão for basicamente uma panela de pressão antiga, acho que se arranja espaço algures numa casa.

Se a panela tem um dado valor sentimental para ele, respeita-o, acho uma desconsideração da tua parte SE o estás a tentar levar a desfazer-se da peça.

Eu não conseguiria dizer-lhe para se desfazer de um bem com valor sentimental pela razão de ser mais velho ou repetido, nem me convenciria de tal.

: ))

Retrato de Indrah
Ter, 16/12/2014 - 17:30
Indrah:
Membro desde: 16.12.2014

Obrigada pelo vossos comentários Relatei aqui esta situação pois é tudo novo para mim, não quero impor a minha vontade como já referi anteriormente mas quero viver o mais confortavel possível com aquilo que ambos temos!

@apipas A minha situação é parecida embora vivamos os dois em casas alugadas. No entanto a dele é maior e o preço da renda praticamente o mesmo, daí que vou eu para a dele. Eu mencionei essencialmente a questão de "coisas velhas" porque quando saí de casa dos meus pais, comprei tudo novo para mim. No caso dele, como ele veio para cá estudar e acabou por ficar, trouxe de casa dos pais coisas mais tipo "desenrasque", coisas que já eram lá de casa e estamos a falar de algumas com mais de 20 anos! Claro que entretanto adquiriu outras coisas e tem algumas que também estão novas. A minha preocupação é precisamente não querer impor a minha vontade.

O meu namorado não tem necessariamente apego sentimental a estas coisas, mas tem um problerma enorme em se desfazer seja lá do que for que já não use ou não preste! lol Não temos é assim tanto espaço. Eu, por exemplo, tenho sim algumas coisas que vieram de casa dos meus avós, ambos entretanto falecidos e também não fui piegas com isso. Se não puder usar, peço aos meus pais para guardarem.

O problema é Às vezes usar a melhor maneira de abordar os assuntos. Nós somos os dois muito parecidos, de personalide forte e com uma apetência especial para a competição! Quer isto dizer que às vezes põe-se o bom senso de lado e apenas se compete. São os tais acertos e arestas que têm de se limar, não é?

Obrigada!

"yo vivo como el aire, libre, pero sin saber a donde va"

Retrato de Sofia1984
Ter, 16/12/2014 - 21:13
Sofia1984:
Membro desde: 28.05.2010

O "custa ter de explicar o obvio" nem sempre e facil de ser obvio,para quem nao escolhe as coisas com base no estado delas, mas sim o valor que tem para ca um. Posso te dizer que tenho coisas ha bastante tempo das quais me custa desfazer, cartas, postais e alguns objectos que facilmente atirava pra uma fogueira. Mas aqueles objectos ligam me de certa forma as pessoas que mos deram, por isso nao permitiria que me quisessem forcar a abdicar deles. Se ele quer levar as coisas, deixa levar, nao te metas nisso...nao arranjes chatices por coisas miudas, ainda agora se estao a juntar, deixa a competicao de lado e fica so com a relacao Smile uma coisa e querer ter dois frigorificos, outra e querer levar objectos de valor,ainda que seja apenas sentimental.

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris
Afilhada da Joanasantosblue

Retrato de apipas
Qua, 17/12/2014 - 09:19
apipas:
Membro desde: 24.01.2012

No meu caso então panelas e tachos cada um de nós tinha bué.
Fizemos ali um mix baseado no tamanho dos tachos e panelas de acordo com o que achamos que nos ia dar mais jeito no dia a dia. As minhas que sobraram foram para o lixo (porque eu assim quis), as dele, ele quis guardar na arrecadação, nem sequer lhe perguntei o porque........ Se quer, assim será/foi!
Até uma chaleira em inox ele guardou na arrecadação com a plena consciência que nem eu nem ele algum dia a usaremos e no entanto guardou-a e eu nem fiz muitas perguntas Smile
Felizmente quando aos móveis tb não tivemos stresses Smile Houve meus que entraram, dele que saíram, uns para a arrecadação para guardar e os outros para vender. ^
Fazes bem em não querer impor a tua opinião, olhem os dois em conjunto para as coisas e tentem chegar a uma acordo sem competições Smile
E entendo-te perfeitamente porque lá em casa costumamos dizer que é uma casa com 2 galos de capoeira Smile

Retrato de XanaCD
Qua, 17/12/2014 - 10:33
XanaCD:
Membro desde: 13.01.2013

Indrah cá em casa por vezes temos discussões parecidas.
Eu sou mais do género do teu marido. Não me gosto de desfazer de objectos. Vamos "discutindo" de vez em quando, eu cedo, ele cede.