Onde aplicar poupanças | A Nossa Vida

Onde aplicar poupanças

Retrato de Ziz
17.06.2016 | 19:35
Ziz:
Membro desde: 31.05.2016

Olá
Espero que alguém possa aconselhar alguma maneira de não perdermos as nossas poupanças. Agora até a CGD ... e também já oferecia juros muito baixos.
Onde será seguro aplicar e que dê no minimo 1% juro líquido, não sendo este juro o nosso capital não se mantém. Já não falo em aumentar capital pq sei não é possível. Mas estou mesmo com muitas dúvidas sem saber o qual o melhor destino a dar às poupanças. Aguardo conselho.
Dívida alemã não estou em condições de comprar.
Obrigada


Retrato de jepi1998
Sáb, 18/06/2016 - 15:27
jepi1998:
Membro desde: 18.06.2015

CTPM - Certificados de Tesouro Poupança Mais parece dos melhores e mais seguros

Retrato de Ziz
Sáb, 18/06/2016 - 19:27
Ziz:
Membro desde: 31.05.2016

Mas diga, Qlq Banco se encarrega de nos comprar esse produto,certo? E se houver problema com o Banco o produto fica garantido?!

Ziz

Retrato de babysitterOeiras
Seg, 20/06/2016 - 11:36
babysitterOeiras:
Membro desde: 12.03.2013

Ziz wrote: Mas diga, Qlq Banco se encarrega de nos comprar esse produto,certo? E se houver problema com o Banco o produto fica garantido?!

Olá,

Na lei existe o fundo de Garantia de Depositos (Decreto-Lei nº 298/92, de 31 de dezembro) o qual garante o reembolso dos depositos a prazo até ao limite de 100 000 euros por depositante e por instituição de crédito, caso esta não os possa pagar.

É claro que na pratica se o estado for á falência deverá ser dificil cumprir esta garantia mas há que ter fé

Retrato de Ziz
Seg, 20/06/2016 - 12:17
Ziz:
Membro desde: 31.05.2016

Obrigada babysitter, claro! Tem toda a razão, se não formos à bancarrota...
Mas eu pergunto ainda. Posso subscrever essses títulos em qlq banco?
Obg

Ziz

Retrato de jepi1998
Ter, 21/06/2016 - 09:27
jepi1998:
Membro desde: 18.06.2015

Os certificados de aforro e os Certificados do Tesouro Poupança Mais são adquiridos nos balcões dos CTT, dado que são um instrumento de dívida disponibilizado pela Républica Portuguesa através da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública - IGCP

Retrato de Filipelx
Ter, 21/06/2016 - 09:32
Filipelx:
Membro desde: 27.05.2016

Bom dia Ziz. Esses títulos só podem ser adquiridos nos balcões dos CTT; ou no site do Igcp (o atendimento ao balcão dos ctt é preferível).
Atualmente, é dos produtos mais seguros, e dá-te quase o dobro dos juros que qualquer banco te oferece (antes do estado abrir falência, já os bancos o fizeram). Assim sendo, estás a comprar divida pública (estás a emprestar dinheiro ao estado). O único senão é que o montante mínimo a ser investido é de 1000 euros, e durante os primeiros seis meses, não podes movimentar o que investiste.
Mas vai a www.igcp.pt e tens lá todas as informações; inclusive, podes fazer uma simulação, e ver quanto vais receber de juros todos os anos.
Espero ter-te ajudado. Abraço.

Retrato de Ziz
Ter, 21/06/2016 - 09:52
Ziz:
Membro desde: 31.05.2016

Muito obrigada.Finalmente respostas mais esclarecedoras. Assim já posso dirigir -me ao balcão dos CTT mais próximo e acertar os detalhes com eles.
Eu tinha dúvidas porque os CTT tb estavam a caminhar para a privatização. .. entretanto o banco público é a CGD. E alguém me disse que o meu banco tb me podia fazer essa aplicação. ..
Obrigada mais uma vez.
Abraço

Ziz

Retrato de Miliui
Ter, 21/06/2016 - 10:20
Miliui:
Membro desde: 08.01.2013

Olá

Se queres a minha opinião sincera os certificados de aforro não são um bom produto.
Agora no mercado actual, os melhores produtos ( maior rentabilidade sem risco) são os produtos financeiros das seguradoras.
A rentabilidade é razoável tendo em conta o mercado financeiro actual e o risco é nulo.

Retrato de jepi1998
Ter, 21/06/2016 - 10:22
jepi1998:
Membro desde: 18.06.2015

Sim, o melhor é o balcao dos CTT e após a primeira "aquisição" pode ser feita a gestão no site do IGCP (como uma qualquer area de homebanking). Pessoalmente, a experiência tem sido boa.
Actualmente a larga maioria dos depósitos a prazo pagam taxas próximas de 0 por isso, estas propostas são das melhores.

Retrato de Miliui
Ter, 21/06/2016 - 10:53
Miliui:
Membro desde: 08.01.2013

Série D

É a série atualmente em subscrição e foi lançada em fevereiro de 2015.As baixas taxas oferecidas desde o início não têm atraído muitos aforradores.
O montante mínimo exigido para subscrição é de 100 euros. Capitaliza juros trimestralmente por um período máximo de 10 anos. A taxa de juro é calculada todos os meses no antepenúltimo dia útil do mês, para vigorar durante o mês seguinte, segundo a seguinte fórmula: E3 +1%, em que E3 é a média dos valores da Euribor a três meses observados nos dez dias úteis anteriores, sendo o resultado arredondado à terceira casa decimal. Da aplicação da referida fórmula não poderá resultar uma taxa base superior a 3,5% bruta, nem inferior a 0%. Em janeiro a taxa base desceu mais um pouco face ao mês anterior e rende apenas 0,6% líquidos, como pode ver aqui. Esta série é muito menos atrativa do que as anteriores. Por essa razão, não recomendamos a subscrição.