oh menina, fashabôr!

104 respostas [Última]
liliana_gaio
Retrato de liliana_gaio
Offline
Desde: 25.03.2011
.

Sofia1984 escreveu:
Ainda consigo ficar calada quando o meu pai me pergunta, sempre que eu arranjo um novo trabalho: "não arranjavas nada sem ser isso?!"

Calada, ou melhor, respondo: "é onde há trabalho".

Teria uma árdua tarefa pela frente se lhe dissesse que a minha intenção é, futuramente, vir a criar o meu próprio negócio.
Porque ele é daqueles "tipos" que vê obstáculos em tudo e com quem não dá muito gosto conversar sobre temas impulsionadores.
Ele acredita que é sempre melhor ter um patrãozinho, um saláriozinho, uma vidinha. Não ter chatices e pronto, já viveu.
Já eu queria algo diferente. Não melhor, não pior...mas algo onde pudesse estampar a minha impressão digital no mundo laboral, pois todos os sítios onde tenho trabalhado, apenas uma pessoa para quem trabalhei admitiu estar satisfeita com esta minha postura.
Deu o devido valor às melhorias que sugeri e deixou-me implementar essas melhorias que propus.
Todos os outros "já trabalham nisto há muito ano......" (complexo de hipercaninofobia, certamente...), portanto não há nada a melhorar, se como está ainda não fechou é porque está bem.

E trabalhar assim é desmotivante e frustrante ao mesmo tempo.
Não fui desenhada para trabalhar com pessoas que não estão predispostas a alterar procedimentos se se tiver comprovado serem melhores, a estudar métodos novos ou a implementar ideias.
E como disse, quase todos os empresários deste sector (pequenas e médias empresas) são assim...fechados. Rectilíneos...

E é uma seca tremenda.

Adoro, adoro, adoro a tua postura. A minha mãe tb é mais ou menos como o teu pai. Daí que eu e o meu pai não partilhemos essas coisas com ela ás primeiras. Já o meu pai, com visão de empreendedor é pragmático, analisa as ideias (e a conjuntura) e dá uma forcinha motivadora.

Procura pessoas assim para partilhar ideias e foge de pessoas como o teu pai. Mas procura pessoas objectivas e não daquelas que simplesmente nunca nos dizem que não! Espertalhão Testa as tuas ideias, vai perguntando "o que achas de..." a uns e outras coisas a outros. Se na tua actividade encontrares empresários de outras actividades dados á conversa, partilha um bocadinho da tua ideia, porque são pessoas com uma vivência/experiência maior que a nossa e alguns com experiência internacional. Mas pede sempre opiniões. Tenho para mim que 2 cabeças pensam sempre melhor que uma.

Boa sorte e mais uma vez, parabéns.

Liliana

liliana_gaio
Retrato de liliana_gaio
Offline
Desde: 25.03.2011
.

El_Lobo escreveu:

Não é só em relação às profissões que mencionaste. Eu já trabalhei como operário e reparei que as pessoas têm sempre desdém em relação a quem usa uma farda de trabalho. Acham sempre que quem exerce essas profissões são pessoas burras e tacanhas, pessoas inferiores que não quiseram saber dos estudos o que é uma completa idiotice e complexo.

Mais flagrante é a situação dos administrativos (empregados) de escritório - muitos com a 4º classe ou o 9º ano - que têm vergonha de apertar a mão a um operário que trabalha dentro da mesma fábrica, os quais acham que por terem um trabalho "limpo" com roupa casual são mais do que aqueles que ganham o pão com o suor do trabalho misturado com óleo. Esquecem-se que há operários qualificados com o 12º ano, com cursos profissionais e de especialização (operador de CNC), estudantes universitários e até licenciados. Assim como nas profissões que mencionaste. As pessoas vivem da aparência e imagem e basta que se sintam nem que seja um bocadinho de brio em relação a outra pessoa e desdenham logo achando-se superiores...

Mas o que mais impressão me causa não é a postura arrogante e snobe de quem sempre viveu na mó de cima, elevado num pedestal e fechado num mundo rosa, mas de quem veio da miséria e de nenhures, de quem era um Zé da esquina e não tinha onde cair morto e entretanto subiu na vida, esqueceu quem foi e despreza as suas origens ou as pessoas que têm uma condição semelhante à sua passada.
Isto costuma acontecer muito com o chamado novo rico e com o típico emigrante português.

É a tal história de ter educação, de ter berço(para mim). E civismo. De pobres e ricos, há os muito bem educados estejam as outras pessoas abaixo ou acima e há os que assim que podem, puxam dos galões para meter os pés em cima...

Liliana

Sofia1984
Retrato de Sofia1984
Offline
Desde: 29.05.2010
.

liliana_gaio escreveu:

Procura pessoas assim para partilhar ideias e foge de pessoas como o teu pai. Mas procura pessoas objectivas e não daquelas que simplesmente nunca nos dizem que não! Espertalhão Testa as tuas ideias, vai perguntando "o que achas de..." a uns e outras coisas a outros. Se na tua actividade encontrares empresários de outras actividades dados á conversa, partilha um bocadinho da tua ideia, porque são pessoas com uma vivência/experiência maior que a nossa e alguns com experiência internacional. Mas pede sempre opiniões. Tenho para mim que 2 cabeças pensam sempre melhor que uma.

Boa sorte e mais uma vez, parabéns.

Obrigada.
o que queria fazer não é de difícil implementação.Eu tenho conhecimento do que precisava para colocar uma casa a funcionar ("mecanicamente" falando). Sei isso e quanto essas coisas me custariam.
O que me falta é marketing, análise de custos vs retorno...enfim, preciso de perceber mais sobre estes assuntos.
Porque toda a gente que quer abrir um negócio neste sector sabe atender clientes e sabe agradar o cliente.
Mas ter um negócio e geri-lo não assenta apenas em princípios como este.
Os estudos de mercado são caros, então tenho de o tentar fazer por minha conta. Os sítios onde tenho passado têm-me dado noção do que é que é "vendável" e do que não é.
O que é que vale a pena ter, o que é desperdício. Enfim...sobretudo quando observo o arquivo das compras, apanho sempre um susto. E tenho de perceber como arranjo margem de lucro suficiente para ter para pagar as despesas e suportar estes gastos. O que vou eu vender? O que terei de comprar e a quanto? Quero ir de encontro às necessidades dos clientes, mas fazer este estudo demora tempo e dá trabalho.
Inscrevi-me em formações para aprender mais sobre marketing e fiscalidade.
Aos poucos, espero sentir-me mais preparada. Neste momento não sinto.

Quanto ao que dizes de falar com pessoas, é perigoso. As pessoas no geral não entendem de negócios nem conhecem o mercado na minha zona, então acham sempre que é "mais um". Mas o que quero fazer não é um restaurante...nem um café...nem um snack. É uma coisa diferente.
É perigoso partilhar as nossas ideias com quem entende do assunto, pois neste momento sei que na minha zona há "espaço" para eu me "enfiar", e se outra pessoa com mais experiência chegar cá primeiro, já não haverá lugar para mim Espertalhão
Não gosto de partilhar. lol

Tive um chefe que me sugeriu, há 2 anos atrás, fazermos sociedade e abrirmos juntos. Eu não quis.
E sei que neste momento, se lhe disser o que tenho em mente, quase de certeza que ele se vai "meter" lol
E eu não quero, mas também não quero ser indelicada. Por isso cá vou andando, a ver o que os meus clientes habituais gostam, as suas necessidades. Porque sou de uma zona onde existe muito movimento diário no comércio local e na restauração em geral, e por isso quero tentar perceber até que ponto as pessoas iriam usar os meus serviços...mas tenho de ser discreta, pois a primeira coisa que perco é o emprego se falo em concorrência Espertalhão
Só posso falar mesmo com a família. Mas chamar-me-iam maluca, e diriam "que estamos em crise" e não sei o quê...
Eu cá para mim, se ponho uma cena a funcionar agora, só poderá melhorar com o passar do tempo. Se é que me entendes.
A maioria dos empresários da restauração queixa-se. Porquê? porque na década anterior fartaram-se de ganhar dinheiro. E eu? ia queixar-me do quê? quem não tem nada também não pode perder grande coisa. Se for bom e bem pensado, a tendência será a de melhorar. Porque não me acredito que o país pare, sobretudo neste ramo.
Quem não tem trabalho agora, também dificilmente terá previsões de arranjar. Mas quem o tem, cada vez passa mais tempo fora de casa.

Acho que é aqui que se podem centrar os "negócios", hoje em dia e a médio prazo...

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris Sorriso
Afilhada da Joanasantosblue Sorriso

liliana_gaio
Retrato de liliana_gaio
Offline
Desde: 25.03.2011
.

Sofia1984 escreveu:

Eu cá para mim, se ponho uma cena a funcionar agora, só poderá melhorar com o passar do tempo. Se é que me entendes.

Entendo, entendo! E senti um arrepio na espinha quando li isso. É que para mim, já em 2005 havia crise. E se falares com pessoas mais velhas, eles dir-te-ão que sempre houve crise! Espertalhão
Não é por aí. Ou tens uma novidade (coisa que dura pouco e depressa é copiado), ou estás sempre a inovar, ou tens um excelente serviço, com todo o pessoal da casa. Depois disto, é preciso alguns amigos e um bocadinho de sorte. Cheguei pela minha cabecinha á conclusão que depende muito destas 2 últimas questões, amigos influentes (para ajudar a dinamizar e publicitar) e sorte. Sem 1 bocadinho de sorte não vamos a lado nenhum. E eu nunca tive nem as cunhas nem a danadinha da sorte Sorriso (sem me queixar de ter azar! Mas sorte, não tive!)

Sofia1984 escreveu:

A maioria dos empresários da restauração queixa-se. Porquê? porque na década anterior fartaram-se de ganhar dinheiro. E eu? ia queixar-me do quê? quem não tem nada também não pode perder grande coisa. Se for bom e bem pensado, a tendência será a de melhorar. Porque não me acredito que o país pare, sobretudo neste ramo.
Quem não tem trabalho agora, também dificilmente terá previsões de arranjar. Mas quem o tem, cada vez passa mais tempo fora de casa.

Concordo com esta última parte. Com a história de partilhar a ideia, falava-te de pessoas com outros negócios e de outras áreas, naturalmente. Pessoas com visão, um negócio ou mais (fábricas, por exemplo) e já com alguma idade (tipo 50 ou mais). Falava dessas pessoas. E o que ainda não falta no norte, são empresas e empresários. Deves ter 1 ou 2 clientes simpáticos com estas características. E depois claro, não abres o jogo todo. Largas uma coisita e vês o que ele pensa do assunto.

Se quiseres manda-me mp que talvez te possa dar uma ajudinha pequena em algumas coisas (tive um estabelecimento, sou de gestão e tirei uma especialização em marketing!).

Por fim, "só porque há muita gente a vender pão, já não abriam mais padarias"! Certo?! Não funciona assim e ainda bem. Piscar o olho

Liliana

Sofia1984
Retrato de Sofia1984
Offline
Desde: 29.05.2010
.

liliana_gaio escreveu:
Deves ter 1 ou 2 clientes simpáticos com estas características. E depois claro, não abres o jogo todo. Largas uma coisita e vês o que ele pensa do assunto.

para ser totalmente honesta, os clientes que possa ter com essas características ficam-se mesmo só por clientes...do estaminé para fora não há confiança. Sorriso
Corria o risco de ser denunciada à chefia loool

Vou ter de recorrer a pessoas com esse perfil, mas fora. Fora da minha vida Piscar o olho
Por outro lado não sei o que poderia perguntar. Pois pessoas fora desta área percebem bem da área delas. E se vamos falar de negócios em geral, o tema vai sempre e apenas dar ao mesmo: dinheiros/financiamentos/impostos.

Curiosamente já ouvi um dono de um bar a falar sobre o seu próprio negócio...e foi uma lufada de ar fresco, pois era uma pessoa com visão. Muita! Mas esses, lá está. São "fora de circuito"...pedir opiniões/conselhos a essas pessoas que já são do ramo pode ser sempre confundido com abuso e "espionagem" loool

vou dormir sobre o assunto...Sorriso

liliana_gaio escreveu:
Se quiseres manda-me mp que talvez te possa dar uma ajudinha pequena em algumas coisas (tive um estabelecimento, sou de gestão e tirei uma especialização em marketing!).

Por fim, "só porque há muita gente a vender pão, já não abriam mais padarias"! Certo?! Não funciona assim e ainda bem. Piscar o olho

Pois, mas precisamente por eu ter muita concorrência é que tem de ser bem pensado.
"O que fará o cliente vir aqui em vez de ir a A, B, C, D ou E?"
"preço? relação qualidade-preço? serviço? qualidade do atendimento?"

Enfim...obrigada pela ajuda! Sorriso

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris Sorriso
Afilhada da Joanasantosblue Sorriso

Sofia1984
Retrato de Sofia1984
Offline
Desde: 29.05.2010
.

Não tenho tido tempo de cá vir. Mas ando bastante chateada. Hipnotizado

Vocês tão a ver os professores? sim, aqueles senhores que nos deram aulas, que supostamente contribuíram para a nossa educação e civismo, e que insistem em serem chamados por "senhor doutor" no cartão MB?

Agora estão a ver uma senhora doutora dessas a colocar a manápulazinha directamente dentro da tacinha das azeitonas que está disponível para TODOS se servirem? Mas o que é que esta "sô doutora" tem na cabeça? um único neurónio?

Será que em casa não lhe ensinaram que não se vai com os próprios talheres à taça da salada que é de todos, que não se pega no pedaço de pão que é do vizinho e afins?

Lancei-lhe um olhar fulminante. Respirei fundo, não sorri como de costume e perguntei-lhe o que ia comer.
-"Arroz de pato" disse ela.
-"Saladinha, vai desejar?"
-"sim,azeitonas!"

Tava capaz de ir à cozinha buscar o balde das ditas cujas e mandar para cima dela.
Ou então dizer algo do género: "não acha que já abusou das azeitonas por hoje?" ou então: " olhe, acha que as azeitonas são só para si?" ou ainda: "as 15 ou vinte que conseguiu apanhar numa só mãozada não foram suficientes?"

Mas não disse nada disto. Apenas pensei.
Peguei na colher de servir azeitonas e enfeitei o prato...com umas 5 ou 6.

"A seguir, por favor!"

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris Sorriso
Afilhada da Joanasantosblue Sorriso

xana43
Retrato de xana43
Offline
Desde: 25.07.2011
ainda bem

Óh Sofia ainda bem que atualisaste este tópico tão fabuloso.
É verdade que infelizmente são os mais " letrados" que nos desiludem. Bem que eu teimo em dizer que a educação vem do berço e não é na escola que se aprende. Eu sou operadora de caixa num supermercado e havias de ver as grossarias que me chegam ao pé, desde o se recusarem a ceder o BI quando pagam com cheque (é obrigatório para toda a gente)sei lá !!! Experimenta entrar num wc depois duma dessas senhoras ter lá estado....Ufff nem te conto o que já vi.... Se calhar acham-se bons e pensam que os outros são todos filhos de 1 deus menor grrr

Aos poucos a vida vai me mostrando por quem eu deve lutar e de quem eu devo desistir

Maria Radiante
Retrato de Maria Radiante
Offline
Desde: 08.08.2009
eu até gostava deste tópico,

eu até gostava deste tópico, mas as generalizações estragam tudo...

Sofia1984
Retrato de Sofia1984
Offline
Desde: 29.05.2010
.

xana43 escreveu:
Óh Sofia ainda bem que atualisaste este tópico tão fabuloso.
É verdade que infelizmente são os mais " letrados" que nos desiludem. Bem que eu teimo em dizer que a educação vem do berço e não é na escola que se aprende. Eu sou operadora de caixa num supermercado e havias de ver as grossarias que me chegam ao pé, desde o se recusarem a ceder o BI quando pagam com cheque (é obrigatório para toda a gente)sei lá !!! Experimenta entrar num wc depois duma dessas senhoras ter lá estado....Ufff nem te conto o que já vi.... Se calhar acham-se bons e pensam que os outros são todos filhos de 1 deus menor grrr

Tenho de concordar com o que a Maria disse depois de ti... Sorriso ate porque como ja somo uns anitos disto, de facto ja assisti tanto a "letrados" que deixam muito a desejar a nivel de comportamento, como a pessoas aparentemente simples, que se acham donos do pedaço.
Mas confesso que tenho uma alergia maior aos primeiros.

E hoje um destes primeiros entra-me pela porta do estamine "adentro", e antes que eu conseguisse sequer ter tempo de virar a cabeça na sua direcçao, ele "atira-me" o pedido antes de se sentar, antes sequer de dizer "bom dia".

Eu la fiz o que o senhor queria, e quando pousei na mesa atirei-lhe o MEU "bom dia", pois ate nem estava a ser mau... "Atirei-lhe" tambem uma meia de leite a escaldar, para ter tempo de pensar no que fez. Ficou ali bem mais tempo do que o costume. Amanha se nao disser bom dia de novo, vou perguntar-lhe se queimou a lingua...

Espertalhão

N~~ao sei o que se passa com os meus acentos, mas isto est´´a assim...para poupar os leitores de l^^er dois acentos em vez de um, resolvi nem sequer os utilizar.

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris Sorriso
Afilhada da Joanasantosblue Sorriso

xana43
Retrato de xana43
Offline
Desde: 25.07.2011
É claro que ...

Sofia1984 escreveu:
xana43 escreveu:
Óh Sofia ainda bem que atualisaste este tópico tão fabuloso.
É verdade que infelizmente são os mais " letrados" que nos desiludem. Bem que eu teimo em dizer que a educação vem do berço e não é na escola que se aprende. Eu sou operadora de caixa num supermercado e havias de ver as grossarias que me chegam ao pé, desde o se recusarem a ceder o BI quando pagam com cheque (é obrigatório para toda a gente)sei lá !!! Experimenta entrar num wc depois duma dessas senhoras ter lá estado....Ufff nem te conto o que já vi.... Se calhar acham-se bons e pensam que os outros são todos filhos de 1 deus menor grrr

Tenho de concordar com o que a Maria disse depois de ti... Sorriso ate porque como ja somo uns anitos disto, de facto ja assisti tanto a "letrados" que deixam muito a desejar a nivel de comportamento, como a pessoas aparentemente simples, que se acham donos do pedaço.
Mas confesso que tenho uma alergia maior aos primeiros.

E hoje um destes primeiros entra-me pela porta do estamine "adentro", e antes que eu conseguisse sequer ter tempo de virar a cabeça na sua direcçao, ele "atira-me" o pedido antes de se sentar, antes sequer de dizer "bom dia".

Eu la fiz o que o senhor queria, e quando pousei na mesa atirei-lhe o MEU "bom dia", pois ate nem estava a ser mau... "Atirei-lhe" tambem uma meia de leite a escaldar, para ter tempo de pensar no que fez. Ficou ali bem mais tempo do que o costume. Amanha se nao disser bom dia de novo, vou perguntar-lhe se queimou a lingua...

Espertalhão

N~~ao sei o que se passa com os meus acentos, mas isto est´´a assim...para poupar os leitores de l^^er dois acentos em vez de um, resolvi nem sequer os utilizar.

É claro que tbm não costumo generalizar, até porque bom e mau há em todo o lado, mas falo de facto de situações que se passaram comigo. Na situação dos wc's aconteceu no meu trabalho por isso sei bem do que estava a falar. No que respeita a educação....bom...difícil mesmo é conhecer "gente" e que graças a deus não sou de me deslumbrar com aparências ou com "canudos", e faço sempre questão de tratar os clientes de igual forma mesmo sabendo os que são doutores ou até mesmo 1 mendigo que me chegue á caixa com 1 latinha de atum...
É verdade sim que certas pessoas só porque tiveram a sorte de estudar mais e de tirarem 1 curso superior se dirijam aos outros com superioridade, só quem serve ao balcão é que sabe, mas tbm tenho servido médicos , advogados e mais com 1 simplicidade e respeito pelo trabalho dos outros incríveis. Foi como eu disse no outro post, educação não se aprecde nas escolas, vem de berço!!

Aos poucos a vida vai me mostrando por quem eu deve lutar e de quem eu devo desistir

little butterfly
Retrato de little butterfly
Offline
Desde: 18.03.2010
ai k eu tou aqui no meu

ai k eu tou aqui no meu trabalho e mortinha que uma certa utente saia para eu lhe dar uma descascadela com educação!....
Porque é k esta gente acha k lá por nós estarmos atrás de um balcão temos de lhes fazer as vontadinhas todas e ainda agradecer por cima!!!!! Que raivaaa!!! Que raivaaa!!! Que raivaaa!!!
Qd ela sair até vai fumegar das orelhas!!! Diabinho Diabinho Diabinho

xana43
Retrato de xana43
Offline
Desde: 25.07.2011
Uiiii

little butterfly escreveu:
ai k eu tou aqui no meu trabalho e mortinha que uma certa utente saia para eu lhe dar uma descascadela com educação!....
Porque é k esta gente acha k lá por nós estarmos atrás de um balcão temos de lhes fazer as vontadinhas todas e ainda agradecer por cima!!!!! Que raivaaa!!! Que raivaaa!!! Que raivaaa!!!
Qd ela sair até vai fumegar das orelhas!!! Diabinho Diabinho Diabinho

Vai pegar fogo !!!! hehehe Que raivaaa!!! Gargalhadas Não te chateies minha querida, faz-lhe o teu melhor sorriso , agradece e " volte sempre" grrr "Loser"!

Aos poucos a vida vai me mostrando por quem eu deve lutar e de quem eu devo desistir

little butterfly
Retrato de little butterfly
Offline
Desde: 18.03.2010
E pegou mesmo!

Qd lhe tentei explicar as coisas, a gaja mandou-me calar aos berros várias vezes, disse k não me era obrigada e dizer por favor e obrigada, k é cliente e eu tenho de fazer o k ela diz pq tem primazia e para completar, arrancou-me o livro de reclamações da minha mão, escreveu que eu sou mal educada e mal encarada e no final o marido ainda se virou pra mim e disse: " Vá-se f****!"
Resultado: já fiz queixa na GNR e vou falar com um advogado. Se ele assim me aconselhar, o casalinho maravilha vai ter de responder em tribunal por injúria e difamação!

Vera.F
Retrato de Vera.F
Offline
Desde: 20.03.2011
little butterfly , não se

little butterfly , não se meta nisso, esqueça.
Ha e sempre vai haver pessoas com problemas que resolvem descarregas nos outros.

Não leve a peito, não vale mesmo a pena, não dê importância a quem não a merece. Como costumo dizer, o que vem "de baixo" não me atinge, e por isso, as vezes, mais vale ignorar.

Bjs Grande abraço

Sofia1984
Retrato de Sofia1984
Offline
Desde: 29.05.2010
.

Eh pá já cá não venho há umas semanitas largas!! Ontem aconteceu uma fixe, e resolvi reanimar o tópico.

Tiro café para um senhor, um gajo novo vá...filho de um velhote que se acha um magnata...tão magnata quanto tirar um maço de notas para vir pagar 3,20€ de despesa.lol

Então o filho desse magnata volta para trás com a chávena de café, e diz-me muito pouco simpáticamente:

-"Menina, desculpe!"
E entrega-me a chávena.

-"se me souber tirar um café eu tomo, porque este aqui sabe a leite estragado, ora cheire!"

(LOL?! cheire?!)

Nem lhe respondi. Acenei com a cabeça, dei meia volta dizendo que lhe tirava outro.

Fui com a um novo café à mesa e disse-lhe:

-"Há boas hipóteses desse café estar igual ao outro, pois as chávenas saíram todas agora mesmo da máquina.Depois diga-me alguma coisa"

-"Cheirou?" (LOL?!)

-"não, se o senhor diz que cheira a leite estragado eu acredito"

Fui mal educada? pois claro que fui, mas não fui eu quem começou.

Vá lá ver:
ponto numero 1) ele pediu-me um café. Não pediu nada com leite. Como raio é que aquilo ia saber a leite estragado?Pressupôs que eu peguei numa chávena suja em que havia estado algo que contivesse leite? estragado?

ponto numero 2) o segundo café foi tirado exactamente na mesma louça do primeiro. Louça acabada de sair da máquina. Lavada, portanto.

ponto numero 3) MESMO QUE aquilo realmente soubesse mal, bastava vir para trás e dizer "não se importa de me tirar outro café, que este tá-me a saber a algo esquisito?"

mas não. tudo isto tem afinal a ver com o facto de uma pessoa SABER ou NÃO SABER tirar um café. Sim, porque se o leite estragado que EU NAO TINHA no café como por milagre tivesse realmente ESCORREGADO para dentro daquela chávena, até podia vir uma pessoa com um mestrado em tirador de cafés, que aquilo iria saber NA MESMA a leite estragado.

Apeteceu-me dizer-lhe várias coisas.
"Vá-se *oder com a sua arrogância".
"a máquina de café fica ali ao fundo. As chávenas estão em cima da máquina, be my guest."
"explique-me lá o que é que o sabor do café tem a ver com saber ou não saber tirar um, como se eu tivesse 5 anos".

Oh lord.

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris Sorriso
Afilhada da Joanasantosblue Sorriso

carol251
Retrato de carol251
Offline
Desde: 06.12.2009
...

...

carol251
Retrato de carol251
Offline
Desde: 06.12.2009
APOIADO A 100%

El_Lobo escreveu:
Eu sempre achei que há pessoas, mesmo que não tenham onde cair mortas, acham que são sempre superiores em relação a quem está atrás dum balcão a servir ou de alguém que veste uma farda...

Por acaso o exemplo deste, vi eu um parecido na segunda-feira passada, algures numa pastelaria. Uma velha rançosa, com aquelas com a mania que deve ser fina, pediu uma fatia de bolo rei.
A rapariga trouxe a fatia e tal, não sei o que acompanhava a fatia, mas reparei que a velha, que estava na esplanada, comentou com a rapariga da loja de roupa ao lado que o bolo estava seco, depois começaram a falar mal do pão da pastelaria,etc.

Bom, nisto a velha, armada em fina e em pomposa chamou a rapariga e disse muito escandalizada: "ó menina este bolo está recesso! Não podem vender isto! Até fiquei desgostosa porque quando vi o bolo rei tinha ficado com água na boca, não sei quê, não sei que mais..."

A rapariga pediu desculpa, embora soubesse perfeitamente que não tinha que pedir desculpa de nada e que a velha merecia que lhe dissessem algo como "ficou desgostosa? Então meta o bolo num sítio que eu cá sei para ver ser lhe passa o desgosto..."

Enfim, não sei como estaria o bolo rei, mas há maneiras e maneiras de dizer as coisas e nem tinha que falar com a rapariga que não é gerente nem pasteleira. Se for preciso a velha em casa come m*rda, mas vem para os cafés meter defeitos dos bolos que pede.
Eu sempre reparei em algo, desde as cantinas das escolas, passando pelas da faculdade e fábricas onde trabalhei: quem mais se queixa e mais defeitos põe à comida é quem normalmente mais tem que se lhe diga e que pior come na sua casinha. Já o meu pai me tinha ensinado isso e comprovei.
Quando virem alguém a meter muitos defeitos na comida estranhem logo. Se for preciso essa pessoa come mal e porcamente em casa, mas vem para os cafés e cantinas armar-se em fino e meter defeitos à comida.

Quem come mesmo bem, quem sempre foi habituado a comer bem e tenha o mínimo de educação e civismo, ou se cala mesmo que não goste e come o pouco que consiga, ou não come mas também não faz escândalos nem lança defeitos. Piscar o olho

Tenho a mesma opinião em relação aos esquisitos e sempre o ensinei ás minhas filhas.

Maria do Porto
Retrato de Maria do Porto
Offline
Desde: 29.09.2010
Estou a 200% com o El Lobo!...

A minha experiência diz exactamente o mesmo: quanto mais mal-educados, sem princípios, mais esquisitos!
E não só com a comida...
Enfim!

Um abraço á autora do tópico - muito boa sorte na vida profissional!

Maria do Porto

lapinha
Retrato de lapinha
Offline
Desde: 16.08.2012
Adorei o tópico. Desde já

Adorei o tópico. Desde já parabéns.

Eu trabalho há já alguns anos numa loja de roupa (empresa familiar, logo pequena).

Há algumas coisas que acho falta de civismo e de educação. Por exemplo:

1. Assim que alguém entra eu digo "Bom dia", por norma respondem-me na mesma moeda, mas há para quem os Bons dias sejam assim: "Só estou a ver". Ora se eu só disse bom dia porque se viram logo com 7 pedras na mão? Não entendo.

2. Entram e pedem
-"Olhe pode mostrar a blusa que está na montra?" Se não tenho em stock digo
-"Só tenho a que está na montra, mas se posso tirar"
-"Ah então tire." Eu desmonto o manequim e o tudo o que está antes do manequim para lá chegar, a pessoa experimenta e diz:
-"Obrigada, era só para ver como ficava, não tenho dinheiro para levar"
Então se a pessoa sabe que não tem dinheiro para comprar a peça para que me faz desmanchar uma montra inteira por causa de uma blusa??

3. Irem experimentar 7/8 peças de roupa ou mais e entregarem-me tudo nas mãos tudo virado ao avesso. Será que em casa fazem o mesmo?

4. Entrarem na loja 2/3 minutos antes do fecho, fazerem-me lá estar 20 e 30 minutos depois da hora (e às vezes nem levarem nada). Será que se eu fosse ao trabalho delas e fazê-las sair 20 e 30 minutos mais tarde elas gostavam???

Sofia1984
Retrato de Sofia1984
Offline
Desde: 29.05.2010
.

lol

lembrei-me que tenho clientes assim:

"oh menina, abra aí o armário para ver o tabaco que tem"

abro o armário do tabaco.

"quero esse preto".

"'esse' qual?"

"esse preto!"

(Ora bem...chester preto, philip morris (também preto), JP (também preto, é verdade...)

Tive de pegar nos 3 e dar-lhe os três, pois não havia meio do raio do homem dizer o que queria, e naturalmente (nem sempre, mas quase sempre...) vou pelo caminho mais rápido.

Afinal era o chester. O philip morris "tinha letras vermelhas" LOOOGO "não era aquele!"

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris Sorriso
Afilhada da Joanasantosblue Sorriso

manuel m
Retrato de manuel m
Offline
Desde: 25.01.2013
..

Sofia este tópico parece mesmo escrito por mim lol
eu também trabalho atrás de um balcão
á cinco anos , nunca me passou pela cabeça de como
é difícil lidar com o publico .
Antigamente eu tinha um trabalho pesado ,mas ninguém me chateava
uma vez uma amiga queixou-se para mim que chegava a casa muito cansada , ela trabalhava numa perfumaria.
eu disse para ela mas cansada de que ?limpar o pó aos frascos de perfume? (estúpido lol)
ela respondeu-me espero que nunca venhas a saber o que é aturar gente mesquinha .
Não é que nos dias de hoje é o que me custa mais na vida
dou em louco de aturar tanta mer** por dia chego a casa todo fu**
e não me vou alongar mais , senão vai ser só palavrões eheh
a minha dica é
por favor um bom dia ou boa tarde chega
apartir dai se só teem mer** na cabeça é pegar pagar e xau
deixem as pessoas que estão "presas" por de trás do balcão em paz

maralucy
Retrato de maralucy
Offline
Desde: 09.09.2008
.

lapinha escreveu:

Há algumas coisas que acho falta de civismo e de educação. Por exemplo:

1. Assim que alguém entra eu digo "Bom dia", por norma respondem-me na mesma moeda, mas há para quem os Bons dias sejam assim: "Só estou a ver". Ora se eu só disse bom dia porque se viram logo com 7 pedras na mão? Não entendo.

4. Entrarem na loja 2/3 minutos antes do fecho, fazerem-me lá estar 20 e 30 minutos depois da hora (e às vezes nem levarem nada). Será que se eu fosse ao trabalho delas e fazê-las sair 20 e 30 minutos mais tarde elas gostavam???


Olá meninas,
trabalhei 9 anos em atendimento ao público. Já fiz de td um pouco, desde restauração, supermercados, lojas de roupa, parafarmácias...
E o que mais me irrita é mesmo a falta de educação....não suporto, mas não suporto mesmo qd entram aqueles clientes c a mania da superioridade, e nós pomos o nosso melhor sorriso e "bom dia!"...quantos, mas quantos nos olham d alto a baixo c aquele olhar de desprezo e nem abrem a boca!? Pausa Pausa Pausa mas será q se paga algum imposto por ser educado!? O responderem "estou só a ver"...já era prato do dia.. Cair ao chão de tanto rir Cair ao chão de tanto rir dá vontade de perguntar " e por estar a ver impede-a/o de ser educado!?" Pausa Pausa
Tal como a lapinha disse, o entrarem numa loja qd falta 2 ou 3 minutos para a loja fechar, e dps ficarem lá dentro a fazer sala tb acho o cúmulo do desrespeito...qd a intenção não é claramente comprar nada!!! ficam literalmente a fazer sala Birra Birra
Trabalhei 2 anos numa parafarmácia e notei uma diferença abismal no comportamento dos clientes...educados, civilizados na sua maioria...o q o facto de termos uma bata branca vestida faz Cara séria Cara séria enfim...crise de valores...é essa a principal crise pela qual passamos Choramingas

our time is now!!

manuel m
Retrato de manuel m
Offline
Desde: 25.01.2013
.

bem
eu já nem comento a falta de educação ou civismo
como não te dizer um bom dia
nem me chateia muito que me dêem trabalho desnecessário
como por os papeis do açúcar nas chávenas etc
pois eu só quero que me deixem trabalhar em paz e não me chateiem
vou tentar explicar o que me chateia mais
á certos ramos por ex mais para mulheres perfumarias e cabeleireiro
ou mais homens uma loja de aeromodelos ou caça e pesca por ex
tem muita gentinha que não tem nada para fazer ou não tem vida própria
que se mete num desses estabelecimentos e fica lá horas a chatear que trabalha
isso para mim é o pior nao é tanto que caguem tudo e dêem muito trabalho
ou sejam mal educados (claro que incomoda )
por ex
entra pela porta a dentro um cliente
é a primeira vez que o vejo .
o que faço atendeo o melhor que posso
sou atencioso
simpático
prestável
ajudo no que posso
umas dicas
em fim fazemos o melhor que podemos né
tudo bem normal o sr compra ou nao tudo bem
o que acho muito mal ?
muitas vezes da próxima vez que essa pessoa entra na loja
o que vem á procura ? da tal simpatia
da atenção
da ajuda
das dicas etc
porra pá se uma pessoa tem uma loja é para vender nao é uma igreja

pasb
Retrato de pasb
Offline
Desde: 16.01.2013
Jasus que topico

Ora bem trabalho em atendimento ao publico desde sempre(comecei aos 17 e tenho 30)e,honestamente é o que gosto de fazer.
Presentemente trabalho numa loja de roupa de homem.
Gosto sou sincera;mas enerva-me profundamente quando me dizem,"não posso trocar o tamanho das calças?Ora se é um fato completo os tamanho têm de ser correspondentes.Ah mas se for para arranjar fica do tamanho que eu quero,não pode trocar já?"
E eu respondo com o meu melhor sorriso que não..."ah mas porque"São ordens que temos..."mas ninguem vai saber"Ora claro que nao,depois fico ali com numeros trocados e ate me aparecer um "Zé" que vista exactamente aquilo....Enfim...
Fico possessa quando vêm á loja as 22.59(fechamos as 23.00)quando eu ja fiz as contas,ja limpei tudo e ainda perguntam...Fecham a que horas????Hello o horario do shopping está afixado á entrada do mesmo e em todas as lojas.... Que raivaaa!!!

A pior que me aconteceu foi num supermercado(Eu era funcionária)...O homem estava a reclamar com a mulher porque tinha trazido nao-sei-o-que de outra marca que ele não queria.
O homem espeta-me com o dinheiro em cima da caixa;eu recebo,tiro o troco e espeto-lhe no mesmo sitio.
Ele responde assim:Estupida,mal educada...A minha resposta;somos irmão pelo lado do pai ou da mãe???
Saiu porta fora e não disse mais AI...Ora a minha vida

Vive o dia de hoje,como se não houvesse amanhã.
www.facebook.com/VamosajudaroRodrigo
POR FAVOR AJUDEM O RODRIGO

Sofia1984
Retrato de Sofia1984
Offline
Desde: 29.05.2010
.

pasb escreveu:
Ora bem trabalho em atendimento ao publico desde sempre(comecei aos 17 e tenho 30)e,honestamente é o que gosto de fazer.
Presentemente trabalho numa loja de roupa de homem.
Gosto sou sincera;mas enerva-me profundamente quando me dizem,"não posso trocar o tamanho das calças?Ora se é um fato completo os tamanho têm de ser correspondentes.Ah mas se for para arranjar fica do tamanho que eu quero,não pode trocar já?"
E eu respondo com o meu melhor sorriso que não..."ah mas porque"São ordens que temos..."mas ninguem vai saber"Ora claro que nao,depois fico ali com numeros trocados e ate me aparecer um "Zé" que vista exactamente aquilo....Enfim...
Fico possessa quando vêm á loja as 22.59(fechamos as 23.00)quando eu ja fiz as contas,ja limpei tudo e ainda perguntam...Fecham a que horas????Hello o horario do shopping está afixado á entrada do mesmo e em todas as lojas.... Que raivaaa!!!

A pior que me aconteceu foi num supermercado(Eu era funcionária)...O homem estava a reclamar com a mulher porque tinha trazido nao-sei-o-que de outra marca que ele não queria.
O homem espeta-me com o dinheiro em cima da caixa;eu recebo,tiro o troco e espeto-lhe no mesmo sitio.
Ele responde assim:Estupida,mal educada...A minha resposta;somos irmão pelo lado do pai ou da mãe???
Saiu porta fora e não disse mais AI...Ora a minha vida

eu não sei como é trabalhar em lojas de roupa...mas independentemente disso há muita coisa que se torna comum, nos vários sectores em que temos de atender o público.
Esse exemplo dos fatos que deste, assim como todas as vezes que temos de explicar os motivos de não se poder fazer um favor ou uma vontade, eu prefiro nunca seguir a via de dizer que aquilo que estou a fazer, é apenas porque tenho ordens para tal.
Mas também...lido com comida. É diferente. Dou um exemplo:
"menina, pode por favor levar o resto do bife e colocá-lo dentro de um pão para eu levar?"

"olhe, não leve a mal mas não é permitido levar comida que já saiu da zona de confecção de novo para a cozinha, por motivos de higiene. Se desejar posso trazer-lhe um pão, e o senhor faz isso aqui, pode ser?"

ou seja, nós temos de dizer que não podemos, mas convém que saibamos argumentar.
Nesse caso do fato, eu como cliente, acho que bastaria ouvir:

"não é permitido vender/trocar peças de tamanhos diferentes,porque se o fizéssemos com todos os clientes ficaríamos com os fatos com os tamanhos todos trocados, porém dispomos de um serviço de arranjos que lhe permite colocar o fato exactamente na medida que desejar."

Eu detesto ouvir "são regras". Só. Para mim é querer esquivar-se de argumentar, e para mim tudo pode ser feito desde que haja justificação para tal. Ou por outro lado, tudo pode ser "negado", desde que as pessoas entendam o porquê de lhes estarmos a impossibilitar algo.

Um dia destes um cliente pediu-me café, como habitual, depois do seu almoço.. o café faz parte do preço da diária, portanto, é oferta.
Àquele cliente em particular, a diária nunca ultrapassa o valor de 4€ pelo motivo de ser um cliente diário, com uma certa idade.
Mas um dia destes, passados 10 minutos de ter bebido um café, pediu-me o segundo café.
E, como é óbvio, quando foi para pagar os 4€ eu peguei na nota de 5€ e cobrei a diária + o 2º café.
Diz ele assim ( Sorriso ): "ohhhh menina (em jeito de entristecido...), você é que é mázinha!!"
E eu "porquê?"
Diz ele: "cobrou-me o cafézinho..."

e eu:

"só cobrei o segundo, o primeiro é oferta, como sempre!"

e ele insiste:

"oh não seja assim, não tá ninguém a ver...eu pedi o segundo porque o primeiro tava fraquinho..."

e eu respondi, em jeito de brincadeira:

"então se estava mau devia ter mandado logo tirar outro!já viu, se de cada vez que me pedissem duas coisas eu cobrava só uma, como é que eu ia receber o meu salário ao final do mês?"

e ele resignou-se.Sorriso no dia seguinte voltou com a mesma boa disposição de sempre.

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris Sorriso
Afilhada da Joanasantosblue Sorriso

lapinha
Retrato de lapinha
Offline
Desde: 16.08.2012
Em relação à questão de

Em relação à questão de responder-mos "São ordens" por vezes é a única resposta que podemos dar.

Por exemplo aparece-me com alguma frequência clientes que querem trocar uma peça mas perderam o talão. Se eu lhes for explicar as razões porque não posso trocar a peça, grande maioria nunca mais lá voltava.

Porque é que não se pode trocar sem talão?

Porque não há garantias, nem de quando, nem se realmente foi lá comprada a peça.

E isto para algumas pessoas é uma ofensa.

Ou então quando levam as peças para trocar sem etiqueta.
Não posso simplesmente dizer " Olhe não se trocam peças sem etiqueta porque nada me garante que a senhora não usou já a peça"

Isto são alguns exemplos.

Sofia1984
Retrato de Sofia1984
Offline
Desde: 29.05.2010
.

lapinha escreveu:
Em relação à questão de responder-mos "São ordens" por vezes é a única resposta que podemos dar.

Por exemplo aparece-me com alguma frequência clientes que querem trocar uma peça mas perderam o talão. Se eu lhes for explicar as razões porque não posso trocar a peça, grande maioria nunca mais lá voltava.

Porque é que não se pode trocar sem talão?

Porque não há garantias, nem de quando, nem se realmente foi lá comprada a peça.

E isto para algumas pessoas é uma ofensa.

Ou então quando levam as peças para trocar sem etiqueta.
Não posso simplesmente dizer " Olhe não se trocam peças sem etiqueta porque nada me garante que a senhora não usou já a peça"

Isto são alguns exemplos.

eu sou leiga no assunto, mas tipo...às vezes há formas de justificar que "calam" o cliente, sem ser necessário estar a explicar uma porrada de normas...tipo:
Trocas sem talão: "não efectuamos trocas sem o talão pois em sistema temos de dar baixa de uma rtigo e saída de um outro, e isso só é possível com o código que está escrito no papel que comprova a compra"

Relativamente às etiquetas:

"a etiqueta é obrigatória na peça, pois cada peça tem um código particular, que é preciso entrar novamente em sistema para se dar novamente entrada do artigo"

(se bem que nunca me recusaram uma troca por falta de etiqueta... "Loser"! quantas vezes já eu mesma comprei peças sem etiqueta?! e depois se preciso trocar, não vejo realmente qual é o problema... pelo que seria muito difícil eu aceitar uma justificação destas...o lojista deveria ver se a peça está conforme ou não. Se foi usado mas está em bom estado e pode ser vendido sem se notar que foi usado, então porque não trocar? uma coisa é devolver, outra é trocar. A minha irmã trabalhou na mango e chegavam lá dondocas com saias de cabedal todas marcadas de terem sido usadas, e isto eles não devolvem nem trocam, pois o motivo está à vista; às vezes chegavam camisolas com marcas de desodorizante. Outro motivo à vista. Agora, se não há nada na peça que denote uso, não percebo porque não trocam sem a etiqueta, pelo motivo que já referi. Da mesma forma que eu posso usar uma peça com a etiqueta por dentro, e depois ir à loja, aí já trocam e eu usei a peça- não tem lógica nenhuma)

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris Sorriso
Afilhada da Joanasantosblue Sorriso

Sofia1984
Retrato de Sofia1984
Offline
Desde: 29.05.2010
.

acho que há marcas que com tantas regras acabam por aguçar o engenho do cliente, tão somente como isso.

Dou um exemplo: os meus patrões não perdoam 1 cêntimo sequer. Se não tem 11cent para pagar o pão, não o leva por 10.

E eu conheço clientes cá fora, que quando podem "abafar" produtos da conta, fazem-no, e justificam que com gente gananciosa tem de se pagar na mesma moeda. No fundo, embora não concorde em absoluto, também não consigo denunciá-los... (pedem para levar tabaco à mesa na esperança que se esqueçam de o cobrar depois, ou então quando vão pagar dizem "é um café e um philip morris e a patroa estica-se para ir buscar um (outro) maço de cigarros quando já lho deu: o cliente quer PAGAR. Não "LEVAR".)

Outra segundas bebidas: quantas vezes verifico que na conta só está a primeira coca-cola, quando na realidade o cliente pediu uma segunda. Obviamente que corrijo logo, antes que a conta seja levada, mas já ouvi clientes a cochicharem "falta uma cola", e obviamente não vou dizer "ah pois é, tem de pagar a que falta". No máximo trago o recibo e o dinheiro e quando levo o troco levo a menos, explicando depois ao cliente que a conta estava errada e que se não se importarem me vou cobrar de mais uma coca cola, ao que no total das vezes eles dizem logo "ah pois é, tem razão".

Eu sei que as pessoas (clientes) às vezes só são chungas com os negociantes porque já estão escaldados. Então se puderem fazer mafias, fazem.

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris Sorriso
Afilhada da Joanasantosblue Sorriso

cb5
Retrato de cb5
Offline
Desde: 17.05.2010
...

Eu neste momento trabalho diariamente directamente com o publico...Não exactamente nas áreas que têm sido aqui faladas,mas ainda assim lido com muitas e muitas pessoas ao longo do meu dia.
Sinceramente,ao contrario da imagem que os mais velhos tentam fazer passar,a geração mais nova não é a mais rasca.A maior parte das vezes,as pessoas já não tão jovens são as mais mal educadas. E digo vos uma coisa...Nunca pensei lidar com tanta gente mal criada e sem educação.Já nem comento a ausência do Bom dia, do Se faz favor, do Obrigada! Para ajudar à festa ainda temos de adivinhar exactamente o que querem...Rolar os olhos
A falta de respeito para com a pessoa que está atrás do balcão é ridícula...Chega ao ponto de eu estar a explicar assuntos que são do interesse da pessoa,para o bem da sua saúde e a pessoa estar mais interessada a ver o que é que o vizinho do lado está a comprar. Já para não falar que acham sempre que têm razão mesmo depois de termos explicado umas 500 vezes o porquê de ser como eu explico!Rolar os olhos
Haja paciência...

manuel m
Retrato de manuel m
Offline
Desde: 25.01.2013
.

cb5 escreveu:
Eu neste momento trabalho diariamente directamente com o publico...Não exactamente nas áreas que têm sido aqui faladas,mas ainda assim lido com muitas e muitas pessoas ao longo do meu dia.
Sinceramente,ao contrario da imagem que os mais velhos tentam fazer passar,a geração mais nova não é a mais rasca.A maior parte das vezes,as pessoas já não tão jovens são as mais mal educadas. E digo vos uma coisa...Nunca pensei lidar com tanta gente mal criada e sem educação.Já nem comento a ausência do Bom dia, do Se faz favor, do Obrigada! Para ajudar à festa ainda temos de adivinhar exactamente o que querem...Rolar os olhos
A falta de respeito para com a pessoa que está atrás do balcão é ridícula...Chega ao ponto de eu estar a explicar assuntos que são do interesse da pessoa,para o bem da sua saúde e a pessoa estar mais interessada a ver o que é que o vizinho do lado está a comprar. Já para não falar que acham sempre que têm razão mesmo depois de termos explicado umas 500 vezes o porquê de ser como eu explico!Rolar os olhos
Haja paciência...

nem mais lol
é isso tudo que tristes

Opções de visualização dos comentários

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.

Tópicos relacionados

Tenho 31 anos, sou licenciada e pós graduada em tecnologias da comunicação e marketing. Trabalho há cerca de 7 anos na mesma empresa. Vim para cá...
Olá meninas Eu considero-me uma boa namorada, costumava estar com o meu namorado 6 dias por semana, agora tenho estado apenas 5 e esse é motivo de...
Boas!! Não é a primeira vez que isto me acontece e pergunto-me sempre o porquê. Quando fico alguns períodos sem ter sexo (3-5 meses) noto que a minha...
Boas!! Não é a primeira vez que isto me acontece e pergunto-me sempre o porquê. Quando fico alguns períodos sem ter sexo (3-5 meses) noto que a minha...
Boa noite! Queria muito saber quanto tempo um espermatozóide sobrevive dentro do corpo da mulher... Já ouvi dizer que pode durar 5 dias no corpo da...
...