Mudança de casa socorro! | A Nossa Vida

Mudança de casa socorro!

Retrato de AlexandrahRodrigues
21.11.2012 | 13:24
AlexandrahRodrigues:
Membro desde: 08.11.2012

Aqui venho eu pedir umas dicas. Smile Estou em mudanças, eu e o meu namorado já vivemos juntos mas vamos oficializar a coisa, com tudo de malas e bagagens de tudo da casinha dos pais para "a nossa casinha", ela já está mais ou menos orientada de sala e cozinha e como é a cento e muitos quilómetros da terrinha onde vivemos com os pais as coisas têm ido a prestações, já está quase tudo mas agora falta a parte em que quero fazer a ultima viagem de carga e olho para o meu quarto com tanta coisa de "filha que vive em casa" e nao sei o que levar e o que deixar ficar. Quando chegar lá terei imenso para arrumar Surprise e ainda me falta ver o que levar daqui. Quando saíram de casa dos vossos pais o que é que deixaram ficar nos vossos quartos, têm dicas de orientações para a arrumação final se tornar menos caótica e dolorosa? Worried Obrigada


Retrato de Maria do Porto
Qua, 21/11/2012 - 14:11
Maria do Porto:
Membro desde: 29.09.2010

... e não foi fácil! Não é só pelo trabalho, pela "bagunça" - é pela parte emotiva da coisa, também! Smile

Respondendo à sua pergunta: deixei em casa dos meus pais imensa coisa, porque eles não precisam que o meu quarto fique vago.

Deixei o espaço "montado" com todas as coisas que eram da minha vida de solteira e estudante - e não me podiam fazer falta. Tipo: objectos decorativos; o traje académico; recordações de viagens; albuns de fotografias; cadernos e livros de estudo... Enfim, tada a minha parafrenália de "menina".

Para minha casa, levei os instrumentos musicais (acordeão, piano...); a biblioteca pessoal; o vestuário (este, até levei aos poucos - mudei primeiro a roupa da estaçaõ em que estávamos, e aoutra fui levando, sempre que ia lá a casa de visita).

NO fundo, o meu "quarto de solteira" é uma espécie de refúgio e santuário! Smile

AH! Para não andar sempre carregada, deixei numa gaveta algumas mudas de roupa interior, e um conjunto "básico" de roupa exterior: umas calças pretas, uma camisa branca, um colar dourado. Dexei também amostras de hidratante de rosto e uma escova de dentes! Smile Isto porque se o meu marido me telefonar ao longo do dia a dizer que o trabalho correu mal, e vai ter de ficar fora toda a noite, eu já não preciso de ir para minha casa - que fica a 50 km do trabalho. Vou dormir a casa dos meus pais, que são quase vizinhos do meu local de trabalho! Smile

Desejo-lhe muitas FELICIDADES nesta nova fase da vida... Beijinhos!

Maria do Porto

Retrato de Cantinho da Corvaxv
Qua, 21/11/2012 - 15:58
Cantinho da Corvaxv:
Membro desde: 04.06.2010

Quando sai de casa dos meus pais, tinha 17 ou 18 anos, nunca mais voltei. Apenas levei roupa e poucos utensilios de cozinha. todas as tralhas ficaram lá. Hoje já devem ter ido para o lixo. Nunca fui muito apegada a coisa
Aos longo dos anos, e com as mudanças de casa fui acumulando imensa coisa. Hoje com o marido e filho, cada mudança de casa é sempre interessante porque muita coisa acaba por ir para o lixo.... Lá está, não osu muito apegada ás coisas.

Retrato de aleacim89
Qua, 21/11/2012 - 17:02
aleacim89:
Membro desde: 13.04.2011

Do meu quarto trouxe a cama, colchão, tapetes e cortinados. Já tinha comprado tudo novo há cerca de 3 anos, portanto... Deixei ficar roupeiro e cómoda. Quanto a coisinhas pequenas não trouxe e não deixei grande coisa. A verdade é que também nunca fui ligada a objectos, o que não faz falta vai para o lixo e pronto. Por pensar assim nuca acumulei nada de objectos que não tivessem qualquer utilidade. Não tive qualquer problema nessa parte da mudança. Mas também só saí de casa dos meus pais aos 22, por isso já não tinha o típico quarto de adolescente.

Retrato de Lillith
Qua, 21/11/2012 - 17:21
Lillith:
Membro desde: 18.05.2010

Eu não sou exemplo, pois quando saí da casa dos meus pais já tinha a minha casa há 6 anos. Nesses 6 anos fui levando as minhas coisas (livros por exemplo).
Quando saí dos meus pais levei apenas o meu computador, a roupa, calçado e coisas de higiene. O resto não era meu, não fui eu que comprei. Apego era impossível, os meus pais passam a vida em remodelações e o meu quarto tinha sido remodelado há 1 ano, nem a cama sentia muito como "minha".
A ideia foi deixar o quarto intacto, mas também não tinha muito para trazer além da roupa. Entretanto já me ocuraram o quarto, portanto... Grin
Quanto a deixar coisas pessoais, não sei como são as mães dos outros, mas a minha mãe não ia querer que eu deixasse lá nada. Fez sempre questão de me melgar durante os 6 anos que lá vivi tendo a minha casa, que já podia levar mais isto ou mais aquilo, e fui levando...
Em relação à minha irmã, que saiu de casa antes de mim, posso dizer que ela deixou imensas coisas que tencionava levar aos poucos. Um dia a minha mãe fez-lhe um ultimato: tinha tudo empacotado para ela levar. Não é apegada a coisas Grin

Retrato de AlexandrahRodrigues
Qui, 22/11/2012 - 12:12
AlexandrahRodrigues:
Membro desde: 08.11.2012

Obrigada pelas respostas Smile Isto ainda vai aqui uma luta Doh porque, pronto, dá-me vontade de acartar com tudo Smile eu já sou um bocadinho mais pegada as coisas e as historias delas, por isso é que me custa sempre decidir, sou daquelas que vê fotografias antigas com regularidade Daydream Os meus pais por outro lado são despachados o que fica, fica o que é para dar dá-se e está a andar, já mudámos juntos de casa 3 vezes e eles deixaram recheio, para mim foram 3 traumas Worried Mas como tambem nao precisam do meu quarto desocupado, vou ver se torno isto mais simples e prático Wink beijinhos

Retrato de DMRS
Ter, 27/11/2012 - 16:38
DMRS:
Membro desde: 24.08.2009

Ora eu quando saí de casa dos meus pais eles ofereceram-me a mobília do meu quarto (casal - porque eu e o marido não tínhamos e não abundava o €€)... portanto, eu trouxe a mobília comigo

Não que seja muito apegada a coisas mas também não deixei muito para trás - só trouxe comigo os meus livros, a minha roupa e utensílios pessoais... (que era basicamente o que me pertencia ao todo)

Depois ainda me ofereceram algumas coisas para o inicio de vida...

Entretanto o meu quarto deixou de existir (literalmente - puseram uma parede abaixo) e a sala aumentou de tamanho...