O meu marido nao quer outro filho... | A Nossa Vida

O meu marido nao quer outro filho...

Retrato de Romantica132
06.01.2014 | 15:19
Romantica132:
Membro desde: 27.11.2013

Estou muito triste... Tenho um filho de 10 anos que e a nossa vida! O meu marido sempre foi um bom pai, sempre ajudou no que foi necessario.sempre quis mais um 1 filho, e adorava dar um irmao ao meu filho, que pede a toda a hora.Eu tenho irmaos e nao quero um dia deixar o meu filho sozinho neste mundo. ..O meu marido adora criancas e estava nos planoa, mas foi se adiando...Eu ja tenho 35 e ele 48.Hoje tivemos uma conversa depois de ele fuguir ao assunto algumas vezes. Ele disse me que esta muito velho para bebes.Que devia de ter sido ha mais tempo.Diz que ja nao tem paciencia. Eu fiquei desfeita por dentro.Eu ja podia ter engravidado sem lhe dizer mas eu sou muito sincera pois e um assunto muito serio.Sempre pensei que ele nao se importava, estava errada.Estou tao triste que estou a considerar acabar um casamento de 15 anos.Nao entendo, ele adora criancas...Nao sei o que fazer...So sei que neste momento estou triste e zangada comigo por ser honesta e com ele, Quando amamos alguem fazemos tudo para essa pessoa ficar feliz... Nao aceito...Help !!!


Retrato de susanalbuquerque
Seg, 06/01/2014 - 18:09
susanalbuquerque:
Membro desde: 05.01.2014

triste estas nao estes!
tens um trabalho um marido e um filho maravilhoso.
se por kalker motivo ele nao ker ser mais intelegente.
vesita lugares de bebes cm ele faz quee ele sinta a necsidade de ter algum no colo.
ser intelegente nao é inganar nossa marido nosso amigo nossa amor!
beijoes e froça animo anda Smile

Retrato de sonia isabel c. r.
Seg, 06/01/2014 - 18:13
sonia isabel c. r.:
Membro desde: 08.01.2010

é um assunto realmente complicado porque deve ser uma opção discutida entre o casal, e penso que se vê a falta de comunicação entre vós.e deviam ter falado há mais tempo. compreendo a parte do seu marido mas se ele também tinha a mesma vontade deixou de a expressar . engravidar de repente não seria nunca a opção mas penso que chegaram a um bloqueio.

não posso prever o que podem fazer pois ele manifestou não querer...vai ter de ponderar se vale a pena perderem tudo o que construiram talvez não se justifique mas ficar calada e aceitar também não é justo para si... tente mostrar o seu ponto de vista, e mostrar que para si é importante a família e que podiam fazê-lo em conjunto já que o seu filho também já está crescido, quem sabe relembrando-o de como foi quando desejaram e planearam o 1ro talvez lhe chegue ao coração... porque é sempre muito delicado e nós de fora não podemos sequer perceber o lado do seu marido . boa sorte

'Os fracos vingam-se ,os fortes perdoam e os superiores ignoram.'

Retrato de Andreia_Lelo
Seg, 06/01/2014 - 19:04
Andreia_Lelo:
Membro desde: 18.02.2010

Parece-me que há um grande problema de comunicação entre vocês. Por outro lado compreendo o teu marido, ja esta numa fase da vida em que nao se sente preparado para voltar a ser pai. O vosso filhote ja é grandinho e com um bebé a vossa vida ia mudar muito e secalhar esse nao quer essa mudança. Mas nao acho que seja motivo para acabar com o casamento. Imagina que era ao contrario, ele queria um 2ºfilho e tu nao? Que irias pensar se ele ponderasse acabar o casamento por isso? Falem muito e tentem chegar a um acordo. Um filho é uma decisao pra ser tomada a 2, sempre.

Retrato de Teresa Cunha
Seg, 06/01/2014 - 19:04
Teresa Cunha:
Membro desde: 14.09.2006

É um assunto muito complicado e delicado.
Tive o meu filho mais novo quando o mais velho já tinha 7,5 anos e adorei tê-lo(eu já tinha 35 anos), mas foi difícil adaptar-nos à nova vida.
Costumo dizer que tive de aprender a mudar fraldas outra vez, nessa altura já íamos os 3 ver concertos e deixamos de poder fazê-los e a nossa vida sofreu uma grande reviravolta.

Talvez o seu marido esteja a ver só essa parte, a parte negativa.

Fale com ele mas como já disseram é preferível serem só 2+1 do que 1+1+1, pois uma criança que nasça sem unanimidade do casal vai enfraquecer a relação em vez de a fortalecer, e no final as crianças ainda vão sofrer mais. Pois poderá dar um irmão ao seu filho mas ele poderá perder o pai.

Boas escolhas

Retrato de csofia_
Seg, 06/01/2014 - 19:25
csofia_:
Membro desde: 19.12.2012

Honestamente, não foi muito sincero do teu marido só te dizer isso agora. Sinceramente detesto isso, quando pessoas fazem planos que vão afectar a vida de outras pessoas e simplesmente não dizem nada. Mas tem calma, deixa a poeira assentar e decides o que fazer nessa altura. Deixa passar uns tempos e decides o que fazer de cabeça fria.

Retrato de csofia_
Seg, 06/01/2014 - 19:40
csofia_:
Membro desde: 19.12.2012

Não entendo pessoas aqui que dizem «o teu marido tem razão» ou «tu tens razão». Quem somos nós pra dizer se devem ter mais um filho ou não? O que se pode julgar aqui é a falta de comunicação, e pior, omissão. Mas não somos ninguém para decidir a vinda de crianças. Mesmo nos casos em que a mãe ou pai nao têm capacidade financeira, quem sabe se o negocio deles melhora, se ha previsão de promoções no emprego, etc. Há pessoas aqui q gostam de brincar a serem "Deus", e acho que é um bocado obvio que ninguem decide se vai ter um filho ou não baseado na opinião de desconhecidos na internet.

Retrato de PérolaNegra
Seg, 06/01/2014 - 21:55
PérolaNegra:
Membro desde: 31.12.2013

Um filho tem que ser seriamente conversado, discutido, porque cuidar de 2 crianças não é o mesmo gasto/trabalho que só 1. È algo que deve ser ponderado e os dois tem que querer essa nova criança, á muita gente que se sente bem só com 1 filho independentemente da sua situação financeira. Não concordo em ter gravidezes provocadas por nós , escondidas, pois nós temos os bebés mas o filho é dos 2, por isso ambos tem que querer. Mas se é uma vontade tão grande sua, porque não conversa a sério a explicar que é uma necessidade sua voltar a ser mãe, explicar-lhe o que sente e ouvir as razões dele para não querer ter mais filhos. Tudo bem ele pode não querer... Mas porque? Tem que haver alguma razão.

Retrato de Sofia1984
Seg, 06/01/2014 - 22:34
Sofia1984:
Membro desde: 28.05.2010

Eu até entendo a tristeza, o que não entendo é que se deseje ter mais um filho com uma pessoa que, por não o querer, já dispensamos bem.

Então o homem serve apenas para procriar? Se não quiser mais filhos, acaba-se tudo?

...

Bem...não sei que diga.

PS: Se a questão dele for o "bebé" em si, ponderem a adopção...é uma ideia, apenas.

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso."
( Joseph Joubert )

Madrinha da TCosta, da florzinha C.A.S.C.S. e da espevitada RuteCris
Afilhada da Joanasantosblue

Retrato de csofia_
Seg, 06/01/2014 - 23:06
csofia_:
Membro desde: 19.12.2012
Sofia1984 wrote:

Eu até entendo a tristeza, o que não entendo é que se deseje ter mais um filho com uma pessoa que, por não o querer, já dispensamos bem.

Então o homem serve apenas para procriar? Se não quiser mais filhos, acaba-se tudo?

...

Bem...não sei que diga.

PS: Se a questão dele for o "bebé" em si, ponderem a adopção...é uma ideia, apenas.

Não é bem assim, pelo q percebi a questão não era não querer ter outro filho, mas sim ter omitido isso. Ele basicamente evitou a questão até agora, e como é algo que afecta o futuro dos dois, é uma situação um bocado egoísta.

Retrato de Melinha
Ter, 07/01/2014 - 09:22
Melinha:
Membro desde: 16.02.2010

o que eu percebo do texto inicial é que ambos foram adiando a ideia de ter um segundo filho e não apenas ele..

Agora ela voltou a ter esse desejo e se calhar na maneira dele estar perante a vida neste momento já não se sente preparado para tal, é perfeitamente legítimo.

Discordo completamente da parte em que dizes

Quote:

"Quando amamos alguem fazemos tudo para essa pessoa ficar feliz... Nao aceito"

Acho isto perfeitamente rídiculo, ele já teria de ceder para seres feliz, mas já pensaste que o contrário poderia não acontecer?

Um filho não é "feito" de animo leve e na idade dele, e provalvemente na maneira de estar da pessoa em questão, acha que já é tarde, que já não lhe apetece passar por uma variedade de coisas.

Vocês têm de falar muito bem sobre este assunto e pensa que se ele cede e mais tarde não se sentir confortável poderá ser ele a querer sair dessa relação. Às vezes pensamos só em nós, e é tudo como queremos que quando eles dizem não é porque já são uns estupidos, parvalhões e bla bla.. Temos de ter a capacidade de nos colocarmos da pele da outra pessoa e tentar perceber o ponto de vista dela e a partir daí sim, chegar a um consenso seja ele qual for.