Dúvidas sobre Enfermagem | A Nossa Vida

Dúvidas sobre Enfermagem

Retrato de madalenam.
04.03.2017 | 01:03
madalenam.:
Membro desde: 04.03.2017

Olá :), o meu nome é Madalena e estou a pensar tirar o curso de licenciatura em Enfermagem, no entanto tenho algumas dúvidas relativamente à profissão e precisava que alguém da área me ajudasse. Contarei a minha história, para que possam perceber o porquê das minhas dúvidas.

Eu já sou formada noutra área (Gestão de Recursos Humanos). Fui para esta área na altura porque ainda não sabia aquilo que queria e não queria ficar parada, queria continuar a estudar e ser alguém na vida. Não sou boa em matemáticas e na altura tinha pessoas na família na área da Gestão que me podiam ajudar a arranjar emprego quando acabasse o curso. Como não sou boa em matemática, dentro destas áreas de gestão, a Gestão RH é a que tem a matemática menos complicada.

Apesar de sempre ter tido uma curiosidade pelas áreas das ciências e da saúde, nem pus nessa altura a hipótese porque no secundário teria de ter matemática e físico-química se fosse para ciências. Então, na altura, Enfermagem e os demais cursos de saúde nem foram uma hipótese a considerar.

Acontece que após o curso (que foi demasiado teórico e não me fez perceber o que era realmente a profissão), fiz Estágio Profissional e não gostei muito da área, não era aquilo que eu pesava. Para além disso, a pessoa que tinha na família bem colocada, ficou sem emprego e lá se foi "a cunha". Antes do estágio, estive durante mais de 1 ano há procura de trabalho e não consegui por falta de experiência, fiz o estágio, não fui contratada depois do estágio e continuo sem conseguir trabalho na área. Não gostei e também mesmo procurando trabalho na área, não arranjo devido ao facto de 1 ano ser pouco tempo de experiência e de muitas das empresas que não exigem tanta experiência, preferirem contratar pessoas através da medida de estágios IEFP e eu como já fiz um e completei, já não posso fazer outro.

Entretanto uns meses depois, após procurar trabalho dentro e fora da área, consegui trabalhar como recepcionista num hotel. Acontece que não me adaptei ao trabalho por turnos, fazia manhãs, tardes e noites.

O facto de ter horários irregulares deu cabo de mim fisicamente e mentalmente. Andava cansada, ansiosa, cheia de sono e sem conseguir dormir. Dormir de dia é difícil e não é reparador porque há mais barulho, calor, acordasse muitas vezes e ás tantas durmo 2 ou 3 horas (sempre a acordar pelo meio) e ás tantas já não durmo mais que isso.
De noite estava cheia de sono no trabalho e quando chegava a casa não conseguia dormir, estava com espertina, super cansada..demasiado cansada para dormir, dormia quando chegava há exaustão e lá está, 2 ou 3 horas com muito má qualidade e sempre a acordar (mesmo usando tampões), acordava houvesse barulho ou não.
Como andava sempre com o turno alterado, tipo 2 dias manhã, 2 dias noite, 2 dias tarde, não tinha ritmo, o meu corpo não se conseguia adaptar ao novo horário porque o horário era sempre diferente. Cheguei ao ponto que não conseguia dormir mais de 3 horas, fosse dia ou noite.
Andava morta completamente, um zumbi..dor de cabeça, no corpo, sentia o coração acelerado, transpirava muito..tinha imensa azia e refluxo, os meus sintomas eram constantes, mas nada de muito intenso e pensei que me haituaria aos turnos. A minha menstruação também estava a desregularizar.
Um dia, senti-me mal a valer, de repente do nada, num dos dias em que até não estava tão mal. Do nada, quando estava a lavar os dentes, tive tontura, taquicardia, começei a transpirar muito e deixei de sentir as pernas. Foi horrível, isto durou uns minutos abrandou, depois voltava mais forte, tive a sensação de que estava a morrer.
A minha mãe levou-me ás urgências e, após uma noite e manhã lá passadas e após as análises tive o diagnóstico de ataque de pânico/ ansiedade.
Larguei o trabalho mas mesmo assim isto continuou, começou a abrandar e a minha menstruação a regularizar já várias semanas após largar o trabalho, neste momento estou desempregada mas bem fisicamente e mentalmente. Durante este tempo andei a ser medicada com ansiolíticos e indutores de sono, e chegou-se à conclusão que o meu transtorno de ansiedade, insónias e menstruação irregular tinham sido provocados devido a não me conseguir adaptar aos turnos.

E é aqui que está a minha grande dúvida. Como disse, sempre tive interesse pela área da saúde e gostava de me formar num curso de saúde e estou a considerar tirar Enfermagem.

As minhas dúvidas são:

É obrigatório trabalhar por turnos?
Existem áreas dentro da Enfermagem ou especialidades com horário fixo ou que pelo menos não sejam muito irregulares?
Como é o horário?
É difícil arranjar trabalho nesta área? Existe discriminação quanto à idade, é daquelas áreas em que quem tem mais de 30 anos está "velho"?
Eu tenho 29 anos, se fosse licenciar-me agora, terminaria o curso por volta dos 33 se tudo correr bem.

Preciso mesmo que alguém que esteja por dentro do assunto me ajude!


Retrato de Osha
Dom, 05/03/2017 - 14:53
Osha:
Membro desde: 27.08.2012

Se não queres turnos eu acho que vais escoçher por excelência o trabalho de "turnos" tenho colegas que fazem kms de carro entre postos de trabalho e alem disso queixam se de horas excessivas de trabalho e ainda mau ambiente de trabalho (aqui depende claro) mas devido à escala que os chefes fazem etc...

Retrato de Mia.
Dom, 05/03/2017 - 17:43
Mia.:
Membro desde: 12.09.2013

Existem trabalhos em enfermagem onde não existem turnos (clínicas, centros de dia, etc), mas é a profissão de turnos por excelência, onde existem imensos estágios durante o curso e onde já aí são pedidos turnos.
Se não gostas/queres/podes fazer turnos, é uma escolha pouco acertada. Wink

Retrato de Carolina Lopes Brás
Seg, 06/03/2017 - 15:42
Carolina Lopes Brás:
Membro desde: 19.01.2014

Se és assim tão incompatível com turnos não te aconselho mesmo nada a ir para enfermagem. Óbvio que há locais onde não tens de trabalhar por turnos mas com a dificuldade que está para os enfermeiros arranjarem emprego não nos podemos dar ao luxo de andar a escolher muito. Existem outras áreas na saúde que podes não ter de trabalhar por turnos. Estou a pensar em psicologia, fisioterapia e técnicos de saúde... boa sorte!

Carpe diem