Dúvida Solicitador | A Nossa Vida

Dúvida Solicitador

Retrato de daniela19
30.07.2012 | 19:13
daniela19:
Membro desde: 25.04.2012

Estive a ver as saídas profissionais do curso Linguas e Humanidades, e deparei-me com uma profissão que já tinha ouvido falar mas que não sei ao certo o que é. Alguém pode me dizer com o que é que trabalha precisamente um Solicitador? Que tipos de trabalhos faz, se se pode comparar a um advogado...
Desde já agradeço Smile


Retrato de cb5
Seg, 30/07/2012 - 20:10
cb5:
Membro desde: 17.05.2010
daniela19 wrote:

Estive a ver as saídas profissionais do curso Linguas e Humanidades, e deparei-me com uma profissão que já tinha ouvido falar mas que não sei ao certo o que é. Alguém pode me dizer com o que é que trabalha precisamente um Solicitador? Que tipos de trabalhos faz, se se pode comparar a um advogado...
Desde já agradeço :)

Há uns tempos tive necessidade de contratar um solicitador para me tratar de umas papeladas. Basicamente, foi uma pessoa paga para nos andar a tratar de assuntos no Registo Notarial, Finanças e etc. Na minha opinião não se pode comparar em nada a um advogado! Ok, têm em comum o facto de terem de trabalhar com base em leis mas para mim em termos de funções são profissões distintas! Basta veres a formação de um e de outro, a duração de cada um dos cursos e mais alguns pontos e vês logo que um Solicitador não é o mesmo de um Advogado!

Cada qual com a sua profissão e responsabilidades!;)

Retrato de cb5
Seg, 30/07/2012 - 20:16
cb5:
Membro desde: 17.05.2010

Encontrei isto, pode ser que te esclareça:

1.º a diferença entre solicitador e advogado, é que o Advogado é licenciado em Direito, e depois ainda tem que se sujeitar a um estágio de 2 anos como advogado estagiário, já o Solicitador tem uma licenciatura em solicitadoria que abrange uma área especifica de executivo e solicitadoria, ou seja, o Advogado estuda todas as Leis do ordenamento jurídico, enquanto o solicitador estuda tão só as leis do processo civil e executivo.
2.º O advogado está melhor preparado para ajudar nas negociações e assim zelar pelos seus interesses na celebração do contrato promessa de compra e venda e da respectiva escritura e registos.
3.º O solicitador só pode acompanhar o seu cliente em Tribunal nas acções/causas em que não seja obrigatório constituir advogado, ou seja, nas acções com valor inferior a € 5.000,00.

Ou seja, um Solicitador não é um advogado, longe disso, e relativamente aos preços, os solicitadores por vezes cobram menos, mas, muitas vezes, para certas situações que surjam à posteriori, o solicitador não tem competências nem habilitações para o ajudar e terá ai obrigatoriamente recorrer a um Advogado. Então, deve ponderar antes de contratar e em função da complexidade da questão decida.

Retrato de Mr.V
Ter, 31/07/2012 - 09:27
Mr.V:
Membro desde: 05.09.2008

O Solicitador é, para além de tudo o que os colegas foristas disseram acima, ou seja, pode prestar serviços de solicitadoria, do género de um advogado para coisas mais simples (as acções que não admitam recurso ordinário, por exemplo), mas não é ai que um Solicitador faz a grande parte do seu trabalho (pelo menos 85% deles)...

Uma pessoa que tira um curso de solicitadoria tem, certamente, o objectivo de se tornar um Solicitador de Execução, ou seja, as acções executivas que entram nos Tribunais de todo o país são tramitadas pelos Solicitadores de Execução (regra geral), que fazem as diligências de penhora de bens móveis, ordenados, pensões, IRS, automóveis, imóveis, quotas de sociedades, liquidação dos valores aos exequentes (credores), têm um poder (limitado) para efectuarem todos os passos a fim dos credores verem o seu crédito ressarcido...

É um trabalho autónomo, regem-se por um estatuto, têm uma Câmara dos Solicitadores e recebem dos exequentes (credores) ou do produto penhorado, tudo tabelado nos estatutos...

É muito cansativo, provavelmente trabalharão com os empregados forenses que terão que contratar, mas se for bem trabalhado, com esforço e organização, dá para ganhar uns trocos...

Mais dúvidas, dispõe Wink

Retrato de DaniLeal
Sex, 10/03/2017 - 17:13
DaniLeal:
Membro desde: 10.03.2017

Como já foi dito Solicitador não é o mesmo que advogado, pois no exercício da profissão o Solicitador tem algumas incompatibilidades.

Mas na questão do curso, estão enganados, o curso de solicitadoria não aborda só a execução e processo, o curso é idêntico, a unica diferença é que o curso de direito é muito teórico mesmo, ou seja, palha, e o curso de solicitadoria é mais prático. Muita gente tira o curso de Solicitadoria e como tem muitas equivalências depois tira o curso de direito num ano se o curso fosse tão diferente assim não havia tantas equivalências.

Tenho um professor, advogado, que diz que o curso de solicitadoria é melhor do que o de direito, por ser mais prático.

Quanto à realização de contratos, o solicitador está tão bem ou mais preparado do que um advogado, sendo esta uma das funções do solicitador.