deserdar um filho

35 respostas [Última]
antoniolopes
Retrato de antoniolopes
Offline
Desde: 01.10.2009

amigos, sou novo por aqui e necessito que me ajudem com alguma urgencia.
Tenho uma tia com 74 anos reside em setubal tem 1 filha que a tem enganado ao ponto de usar o dinheiro que ela tem no banco se o seu consentimento,..eu moro no porto e aminha tia pediu-me para eu me mudar pra casa dela com a minha familia( mulher e filho) e que não necessitaria de levar nada da minha casa pois tem lá tudo, disse-me que as coisas dela seria pra mim depois dela falecer, eu estou com algum receio pois ja me disseram que ela não pode deserdar a filha ,....se deixar por escrito que todos os seus bens são pra mim será que devo arriscar perder as minhas coisas e mudar-me pra tomar conta dela,....não sei mesmo o que fazer e ela esta desesperada pois esta sozinha alguem me pode ajudar obrigado

Ystérica
Retrato de Ystérica
Offline
Desde: 09.12.2008
So tive aulas de introducao ao Direito

E sim...
Lembro-me de me dizerem que o filho tem sempre direito a X% do patrimonio dos pais...

ADVOGADOS AQUI NO FORUM????

Isa Bastos

AnaCP
Retrato de AnaCP
Offline
Desde: 10.09.2009
Nada melhor do que procurar a

Nada melhor do que procurar a opinião de um advogado...

DMRS
Retrato de DMRS
Offline
Desde: 24.08.2009
ola

segundo os meus humildes conhecimentos (de um caso na familia). a pessoa em questao era a sogra que teria direito a percentagem da casa (a um quarto) e os irmaos dele a outro quarto MAS como foi tudo tratado com o advogado enquanto essa rapariga esta viva, so lhe teve que dar um X em valor monetario. mas n a pode deserdar... n sei como funciona nesse caso mas nda melhor que consultr um advogado.

DMRS
Retrato de DMRS
Offline
Desde: 24.08.2009
um quarto do valor da casa

um quarto do valor da casa 1/4 (n a um quarto divisao)

Curiosa
Retrato de Curiosa
Offline
Desde: 29.06.2007
Pode deixar legados

Olá pelos conhecimentos que tenho na área, não se pode deserdar os herdeiros legitimos, contudo a sua tia pode deixar em testamento legados a si, contudo não pode ferir a quota parte que cabe á filha por direito legal.

O melhor é ir a um advogado, e o testamento deve ser feito num notário com testemunhas isentas do testamento.

Espero ter ajudado.

Juliana2010
Retrato de Juliana2010
Offline
Desde: 18.11.2008
Quase impossivel !!!

Não é possível deserdar um filho, uma vez que é herdeiro legitimário do autor do testamento.

A lei estabelece uma porção de bens de que o testador não pode dispor, por ser destinada aos herdeiros legitimários, o cônjuge, descendentes e os ascendentes do testador.

No entanto é possível ao autor da sucessão deserdar um filho nos seguintes casos previstos na lei:

a) O herdeiro ser condenado por algum crime doloso contra o autor da sucessão, ou seus familiares mais próximos, com pena superior a seis meses de prisão;

Fixe O herdeiro ser condenado por denuncia caluniosa ou falso testemunho contra o autor da sucessão ou seus familiares mais próximos;

c) O herdeiro ter recusado ao autor da sucessão ou ao seu cônjuge os devidos alimentos.

Bjinhos

antoniolopes
Retrato de antoniolopes
Offline
Desde: 01.10.2009
Obrigado a todos,....A minha

Obrigado a todos,....A minha tia não tem bens imóveis o que tem é recheio de casa e algum ouro que adquiriu ao longo da vida e tem ainda algum dinheiro numa conta bancária,....

PatyF
Retrato de PatyF
Offline
Desde: 04.09.2009
Leis estúpidas é o k é..

Tem alguma lógica um filho k rouba o próprio pai , não haver maneira de o deserdar totalmente?!!
E as pessoas não podem deixar os seus bens a k kerem?!!
Como já foi referido, o melhor é consultares um advogado..
boa sorte

maquilhagem de sonho
Retrato de maquilhagem de sonho
Offline
Desde: 08.07.2009
Ola!

eu nao sou advogada mas sou curiosa nos assuntos legais por isso deixo aqui alguma informação que espero ajudar

Há uma série de requisitos legais para que um pai possa deserdar um filho, embora isso seja possível, desde que o deserdado transgrida um dos preceitos enumerados nos artigos 1814 1961 do novo Código Civil, como, por exemplo ofensa física, injúria grave, deixar de prestar assistência em momento de doença abalos na saúde, autor ou co-autor de homicídio ou tentativa contra quem vai deixar a herança, calúnia e fraude contra o autor da herança, assim como outros que possam ter atentado contra a moral familiar. Portanto, não tem amparo jurídico quando a deserdação é fruto de discussões não enquadradas nos exemplos acima e, às vezes, possa ser de ânimos alterados momentaneamente, contudo se a sua tia pretende deserdar a filha é aconselhavel procurar antes un advogado, pois é uma questao legal que tem de ser aprovada e provada.

outra solução é a sua tia passar os bens dela para seu nome em vida...

AnaV.
Retrato de AnaV.
Offline
Desde: 04.09.2009
Boa tarde, Duma forma muito

Boa tarde,

Duma forma muito genérica devo dizer-lhe que é verdade. Neste momento, a sua tia só poder dispor de 1/3 do património que tiver.
Um filho (ou outro herdeiro) só pode perder o direito à herança (ser deserdado) em casos muito especificos, como ser condenado por um crime cometido contra o autor da herança (que é quem deixa os bens).
Espero ter conseguido ajudar...se tiver mais alguma questão pode contactar-me para o seguinte mail: isabelvieiraecosta@hotmail.com

antoniolopes
Retrato de antoniolopes
Offline
Desde: 01.10.2009
Obrigado a todos

Obrigado a todos vou de facto consultar um advogado e tentar verificar qual a melhor situação,...não é que ache bem o que a minha tia pretende fazer, pois acho que os filhos devem sempre herdar dos pais, mas ela esta extremamente desiludida com a filha( minha prima ) que mesmo sabendo que a mãe se encontra debilitada nem sequer a visita ou expressa alguma atitude de forma a ajuda-la,...terei de ser eu a alterar a minha vida e mudar-me do porto pra setubal pois ela ja lá reside á 74 anos e é lá que tem os seus amigos e dia a dia, e seria uma mudança extrema e talvez prejudicial pra ela vir pra minha casa, como disse vou ter de ser eu a mudar de forma a minimizar os estragos ja efectuados, cuidar dela pra que passe os ultimos anos da vida dela condignamente,...afinal para além de um ser humano e irmã do meu falecido pai,..enfim será pra isto que estamos destinados no final dos nossos dias a ser maltratados, desprezados e empurrados ou enchutados,..no outono da vida..obrigado a todos mais uma vez

agradeço atentamente
António lopes

Joana Domingues
Retrato de Joana Domingues
Offline
Desde: 09.10.2008
Ola

Ola António Lopes

Pelo pouco que sei, sei que não é possivel deserdar um filho por testamento...mas sei que se a sua tia passar tudo para seu nome enquanto for viva e de preferência sendo um advogado a tratar das coisas, ninguém pode protelar essa decisão...
As pessoas enquanto estão vivas e tendo as suas capacidades psicológicas em pleno, podem vender tudo a outra pessoa sem que os filhos se possam intrometer...resta saber se existe alguma herança para dividir pela parte do seu tio (deduzo que já tenha falecido, uma vez que não o menciona, se não houver nada para dividir pela morte dele, a melhor solução é uma "venda fantástica"...você compra as coisas á sua tia por um valor pequeno...
Mas nada melhor como consultarem um advogado para esclarecerem e saberem o que a lei permite...
Espero ter ajudado...

CorpseBride
Retrato de CorpseBride
Offline
Desde: 02.10.2008
Infelizmente

antoniolopes escreveu:
enfim será pra isto que estamos destinados no final dos nossos dias a ser maltratados, desprezados e empurrados ou enchutados,..no outono da vida..
Triste
Não sou advogada, mas já presenciei um ou dois casos semelhantes... e quando ouço algum idoso dizer a outra pessoa "olha, quando eu morrer, isto, isto e isto vai ficar para ti porque gosto muito de ti"... geralmente não dá em nada. Careta

Tive um caso na família de uma tia sem herdeiros directos que tinha deixado tudo definido em testamento, e uns dias antes de ela morrer, as funcionárias do Lar onde estava conseguiram modificar o dito cujo, alegando que ela não estava boa da cabeça e portanto não podia tomar decisões por si própria. E assim, todos os bens dela ficaram para um Lar que se soube aproveitar da situação de uma pessoa sozinha, distante do resto da família.

Portanto, muito cuidado com estas questões... São melindrosas e muitas vezes não são processos bem conduzidos.

There are no flowers on your grave, there are no chains
There I keep chanting for the forgotten name

Juliana2010
Retrato de Juliana2010
Offline
Desde: 18.11.2008
vou dar a minha opinião

vou dar a minha opinião novamente....

como já expliquei é complicado deserdar um filho.. e quanto a venda "fantasma" a filha pode colocão uma acção em tribunal a dizer que tudo nao passou de uma fantuchada ou dizer que a sua tia já nao estava plena das suas capacidades aquando a venda

é necessário consultar um advogado para melhor esclarecimento antes de fazer uma viragem de 180º.

Juliana&Nelson

ella
Retrato de ella
Offline
Desde: 14.08.2007
N é de bem...

Ou eu sou do outro mundo ou que...
Mas cuidar de alguem com interesse nos seus bens Choque! ainda mais pensando em tomar posse de Tudo(que até já tem contabilizado), deserdando completamente a filha!

Por pior que seja, é filha dela. O senhor por acaso gostaria de ver o seu filho um dia ficar sem vossa casa?

Se gostam da tia e tem pena dela porque não a trazem p a vossa casa?
Voces vão deixar os vossos empregos no porto só para irem cuidar dela?

antoniolopes
Retrato de antoniolopes
Offline
Desde: 01.10.2009
pra ella

Olhe ella, 1º como expliquei a minha tia não tem bens imoveis ou seja não tem casa própria o que tem efectivamente e o recheio da casa, 2 fios em ouro 1 pulseira e 3 ou 4 aneis, segundo a filha que por acaso e minha prima quando a minha tia esteve acamada foi la a casa e levando consigo os documentos desta levantou uma quantia substancial de dinheiro que ela tinha numa conta, a minha tia ja tinha vendido a sua casa e foi residir pra uma mais pequena tendo dado parte do dinheiro da venda á filha, como a minha tia neste momento se encontra bastante debilitada e sozinha, pois apenas as amigas a socorrem a filha depois de ter feito o que fez não só desta vez mas de outras a minha tia esta bastante decepcionada com ela ( e quem melhor que uma mãe para decidir se a filha merece ou não alguma coisa ) concerteza não será a senhora a decidir por ela pois não conhece os factos ,..quanto a deixar os empregos isso concerteza que será problema meu,..no entanto posso adiantar-lhe que na minha profissão tanto trabalho aqui no porto, como em lisboa, setubal ou na conchichina, pois trabalho por conta propria e felizmente não necessito tb do dinheiro da minha tia pra nada,mas concerteza há-de compreender ( se não for lerdinha das ideias ) que ao ir pra setubal residir, irei alugar uma casa maior pra que a minha tia possa vir residir comigo e com a minha familia, mulher e filho, como de facto a minha tia tem recheio de casa tão bom ou melhor que o meu escusado será dizer que não iria gastar dinheiro no transporte das minhas coisas pra depois ter de me desfazer delas,....mais ainda acho que quem não e de bem será a senhora pois quem não confia não é de fiar,....tenho dito.

E.
Retrato de E.
Offline
Desde: 28.05.2009
António,

Não venho ajudar. Venho deixar os meus parabéns, é mt raro encontrar pessoas dispostas a alterar a sua vida p completo em função dos pais. Alterar TUDO pela tia deixou-me sem palavras Hipnotizado

É mt bom encontrar pessoas q nos comovem c/ a sua dedicação pelos outros. Grande abraço

O melhor é ir mm a 1 advogado p/ se informar de tudo o q implica esta mudança e quais os benefícios e obstáculos. Se a casa n/ é dela têm q organizar td a fim de 1 dia n/ lamentar este bom gesto.

Mais 1 vez os meus parabéns.
Muitas felicidades Beijinho

http://onossocasamento.pt/forum/dar-sangue-nao-custa

"Os animais são bons amigos, não fazem perguntas e tão-pouco criticam." (George Eliot)

Joana Domingues
Retrato de Joana Domingues
Offline
Desde: 09.10.2008
Olhe Juliana 2010, eu não

Olhe Juliana 2010, eu não disse venda fantasma...aliás disse que poderia ser feita uma venda dos bens, desde que fosse um advogado a tratar das coisas para que essa situação que mencionou, da filha protelar a decisão da mãe em tribunal, não acontecesse...se as coisas forem bem feitas em vida, dentro da lei, e se ficar provado que a pessoa vendeu estando em suas plenas capacidades, não há filho nenhum que possa fazer alguma coisa...para a próxima antes de comentar leia bem o que as pessoas escrevem...não se pode deserdar um filho em testamento, mas enquanto formos vivos, podemos gastar o dinheiro todo e vendermos tudo, sem deixarmos nada aos filhos, e a isso eu não chamo deserdar, chamo sim a gastar tdo o que é nosso...

Juliana2010
Retrato de Juliana2010
Offline
Desde: 18.11.2008
Joana Domingues

Sim podes efectivamente gastar o dinheiro todo que lhe pertence... não estou a referir-me a essa parte da questão… mas sim qd mencionou “a melhor solução é uma "venda fantástica"...você compra as coisas á sua tia por um valor pequeno...” esta venda “FANTASTICA” que mencionou pode sim ser contestada em tribunal. Acredite que a 1º coisa que a filha irá fazer quando souber que o Sr. António está a cuidar da sua mãe é colocar uma acção de Interdição/Inabilitação no Tribunal competente.
Caso a “Venda Fantástica” aconteça antes… irá interpor uma acção a dizer que a mãe na altura da venda estava incapacitada (pode ser só para gastar dinheiro, pk podem perder a acção mas também não perdem nada em tentar), hoje em dia existe o apoio judiciário, onde poderão ter isenção de taxa de justiça bem como nomeação e pagamento de defensor oficioso…
É necessário ter bastante cuidado. Esclarecida Joana?

Ystérica
Retrato de Ystérica
Offline
Desde: 09.12.2008
Ella

Os teus comentários costumam ser bons mas esse foi péssimo...
As madres Teresas já se contam pelos dedos... e acho que nao ha ninguem que goste de fazer o bem sem receber uma gratificação em troca.

Imagina te na seguinte situação:
2 irmaos.
Um toma conta dos pais ate hora da morte
O outro apenas se apresenta no dia das partilhas...

nao será normal que o 1ºirmao queira tudo o que foi dos pais? Nao é uma casa ou um carro que substitui o amor dos nossos pais mas caramba, quem trabalha merece recompensa...seja essa pessoa quem for...sobrinho, vizinho, etc...que ama, quem cuida, quem protege deve no final receber a recompensa... e isso nao significa trocar amor por dinheiro...chama-se justiça!

Isa Bastos

ella
Retrato de ella
Offline
Desde: 14.08.2007
Acho que estamos aqui para ajudar, mas sem prejudicar ninguem

Ysterica:
Feliz ou infelizmente eu sou humana, posso cometer erros nos meus comentarios e nos meus julgamentos. Mas cada tem a sua forma de ver a vida.

Eu nunca na vida pensei em ajudar alguem de forma nenhuma esperando uma recompensa, nem sequer um obrigado. Sinto prazer em ajudar com aquilo que posso, ser util faz-me feliz.

Não quero que as pessoas todas pensem como eu, sei que há pessoas diferentes e há formas diferentes de ajudar.

Eu não acho que o senhor tenha que abdicar da sua vida e dedicar-se a prestar ajuda, nada disso!
Mas tbm não acho certo ajudar alguem contando com aquilo que a pessoa tem, se a senhora nao tivesse o que seria dela??? ia parar a um lar...

Desculpa se feri com a minha opinião mas eu vejo assim.
Quem souber como ajudar o senhor(que voces não conhecem de lado nenhum) a encontrar uma forma de tirar a "herança" da filha da senhora de 74 anos, faça o favor de ajudar!

Não sou eu que faço a justiça, mas sei que neste mundo existem "bons" e "maus" advogados!!!

Acho que estamos aqui para ajudar alguem, mas sem prejudicar ninguem!

p.s: só para evitar qualquer tipo de confusão com o senhor em causa tinha deixado de comentar esse topico!

Ystérica
Retrato de Ystérica
Offline
Desde: 09.12.2008
Lá porque ele deixou de comentar...

nao significa que o tema nao possa continuar a ser debatido.

Infelizmente sinto isso na pele todos os dias. O meu irmao abandonou os meus pais...foi o pior desgosto da vida deles porque os meus pais fizeram TUDO por ele...talvez mais por ele do que por mim mas longe de mim algum dia lhes virar as costas...e ate decidi morar com eles para que eles nao fiquem malucos com tanta mudança na vida deles.

No entanto, nao sou hipócrita, espero um dia receber uma recompensa pelo meu empenho pela minha dedicaçao...por ser uma filha exemplar...espero que os meus pais saibam reconher quem esteve e quem estará sempre do lado deles.

Espero no final que nao seja o meu irmao a levar o patrimonio dos meus pais e eu o obrigada. nao sou hipocrita. Amo os meus pais mais que a minha vida, nao estou com eles por interesse porque para isso nem estava uma vez que um dia que eles morram eu tenho direito na mesma...

Mas a receber quero merecer aquilo que os meus pais um dia me deixarao...ja o meu irmao...nao merecia porque ele foi uma desilusao para eles...

Isa Bastos

PatyF
Retrato de PatyF
Offline
Desde: 04.09.2009
Meu Deus..

Há comentários aqui, k valha-me Deus!!Tb é a minha opinião é claro...
Ao sr antonio ´só tenho a dar-lhe os parabéns, pois hoje em dia, é mt raro encontrar pessoas assim..
Sim, porque vejo muitos filhos k não tÊm k mudar de cidade e mesmo assim não tomam conta dos pais e muitos "velhotes" andam aí ao "Deus dará"..e atenção, não estou a julgar ngm, pk eu não sou melhor k ngm..e não posso falar pk graças a Deus, tanto os meus avós como os meus pais vivem independentes..
Agora um sobrinho, ter de mudar de cidade para tomar conta da tia, é algo realmente raro e na minha opinião louvavel..
Agora realmente teria mt piada e seria realmente justo, o sr mudar de cidade com a familia toda, tomar conta da tia, k realmente não é nada fácil, (já ví pessoas apanharem grandes depressões e ficarem praticamente sem vida ´própria por cuidarem dos pais ou sogros) e um dia k a sr morra, a filha (k pelo k o sr diz é uma pessoa mt "humana" vir herdar o k a mãe tem..
E a filha já mostrou bem o tipo de pessoa k é, roubando a própria mãe, pelo amor de Deus..este mundo está cada vez pior!!!
E sim, tb não sabemos se a historia é realmente assim..mas axo k tds damos as nossas opiniões, partindo do principio k a pessoa está a contar a história como ela é, se não, não faria sentido sequer comentar..

ella
Retrato de ella
Offline
Desde: 14.08.2007
Ysterica:Olha acho que ser

Ysterica:

Olha acho que ser pai ou mãe as vezes é muito dificil. Acredita que os teus pais estão conscientes daquilo que fazes por eles.
Mas um dia quando tiveres filhos tambem vais perceber que não importa o que eles façam vais ama-los incondicionalmente, e vais perdoa-los, porque nenhuma magoa é maior que o amor de mãe.
São teus nao importam como sejam para o resto do mundo, e sentiras que só tu tens direito de julga-los, podes queixar-te deles mas não quer dizer que os detestes.

Eu tive internada em lisboa e conheci uma senhora no hospital abandonada, muito maltratada até piolhos tinha, tornamo-nos amigas e ela começou a chamar-me de neta. Ela chorava abraçada a mim e queixava-se mto da familia, mas ao mesmo tempo tentava desculpar a filha por não a vir visitar nunca.
E eu pensei "como é que alguem com familia pode chegar num estado destes?"
Qdo sai ligava sempre p ela, a minha maior felicidade foi ouvi-a dizer que ia passar um fim de semana com a filha. Eu conseguia sentir na voz dela que ela não cabia em si de tanta alegria.
Percebi que não há nada que pudesse ser feito para substituir o vazio e tristeza que tinha da filha.
Mas no momento que ela precisou ao menos teve uma amiga, sei que ela não esqueceu, porque eu tbm não me esqueci dela!

p.s: não basta a senhora estar a ser roubada pela filha ainda tem que passar por esse luta dos seus pertences??? "Tirar proveito da desgraça dos outros?" Há que dar um pouco de dignidade a velhice alheia!
Caso contrario temos que ver se acumulamos mais pertences para ter mais pessoas a quererem ficar conosco

Ystérica
Retrato de Ystérica
Offline
Desde: 09.12.2008
Tudo o que referiste...

não é novidade para mim...

Isa Bastos

DMRS
Retrato de DMRS
Offline
Desde: 24.08.2009
:S

infelzmnte todos caminhamos para o mesmo e a unica coisa que podemos fazer é ajudar os que nos antecedem e tentar educar os nossos filhos para serem humanos.

mas... hoje em dia, a meu ver, somos muito moldados pla evoluçao da sociedade.
sim é bom a evoluçao m basta ir-ms de uma cidade p uma terrinha
a tempos fui a lx e tava um senhor idoso que caiu no chao.. mtas pessoas a passar por ele ng o ajudou, nos fomos ajuda.lo a levantar e o senhor qd nos viu achou q o iamos assaltar (tavamos numa visita de estudo e tinha.ms todos 15/16 ans) e dps ficou incredulo qd so o ajudamos

na minha terrinha (q eu gst tanto) se alguem ve um idoso caido vai.s logo ajudar e ng fica cm medo de nos por lhes estar.ms a tocar...

é o preço que se paga pla evoluçao "cada um por si"

de qlqlr forma é louvavel essa atitude! tb temos casos desses na familia (avos do meu home) e o que aconteceu foi q a maioria dos irmaos cedeu a sua parte p quem tomou conta da avo del (m tb houve quem la fosse buscar o que era seu e ainda quissesse mais!!)

situaçoes..

d qlqr das formas cm ja dito p tudo o mlhr mm é ir a um advogado. ng mlhr p ns indicar o que fazer

PatyF
Retrato de PatyF
Offline
Desde: 04.09.2009
infelizmente tens razão diana

é triste mas é a realidade..eu própria já não confio tanto nas pessoas..estou sp a ver qnd me vão magoar ou passar a perna...

antoniolopes
Retrato de antoniolopes
Offline
Desde: 01.10.2009
Obrigado a todos

Amigos, desde já o meu obrigado a todos que me tentaram ajudar,....e de certa forma explanaram os meus horizontes em relação a esta matéria,....de facto ninguém obriga a que acreditem nas intenções que tenho em ajudar e olhar pla minha tia,...eu tenho 41 anos e durante practicamente toda a minha vida tenho tentado ser o mais justo possivel e reger-me por ideais e ideias que tragam o bem estar pros meus sem prejudicar ninguém ( plo menos intencionalmente )quem quiser comprovar parte do que digo basta visitar a minha pagina do hi5 e verá uma parte de alguns comentários de amigos, conhecidos , e outros quem nem tanto mas que de alguma forma tentei ajudar da melhor forma que sei e posso ( http://20081968.hi5.com ), tenho uma máxima ( sê sempre tu mesmo, diz sempre o que pensas, faz sempre o melhor que possas , não prejudiques pra não seres prejudicado , aqueles que interessam não se importam, aqueles que se importam não interessam ), por isso como ja aqui fiz referencia a minha tia não tem casa própria, tem apenas o recheio da casa, algum ouro ( plo que sei 2 fios, 1 pulseira e alguns anéis ) e algum dinheiro no banco, quanto é que resta não sei e tb não estou muito interessado em saber pois o que tiver será principalmente pras suas necessidades, agora o que não acho justo é eu pra tomar conta dela ( que espero que seja por muitos anos ainda ), ela tem 74 anos, deixar a minha casadesfazer-me das minhas coisas, e arriscar a que amanhã quando ela falecer a filha que não se importa que a mãe esteja mal, doente , ou passe alguma necessidade seja ela qual for , venha mais tarde deixar-me sem nada,...não vejo interesse aqui em nada, o que noto e que existem de facto pessoas mal intencionadas e com as ideias bem definidas nestas matérias para opinar da forma que o fazem ( talvez quiça já com experiencia ),....não quero de forma alguma ferir susceptibilidades a falar( escrever desta forma ) mas deixa-me realmente triste quando alguem se digna a ajudar um outro ser humano aparecer alguem que possivelmente na vida, no dia a dia nada faz pra ajudar o próximo , opinar de forma maldosa sobre os outros,....e das suas más intenções quando não conhecem o outro,..pra terminar deixem que refira o seguinte e não faço publicidade das minhas acções, mas sou voluntário no banco alimentar contra a fome do porto, e faço ao final de semana distribuição de alimentos tb como voluntario para uma associação humanitária de aguas santas - maia,...o meu dia começa ás 6h30 da manhã e chego a casa as 21h,..ainda tenho tempo pro meu filho , a minha mulher e filha (enteada), e de ler uma historia que vai sempre ficando a meio para terminar no dia seguinte ao meu filho, deito a cabeça na almofada perto da meia-noite, 1hora e ao sabado tb execpto o domingo esse é por inteiro pra familia,...por isso fico deveras triste e é por isso que este país cada vez esta pior , pois as pessoas afastam-se de ser ser humanas todos os dias e apenas se lembram que é na natal 1 vez por ano,..sinceramente tenho pena dessas pessoas e da amargura por que passam na vida,..sem mais desculpem o meu desabafo,.... António lopes

DMRS
Retrato de DMRS
Offline
Desde: 24.08.2009
antonio lopes

uma coisa q podia fazer em prol de n ter q se mudar (nem mudar a vida do seus filhos que - por experiencia propria - sei q pode ser traumatico) e pk n a sua tia ir morar cnsigo?

assim ja n haveriam tantas duvidas qto a sua vontade de ajudar e nem a filha dela teria tanto acesso a se aproveitar dela.

opiniao.

Catarina Neves
Retrato de Catarina Neves
Offline
Desde: 06.05.2008
Olá António ;)

Há quase 15 anos, fomos "resgatar" uma tia e a filha (deficiente). Viviam na casinha delas mas, os sobrinhos (vizinhos) começaram a infernizar-lhe a vida, ao ponto de a ameaçarem com agressões. Daí para cá, a tia que eu só via duas ou três vezes por ano, passou a ser parte do nosso dia-a-dia.

A minha prima morreu há 4 anos e a minha tia está acamada há 3. Continua connosco e, as poucas economias que tinha, esfumaram-se há muito tempo (nos tratamentos, medicação e tudo quanto ela precisa).

Tudo isto para te dizer que... é um acto de grande coragem, se decidires mudar a tua vida em função da tua tia. Além disso TENS TODO O DIREITO de querer perceber como funcionarão as coisas, no que diz respeito aos bens dela. Por isso, consulta um advogado, faz um inventário e fotografa tudo o que ela tiver.

Para quem fala de amor incondicional por um filho, só tenho a dizer que amor incondicional não significa BURRICE/CEGUEIRA incondicional. Um pai pode não deixar de amar o seu filho, mas daí a presenteá-lo pelas asneiras, vai um grande passo.

Pensa bem em tudo o que está em causa porque, eventualmente, poderiam começar por alternar a permanência entre norte e sul. Se calhar até lhe faria bem mudar de ares Piscar o olho

Boa sorte e felicidades Piscar o olho

Opções de visualização dos comentários

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.