Dúvidas Jurídicas | Page 5 | A Nossa Vida
245 entradas / 0 new
Última entrada
Retrato de alecardoso
Qui, 07/07/2011 - 10:46
alecardoso:
Membro desde: 07.07.2011

ola eu tive um caidente de trabalho em janeiro fiz um entorce num pe embora trabalhe num hospital IPO lisboa fui logo ser tratada pelo seguro fui a cuf belem a qual me atendeu o medico e tirou Rx que secundo ele estria bem normal e me mandou para casa com incapacidade a 100% com 2 moletas mandou por gelo peem repouso e um medicamento estive assim 1mes e meio e o meu pe piorou comesei a ter dores constantes a inchar mt nao consegui pousa lo no chao etc. fui a ele e com 2 meses de lesao me tirou um moleta a disse que eu nao tinha nada e me emndou para fisiatria a fisiatra pediu uma eco pois sabia que eu terias uma inflamaçao no pe nos tendoes ele se negou a faze la relutnte consegui convencelo a fazer a eco que ja com 2 meses acusara de um lado so do pe uma tenissovite e uma bolça de liquido de 14 mm ele virou para esse resultado e disse que nao era nada e mais fisioterapias nasse mesmo dia fui de urgencia para o hospital garcia horta onde detectaram uma contusao no tornozelo. levei a ele o exame e relatorio e ele o doutor disse mais uma vea isso noa è nada! mais fisoterapia dentre tanto o pe so piorava comesei a ficar sem poder mexer 2 dedos fiz 56 sessoes de fisioterapia e so agravou mais resutado ele me deu alta pata trabalhar com 30% quando me apresentei miha chefe nao me aceitou no serviço mandou me para o nosso servisso de saude one fui vista pelo sr. drt clinico que pediu me de imedia to o nome do medico em causa e bufava ele viu todos os exames que dentre tanto fiz por minha conta. e me madou devolta pata ele com auma incapacidade de 100% outravez la fiu sendo quendo cheguei la ele nae, me obcervou como sempre estava mt mt aflito e pediu para marcar com muit muit aurgencia uma junta medica que meu caso era muito urgente e qui estou aquardando esse dia que seria dia 10 de agosto e passoua seer 13 de julho pra semana . qeuria saber o que conciste uma junta medica e como e feita a contagewm para indeminizaçao dando em conta que perdi qualidade de vida que teho 36 anos saou casada tenho 3 filhos um deles bebe de 1 ano. queria saber o que terei direito por lei. obrigada

Retrato de NikaBoob
Seg, 11/07/2011 - 08:55
NikaBoob:
Membro desde: 11.07.2011

Bom dia..
eu queria tirar uma duvida..eu comprei um ciclomotor no ano passado. assim que o estacionei, i fui a casa deixar a papelada para depois ir a concervatoria mudar de nome, tentaram-me rouba-la..ou seja, quando vim para a mota deparei-me com aquilo quase destruido pela tentativa frustrada de roubo..levei-a logo a um mecanico de motos amigo, pensava eu..Disse-lh o que aconteceu i que, como o arranjo ia demorar, dito por ele, que so poderia vir levantar a moto este ano..pois me iria ausentar..como o conhecia, nao pedi papel nhum, nem nada.ou seja, ficou com a moto i as chaves na mao..acontece que agora fui para ir buscar a minha moto i por i simplesmente ele vendeu-a para peças.. diz que nao tinha que ficar ali com a moto tanto tempo, bla, bla..como nao tenho nhum comprovativo em como la deixei a moto, poço fazer alguma coisa, juducialmente?!?..Cump..

Retrato de TixiTa27
Seg, 11/07/2011 - 19:14
TixiTa27:
Membro desde: 04.05.2011

Olá Sara espero que me possa ajudar numa questão, então é assim o meu namorado em salário penhorado por ter sido fiador de um emprestimo para a compra de um carro, como o comprador deixou depagar e nunca avisou o meu namorado, acabaram por lhe penhorar o salário, o valor em divida era de 10.156,33€ que com os juros e tal ficou tudo nos 11.171,96€. A minha questão é que na carta do tribunal diz que este valor final é "a penhora destina-se ao pagamento da quantia exequenda, acrescida de juros e despesas prováveis que calculada provisoriamente se fixa em 11.171,96€". A minha questão é a penhora tem sido efectuado normalmente, 1/3 do salário há já quase um ano, mas o valor que vamos pagar são os 11 mil euros ou podem lembrar-se e cobrar mais? Como faço pra saber o valor total?

Se me puder ajudar fico eternamente agradecida Smile

Retrato de didel
Seg, 18/07/2011 - 22:55
didel:
Membro desde: 18.07.2011

Boa noite doutora sara...desde ja agradeço a sua ajuda a todas as pessoas, que tal como eu, teem algumas duvidas juridicas... neste momento tenho uma grande duvida... o meu namorado, quando se divorciou da mulher, o poder paternal ficou partilhado e ela ficou com os meninos. o que aconteçe neste momento é que o filho quer vir morar com o pai, e a mãe aceitou que ele viesse, mas nos queremos fazer a alteração do poder paternal para que fique registado em tribunal. o que teremos de fazer? visto ser mutuo acordo que o menino venha pa ca morar basta fazer ambos um requerimento ao tribunal pa alteração?obrigada desde já pela sua atenção

Retrato de AnaPimpas
Sex, 22/07/2011 - 13:57
AnaPimpas:
Membro desde: 04.02.2010

Boa tarde

Em primeiro lugar queria agradecer a sua disponibilidade para nos ajudar.

A minha questão é a seguinte:
os meus pais tinham duas casa. Quando casei fui morar para uma delas. Entretanto a minha mãe faleceu mas não houve partilhas. Nas finanças esta em comum: do meu pai do meu irmão e meu.

A minha questao concreta é a seguinte, se um dia eu me divorciar do meu marido e a situação da casa se manter (ou seja sem haver partilhas) o meu marido tem direito a exigir a parte dele na casa?
Não sei se me fiz entender...

Desde já muito obrigada pela atenção.

Retrato de Syll
Sex, 22/07/2011 - 19:00
Syll:
Membro desde: 26.04.2010

AnaPimpas wrote: Boa tarde

Em primeiro lugar queria agradecer a sua disponibilidade para nos ajudar.

A minha questão é a seguinte:
os meus pais tinham duas casa. Quando casei fui morar para uma delas. Entretanto a minha mãe faleceu mas não houve partilhas. Nas finanças esta em comum: do meu pai do meu irmão e meu.

A minha questao concreta é a seguinte, se um dia eu me divorciar do meu marido e a situação da casa se manter (ou seja sem haver partilhas) o meu marido tem direito a exigir a parte dele na casa?
Não sei se me fiz entender...

Desde já muito obrigada pela atenção.

Não sou advogada, mas se te casaste em regime de bens adquiridos, as heranças nunca são partilhadas em caso de divórcio. Só se partilha aquilo que se adquire depois do casamento, e as heranças e doações não são consideradas aquisições.

edit: grande gaffe que aqui tinha^^

Retrato de SílviaCr
Ter, 26/07/2011 - 11:03
SílviaCr:
Membro desde: 18.10.2007

Bom dia Dra. Sara
Tenho uma questão ao nivel do direito laboral, que se me pudesse ajudar agradecia... então cá vai:
Estou no meu 3.º contract de trabalho a termo certo, que teve inicio a 1 de Junho de 2011 e que termina a 30 de Abril de 2012 - 11 meses (todos os contractos foram de 11 meses)...

Estou a pensar rescindir o contracto no proximo mês de agosto, dando o dito "mês" de aviso prévio, pois só sairia em Setembro.

De férias deste contracto só gozei 4 dias (já me pagaram 11 dias do subsideo de férias), dos outros gozei tudo!!!

Diga-me uma coisa, se faz favor, que direitos terei?
O dito mês de caução é o correcto ou é mais ou menos tempo de aviso prévio?

Agradeço a sua resposta
Atentamente
Sílvia

silvia-casamento@hotmail.com.com

Retrato de elf3
Sex, 29/07/2011 - 11:07
elf3:
Membro desde: 08.02.2011

Olá Dra Sara.
Preciso de ajuda para redigir uma carta para pedir à minha entidade patronal que me dê horário flexivel.
Será k me pode ajudar a fazê-lo. É k parece k me faltam alguns termos e palavras e não me sai nada de jeito.
Se me pudesse ajudar eu agradecia.
Bjinhos e obrigado.

Retrato de elf3
Sex, 29/07/2011 - 11:07
elf3:
Membro desde: 08.02.2011

Olá Dra Sara.
Preciso de ajuda para redigir uma carta para pedir à minha entidade patronal que me dê horário flexivel.
Será k me pode ajudar a fazê-lo. É k parece k me faltam alguns termos e palavras e não me sai nada de jeito.
Se me pudesse ajudar eu agradecia.
Bjinhos e obrigado.

Retrato de saraarg
Seg, 08/08/2011 - 10:50
saraarg:
Membro desde: 12.10.2008
elf3 wrote:

Olá Dra Sara.
Preciso de ajuda para redigir uma carta para pedir à minha entidade patronal que me dê horário flexivel.
Será k me pode ajudar a fazê-lo. É k parece k me faltam alguns termos e palavras e não me sai nada de jeito.
Se me pudesse ajudar eu agradecia.
Bjinhos e obrigado.

Boa tarde,

Horário Flexível?

Não sei se a entidade patronal vai aceitar. De qualquer modo, nada perde em tentar Wink

Para uma carta, deve identificar a entidade patronal e colocar o assunto. Depois colocar o que pretende (especificar que tipo de horário pretende) e justificar - argumentos que justificam tal pedido.

Boa sorte Wink