casamento ou profissao? (opiniões pf)

7 respostas [Última]
RoSa20
Retrato de RoSa20
Offline
Desde: 26.11.2012

Bom dia,

Venho aqui pedir opiniões sinceras... tive um namoro à distância (eu em portugal e ele na França), com amor superamos isto e eu vim ter com ele e decidimos casar este ano .Amo-o muito mas também me reforcei muito para acabar o meu curso (sou educadora de infância), vim para cá mal terminei o curso com esperança de um vida melhor. Contudo, é difícil uma escola ou creche aceitar me visto não ter tirado cá o curso, não é impossivel mas... enfim. As minhas amigas em portugal conseguiram ja arranjar trabalho em creches, sei que não são coisas para a vida, mas estao realizadas a este nível. Eu ainda nao arranjei trabalho certo, so umas horas nas limpezas e passo o dia em casa. Sinto me triste.
O meu namorado fica triste com a situação e disse me que eu tenho que saber o que quero, que tenho que "escolher", ficar aqui com ele ou voltar e tentar a sorte lá. Mas eu não consigo escolher uma coisa destas, é angustiante. O que fariam?
Obrigada e desculpem o testamento.

Bemzinho
Retrato de Bemzinho
Offline
Desde: 05.06.2012
RoSa20 talvez o facto de não

RoSa20 talvez o facto de não conseguir emprego se deva também ao facto de não ter experiência como educadora de infância.
Percebo que está dividida e é complicado manter as coisas à distância, pondere bem o que quer fazer.
Porque não tenta um emprego numa creche, mas por exemplo como auxiliar, sei que não foi para isso que estudou, mas assim vai tendo experiência em trabalhar com crianças e talvez mais tarde surja a oportunidade de passar para educadora de infância, além disso pode sempre continuar a tentar arranjar emprego noutro lado naquilo que realmente pretende.

RoSa20
Retrato de RoSa20
Offline
Desde: 26.11.2012
Agradeço a atenção.

Muito obrigada pela resposta.
Aqui na França o sistema de ensino é diferente. E embora eu tenha habilitações para trabalhar aqui eles ficam sempre desconfiados. Preferem pessoal que tenham estudado cá. Não me importava nada de trabalhar como auxiliar, mas ate para isso preferem pessoas que estudaram cá entende?
Estou bastante em baixo. Não me importo de trabalhar no que houver, mesmo em limpezas, mas sinto me desmotivada. Confuso

Bemzinho
Retrato de Bemzinho
Offline
Desde: 05.06.2012
Eu percebo nos filmes é tudo

Eu percebo nos filmes é tudo muito bonito o amor supera tudo, tipo o amor e uma cabana, mas a realidade é muito diferente.
Sem trabalho chega a um ponto que começa a ser complicado, é como diz o ditado em "casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão".
Prepare-se porque não será fácil, já se imaginou a trabalhar por exemplo nas limpezas? Como se sentirá daqui a uns meses?
Se não conseguir ser "feliz", vai se tornar numa pessoa amargurada e de certeza que o seu namorado também não vai ser feliz, por isso é que eu lhe disse para ponderar bem, as decisões nem sempre são fáceis de se tomar, mas têm de ser tomadas só por si.
Porque não tenta tirar algum curso em França, talvez depois seja mais fácil conseguir um emprego, se não resultar então decida o que vai fazer a seguir.

csofia_
Retrato de csofia_
Offline
Desde: 19.12.2012
.

Bem há algumas opções, mas não sei ao certo se são todas viáveis..

1- Tirar um mestrado na sua area no país em que quiserem fazer vida, França ou outro país.
Mestrado / pos-formação / estágio, não sei ao certo o que teria mais credibilidade.

2- O seu namorado aceitar vir para Portugal para vocês dois tentarem estar realizados profissionalmente, em vez de apenas um.

3- Emigrarem para outro país que tenha melhores oportunidades para os dois.

Acho que a solução passa por continuarem juntos mas tentarem ter os dois uma vida profissional. Sempre achei injusto num casal quando um avança na vida profissional e o outro fica estagnado, mas é uma situação que têm de analisar em conjunto.

RoSa20
Retrato de RoSa20
Offline
Desde: 26.11.2012
Bemzinho

Obrigada!
Ele trabalha e ganha bem, e por enquanto dá para todas as despesas. A nossa casa também é pequena.
Sim ja me imaginei nas limpezas, alias já fiz algumas aqui e não, não me imagino. Nao sou preguiçosa nem nada disso, simplesmente não é algo que me motive (acho que não é para ninguém). Eu fiz 24 anos à pouco tempo e toda a minha vida foi passada em escolas (estagios), computadores, trabalhos, e "puxar" pela cabeça. Obvio que limpava a minha casa e fazia as lidas da casa mas nunca o fiz como trabalho.
Ja pensei em tirar outro curso, tenho pensado nisso mas nada em concreto. Ainda por cima a minha mãe esta me sempre a dizer para procurar trabalho na área. Ela pressiona mas não diz por mal, ela investiu muito em mim, pagou me a licenciatura e um mestrado. Eu compreendo-a! Confuso

RoSa20
Retrato de RoSa20
Offline
Desde: 26.11.2012
csofia

Obrigada pela sua opiniao. Eu ja tenho um mestrado, tirei em Portugal e aqui a níveis da minha area nem sequer tiram mestrado, pelo que me disseram. Educadoras de infância aqui tiram o curso numa escola especializada para tal. O curso é 3 anos aqui, e nisso tenho que ser sincera, eu estive 5 anos a tirar o meu curso em Portugal (licenciatura e mestrado),tirar mais 3 anos?
O meu namorado não quer voltar para Portugal! Ele ganha bem aqui, e ele não acabou o curso dele porque preferiu vir trabalhar. Jamais voltaria para la.
Ir para outro país? Não me parece. Eu amo o meu namorado, mas como toda a gente ele tem defeitos e acho que ele é uma pessoa motivada e empenhada mas que não arrisca muito. Ele veio para aqui porque os pais dele estão cá. E foi o pai que lhe arranjou emprego, que agora é fixo.
Mais tarde eu posso concorrer para dar aulas de português em Paris, mas ele não quer ir para la. Talvez ele pareca egoista, mas de certo modo eu entendo, o trabalho dele é fixo aqui.
Ando realmente em baixo e triste, para alem de estar todo dia sozinha em casa, sinto muito falta da família tambem. Nada ajuda Triste

csofia_
Retrato de csofia_
Offline
Desde: 19.12.2012
.

Pois, eu entendo, é muito complicado, pessoalmente já perdi a conta a amigas que disseram que ainda bem que não abandonaram a vida profissional mesmo quando a vida sentimental o pedia, e hoje dão graças a Deus por isso, porque ninguém sabe o que vai acontecer daqui a 10 ou 20 anos. O problema é q retomar a vida profissional não é a mesma coisa aos 25 e aos 40 anos, porque são muitos anos de experiência, é muita coisa.
Sinceramente não conheço nada da realidade francesa, mas acho que ha algumas meninas aqui no forum que estão na frança e talvez saberão ou terão passado pelo mesmo ainda que com outros cursos.

ps: Rosa fui fazer uma pesquisa ao google e encontrei este site sobre reconhecimento de diplomas http://europa.eu/youreurope/citizens/education/uni...

"Após uma licenciatura na Alemanha, Kathrin decidiu prosseguir os estudos no estrangeiro. Optou por fazer uma pós-graduação em França, mas as autoridades francesas não reconheceram a sua licenciatura e exigiram-lhe um certificado comprovativo das suas habilitações académicas emitido por uma universidade francesa. Após uma série de diligências junto da universidade francesa, conseguiu que a sua licenciatura fosse equiparada à «licence» francesa, que se obtém após apenas três anos de estudos universitários e que Kathrin considera de nível bastante inferior à licenciatura que tirou na Alemanha. Teve, no entanto, de fazer mais dois anos de licenciatura no sistema francês antes de poder candidatar-se à pós-graduação pretendida."

Espero que ajude!

Opções de visualização dos comentários

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.

Tópicos relacionados

Eu sou gerente de uma cadeia de restaurantes multinacional e estou apaixonada pela Higiene e segurança no trabalho e gostaria de saber se o curso é...
Sou "casada" com alguém mais velho que eu, de 35 anos e eu 21 anos, estamos juntos a quase 3 anos, temos uma filha de 1 ano e um mês. De uns tempos...
Estou indecisa...tiro um cet em contabilidade ou o curso de assistente que dura 6meses mais ou menos? Qual abrira mais caminhos para o futuro?
Um seguro para a casa é essencial, e no caso de terem feito um empréstimo bancário para comprar a casa, um seguro associado à mesma é obrigatório....
bom dia gostaria de poder desabafar um pouco,sinto me triste porque não é como queremos mas.......... bem eu sou uma rapariga com 30 anos e já com...
...