Cansada do meu gato

Retrato de CCO
30.10.2016 | 21:23
CCO:
Membro desde: 19.11.2009

Estou a começar a ficar farta do meu gato.

Ele só é simpático quando quer comida nos primeiros 2min. Se não lhe der comida começa a correr a casa, a arranhar cortinados e a saltar. Ja tentei evitar dar nesta fase para que não associe a confusao a comida, mas não serviu de nada.

Coloquei unhas de silicone que duram 2 dias, ele tira.

Come e estraga toda a aminha roupa. Já perdi a conta das peças de roupa que me estragou e o pior é que parece escolher as que mais gosto.

Estraga oa fios de carregadores.

Passo a vida a gastar imenso dinheiro para repor todos oa estragos, tentar evitar outros, fora o que gasto com higiene ,comida e saude ( mas isto nem me importo visto ter contado com quando o tive, tal como o pêlo que me obriga a aspirar o chao todos os dias).

Tou farta disto. Ja nao tenho ideias para evitar que me estrague a roupa visto que fica a secar onde ele dorme e se mudo o lugar para dormir ele come e estraga esse lugar (estraga os sofa e almofadas, mantos e cortinados).

Tudo o que é textil tem os dias contados.

Bem, era só para o desabafo com alguém que não me julgue por criticar o animal... afinal nao vou abandona-lo mas ele consegue deixar-me bem triste.


Retrato de Scarlett_Rose
Dom, 30/10/2016 - 23:35
Scarlett_Rose:
Membro desde: 09.12.2011

Olá.

Percebo a frustração. A verdade é que quem não está acostumado a ter animais dentro de casa por vezes não está a contar com o que vai descobrir... Os gatos arranham tudo, correm por todo o lado, andam por cima dos móveis. Os cães roem tudo, ladram o tempo todo, têm "acidentes" dentro de casa... São assim mesmo, principalmente quando são jovens. Se o seu gato ainda for novinho pode ter esperança, eles acalmam muito quando crescem. Tive um desses, um terror quando era novo, agora tem 5 anos e passa o dia a dormir e a comer. Smile

Não há volta a dar, se nos comprometemos a ter um animal temos de planear as coisas à volta deles e proteger as nossas coisas do seu alcance, principalmente com gatos, que chegam a todo o lado. Tente arranjar maneira de pôr a roupa a secar numa divisão a que ele não tenha acesso, e guarde sempre os carregadores e outros fios quando não estiverem a ser utilizados (já perdi a conta aos carregadores e fones que tive de substituir, mas pronto, a culpa também foi minha que os deixei à mão de semear... :D). E, se puder, compre-lhe brinquedos para ele roer e perseguir, ajudam a gastar energia, ou aquelas torres de corda para ele arranhar.

Boa sorte, e muita paciência! Smile

Retrato de CCO
Seg, 31/10/2016 - 07:49
CCO:
Membro desde: 19.11.2009
Scarlett_Rose wrote:

Olá.

Percebo a frustração. A verdade é que quem não está acostumado a ter animais dentro de casa por vezes não está a contar com o que vai descobrir... Os gatos arranham tudo, correm por todo o lado, andam por cima dos móveis. Os cães roem tudo, ladram o tempo todo, têm "acidentes" dentro de casa... São assim mesmo, principalmente quando são jovens. Se o seu gato ainda for novinho pode ter esperança, eles acalmam muito quando crescem. Tive um desses, um terror quando era novo, agora tem 5 anos e passa o dia a dormir e a comer. Smile

Não há volta a dar, se nos comprometemos a ter um animal temos de planear as coisas à volta deles e proteger as nossas coisas do seu alcance, principalmente com gatos, que chegam a todo o lado. Tente arranjar maneira de pôr a roupa a secar numa divisão a que ele não tenha acesso, e guarde sempre os carregadores e outros fios quando não estiverem a ser utilizados (já perdi a conta aos carregadores e fones que tive de substituir, mas pronto, a culpa também foi minha que os deixei à mão de semear... :D). E, se puder, compre-lhe brinquedos para ele roer e perseguir, ajudam a gastar energia, ou aquelas torres de corda para ele arranhar.

Boa sorte, e muita paciência! :)

Olá!
Agradeço a resposta
É respirar fundo e andar para a frente.
Smile
Uma boa semana para si!

Retrato de Luizinha
Ter, 01/11/2016 - 23:46
Luizinha:
Membro desde: 14.09.2009

Revejo-me no seu post...
Tive a minha Teca por 12 anos faleceu de velhice. O único problema que me deu foram 2 roidelas nos fios de telefone (por serem finos gostou de os trincar). De resto mais nada...

Como adoro gatos e precisava de mais uma mimalha andei a pesquisar no Olx e encontrei na altura uma de 2 meses que foi desmamada abruptamente pk a mãe era vadia e foi encontrada com o irmão na lixeira. Ora bem quem os resgatou disse-me que era meiguinha - tudo o que eu queria!
Pois fui enganada. A Daisy é uma terrorista Grin no primeiro dia bufou, descobriu os cantos da casa, empoleirou-se nas cortinas e fazia corridas no sofá. Quem ma deu prometeu contacto cmg o que é certo é que penso que so tinha aquele nr de telemovel para o efeito e foi desativado.
Gosto muito da Daisy, pk é uma gata com personalidade. Dona do seu nariz. Não faz fretes. Morde quando não tá satisfeita. Dame cabo dos sapatos. Mete-se em sarilhos com os cães. Só quer passear de noite na rua até à 1h da manhã e descansa o dia todo. Só come Friskies e comida de marca pk se for da marca Continente ou Lidl simplesmente não come. Ou seja, vida a vida dela. Teve uma ninhada de 5 flhotes todos castiços e nessa fase nem parecia ela: muito calma e sempre deixou-nos pegar nas crias. Pensei no inicio que ela iria ser brava mas não.
Disseram-me que castrando ficaria mais calma mas acho que ficou por pois revoltou-se muito com a cirurgia!
Já está connosco à 3 anos. Contudo já se habituou a nós e nós a ela. É a Rainha cá de casa. Tem as suas mantinhas, as coisinhas dela mas dá cabo das nossas. Nas horas de refeiçoes tem de ser fechada na lavandaria pois tem a lata de subir nas mesas para se manter a par do que estamos a comer. Que cheirinhas. Não é gata de fazer companhia mas notei grande diferença de uma para a outra Wink

Retrato de Mama do Martim
Qua, 02/11/2016 - 14:31
Mama do Martim:
Membro desde: 29.03.2010

Tenho um gato laranja castrado com 13 anos... Nunca me estragou nada, até nascer o meu primeiro filho, aí descobri a faceta roedora e comedora de chupetas... chega ao ponto de roubar a chupeta da boca dos bebés(já o fez aos meus filhos, ao meu sobrinho a filhos de amigas) se tiver presa no prende chuchas ele fica lá ao lado do bebé todo entretido a roer, cheguei a gastar 50€ por mês em chupetas...
Tirando é um gato muito meiguinho e fofinho mas mal vê uma chupeta e lá vai ele...

O seu gato esta castrado? Normalmente quando são castrados ficam mais calmos e deixam de fazer tantas asneiras.

Retrato de O Gato Cookie
Qui, 29/12/2016 - 15:05
O Gato Cookie:
Membro desde: 29.12.2016

Foi castrado o teu gato? Faz diferença...

Retrato de cabsir
Sex, 30/12/2016 - 22:41
cabsir:
Membro desde: 30.12.2016

Tenho um gato com 7 meses e adoptei-o com 1 mês. Eu diria que tem mau feitio e o pior é não achar muita piada a mimos. Aliás, pelo bem das minhas mãos que estão todas mordidas, aprendi a dar-lhe espaço e a convivência tem sido mais pacífica qb.

Quem está pior é o cão que é mordido a torto e a direito, por mais que eu lhe ralhe para deixar o gato. Eles dão-se muito bem (aliás, acho que é com quem o gato se dá melhor cá em casa), não se largam mas de vez em quando lá está o pobre do cão a ganir.

Retrato de O Gato Cookie
Sex, 30/12/2016 - 22:52
O Gato Cookie:
Membro desde: 29.12.2016

Sim há gatos que não são sociáveis.

Depende também de quem os criou anteriormente, podem ter sido vítimas de agressão ou brincadeiras de crianças. O meu quando tenta afastar-me tem o cuidado de mordiscar apenas e de não ferrar os dentes feito besta. Nunca me atacou...

Retrato de cabsir
Sex, 30/12/2016 - 23:41
cabsir:
Membro desde: 30.12.2016

O meu gato nasceu em ambiente doméstico e os pais também são de casa. Quando veio era muito novinho, só dormia, até tinha que o acordar para comer e ir à areia mas à medida que foi crescendo foi ficando com este feitio.

Ele ataca mesmo. No dia em que pensei "chega!", tinha-o ao meu colo, nem lhe estava a fazer festas como habitualmente e do nada ferra-me duas dentadas valentes. Fiquei sem reacção na altura.

E a minha mãe tem as pernas todas feridas, coitada. De quando em vez, passa e atira-se às pernas.

Por enquanto ainda estou esperançado que quando for esterilizado possa acalmar este temperamento. Até lá, ele faz a vida dele e eu a minha.

Retrato de danielamcazevedo5
Ter, 31/01/2017 - 14:40
danielamcazevedo5:
Membro desde: 12.01.2016

Que idade tem o gato? Já foi castrado?

Tenho 2, um macho c/ cerca de 2.5 anos e uma menina c 1.5 anos. São completamente diferentes!!!! Ele é super independente, só recebe mimo quando ELE quer, arranha os sofas e a cama e é um traquinas (já estregou muita coisa), mas com o tempo foi acalmando. Ela é um amorzinho. Arranha só o arranhador, nunca reclama de nada e é muito muito meiguinha.

Eles tem personalidades muito diferentes, mas também ñ é vergonha nenhuma assumir que ñ estava preparada para ter um gato e que não quer mais. Contudo, ñ o deixe na rua. Tente encontrar alguém que procure um gatinho, ou uma associação que possa ajudar! Mas se ficar com ele e lhe der muito amor e miminho, melhor :):)

Retrato de TaniaSofiaOO
Sáb, 18/02/2017 - 13:23
TaniaSofiaOO:
Membro desde: 27.12.2011

Olá...
Já passei por isso mas com cães. São animais um pouco diferentes, os cães normalmente estragam quando estão a crescer os dentes e depois tendem a parar.
A mim estragaram cadeiras, comeram comandos da televisão, calçado, no início foi demais. Felizmente agora já estão bem mais calmos.
Uma pessoa tem de ter paciência Smile