Campanha "disfunção erétil" e para elas? | A Nossa Vida

Campanha "disfunção erétil" e para elas?

Retrato de Bxuxas
30.10.2012 | 00:11
Bxuxas:
Membro desde: 30.04.2012

Boas.

Já devem, ter reparado na campanha que tem passado na TV, relativamente à existência de tratamento para a disfunção erétil. Realmente não existe motivo para tabu e acho que cada vez mais os homens se sentem mais à vontade com o tema.

Agora, transcrevo aqui a minha indignação, para elas não temos nada? Paracetamol para as dores de cabeça, vitaminas para o cansaço...? Não sei se será a minha visão machistas, mas parece-me que o problema encontra-se mais vezes do lado femenino.


Retrato de cb5
Ter, 30/10/2012 - 00:47
cb5:
Membro desde: 17.05.2010
joaorosa80 wrote:

Boas.

Já devem, ter reparado na campanha que tem passado na TV, relativamente à existência de tratamento para a disfunção erétil. Realmente não existe motivo para tabu e acho que cada vez mais os homens se sentem mais à vontade com o tema.

Agora, transcrevo aqui a minha indignação, para elas não temos nada? Paracetamol para as dores de cabeça, vitaminas para o cansaço...? Não sei se será a minha visão machistas, mas parece-me que o problema encontra-se mais vezes do lado femenino.

Tem dado uma publicidade a um produto chamado Libifeme que promete aumentar a libido feminina!:))

Retrato de Bxuxas
Ter, 30/10/2012 - 01:45
Bxuxas:
Membro desde: 30.04.2012

Libifeme já foi experimentado por alguma das senhoras? Ou seremos nós homens tarados?

Retrato de cb5
Ter, 30/10/2012 - 03:15
cb5:
Membro desde: 17.05.2010

joaorosa80 wrote: Libifeme já foi experimentado por alguma das senhoras?

Pois quanto a isso já nao posso ajudar!:))
Mas que a publicidade esta sempre a passar na televisão é um facto...:))

Retrato de SweetBlonde
Ter, 30/10/2012 - 11:01
SweetBlonde:
Membro desde: 02.08.2012

joaorosa80 wrote: Boas.

Já devem, ter reparado na campanha que tem passado na TV, relativamente à existência de tratamento para a disfunção erétil. Realmente não existe motivo para tabu e acho que cada vez mais os homens se sentem mais à vontade com o tema.

Agora, transcrevo aqui a minha indignação, para elas não temos nada? Paracetamol para as dores de cabeça, vitaminas para o cansaço...? Não sei se será a minha visão machistas, mas parece-me que o problema encontra-se mais vezes do lado femenino.

Falo por mim que sou mulher, se calhar as vitaminas para o cansaço ou o paracetamol para as dores de cabeça são capazes de passar por mais uma atenção da parte do companheiro, de um carinho, de uma ajuda em casa...

Os homens têm um funcionamento sexual diferente das mulheres. Se tudo funcionar bem a nível fisico, tudo está bem, enquanto que as mulheres mesmo que funcionem bem a nível fisico passam primeiro por um estado emocional.

Isto para explicar que se uma mulher não tiver ajuda em casa, não tiver um carinho, um reconhecimento de valor por parte do marido, não chega pura e simplesmente à cama e faz clique para passar para modo automático/piloto para o sexo como muitas vezes os homens fazem (não estou a falar de um modo generalista).

A não ser que seja alguém descomprometido e que queira só dar umas cambalhotas para se satisfazer...

Retrato de danielafcarvalho
Ter, 30/10/2012 - 11:52
danielafcarvalho:
Membro desde: 23.04.2012
cb5 wrote:
joaorosa80 wrote:

Libifeme já foi experimentado por alguma das senhoras?

Pois quanto a isso já nao posso ajudar!:))
Mas que a publicidade esta sempre a passar na televisão é um facto...:))

Grin Está sempre a passar para ver se vendem, como há mulheres com tantos pudores. Mas agora a sério, nas campanhas da disfunção eréctil aparece um homem a falar, e nas da queda de cabelo e etc também. Nesse anúncio em particular, aparece um grupo de amigas, e com uma conversa.... Tongue Só pudores!

Retrato de Bxuxas
Ter, 30/10/2012 - 13:17
Bxuxas:
Membro desde: 30.04.2012

Gostei do comentário da SweetBlonde. Concordo, os homens devem sempre participar em todas as tarefas de casa. Também haverá de certo aqueles que ajudam e mesmo assim, não têm sorte ao final do dia.

Parece-me que existe também aqui uma questão de educação, ou seja, nos casais mais tradicionais, em que ele se senta ao sofá e ela trata do sofá, o ato, pode ficar restringidos apenas às necessidades de reprodução.

Não deveria este assunto, ser abordado pelos médicos de família?

Mas voltando ao "anuncio da disfunção erétil do sexo masculino", concordam que é bem diferente do "Libifeme".
No homem, a questão é tratada como um problema, na mulher, como uma opção. GGGrrr..

Retrato de Soponipiapa
Qua, 31/10/2012 - 20:53
Soponipiapa:
Membro desde: 25.03.2012

A diferença entre a oferta para homem e mulher é que o homem sem erecção não vai lá, a mulher mesmo sem vontade, se quiser fazer o esforço, vai lá.

Assim imagino que os laboratórios não se centrem tanto na mulher...

Tenho uma amiga casada há quase 20 anos que diz que mesmo sem vontade está sempre pronta para o marido (que pelos vistos está sempre pronto heheh), e ela diz que é graças a isso que mantém um casamento forte há tanto tempo.

A maioria das mulheres não são assim, e isso não se muda com comprimidos, só em casos mais físicos, como o entrar na menopausa, essas coisas.

Retrato de dpereira85
Qua, 16/11/2016 - 16:44
dpereira85:
Membro desde: 19.04.2011

A situacao pode ser importante para os homens, mas procurar ajuda medica ou medicinal sem fermentar o ambiente caseiro pode nao ter os resultados desejados.