294 entradas / 0 new
Última entrada
Retrato de Luzinhabranca
Qui, 03/06/2010 - 23:35
Luzinhabranca:
Membro desde: 24.11.2009

Já que estamos a falar nestes assuntos, também sabe ler as cartas? A mim só me leram uma vez, mas não me convenceram lá muito, mas como já disse e colto a dizer, há sempre vigaristas em todo o lado e a pessoa podia muito bem não saber ver nada lol

Bjs

Retrato de J-u-l-i-a-n-a
Sex, 04/06/2010 - 07:58
J-u-l-i-a-n-a:
Membro desde: 03.06.2010

A minha mãe é tarologa e posso dizer-te que dá mesmo certo.
Beijinho

Retrato de Mamã Galinha
Sex, 04/06/2010 - 10:40
Mamã Galinha:
Membro desde: 15.03.2010

Eu não era muito crente nestas consultas de cartomantes. Achava mesmo que era vigarice... Mas há pouco tempo tive uma mudança muito grande na minha vida, com várias situações negativas sucessivas e recorri a uma cartomante. A verdade é que o que ela me disse fez sentido. Até agora ainda só houve uma coisa que não bateu certo...mas estou há espera dessa mudança Smile
O problema que me levou lá ficou resolvido em três tempos, foi isso que me levou a acreditar nos resultados.
Boa sorte a todas e pensamentos positivos!

Duas coisas que adoro...Ser uma Mamã Galinha e fazer experiências na cozinha
http://mamasgalinhas.blogspot.com/

http://ideiassaborosas.blogspot.com/

Retrato de Rute Cris
Sex, 04/06/2010 - 11:13
Rute Cris:
Membro desde: 31.05.2010

Apenas tenho a dizer o seguinte:
1- Velas, incensos, pózinhos não servem absolutamente para nada. Pode ate ajudar a tirar más energias e etc, mas contra feitaçaria de nada serve. É inutil as pessoas pensarem que compram a vela e resolvem as coisas.
2- As pessoas mais afectadas com as ditas bruxarias sao exactamente as que não acreditam, porque nunca na vida vão associar a tal e pensam que é mesmo assim e recusam logo qualquer ideia dessa especie.
3- Se uma pessoa faz bruxaria, OBVIO que interrompe a linha do destino, são acçoes impostas por outros segundo as suas vontades e interrompem directamente o que é feito pela pessoa.
4- Não está nesta area quem quer... Smile

Beijinhos

Madrinha da querida C.A.S.C.S.
Afilhada da fofix Sparkly :p do Exmo Sr El_lobo e da dona Sofia1984

Retrato de PatyF
Sex, 04/06/2010 - 11:23
PatyF:
Membro desde: 04.09.2009

Infelizmente ainda há muito preconceito relativamente ao esoterismo..
Há muitas pessoas que confundem bruxarias, com tarôt....
Quanto a bruxarias e cartomantes, respeito muito e é um caminho que tento e espero nunca ter de "aprofundar", pois são caminhos muito sérios e perigosos...
Tento ser racional, mas que há coisas realmente estranhas, há...
Quanto ao tarôt, penso que é muito diferente, a pessoa lê o que as cartas lhe dizem..
Mas também há muita gente mal intencionada na área (como em todas as outras)..Felizmente como tenho uma mãe taróloga, não preciso recorrer a mais ninguém, quando preciso de algum tipo de orientação...
No entanto, concordo que muitas vezes, situações que vivenciamos, são resultados das nossas acções e que a nossa mente tem poderes realmente incriveis Wink
O que eu desejo à menina que abriu o tópico, é que esteja bem ciente do que quer que faça e que tudo se resolva pelo melhor..
Boa sorte Hug

Retrato de bianca1987
Sex, 04/06/2010 - 11:39
bianca1987:
Membro desde: 11.07.2008

olá... eu acrtedito nessas coisas... e Gostaria de consultar alguem que soubesse mesmo, e também gostaria de saber preços Smile

"A maior felicidade é a certeza de sermos amados apesar de ser como somos."

Felicidades para todos***

Retrato de CorpseBride
Sex, 04/06/2010 - 12:26
CorpseBride:
Membro desde: 02.10.2008
Rute Cris wrote:

2- As pessoas mais afectadas com as ditas bruxarias sao exactamente as que não acreditam, porque nunca na vida vão associar a tal e pensam que é mesmo assim e recusam logo qualquer ideia dessa especie.

Não estou com isto a desdizer-te, mas a mim foi-me dito precisamente o contrário, por uma médium e por um kardecista: que as pessoas mais resistentes a esse tipo de coisas são as que menos acreditam nisso, porque não se deixam influenciar - e ser-se influenciável é meio caminho andado para que os feitiços, maus-olhados ou coisas do género se peguem a nós.

Pá, mas eu disso não percebo nada, só ouço coisas daqui e dali... Tongue Não regulo a minha vida por isso, mas se lhe puder passar ao lado, passo.

There are no flowers on your grave, there are no chains
There I keep chanting for the forgotten name

Retrato de Carimax
Sex, 04/06/2010 - 15:18
Carimax:
Membro desde: 17.10.2008

Uma vez fui a uma, talvez vidente?!?não faço ideia...
decidi n dar nenhuma pista sobre a minha vida a ver no que aquilo dava!...enfim..deu em muito! Nomeadamente uma mezinha com umas ervas (que me quis impingir! pela módica quantida de 500 euros...SIM....500EUROS...NO COMENTS!)

Bom, paguei 75 euros (foi há uns 6 anos! imaginem a roubalheira..quem manda não perguntar primeiro qt é a consulta?? Sad

a até agora não aqueceu nem arrefeceu a minha vida! Thinking Waiting

Retrato de Sotsabem
Sex, 04/06/2010 - 16:52
Sotsabem:
Membro desde: 12.05.2010

eu tento sempre dar explicações lógicas aos problemas que nos aparece pela frente, mas também acredito que há coisas que por mais que tentemos não conseguimos explicar...

Acredito que há pessoas com a capacidade de ver um pouco mais além, mas em último caso, acho sempre que somos donos do nosso próprio destino.
Vou contar aqui duas experiências que vivi, acredite quem quiser...

Enquadramento:
1º ano de faculdade, com 18 aninhos, ainda muita imaturidade e a viver fora de casa, com colegas de faculdade.

Uma bela noite como outra qualquer veio à baila o assunto bruxarias, bruxas e bruxos e afins... a conversa começou com algum respeito, mas acabou por descambar em gozo, escárnio e num desrespeito atróz. Era risada atrás de risada e assim ficou.
Fomos todas dormir, já com alguns receios instalados... "não deviamos brincar com estas coisas e tal..."
a meio da noite acordei com imensa sede e levantei-me para beber água na cozinha... quando lá cheguei, acendi a luz e reparei que a porta da rua estava aberta e escancarada... ainda meia ensonada, reparei que estava uma faca (minha por sinal) espetada num armário... tentei tirá-la e nada...
fui acordar uma colega, (sem relacionar de maneira nenhuma com o que tinhamos estado a conversar) mal ela se levantou desatou num berreiro e a chorar que acordou a casa toda... eramos 4 a tentar tirar a faca e não conseguimos... escusado será dizer que não pregamos mais olho nessa noite e só no dia seguinte mais calmas conseguimos tirar a faca. brincadeiras com assuntos que não dominamos é que nunca mais!!! (ainda me arrepio ao lembrar-me disso...)

2ª coisa:
numa feira de mesticismo, fui por curiosidade com uma amiga a uma das cartomantes que estavam na feira. Era espanhola, não nos conhecia de lado nenhum e aquela nem sequer era a nossa cidade. Eola leu-nos as mãos e "deitou" as cartas do tarot... Só vos digo que disse muitas coisas dos nosso passados que eram pura verdade, inclusivé coisas de saude que era impossível ela saber... em relação ao futuro também acertou em muita coisa e penso que o facto de nem tudo se ter realizado se deve às possíveis escolhas que temos no nosso destino... acho que há sempre mais do que um caminho a seguir...

Por isso, tenham cuidado com aquilo em que se metem e respeitem aquilo que não conhecem ou dominam...

PS: Catarina, não sabia que tb sabias tarot... se fosses do Porto não me escapavas! adorava fazer outra consulta!

Retrato de Catarina Neves
Sáb, 05/06/2010 - 17:13
Catarina Neves:
Membro desde: 06.05.2008
CorpseBride wrote:
Rute Cris wrote:

2- As pessoas mais afectadas com as ditas bruxarias sao exactamente as que não acreditam, porque nunca na vida vão associar a tal e pensam que é mesmo assim e recusam logo qualquer ideia dessa especie.

Não estou com isto a desdizer-te, mas a mim foi-me dito precisamente o contrário, por uma médium e por um kardecista: que as pessoas mais resistentes a esse tipo de coisas são as que menos acreditam nisso, porque não se deixam influenciar - e ser-se influenciável é meio caminho andado para que os feitiços, maus-olhados ou coisas do género se peguem a nós.

E apenas acrescento que: não tem nada a ver com pessoas fortes ou fracas. Porque, num momento de debilidade emocional e/ou física, todos nós ficamos mais susceptíveis a acreditar em tudo Wink