Ataques de panico/ansiedade | A Nossa Vida

Ataques de panico/ansiedade

Retrato de tichaalex
24.09.2017 | 17:34
tichaalex:
Membro desde: 24.04.2014

Olá a todos! Venho aqui partilhar convosco este problema, pois tem ocorrido cada vez mais vezes e gostava de ter opiniões de quem possa já ter passado por isto ou esteja a sofrer do mesmo.
Desde há uns anos que tinha umas "impressões" na cabeça, não sei bem como explicar, parece idiota, mas tipo uma sensação de vertigem, de compressão, como se o cerebro fosse espremido nem sei..
Desde há uns tempos essas impressões tornaram-se ataques de ansiedade..até agora não fui a nenhum médico/psicologo pois sei que é tudo "pancas" da minha cabeça, e estava a espera de conseguir controlar mas tenho de fazer algo..só nao sei o que!
Tem piorado tanto que a ultima vez que andei de avião de férias, pensei mesmo que ia morrer, pois é impossivel pedir ao piloto: olhe encoste aí por favor..
E odeio isto, sempre adorei viajar e agora tenho medo pois nem imagino como seria se tivesse de andar de avião...só mesmo estando sedada.
Tem acontecido muito a andar de carro..se for outra pessoa a conduzir, fico a bater mal pois sei que não controlo, que se quiser parar não posso..e acontece todos os dias..se for eu a conduzir(já aconteceu também mas é raro) até já aconteceu por exemplo se estiver num espaço com muito barulho, muita confusão..não vejo razao para ter ansiedade mas acontece! Andar de transportes publicos então..não é costume mas tenho medo pois sei que vou ter esses ataque! Como sou de Lisboa e vivo no Porto, faço viagens de comboio mensais.já tive vontade de puxar o alarme só para poder parar! Comecei a ficar em panico por saber que nao controlava, que se quisesse parar não podia..
Acho que é o melhor que posso explicar, é o estar no carro, saber qua não posso parar, mas tão depressa me dá esse ataque como depois posso ficar bem...tento distrair-me com o telemovel ou assim..mas depois surge outra vez...não sei..
Uma das crises mais acentuadas foi na ponte vasco da gama...até estava bem..adoro pontes! do nada vem o pensamento: a ponte é enorme, se eu quiser parar não posso! (começo a ficar com o coração aos pulos, falta de ar, formigueiro nas mãos..imploro por tudo ao meu namorada para parar! quase que desato em choro, e ele diz que não pode pk é uma ponte, e eu sei! e não faz sentido a necessidade de parar, mas tenho de parar)! e depois não sei como..fico bem..com o coração a bombar ainda alguns minutos mas lá me acalmo...e depois fico tao desesperada que parece que vou morrer se não parar..!
O que é melhor fazer, ir a um psicologo, neurologista?

Obrigada a todos, desculpem o testamento!


Retrato de PEROLA75
Dom, 01/10/2017 - 20:04
PEROLA75:
Membro desde: 02.01.2009

Ola tichaalex

Pelo que contas,penso que o melhor seria procurares um bom psiquiatra.

Este forum também pode te ajudar imenso :

http://www.ansiosos.org/

regista te por lá,conta a tua historia e de certeza que vais obter imensa ajuda.

Um beijinho espero ter ajudado.

Retrato de Carolina Lopes Brás
Ter, 07/11/2017 - 15:15
Carolina Lopes Brás:
Membro desde: 19.01.2014

Olá tichaalex, senti necessidade de comentar o seu post por alguns motivos. Em primeiro lugar, se tivesse partido uma perna ia ao médico? Vou assumir que a resposta seja que sim... Então digo lhe que a saúde mental faz parte da sua saúde geral e é tão importante como o seu corpo. Se vai ao médico quando parte uma perna porque não vai ao médico quando vê que tem um outro problema de saúde?

Em segundo lugar: porque um psicólogo ou um neurologista.? A palavra psiquiatra e muito forte e quem lá vai e maluco?

Vamos nos deixar de preconceitos e tratar da saúde mental que é tão importante como qualquer parte do nosso corpo. Já vejo que conseguiu admitir que tem um problema, o que é óptimo! Agora está à espera de que para ir trata lo? Acha que alguém aqui neste fórum lhe vai dar a receita milagrosa para passar? Como você própria disse, tem piorado. Já anda a evitar fazer coisas que gosta.
Ultrapasse os seus preconceitos e não ignore uma situação dessas.

Carpe diem