Amor de verdade volta sempre

27 respostas [Última]
sisabel621
Retrato de sisabel621
Offline
Desde: 14.10.2013

O que acham meninas? acham que quando o amor é de verdade, volta-se sempre, por mais voltas que a vida de?

Sofia_N
Retrato de Sofia_N
Offline
Desde: 22.09.2013
Não sei responder ao certo,

Não sei responder ao certo, porque se realmente for de verdade e cada um for para seu lado e longe um do outro provavelmente não voltarão, por ai nem sempre volta. E na minha opinião, o amor, acontece entre duas pessoas que estejam perto o suficiente, pode acontecer nos dias de hoje, e nos de amanhã acabar e passado uns anos voltar, mas não quer dizer que se tenha amado sempre essa pessoa e que fosse o tal amor verdadeiro, simplesmente aconteceu de novo. Eu e o meu marido conhecemo-nos na escola, namoramos pouco tempo, ele foi para outra escola sem que desse tempo de me avisar. Desapareceu completamente, não soube mais dele. Eu tive outra pessoa e ele também, e nunca pensamos um no outro, o que sentíamos era pelas pessoas com quem estávamos. Passado uns anos já não tínhamos ninguém e encontramo-nos novamente. Deu em namoro de novo e cá estamos. Mas isto não significa que foi por ser o amor da minha vida, apenas aconteceu novamente. E tu que achas? Qual a tua opinião?

Desiire
Retrato de Desiire
Offline
Desde: 27.08.2013
Olha que nem sempre é assim.

Olha que nem sempre é assim. Pelo menos do que tenha visto, é raro as pessoas voltarem para os ex's. Porque quando há uma separação, há um afastamento. O afastamento leva a novas rotinas, a novos conhecimentos, etc e a vida continua, não pára! E por vezes é tarde de mais..

CCO
Retrato de CCO
Offline
Desde: 19.11.2009
Olá, o amor, quando existe,

Olá, o amor, quando existe, existe para sempre e sim, por mais voltas que a vida dê, o amor aproxima e une.
A questão é, "esse" amor é mesmo "o" amor?

Pipa13
Retrato de Pipa13
Offline
Desde: 30.12.2010
Não,nem concordo com o que

Não,nem concordo com o que foi escrito antes de mim, com todo o respeito pela opinião Grande abraço

Acho que o que acontece neste momento contigo é a verdade, ou seja,se sentires agora amor (mesmo amor) é amor de verdade...mas não quer dizer que seja eterno...

Acho que usamos , a cena do "aquele não era o meu amor verdadeiro"...porque simplesmente não resultou...não quer dizer que não se tenha amado de verdade...

Senão só na horinha da nossa morte é que podemos dizer "Ai o Manel foi o meu verdadeiro amor..."

ctt
Retrato de ctt
Offline
Desde: 31.05.2012
-

Acredito que existem amores para toda a vida,mas isso do "se for verdadeiro volta"não é bem assim...Até porque tu podes achar que encontras te o tal mas podes não ser correspondida da mesma forma,eu sou da opinião que tudo o que nos faz sofrer,não vale a pena..Amar deve ser sinonimo de algum bom e não de sinonimo de dor,ninguém pode viver para sempre na expectativa.,.

bailarina
Retrato de bailarina
Offline
Desde: 29.10.2008
em resposta

sisabel621 escreveu:
O que acham meninas? acham que quando o amor é de verdade, volta-se sempre, por mais voltas que a vida de?

Sim,sempre...se não volta,é porque nunca foi amor.As pessoas comuns confundem paixão com amor por isso ouve-se e diz-se frequentemente que o "amor" terminou...

CCO
Retrato de CCO
Offline
Desde: 19.11.2009
O que quero dizer é que o

O que quero dizer é que o amor não acaba por mais voltas que a vida dê. O amor não acaba mesmo que a morte apareça.... se é amor simplesmente não acaba. Independentemente de ser pela família, pelos amigos ou pelo namorado. Que fiquem sempre juntos não garanto porque o pai pode ficar distante dos filhos e o amor não acaba, mas a verdade é que de alguma forma estão juntos, não aos beijinhos mas por exemplo comunicando via internet, mantendo nem que seja uma relação de amizade. Se acabou a relação e desaparece cada um para seu lado e só se falam para dizer olá quando se cruzam, então peço desculpa, mas era simplesmente paixão. Muitas vezes pode é acontecer paixão por um, amor por outro e claro que se distanciam.
O amor por muita distância que haja, reaproxima porque as pessoas tendem a querer a companhia da outra.
A verdade é que muita gente não sabe o que é amor. E o real amor é o amor por todos os seres vivos... aquele que dá sem pedir em troca e que respeita a distância... se formos falar a este nível, sim o amor não requer o estar juntos, pois o amor universal, mantém juntos de qualquer maneira, não em termos físicos mas espirituais.

Tentando me explicar melhor Careta
O amor, uma vez que houve, há e ficará, mãe que ama filho agora, amou ontem e amará amanhã independentemente do que ele venha a fazer, esse é o amor incondicional e uma vez que haja numa relação partilhado pelos dois, haverá para sempre, pode ser que a relação de namorados acabe mas o amor que os une estará ali e terão sempre carinho um pelo outro.

Sofia_N
Retrato de Sofia_N
Offline
Desde: 22.09.2013
.

El_Lobo escreveu:
Não acredito que haja amor verdadeiro ou amor falso - essas distinções não existem. Penso que existe simplesmente um sentimento chamado de amor e que se teoriza e idealiza muito em torno dele, que as pessoas perdem demasiado tempo em conceptualizações e em racionalizações ridículas sobre o tema amor - sobre o que é o amor verdadeiro, o que é o amor falso e a ilusão de que apenas se amou verdadeiramente uma única pessoa na vida, o que penso ser falso.

Penso que é algo mais que animal, é algo humano, tão essencial e tão natural quanto a própria existência em si. É como uma droga que nos eleva, nos deixa emotivos, anestesiados, nos faz pensar que o espaço entre os dedos das mãos não serve para agarrar objectos, para gesticular, mas simplesmente para serem preenchidos pelo entrelaçar de dedos de outra mão... Mais do que paixão, um verdadeiro sinal de união...

Quando acaba sentem-se os efeitos da falta, da abstinência... A dor, o vazio, a sensação de saudade, o pessimismo e ilusão de se achar que a outra pessoa era única e que jamais se vai encontrar alguém outra efeito. É a negação...

Muitos seguem em frente, caem em si, vêem pela velocidade do tempo, de que nada dura para sempre, seja o amor, seja a vida; outros ficam presos ao passado, à nostalgia venenosa da ilusão de que perderam o verdadeiro amor, de que tiveram uma perda irreversível, insubstituível, irreparável; outros ainda nunca mais consertam o coração, preferem a solidão e o vazio a arriscar-se a sofrer de novo.

Mas à pergunta de se um amor de verdade volta sempre, penso que o amor em si já representa uma verdade (irredutível), pelo menos uma verdade de sentimento, de consciência, e um facto, é algo real, vivencial e não apenas possível ou imaginável, mas se volta sempre, não não volta. Acho que as coisas têm um "timming" para acontecer, seja para semear, regar, florescer e murchar ou simplesmente para renascer. Findo esse "timming" penso que não há retrocesso, não há solução e as coisas simplesmente não voltam atrás. Nestas coisas há duas consciências, se uma segue o seu caminho, deixa morrer o sentimento e a outra fica presa ao passado não há nada a fazer por muito que esta sonhe e deseje o contrário...


Acho que está tudo dito aqui...
fala-se em amor e paixão, paixão aquela "coisa assolapada" que nos passa pela cabeça normalmente no inicio da relação em que tudo é muito bonito... e o amor que sim pode acabar, por acabar não signifique que não fosse amor e que fosse paixão... O verdadeiro amor é o que vivemos no presente, mau será ficarmos presos a um amor antigo à espera que volte...

sisabel621
Retrato de sisabel621
Offline
Desde: 14.10.2013
concordo

cco, concordo. mas mesmo que a relação acabe, o desejo, o amor sera sempre o mesmo? e a saudade.
e amar-mos um homem ou uma mulher , se a relação acabar, o nosso amor vai-se tranformar em carinho? ou seja, vai ser so amor de amigo, e não amor de homem/mulher.
acho que se for verdadeiro, por mais coisas que acontecem, nao vao consguir estar longe um do outro

Sofia_N
Retrato de Sofia_N
Offline
Desde: 22.09.2013
.

sisabel621 escreveu:
cco, concordo. mas mesmo que a relação acabe, o desejo, o amor sera sempre o mesmo? e a saudade.
e amar-mos um homem ou uma mulher , se a relação acabar, o nosso amor vai-se tranformar em carinho? ou seja, vai ser so amor de amigo, e não amor de homem/mulher.
acho que se for verdadeiro, por mais coisas que acontecem, nao vao consguir estar longe um do outro

Sinceramente, não conheço ninguém adulto em que haja o tal fogo, e terem de estar juntos, de não aguentarem distancia como nos acontece com o primeiro namorado, o tal princepe encantado... Passado uns anos acaba o que havia no inicio da relação (aquela paixão) chega uma altura que os sentimentos estacionam... Não conheço ninguém que não tenha sido assim, mas até posso estar errada. É apenas uma opinião

Sofia_N
Retrato de Sofia_N
Offline
Desde: 22.09.2013
.

El_Lobo escreveu:
V Sofia escreveu:

fala-se em amor e paixão, paixão aquela "coisa assolapada" que nos passa pela cabeça normalmente no inicio da relação em que tudo é muito bonito... e o amor que sim pode acabar, por acabar não signifique que não fosse amor e que fosse paixão... O verdadeiro amor é o que vivemos no presente, mau será ficarmos presos a um amor antigo à espera que volte...

Acho que a fase da paixão, o início da relação em que é tudo cor-de-rosa, em que corre tudo bem e tudo é perfeito, onde até os defeitos e acções da outra pessoa passam ao lado e parecem inocentes, ou até achamos graça a coisas que dali a uns meses vamos confrontar ou dizer que não achamos piada nenhuma, devem ser uma espécie de mecanismo biológico para trilhar o caminho do amor, para estreitar sentimentos. Se no início corresse mal, se visse só defeitos, coisas más e não houvesse certos desejos e vontades, penso que ninguém se apaixonaria...

O ser humano é uma criatura estranha. Enquanto a relação vai de vento em popa a outra pessoa é sempre a tal, a ideal,etc. Quando corre mal, na maioria das vezes, não sei se por orgulho ferido, por ódio ou frustração das coisas terem corrido mal, as pessoas tendem a cuspir no prato onde comeram e a outra pessoa afinal tinha defeitos, não prestava, não era a tal, não se sabe como se andou com uma pessoa assim, não tinham nada a ver uma com a outra, etc.
Diz-se isto de alguém por quem se sente o vazio crescente na alma, um buraco negro a consumir o fogo do amor e da paixão, depois das coisas terem terminado; diz-se isto de alguém com quem se partilhou momentos de carinho e felicidade, entre olhares e sorrisos que pareciam nunca vir a terminar.
Ou isto ou a Natureza colide com a razão humana, engana-a, confunde-a...


Mais uma vez... está tudo dito Sorriso

Pipa13
Retrato de Pipa13
Offline
Desde: 30.12.2010
:)

El_Lobo escreveu:
Não acredito que haja amor verdadeiro ou amor falso - essas distinções não existem. Penso que existe simplesmente um sentimento chamado de amor e que se teoriza e idealiza muito em torno dele, que as pessoas perdem demasiado tempo em conceptualizações e em racionalizações ridículas sobre o tema amor - sobre o que é o amor verdadeiro, o que é o amor falso e a ilusão de que apenas se amou verdadeiramente uma única pessoa na vida, o que penso ser falso.

Penso que é algo mais que animal, é algo humano, tão essencial e tão natural quanto a própria existência em si. É como uma droga que nos eleva, nos deixa emotivos, anestesiados, nos faz pensar que o espaço entre os dedos das mãos não serve para agarrar objectos, para gesticular, mas simplesmente para serem preenchidos pelo entrelaçar de dedos de outra mão... Mais do que paixão, um verdadeiro sinal de união...

Quando acaba sentem-se os efeitos da falta, da abstinência... A dor, o vazio, a sensação de saudade, o pessimismo e ilusão de se achar que a outra pessoa era única e que jamais se vai encontrar alguém outra efeito. É a negação...

Muitos seguem em frente, caem em si, vêem pela velocidade do tempo, de que nada dura para sempre, seja o amor, seja a vida; outros ficam presos ao passado, à nostalgia venenosa da ilusão de que perderam o verdadeiro amor, de que tiveram uma perda irreversível, insubstituível, irreparável; outros ainda nunca mais consertam o coração, preferem a solidão e o vazio a arriscar-se a sofrer de novo.

Mas à pergunta de se um amor de verdade volta sempre, penso que o amor em si já representa uma verdade (irredutível), pelo menos uma verdade de sentimento, de consciência, e um facto, é algo real, vivencial e não apenas possível ou imaginável, mas se volta sempre, não não volta. Acho que as coisas têm um "timming" para acontecer, seja para semear, regar, florescer e murchar ou simplesmente para renascer. Findo esse "timming" penso que não há retrocesso, não há solução e as coisas simplesmente não voltam atrás. Nestas coisas há duas consciências, se uma segue o seu caminho, deixa morrer o sentimento e a outra fica presa ao passado não há nada a fazer por muito que esta sonhe e deseje o contrário...


Só acrescentava a celebre frase "que seja eterno enquanto dura".
Sorriso
Já expressei a minha opinião mais atrás, mas só para contextualizar, o meu marido é o meu primeiro namorado, o meu primeiro beijo, aquele que pela primeira vez nos faz borboletas na barriga. ..quando o voltei a ver 13 anos depois o nosso sentimento era igual, como se não houvesse esta gap no tempo, e voltamos a namorar imediatamente. .. apesar disto, mantenho a minha opinião. Já amei outra pessoa e na altura era verdadeiro...

Sofia_N
Retrato de Sofia_N
Offline
Desde: 22.09.2013
Pipa13

Pipa13 escreveu:

Só acrescentava a celebre frase "que seja eterno enquanto dura".
Sorriso
Já expressei a minha opinião mais atrás, mas só para contextualizar, o meu marido é o meu primeiro namorado, o meu primeiro beijo, aquele que pela primeira vez nos faz borboletas na barriga. ..quando o voltei a ver 13 anos depois o nosso sentimento era igual, como se não houvesse esta gap no tempo, e voltamos a namorar imediatamente. .. apesar disto, mantenho a minha opinião. Já amei outra pessoa e na altura era verdadeiro...

Historia do género da minha e no entanto não significa que não amei entretanto...

Mermaid_MM
Retrato de Mermaid_MM
Offline
Desde: 20.05.2009
Podem-me chamar fria mas acho

Eu acho que isso depende seriamente de alguns aspectos, para mim o principal sendo a forma como a relação terminou e os porquês. Se a relação terminou de forma azeda e se no depois fomos descobrindo coisas acerca da pessoa que não sabíamos, acho que as coisas nunca mais vão ser a mesma coisa, por mais que tentemos fechar os olhos... Por outro lado há aquelas pessoas com quem se termina uma relação, sem mágoas, mas por qualquer razão já não nos veríamos a ter uma relação novamente com essa pessoa. Eu falo por mim. Guardo carinho de um ou outro namorado que tive, mas se me pedirem para me imaginar a ter uma relação novamente com essa pessoa... nah. Como alguém disse aqui há situações em que fica só um carinho e uma amizade, mas não significa que seja amor.

sisabel621
Retrato de sisabel621
Offline
Desde: 14.10.2013
não entendi

amas-te outra pessoa durante esses 13 anos?

Pipa13
Retrato de Pipa13
Offline
Desde: 30.12.2010
era p mim?

sisabel621 escreveu:
amas-te outra pessoa durante esses 13 anos?

Não! No período que estivemos separados, 13 anos, durante 4 anos gostei de outra pessoa.

sisabel621
Retrato de sisabel621
Offline
Desde: 14.10.2013
ah

ah! bem me parecia! então so amaste esse homem de 13 anos que tiveste separada dele! Sorriso

Mo Cuishle
Retrato de Mo Cuishle
Offline
Desde: 19.06.2013
.

Pipa13 escreveu:
El_Lobo escreveu:
Não acredito que haja amor verdadeiro ou amor falso - essas distinções não existem. Penso que existe simplesmente um sentimento chamado de amor e que se teoriza e idealiza muito em torno dele, que as pessoas perdem demasiado tempo em conceptualizações e em racionalizações ridículas sobre o tema amor - sobre o que é o amor verdadeiro, o que é o amor falso e a ilusão de que apenas se amou verdadeiramente uma única pessoa na vida, o que penso ser falso.

Penso que é algo mais que animal, é algo humano, tão essencial e tão natural quanto a própria existência em si. É como uma droga que nos eleva, nos deixa emotivos, anestesiados, nos faz pensar que o espaço entre os dedos das mãos não serve para agarrar objectos, para gesticular, mas simplesmente para serem preenchidos pelo entrelaçar de dedos de outra mão... Mais do que paixão, um verdadeiro sinal de união...

Quando acaba sentem-se os efeitos da falta, da abstinência... A dor, o vazio, a sensação de saudade, o pessimismo e ilusão de se achar que a outra pessoa era única e que jamais se vai encontrar alguém outra efeito. É a negação...

Muitos seguem em frente, caem em si, vêem pela velocidade do tempo, de que nada dura para sempre, seja o amor, seja a vida; outros ficam presos ao passado, à nostalgia venenosa da ilusão de que perderam o verdadeiro amor, de que tiveram uma perda irreversível, insubstituível, irreparável; outros ainda nunca mais consertam o coração, preferem a solidão e o vazio a arriscar-se a sofrer de novo.

Mas à pergunta de se um amor de verdade volta sempre, penso que o amor em si já representa uma verdade (irredutível), pelo menos uma verdade de sentimento, de consciência, e um facto, é algo real, vivencial e não apenas possível ou imaginável, mas se volta sempre, não não volta. Acho que as coisas têm um "timming" para acontecer, seja para semear, regar, florescer e murchar ou simplesmente para renascer. Findo esse "timming" penso que não há retrocesso, não há solução e as coisas simplesmente não voltam atrás. Nestas coisas há duas consciências, se uma segue o seu caminho, deixa morrer o sentimento e a outra fica presa ao passado não há nada a fazer por muito que esta sonhe e deseje o contrário...


Só acrescentava a celebre frase "que seja eterno enquanto dura".
Sorriso
Já expressei a minha opinião mais atrás, mas só para contextualizar, o meu marido é o meu primeiro namorado, o meu primeiro beijo, aquele que pela primeira vez nos faz borboletas na barriga. ..quando o voltei a ver 13 anos depois o nosso sentimento era igual, como se não houvesse esta gap no tempo, e voltamos a namorar imediatamente. .. apesar disto, mantenho a minha opinião. Já amei outra pessoa e na altura era verdadeiro...

O meu marido também foi o meu primeiro namorado, primeiro beijo, primeira vez, primeiro tudo. Separámos-nos durante 9 anos e quando nos reencontrámos foi como se nunca tivéssemos estado separados, o amor estava lá, os sentimentos, o desejo, a paixão, nada se perdeu, pelo contrário.
Estive com outra pessoa durante esses anos mas não posso dizer que o amei, porque amor sentia pelo meu marido porque ele sempre foi uma parte de mim.
Hoje temos 1 filha e um casamento e os 9 anos parecem nunca ter existido. Por isso acredito que o verdadeiro amor volta sempre.

sisabel621
Retrato de sisabel621
Offline
Desde: 14.10.2013
Muito raro :)

Admiro esse sentimento Sorriso muitas pessoas não acreditam num grande amor e que duram para sempre, porque não sabem o que é.
O que você sente pelo seu marido, é algo único Sorriso

NinaLab
Retrato de NinaLab
Offline
Desde: 23.05.2013
Xii...coitadas das pessoas

Xii...coitadas das pessoas que amam quem não as amam, nunca poderiam ser felizes...

Eu acho que se ama, mas se ama de forma diferente cada pessoa, cada relação exatamente porque as relações e as pessoas são diferentes. Eu também namorei com o meu marido, separamo-nos devido à distância, nesse periodo tivemos outras pessoas e depois voltamos...Isto não quer dizer que não tenha amado ninguém no entretanto...até porque sinto carinho por essas pessoas, hoje em dia...

Sou super feliz com o meu marido, não o trocaria por ninguém, amo-o mais do que tudo...mas acho que não foi a única pessoa que amei...

Se um dia nos separamos ou um de nós morrer, por exemplo, não vamos amar mais ninguém?? Claro que vamos! A vida continua, o amor vai-se desvanecendo mas as recordações ficam...

Pipa13
Retrato de Pipa13
Offline
Desde: 30.12.2010
sisabel

Devo-me ter explicado mal.
Durante o tempo que estive longe do meu, , agora marido amei outra pessoa.
Concordo como já disse com o el-lobo e com a ninalab completamente.
Só porque o outro amor ja passou e ficou um enorme carinho e pk agora o meu marido é a minha vida, não quer dizer que o outro não fosse real.

CCO
Retrato de CCO
Offline
Desde: 19.11.2009
Boa! Sublinho.

El_Lobo escreveu:
Não acredito que haja amor verdadeiro ou amor falso - essas distinções não existem. Penso que existe simplesmente um sentimento chamado de amor e que se teoriza e idealiza muito em torno dele, que as pessoas perdem demasiado tempo em conceptualizações e em racionalizações ridículas sobre o tema amor - sobre o que é o amor verdadeiro, o que é o amor falso e a ilusão de que apenas se amou verdadeiramente uma única pessoa na vida, o que penso ser falso.

Penso que é algo mais que animal, é algo humano, tão essencial e tão natural quanto a própria existência em si. É como uma droga que nos eleva, nos deixa emotivos, anestesiados, nos faz pensar que o espaço entre os dedos das mãos não serve para agarrar objectos, para gesticular, mas simplesmente para serem preenchidos pelo entrelaçar de dedos de outra mão... Mais do que paixão, um verdadeiro sinal de união...

Quando acaba sentem-se os efeitos da falta, da abstinência... A dor, o vazio, a sensação de saudade, o pessimismo e ilusão de se achar que a outra pessoa era única e que jamais se vai encontrar alguém outra efeito. É a negação...

Muitos seguem em frente, caem em si, vêem pela velocidade do tempo, de que nada dura para sempre, seja o amor, seja a vida; outros ficam presos ao passado, à nostalgia venenosa da ilusão de que perderam o verdadeiro amor, de que tiveram uma perda irreversível, insubstituível, irreparável; outros ainda nunca mais consertam o coração, preferem a solidão e o vazio a arriscar-se a sofrer de novo.

Mas à pergunta de se um amor de verdade volta sempre, penso que o amor em si já representa uma verdade (irredutível), pelo menos uma verdade de sentimento, de consciência, e um facto, é algo real, vivencial e não apenas possível ou imaginável, mas se volta sempre, não não volta. Acho que as coisas têm um "timming" para acontecer, seja para semear, regar, florescer e murchar ou simplesmente para renascer. Findo esse "timming" penso que não há retrocesso, não há solução e as coisas simplesmente não voltam atrás. Nestas coisas há duas consciências, se uma segue o seu caminho, deixa morrer o sentimento e a outra fica presa ao passado não há nada a fazer por muito que esta sonhe e deseje o contrário...

Mo Cuishle
Retrato de Mo Cuishle
Offline
Desde: 19.06.2013
.

NinaLab escreveu:
Xii...coitadas das pessoas que amam quem não as amam, nunca poderiam ser felizes...

Eu acho que se ama, mas se ama de forma diferente cada pessoa, cada relação exatamente porque as relações e as pessoas são diferentes. Eu também namorei com o meu marido, separamo-nos devido à distância, nesse periodo tivemos outras pessoas e depois voltamos...Isto não quer dizer que não tenha amado ninguém no entretanto...até porque sinto carinho por essas pessoas, hoje em dia...

Sou super feliz com o meu marido, não o trocaria por ninguém, amo-o mais do que tudo...mas acho que não foi a única pessoa que amei...

Se um dia nos separamos ou um de nós morrer, por exemplo, não vamos amar mais ninguém?? Claro que vamos! A vida continua, o amor vai-se desvanecendo mas as recordações ficam...

Não sei se conseguiria amar verdadeiramente alguém... A minha avô reconstruio a sua vida depois da morte do meu avó aos 35 anos e amava o meu "novo avó" mas como ela dizia era amor de companheiro, amor de amigo e não o amor de verdade o amor que sentia pelo meu avó que foi o seu verdadeiro amor.
E era isso que sentia pela pessoa com que estive durante aqueles anos, era meu amigo e sentia carinho por ele, mas como amá-lo se o meu coração estava cheio de amor por outra pessoa?
Mesmo quando terminei a relação não foi preciso dizer o porquê, ele sempre soube e sabia que o meu amor, que o meu coração e alma pertenciam a outra pessoa, por mais carinho e afecto que tivesse por ele.

Pipa13
Retrato de Pipa13
Offline
Desde: 30.12.2010
Mo

Mo Cuishle escreveu:
NinaLab escreveu:
Xii...coitadas das pessoas que amam quem não as amam, nunca poderiam ser felizes...

Eu acho que se ama, mas se ama de forma diferente cada pessoa, cada relação exatamente porque as relações e as pessoas são diferentes. Eu também namorei com o meu marido, separamo-nos devido à distância, nesse periodo tivemos outras pessoas e depois voltamos...Isto não quer dizer que não tenha amado ninguém no entretanto...até porque sinto carinho por essas pessoas, hoje em dia...

Sou super feliz com o meu marido, não o trocaria por ninguém, amo-o mais do que tudo...mas acho que não foi a única pessoa que amei...

Se um dia nos separamos ou um de nós morrer, por exemplo, não vamos amar mais ninguém?? Claro que vamos! A vida continua, o amor vai-se desvanecendo mas as recordações ficam...

Não sei se conseguiria amar verdadeiramente alguém... A minha avô reconstruio a sua vida depois da morte do meu avó aos 35 anos e amava o meu "novo avó" mas como ela dizia era amor de companheiro, amor de amigo e não o amor de verdade o amor que sentia pelo meu avó que foi o seu verdadeiro amor.
E era isso que sentia pela pessoa com que estive durante aqueles anos, era meu amigo e sentia carinho por ele, mas como amá-lo se o meu coração estava cheio de amor por outra pessoa?
Mesmo quando terminei a relação não foi preciso dizer o porquê, ele sempre soube e sabia que o meu amor, que o meu coração e alma pertenciam a outra pessoa, por mais carinho e afecto que tivesse por ele.


Mas nestes casos não é a relação que corre mal, por isso o amor não se vai desvanecendo...e como foi tão trágico é "normal" essa sensação, o amor não acabou e a história dos teus avós não teve fim.
Em relação ao teu novo avo, duvido que não tenha sido amor, não foi concerteza paixão nem o amor da vida dela.Mas viver tantos anos com alguém. ..se isso não é amor...não sei.
Lamento muito pelos teus avos....
Apesar de achar que se pode amar mais que uma vez na vida, tenho imenso medo de perder o meu marido deve ser muito difícil continuar. ..acho que um grande amor nos marca para sempre...

sisabel621
Retrato de sisabel621
Offline
Desde: 14.10.2013
porque?

Mo Cuishle escreveu:
NinaLab escreveu:
Xii...coitadas das pessoas que amam quem não as amam, nunca poderiam ser felizes...

Eu acho que se ama, mas se ama de forma diferente cada pessoa, cada relação exatamente porque as relações e as pessoas são diferentes. Eu também namorei com o meu marido, separamo-nos devido à distância, nesse periodo tivemos outras pessoas e depois voltamos...Isto não quer dizer que não tenha amado ninguém no entretanto...até porque sinto carinho por essas pessoas, hoje em dia...

Sou super feliz com o meu marido, não o trocaria por ninguém, amo-o mais do que tudo...mas acho que não foi a única pessoa que amei...

Se um dia nos separamos ou um de nós morrer, por exemplo, não vamos amar mais ninguém?? Claro que vamos! A vida continua, o amor vai-se desvanecendo mas as recordações ficam...

Não sei se conseguiria amar verdadeiramente alguém... A minha avô reconstruio a sua vida depois da morte do meu avó aos 35 anos e amava o meu "novo avó" mas como ela dizia era amor de companheiro, amor de amigo e não o amor de verdade o amor que sentia pelo meu avó que foi o seu verdadeiro amor.
E era isso que sentia pela pessoa com que estive durante aqueles anos, era meu amigo e sentia carinho por ele, mas como amá-lo se o meu coração estava cheio de amor por outra pessoa?
Mesmo quando terminei a relação não foi preciso dizer o porquê, ele sempre soube e sabia que o meu amor, que o meu coração e alma pertenciam a outra pessoa, por mais carinho e afecto que tivesse por ele.

porque não ficou com o seu verdadeiro amor?

Mo Cuishle
Retrato de Mo Cuishle
Offline
Desde: 19.06.2013
.

sisabel621 escreveu:
Mo Cuishle escreveu:
NinaLab escreveu:
Xii...coitadas das pessoas que amam quem não as amam, nunca poderiam ser felizes...

Eu acho que se ama, mas se ama de forma diferente cada pessoa, cada relação exatamente porque as relações e as pessoas são diferentes. Eu também namorei com o meu marido, separamo-nos devido à distância, nesse periodo tivemos outras pessoas e depois voltamos...Isto não quer dizer que não tenha amado ninguém no entretanto...até porque sinto carinho por essas pessoas, hoje em dia...

Sou super feliz com o meu marido, não o trocaria por ninguém, amo-o mais do que tudo...mas acho que não foi a única pessoa que amei...

Se um dia nos separamos ou um de nós morrer, por exemplo, não vamos amar mais ninguém?? Claro que vamos! A vida continua, o amor vai-se desvanecendo mas as recordações ficam...

Não sei se conseguiria amar verdadeiramente alguém... A minha avô reconstruio a sua vida depois da morte do meu avó aos 35 anos e amava o meu "novo avó" mas como ela dizia era amor de companheiro, amor de amigo e não o amor de verdade o amor que sentia pelo meu avó que foi o seu verdadeiro amor.
E era isso que sentia pela pessoa com que estive durante aqueles anos, era meu amigo e sentia carinho por ele, mas como amá-lo se o meu coração estava cheio de amor por outra pessoa?
Mesmo quando terminei a relação não foi preciso dizer o porquê, ele sempre soube e sabia que o meu amor, que o meu coração e alma pertenciam a outra pessoa, por mais carinho e afecto que tivesse por ele.

porque não ficou com o seu verdadeiro amor?

Porque Quando os meus pais descobriram que tomava a pílula e que tinha perdido a virgindade, fomos viver para uma cidade diferente a 250Km da dele, não havia telemóveis nem computadores.
Os meus pais nunca me deixariam passar fins-de-semana em casa dele, menos ainda fazer uma viagem tão grande para eu visitar o meu namorado.
Tentámos e tentámos mas no fim achei que não o podia prender a mim, estando ele tão longe de mim, preferia vê-lo feliz com outra pessoa do que estarmos ambos a sofrer miseravelmente por não nos podermos ver.
Hoje vemos que foi um completo disparate mas na altura era o que fazia sentido, não o podia prender a uma relação onde nem sequer nos podíamos ver, escrever ou falar.

maryloius
Retrato de maryloius
Offline
Desde: 27.11.2013
Quando o amor é verdadeiro

Quando o amor é verdadeiro simplesmente nunca esquecerás...não tem necessariamente que voltar! Já amei muito uma pessoa e sim, foi amor muito verdadeiro, mas acabou...O amor é eterno enquanto durar! Hoje estou com outra pessoa e se por qualquer motivo acabassemos não significaria que não tinha sido amor de verdade! Podes amar muito uma pessoa mas não seres compatível com ela, acontece!

Opções de visualização dos comentários

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.

Tópicos relacionados

meninas, o que tem a dizer sobre isto? será verdade que só temos um único verdadeiro amor na vida e que esse iremos ama-lo para sempre? o "homem da...
Olá, não sei como começar este assunto e/ou se alguém me pode ajudar. Tive uma relação que terminou mas sinto que ainda não acabou o amor da parte...
O que acham do programa de televisão "Depois da Vida"? Eu vi por 2 vzs e confesso q fiquei confusa. Não me considero uma pessoa nada espiritual e não...
A minha pílula é de 21 dias, acabei-a num Sábado e recomecei a nova toma no Domingo, ou seja, recomeço aos Domingos.. Ontem estava a tomar a pílula e...
Eu sei que é mais do mesmo, é um desabafo e sei que há quem viva pior do que eu e bla bla wiskas saquetas... Mas serei a única que todos os meses...
...