Amo outra pessoa | A Nossa Vida

Amo outra pessoa

Retrato de Carinixa
27.04.2014 | 01:49
Carinixa:
Membro desde: 30.03.2010

Olá, venho aqui em modo de desabafo...Vivo junta e temos uma filha com 3 anos. Desde os 8 meses dela que a nossa relação tem vindo a decair, pois traiu m mais q uma vez, pensou mm em sair d casa, mas eu perdoei (ou nao!) e resolvi viver com isso na esperança q fosse superado e com a ilusão de q ainda podiamos ser felizes os 3 juntos! Mentira... tanto é q agora quem ama outro homem sou eu e sei q sou correspondida... Nao se passou nada entre nós, nao q a vontade nao aperte mas ele tb tem mulher e tb n sabe como ha d lhe dizer ou mm se tem coragem d a magoar... Ambos estamos perdidos...


Retrato de Carolina Lopes Brás
Dom, 27/04/2014 - 09:25
Carolina Lopes Brás:
Membro desde: 19.01.2014

Bem, esta numa situaçao complicada. Visto o que o seu companheiro lhe fez a minha resposta imediata seria: va em busca daqele que ama para ser feliz! O homem que trai muitas vezes nao vai deixar de trair.
Como a pessoa que ama e casada tambem e muito complicado. Mas ha varias questoes em jogo. O relacionamento dele com a mulher como e? Na minha opiniao ele vai magoa-la mais se ela descobrir que ele anda a fazer tudo nas suas costas. Devia contar lhe a verdade e como se sente. Mas claro destruir um casamento e sempre muito complicado.
No seu caso eu acho que nao seja, sabe o que lhe digo? Mais vale estar sozinha do que mal acompanhada. Nao e feliz com o homem com quem vive? Entao nao se acomode, va em busca de felicidade que so vivemos uma vez. Ao inicio pode custar mas tome esse passo, pense mais em si. Nao deixe ser a criança a segurar uma relaçao em que voce nao e feliz.
Depois se o homem que voce ama se decidir juntar a si melhor ainda! Converse com os dois e seja verdadeira. Bjinhos e boa sorte Kiss

Carpe diem

Retrato de OrangeBoy
Dom, 27/04/2014 - 10:38
OrangeBoy:
Membro desde: 23.02.2014

Obviamente estou contigo na questão de que sem amor, não se constroi nem se vive a familia de uma forma saudável. Não sou defensor de aguentar casamentos por medo de traumas nas crianças, porque o contrário não está garantido.

Uma questão pertinente é ... O teu novo amor tem igualmente a certeza que não ama a mulher atual? Não o estarás a iludir e a trazer incertezas para a nova familia que eventualmente os dois formem?

Não me interpretes mal, devemos procurar ser amados, mas por alguém que tb saiba o que quer convictamente, senão é sair de um buraco para entrar no seguinte.

Reflitam os dois sobre o vosso passado e sejam verdadeiros um com o outro antes de darem passos irreversiveis.

: ))

Retrato de Carinixa
Dom, 27/04/2014 - 16:01
Carinixa:
Membro desde: 30.03.2010

Obrigada pelos vossos comentários... não é sem duvida um tema fácil e a minha cabeça anda a 1000 com isso.... Nao quero de todo que a minha menina sofra, ela é a razao da minha vida, a luz dos meus olhos, a minha força... mas vou ter de dar um basta a esta relação e o resto logo se vê...

Retrato de sonia isabel c. r.
Dom, 27/04/2014 - 17:15
sonia isabel c. r.:
Membro desde: 08.01.2010

Boa tarde, e com todo respeito...

a sua menina sofre se se manter numa relação de fachada... uma regra 'geral' é que as criancas são mais felizes com pais felizes... vê-la a si triste e infeliz ao lado do pai ela irá crescer e perceber isso...

se ainda é pequena entenderá mais facilmente e ainda irá a tempo de não estranhar tanto, digo eu.

como já disseram depois de tudo que se passou devia ter metido ponto final já 'ontem'... não espere que o seu amor actual se decida, não se separe com base em ter outra relação para não ficar só, separe-se com a consciência que é por si primeiro... entretanto se o homem que acha que é a sua vida, corresponder e se juntar a si melhor mas não espere por isso para tomar atitudes... em primeiro lugar ame-se a si e à sua filha e depois então trate do resto...

e se realmente é verdade que é correspondida o mais sensato será esse homem também separar-se por respeito a si e à própria esposa dele...

'Os fracos vingam-se ,os fortes perdoam e os superiores ignoram.'