Água com Gás faz Pedra nos Rins!

4 respostas [Última]
veraGZ
Retrato de veraGZ
Offline
Desde: 15.07.2011

Tenho visto aqui algumas mensagens sobre benefícios das águas com gás, mas sempre ouvi dizer que não se devem beber em demasia pois provocam Pedras nos Rins. Para além disso são prejudiciais ao estômago. Se têm dúvidas vejam o estudo do mês passado na Revista Proteste, que desaconselha quem tenha problemas digestivos a beber essas águas. As águas com gás até podem ser LIGEIRAMENTE diferentes, mas todas elas fazem mal à saúde se forem bebidas em demasia!

_Marta_
Retrato de _Marta_
Offline
Desde: 08.12.2008
.

veraGZ escreveu:
Tenho visto aqui algumas mensagens sobre benefícios das águas com gás, mas sempre ouvi dizer que não se devem beber em demasia pois provocam Pedras nos Rins. Para além disso são prejudiciais ao estômago. Se têm dúvidas vejam o estudo do mês passado na Revista Proteste, que desaconselha quem tenha problemas digestivos a beber essas águas. As águas com gás até podem ser LIGEIRAMENTE diferentes, mas todas elas fazem mal à saúde se forem bebidas em demasia!

Já se falou aqui sobre isso há uns tópicos atrás.
Tudo o que é ingerido em demasia, faz mal. A água com gás não é, portanto, excepção.
Do "sempre ouvi dizer" até ao que efectivamente está comprovado, vai uma distância muito grande. Se leste o estudo da Proteste, então também deves ter lido os benefícios.

BecaseCrys
Retrato de BecaseCrys
Offline
Desde: 10.04.2009
eu de agua...

só bebo com gás... ou então a Vitalis Limão Magnésio , só mesmo desta forma é que ingiro agua... tenho mto pena de ser assim mas é verdade... e toda a gente me diz o mesmo... a agua c/ gás "roi" o estômago.... até agora não há lá nenhum buraquito... que eu saiba....

KikaCM
Retrato de KikaCM
Offline
Desde: 23.01.2009
Na altura do verão adoro

Na altura do verão adoro beber Frize de sabores fresquinha numa esplanada (bebo uma ou duas garrafas por dia)e não noto qualquer diferença no meu estômago em relação ao Inverno..e olha que eu tenho o estômago muito sensível devido ao distúrbio alimentar que sofri há dois anos.

Tal como a Marta referiu é como tudo..se consumirmos em demasia vai acabar por prejudicar o nosso organismo!

LuísaBotelho
Retrato de LuísaBotelho
Offline
Desde: 09.06.2011
Água das Pedras não provoca pedra nos rins

Vera,

Vi o post em que referia que as águas com gás provocam pedra nos rins e não pude deixar de responder. De facto, as águas com gás são todas diferentes e as diferenças entre elas não são apenas ligeiras, mas substanciais nos efeitos que podem ter para a saúde.
Como pessoa ligada à Água das Pedras há já vários anos, posso dizer-lhe que esta água tem gás natural e uma elevada mineralização, factores que acabam por ter um efeito benéfico e proporcionam o equilíbrio orgânico, em especial nesta altura magnifica que é a gravidez.

Beber Água das Pedras não prejudica a saúde de quem tem problemas renais. Quando se trata de águas bicarbonatadas, como é a Água das Pedras, as águas com gás podem ser bebidas sem qualquer receio. Na verdade, este tipo de águas pode ajudar a evitar infecções urinárias, pois modifica o pH da urina, criando um ambiente desfavorável à multiplicação das bactérias que originam as infecções. Quanto à formação de cálculos renais, a que vulgarmente chamamos “pedra nos rins”, o cálcio das águas bicarbonatadas, sendo absorvido pelo organismo, é utilizado por este, pelo que não sobrecarrega os rins. Só outras águas com gás e ricas em cálcio, mas que não são bicarbonatadas, podem favorecer a formação de cálculos renais.

Por outro lado, a Água das Pedras, não faz mal ao estômago. Antes pelo contrário. Por ser uma água mineral gasocarbónica, tem uma acção protectora sobre a parede do estômago. Desde que sejam bicarbonatadas, as águas com sódio, cálcio, magnésio ou mistas, têm uma acção positiva sobre o estômago: uma acção digestiva e promotora da motilidade gástrica, acelerando e facilitando a digestão.
Por isso mesmo, pode-se beber a quantidade que se quiser de Água das Pedras sem que haja qualquer prejuízo para a saúde, ou seja, pode beber-se o recomendado para obter uma correcta hidratação e que corresponde a 1,5 a 2 litros de água por dia.

O estudo que foi publicado na revista Deco Proteste que referiu, de Junho de 2011, é incompleto e acaba por induzir os consumidores em erro, precisamente por não fazer a distinção entre as águas naturalmente carbonatadas e ricas em sais minerais - que têm um efeito protector do aparelho digestivo e são, muitas vezes, recomendadas pelos médicos como forma terapêutica para perturbações de ordem digestiva – e as águas artificialmente carbonatadas, às quais são associadas os efeitos nocivos ao aparelho digestivo.

Opções de visualização dos comentários

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.