Mudança de pilula - dúvidas!!

14 respostas [Última]
p_santos
Retrato de p_santos
Offline
Desde: 22.04.2008

Olá a todas!

É a primeira vez que coloco um tópico, apesar de passear pelo fórum todos os dias. Acho-o super interessante.

Acontece que hoje surgiu-me uma dúdiva e lembrei-me logo de vocês para me esclarecerem nessa questão.

É o seguinte:
Hoje fui à ginecologista e ela aconselhou-me a mudar a pílula que tomo (gynera) para uma mais fraquinha e com menos efeitos secundários (minigeste). O grande problema reside no facto de eu nao me lembrar do que ela disse em relação à forma como devo fazer a mudança. Sempre que me tento lembrar desse momento dá-me uma "branca". Só me lembro de ela dizer para ter precauçoes adicionais no 1.º mês e que poderia ter umas ligeiras hemorragias nos primeiros tempos.

A minha grande dúvida é: para trocar de pílula devo tomar o primeiro comprimido da minigeste no primeiro dia da menstruação (como aconteceu quando iniciei a toma pela primeira vez), devo tomar logo de seguida o novo comprimido sem fazer a interrupção, ou devo tomar o novo comprimido apenas quando seria suposto recomeçar uma nova embalagem da gynera, após o período de pausa?

Eu tenho impressão que ela nao me deu nenhuma recomendação especial em relação a isto, mas nao tenho a certeza! Ai ai onde é k eu andava com a cabeça???! Sorriso

Espero que me possam esclarecer nesta dúvida!!
Obrigada a todas!!

inesaparicio
Retrato de inesaparicio
Offline
Desde: 21.04.2008
Mudança de pilula

Olá p_santos!

Tb sou nova aqui , apesar de visitar todos os dias o site q condidero bastante interessante.

Relativamente à tua dúvida mudei exactamente da gynera para a minigeste tb, e se bem me lembro tomei o novo comprimido apenas quando seria suposto recomeçar uma nova embalagem da gynera, após o período de pausa.

Creio q no folheto tb informam essa situaçao.

Bjinhos.

p_santos
Retrato de p_santos
Offline
Desde: 22.04.2008
Que

Que coincidência:)

Realmente nao me recordo mesmo da Gineco me ter dado instruções diferentes relativamente à toma do novo comprimido, por isso suponho que seja para tomar normalmente, após a pausa!

De qualquer forma vou seguir a tua segestão... assim que comprar a minigeste a 1.ª coisa que vou fazer será consultar o folheto:)

Bjos e obrigada pela dica!

Marisa_L
Retrato de Marisa_L
Offline
Desde: 24.03.2008
p_santos

Como se trata de mudar apenas a marca da pilula, julgo que deves começar a tomar no mesmo dia em que ias tomar a antiga.
Se fosse para mudar de metodo contraceptivo é que tinhas de tomar no 1.ºdia da menstruação.
Eu estava a tomar a pilula e á cerca de 3meses mudei para os adesivos Evra, como se tratou de uma mudança de metodo tive de colocar o primeiro adesivo, no 1.ºdia do periodo.

rutee
Retrato de rutee
Offline
Desde: 18.04.2008
Mudança da Pílula

Em relação à mudança da pílula, o meu ginecologista disse para parar de tomar a pílula, esperar que a menstrução venha, e começar a tomar a nova pílula no 1º dia da mesntruação, e durante o 1º mês tomar cuidados adicionais (preservativo).
Espero ter esclarecido essa branca.

Beijocas

AnaIsabelP
Retrato de AnaIsabelP
Offline
Desde: 07.01.2008
Eu mudei de pilula

Eu mudei de pilula recentemente e fiz o que mandava o folheto da pilula nova que era tomar a 1ª logo a seguir à ultima da caixa anterior (ou seja, não fazer pausa). Achei estranho o que li e falei com o médico que me aconselhou a seguir o que dizia o folheto. Parece-me que varia de pilula para pilula.

De qualquer forma, e como já foi dito anteriormente, deves tomar precauções no 1º mês porque o corpo ainda se está a habituar à nova pilula e é arriscado.

Espero ter ajudado

Ana

LOOLITA
Retrato de LOOLITA
Offline
Desde: 10.08.2010
Eu tenho uma duvida que me

Eu tenho uma duvida que me anda a atormentar a cabeça.
Eu tomava uma pilula a harmomet que me deram no centro de saude, e da ultima vez que la fui alteram para outra igual mas pelo que a médica me disse é genérico, continuei a tomar a pilula norma, e usando sempre preservativo nas minhas relações, mas o meu período este mÊs veio na altura certa, mas não veio em grande quantidade e com uma cor um bocado clara.
Estará tudo bem ? Não estarei grávida ?
Ajudem-me pf

MariaDoGato
Retrato de MariaDoGato
Offline
Desde: 13.08.2010
Um conselho de amiga

Correndo o risco de ser chicoteada, venho aqui dizer que NUNCA tomei a pílula excepto por uma fase de três semanas em que, contrariada, experimentei tomá-la, e que NUNCA engravidei sem querer. Porque é que nunca a tomei?! Porque preocupei-me sempre com a minha saúde.

Informem-se bem, junto de quem conhece verdadeiramente os factos e que fala a verdade, sobre os efeitos secundários a LONGO PRAZO e reconsiderem os vossos métodos anticoncepcionais como, por exemplo, interrupção de coito – é chato mas não prejudica a saúde da mulher.

Este é um conselho de amiga e sem custo!

Viver e deixar viver mas sempre com um espelho à nossa frente.

_Paulo_
Retrato de _Paulo_
Offline
Desde: 14.01.2010
...

Não vou chicotear, mas para mim coito interrompido não é método contraceptivo, nem é sexo.
Durante a relação, antes da ejaculação, existe libertação de espermatozóides, logo existem possibilidades de engravidar.
Passar uma relação sexual a pensar: "estou quase a atingir o orgasmo, tenho que parar", comigo não funciona.

"Ever tried. Ever failed. No matter.
Try again. Fail again. Fail better."
[Samuel Beckett]

feijão fradinho
Retrato de feijão fradinho
Offline
Desde: 07.10.2007
Concordo com o Paulo. Esse é

Concordo com o Paulo.
Esse é o método para tirar o peso da consciência, mas não para evitar a gravidez.

Além de que a pílula não é apenas tomada como contraceptivo, mas também por outros factores. Quanto ao prejudicar a saúde, por algum motivo a ginecologista lhe disse para ela tomar uma mais fraquinha.

Quanto à questão original do tópico, eu perguntaria à médica que procedeu à ordem de alteração. É, no fundo, um assunto delicado, de saúde.

Beijinhos**

MariaDoGato
Retrato de MariaDoGato
Offline
Desde: 13.08.2010
Duas perguntas inocentes

_Paulo_ escreveu:
Não vou chicotear, mas para mim coito interrompido não é método contraceptivo, nem é sexo.
Durante a relação, antes da ejaculação, existe libertação de espermatozóides, logo existem possibilidades de engravidar.
Passar uma relação sexual a pensar: "estou quase a atingir o orgasmo, tenho que parar", comigo não funciona.

Apenas duas perguntas inocentes:
1-Tomaria a pilula se essa existisse para homens mesmo sabendo dos graves efeitos sobre a sua saúde?
2-Depois de ter tido os filhos desejados por si e pela sua companheira, consideraria a vasectomia para que ela pudesse deixar de tomar a pilula sabendo que assim continuaria a atingir o orgasmo sem receios nem interrupções?

Viver e deixar viver mas sempre com um espelho à nossa frente.

MariaDoGato
Retrato de MariaDoGato
Offline
Desde: 13.08.2010
Por muito "fraca" que seja a pílula...

feijão fradinho escreveu:
Concordo com o Paulo.
Esse é o método para tirar o peso da consciência, mas não para evitar a gravidez.

Além de que a pílula não é apenas tomada como contraceptivo, mas também por outros factores. Quanto ao prejudicar a saúde, por algum motivo a ginecologista lhe disse para ela tomar uma mais fraquinha.

Quanto à questão original do tópico, eu perguntaria à médica que procedeu à ordem de alteração. É, no fundo, um assunto delicado, de saúde.

Beijinhos**

Cada uma é livre de optar pelos métodos que preferir mas seria importante que TODAS tivessem PLENA NOÇÃO das consequências sobre a sua saúde que na maioria dos casos se manifestam a longo prazo e nessa altura já não há nada a fazer senão lidar com elas.

Viver e deixar viver mas sempre com um espelho à nossa frente.

_Paulo_
Retrato de _Paulo_
Offline
Desde: 14.01.2010
...

MariaDoGato escreveu:

Apenas duas perguntas inocentes:
1-Tomaria a pilula se essa existisse para homens mesmo sabendo dos graves efeitos sobre a sua saúde?

Não é liquido que os efeitos sejam assim graves! Conheço casos em que o mal estar físico associado ao período é reduzido devido há pílula.
Com as mesmas contra indicações da pílula feminina, não tinha qualquer problema de tomar!
MariaDoGato escreveu:

2-Depois de ter tido os filhos desejados por si e pela sua companheira, consideraria a vasectomia para que ela pudesse deixar de tomar a pilula sabendo que assim continuaria a atingir o orgasmo sem receios nem interrupções?

Nunca consideraria a vasectomia, assim como nunca consideraria nenhum método definitivo para a mulher.
Com todo o incomodo que o preservativo possa causar, seria o método contraceptivo escolhido para alternativa.

"Ever tried. Ever failed. No matter.
Try again. Fail again. Fail better."
[Samuel Beckett]

TixaO
Retrato de TixaO
Offline
Desde: 17.07.2010
Urgente!

A pilula Minigeste começa a fazer efeito apartir do primeiro dia da toma?
E alguem sabe se o Voltaren (analgesico) interfere com o seu efeito? Preocupado

Obrigada, urgente mesmo.

SSVA
Retrato de SSVA
Offline
Desde: 27.05.2013
Mudei de pilula

Ola a todos. Este é o meu primeiro comentário aqui!
Tenho uma grande dúvida que me esta a me preocupar. eu tive de mudar de pílula(Miranova) por causa de umas manchas, mudei com aconselhamento medico( ginecologista). tive a ultima relação sexual (sem preservativo, porque tomo a pílula) dia 12 de Maio e acabei de tomar a antiga pílula dia 15 de maio. Iniciei logo a nova pílula (Denille) passado 3 dia quando veio a menstruação. Desde que iniciei esta pílula, sinto enjoo, mau estar, uma pressão no fundo da barriga e dor nos peitos. Sei que a mudança de pílula as vezes tem sintomas.mas estes sintomas também são parecidos com os da gravidez. a minha dúvida é saber se isto é normal, ou poderei estar grávida mesmo aparecendo a menstruação? não tive mais relações sexuais desde dia 12 de maio antes da menstruação!! agradeço a atenção. Obrigado Sorriso

Opções de visualização dos comentários

As alterações efectuadas serão aplicadas a todos os tópicos.