TV Plasma e TV LCD, qual o melhor? | A Nossa Vida

TV Plasma e TV LCD, qual o melhor?

Se sonham ter uma televisão enorme na nova sala de estar ou de jantar mas sentem uma dificuldade gigantesca em escolher qual a melhor TV, tal é a diversidade que existe, acompanhem-nos nesta exposição e escolham: LCD ou plasma.

Porém, antes de expor todas as vantagens e desvantagens de uma TV LCD e uma TV Plasma, é necessário compreender o que uma e outra querem dizer.

O que é uma TV LCD?

Um LCD (Liquid Crystal Display) é um display composto por células verdes, vermelhas e azuis que contém cristais líquidos. Por sua vez, os cristais líquidos são substâncias que reagem à corrente eléctrica que recebem e são capazes de controlar a passagem de luz. Funciona como se uma lâmpada de luz branca e brilhante estivesse permanentemente ligada por detrás do ecrã. Na passagem da luz eléctrica são exibidas as imagens, o texto e os vídeos.

Nos últimos anos, o LCD ganhou uma grande importância na indústria tecnológica, devido ao advento de monitores para computador e televisores de LCD. Contudo, o cristal líquido está presente no mundo electrónico há algum tempo, por exemplo: um relógio de pulso, uma calculadora, um forno microondas ou um aparelho de rádio já incorporam este material.

Entre as suas principais características está a sua leveza, a sua portabilidade e a sua capacidade de ser produzido em quantidades muito maiores do que os tubos de raios catódicos (CRT), as denominadas televisões antigas. O seu baixo consumo de energia eléctrica permite-lhe ser utilizado em equipamentos portáteis, alimentados por bateria electrónica.

O que é uma TV Plasma?

O plasma é um dispositivo baseado na tecnologia PDP (Plasma Display Painel), que foi aperfeiçoada na última década para o mercado de HDTV (televisores de alta definição) e tem como principal característica uma maior fidelidade na reprodução de cores.

O plasma funciona através de milhares de lâmpadas fluorescentes em miniatura que, quando carregadas, emitem gases de luz ultravioleta. As telas de plasma utilizam substâncias gasosas (como xénon e néon) dispostas em pequenas células que agem como lâmpadas, e que em contacto com o fósforo emitem luz ao receberem energia. Desta forma, os pixéis só são ligados quando necessários.

Os televisores de plasma têm um ecrã totalmente plano e estão disponíveis em tamanhos até 150 polegadas, com resoluções até 2000 pixéis. São painéis finos e de volume bastante reduzido. Apresentam, de forma excepcional, uma viva reprodução de cores e são fabricados na proporção widescreen, de medida 16:9 ou 16:10 (o formato usado no cinema e em filmes de DVD).

Vantagens e desvantagens do LCD

Esta tecnologia tem os seus prós e contras bem definidos. Vamos enumerá-los por tópicos, de forma a facilitar a vossa compreensão:

  • O LCD pode ser mais económico a longo prazo;
  • Consome menos energia;
  • Ocupa menos espaço;
  • Cansa menos a vista;
  • Emitempouca ou nenhuma radiação nociva;
  • Tamanhos de ecrã com 52 polegadas de alta definição;
  • A resolução das imagens no ecrã é mais nítida, é possível exibir, pormenorizadamente, todos os pontos e com uma maior precisão;
  • Os LCDs têm mais brilho, tornando-se mais adequados para ambientes claros. O material do ecrã não é reflexivo e absorve bem a luz. A imagem fica com aspecto melhor;
  • O LCD tem uma vida útil estimada em 60 mil horas de uso, no entanto, mantém a intensidade da luz com o passar do tempo;
  • O LCD tem um consumo de energia constante, independentemente da tonalidade que apresenta;
  • A qualidade da imagem na diagonal poderá não ser a melhor, pois poderá ser desfocada. Os LCDs modernos melhoraram muito, mas é bom conferir o ângulo de visão nas especificações ou numa loja antes de comprar;
  • O tempo de resposta é de 0,006 milésimos por segundo;
  • As imagens em movimento podem produzir um efeito de arrastamento e uma maior distorção de cores.

Vantagens e desvantagens do Plasma

Assim como no LCD, o plasma também apresenta vários pontos fortes e fracos, destacam-se os seguintes:

  • Lida muito bem com as imagens em movimento, melhor que a tecnologia LCD;
  • Tamanhos de ecrã a partir de 42 polegadas;
  • A resolução das imagens no ecrã é limpa, mas não tão nítida como nos LCD;
  • Garante qualidade acima da média nas imagens diagonais;
  • O tempo de resposta, que mede a velocidade com que cada pixel muda de cor, é muito baixo, podendo chegar a 0,001 milésimos por segundo;
  • Têm um melhor contraste de cores e produzem cores mais vivas e precisas, o preto é mesmo preto e não acinzentado. Em cenas escuras, por exemplo, ele pode desligar o pixel que não vai ser usado. Têm as gamas de cores perfeitas;
  • A TV de plasma tem uma vida útil estimada em 100 mil horas de uso, mas tende a perder qualidade de imagem;
  • Consome mais energia;
  • O plasma pode ser menos económico a longo prazo;
  • Cansa mais a vista, poderá levar a um desconforto visual, o denominado flicker quando fica muito tempo próximo do ecrã;
  • O plasma tem um consumo maior de energia aquando da exibição de cenas claras ou escuras;
  • Manutenção mais cara;
  • Está sujeito ao efeito “burn in”, caracterizado por fixar no ecrã as imagens estáticas exibidas por muito tempo, como no caso dos logótipos dos canais de TV. No entanto, os mais recentes têm recursos para reduzir este problema, o chamado protector de tela.

LCD VS PLASMA

Depois de conhecerem o que um e outro significam, isso não quer dizer que já tenham formado uma opinião, porque neste momento têm apenas conhecimento das vantagens e desvantagens de cada um, mas poderá não ser suficiente. Assim sendo, qual o melhor para vocês? LCD ou Plasma? A nossa resposta seria: depende.

Depende do sítio onde a vão colocar, do valor que estão dispostos a gastar, da luz natural que apresenta, do tempo de resposta que quer, da duração de vida, dos ângulos, dos contrastes, das dimensões, dos formatos, entre outras características que determinam o seu funcionamento e pesam na vossa escolha. Devem medir bem todos os benefícios de cada uma. Atente também as ligações que fará com a sua TV, se pretender ligar câmaras, computador, máquinas fotográficas, entre outros acessórios, garanta que a TV tem entradas HDMI´s, USB´s, RGB´s e AV´s.

Tenham em atenção as distâncias: se o local onde a televisão vai ficar estiver a 3 metros do olhar, optem por uma TV de 32 polegadas; se ficar a 3,5 metros, utilizem uma televisão de 40 polegadas; se for a 4 metros é indicada uma televisão de 52 polegadas e, por último, se a distância for ainda maior a televisão também o poderá ser.

Pensem já na Televisão Digital Terrestre (TDT). Até 2012, a TDT entrará nas nossas casas. As emissões analógicas serão substituídas pelas digitais, levando ao aparecimento de novos conteúdos e canais com maior qualidade de imagem e som. Geralmente, um LCD ou plasma já incorporam a navegação digital, mas dêem sempre uma atenção especial a este pormenor.

Se tiverem uns dinheiros a mais, podem sempre optar por esta televisão que lhe apresentamos:

Trata-se da “Yalos Diamond”, a televisão mais cara do mundo. É adornada com 160 diamantes verdadeiros de 20 quilates cada. Esta TV custa a módica quantia de 110.000€. Se gosta de ver programas luxuosos, esta compra será certamente uma rica opção.

Voltando à terra, comparar uma televisão LCD com uma televisão Plasma é como comparar o incomparável, as diferenças são difíceis de avaliar a olho nu, é como se estivessem a escolher entre um Ferrari e um Lamborghini, a qualidade está presente em ambas, assim como a satisfação na compra.

Uma coisa é certa, tanto as televisões de LCD quanto as de Plasma evoluem sem parar. Vocês já se decidiram? Sejam determinados e confiantes na compra, analisem todos os detalhes, pois, agora, poderão montar o próprio cinema em casa, ou assistir a um jogo de futebol na TV como se fosse no próprio estádio. Já não é necessário sair de casa para fazer uns programas excelentes, façam-nos no conforto do vosso lar, refastelando-se no sofá em frente à nova televisão!

Leia também...