O que os homens odeiam fazer em casa | A Nossa Vida

O que os homens odeiam fazer em casa

Homens e trabalhos domésticos não costumam andar de braço dado. Embora existam algumas tarefas que os homens não se incomodam em fazer, outras são simplesmente detestadas por quase todo o universo masculino. Saiba o que os homens odeiam fazer em casa e perceba estes seus ódios de estimação.

Passar roupa a ferro

Não há como fugir dessa realidade incontornável: os homens odeiam passar a roupa a ferro! E não importa se a roupa em questão for uma camisa ou um simples toalhão de praia. Passar roupa a ferro é algo que não se enquadra na mentalidade prática dos homens. Para quê tanto trabalho e tempo desperdiçado a passar roupa que assim que se utiliza fica imediatamente amarrotada?

Estender a roupa

Estender roupa até é uma tarefa das mais simples que se pode fazer em casa. Aparentemente não existem grandes critérios restritivos e fica-se com uma certa liberdade para dispor a roupa no estendal como melhor se entender. Mas ainda assim estender roupa é outra das tarefas que os homens mais detestam fazer em casa. E porquê? Porque se fosse possível eles simplesmente atirariam a roupa por cima das cordas, deixando-a lá até secar. Molas para prender roupa, esticar e sacudir para não amarrotar, virar do lado das avessas para proteger a cor são procedimentos que não cabem dentro da lógica masculina.

Dobrar e arrumar a roupa

Para os homens não existe a necessidade de dobrar, nem tão pouco de arrumar a roupa em gavetas ou no guarda-fatos. Talvez não se importem em enrolá-la e atirá-la para longe da vista para que não ocupe o precioso espaço livre, mas não se incomodam nada em deixá-la amontoada no sofá até voltar a ser preciso vesti-la. Há que tentar perceber o ponto de vista masculino: “Se vou precisar de novo das calças, meias ou cuecas então para quê o trabalho de as guardar dobradas em gavetas de que não me lembro depois?”

Guardar a louça dentro dos armários

A maioria dos homens considera absolutamente detestável a obrigação de colocar copos, pratos e talheres nos seus locais de origem dentro dos respetivos armários da cozinha. Na opinião deles a louça ficaria muito melhor sendo deixada a secar no escorredor ou dentro da máquina de lavar, até voltar a ser necessária. É muito mais prático encontrar o copo preferido dentro do escorredor do que colocado em fila perto de todos os outros copos num armário.

Aspirar a casa

Varrer ainda vá que não vá, mas aspirar o pó é que jamais! Quase todos os homens odeiam pura e simplesmente o aspirador e não porque aspirar envolva um grande esforço físico ou intelectual mas pelo ruído que a máquina produz. O silvo do motor do aspirador faz intensa confusão na cabeça masculina. Praticamente todos os homens preferem sair de casa enquanto o aspirador está a funcionar ou sugerem vivamente que seria muito melhor empregar a vassoura para recolher o lixo caseiro.

Regar as flores

Embora os homens gostem bastante de jardinagem e de trabalhos no exterior da casa, a verdade é que quando é preciso regar as flores e outras plantas ornamentais eles são os primeiros a fugir. O ódio que os homens apresentam pela rega das flores não está bem explicado, mas é natural que se prenda com a morosidade da tarefa e com o cuidado com que deve ser levada a cabo. Regar não é empapar as flores com água, e muito provavelmente a atenção e a delicadeza da rega excede os limites da paciência masculina.

Costurar

Não há quase nenhum homem que não odeie costurar. Pregar um simples botão numa camisa já se afigura como uma tortura para a mentalidade masculina. Linhas, agulhas e alfinetes estão decididamente arredados do imaginário dos homens. Há quem afirme que essa aversão se prende a antigos preconceitos que relegavam a costura às mulheres, e que está enraizada nos tempos recuados em que nenhum homem imaginaria sentar-se tendo ao colo um pano para remendar. Adeptos do imediatismo, os homens preferem deitar fora a roupa e comprar outra nova do que ter de passar pelo terror da costura.

Com a evolução do tempo e das mentalidades cada vez mais homens se dedicam a tarefas caseiras sem que isso lhes cause problemas ou embaraços. No entanto continuam a existir tarefas tabus que por uma ou por outra razão se recusam a aprender, e a executar. Talvez que daqui a algumas gerações todos esses ódios de estimação pertençam ao passado… a ver vamos!

Leia também...