Formas simples e práticas de poupar

Notas e moedas de Euro

Reduzir a despesa nos dias que correm pode passar a ser um objectivo. Pagar os empréstimos, as contas do dia-a-dia e algumas diversões deixam a conta do banco um pouco nas lonas no final do mês. Por vezes uma pequena coisa aqui, outra ali, traz poupanças significativas que não se imaginariam se não se pensasse nelas. Poupar uma pequena quantia pode ser muito compensador a longo prazo. Estas simples ideias poderão ajudar a poupar alguns euros.

1. Baixem a conta da electricidade

Se analisarem a vossa casa, poderão verificar que será necessário isolar portas, janelas ou mudar para lâmpadas económicas - cada lâmpada económica poupa cerca de 3€ por ano. Pequenas coisas como colocar a máquina de lavar a baixa temperatura, desligar os electrodomésticos no interruptor em vez de os deixar em stand by, podem gerar poupanças significativas. Se for possível liguem alguns equipamentos como a televisão, vídeo, DVD ou equipamentos de som, a uma base de ligação múltipla com interruptor, desta forma ao desligar esse interruptor irão desligar todos os equipamentos e poupar mais de 40 euros por ano. Verifiquem também se o plano de electricidade é o adequado às vossas necessidades de consumo e confirmem se os consumos privilegiam horários que beneficiariam da tarifa bi-horária, em que a energia é mais barata nas horas de vazio (à noite e aos fins de semana) e optem por esta, em caso afirmativo. Todas estas medidas podem poupar mais de 100€ ao ano.

2. Revejam o seguro automóvel

Revejam a apólice de seguro automóvel. Façam simulações nas companhias que apenas trabalham na Internet, pois os seus preços são substancialmente mais baixos. Verifiquem também se as cláusulas da apólice se aplicam à realidade: se um costuma andar sozinho num dos carros então não justifica ter incluída a cláusula do seguro de passageiros. Segundo a agência financeira: “a companhia de seguros N Seguros, do grupo BPN, apresenta a apólice mais barata no seguro de responsabilidade civil obrigatória, também apelidado de seguro contra terceiros”. Na modalidade opcional - seguro de danos próprios ou “contra todos os riscos” - a seguradora Logo, do grupo Banco Espírito Santo, cobra o prémio anual mais baixo.”

3. Renegociem o spread dos empréstimos

Reduzir o spread é reduzir o custo do crédito, reduzindo a prestação mensal do empréstimo. Se tiverem um spread superior a 0,6 pontos, pode ser fácil reduzir o spread. Dirijam-se ao banco e falem com o gestor de conta explicando-lhe que devido às condições actuais o spread actual não é coerente com a realidade financeira. Podem sempre formalizar este pedido enviando uma carta escrita a pedir esta redução. Peçam pelo menos a redução para 0,25, pois o mais comum é o 0,35. Se notarem relutância no banco ameacem sempre com a mudança para outro banco.

4. Adiram a um cartão de fidelidade

Os hipermercados Modelo/Continente e Intermarché, entre outros, dispõem de cartões de fidelidade que vão acumulando valores que ao final do ano podem ajudar a poupar mais de 100€. Estejam sempre atentos às promoções que são feitas com base na posse destes cartões de desconto e aproveitem-nas.

5. Optem por um serviço de Internet e TV adequado

A Internet pode ser um encargo grande, pois usualmente está associada à TV e por

vezes ao telefone. Se não forem grandes utilizadores da Internet, então um serviço de 4Mb é mais do que suficiente, sendo consideravelmente mais barato que um de 8Mb. Se optarem por um serviço menos rápido poderão poupar cerca de 14€ por mês por isso pensem nisso. O serviço de TV é igual, se têm TV satélite ou TV por cabo, e se o pacote for apenas o básico então conseguirão poupar mais de 200€ ao ano.

6. Optem por genéricos

Sempre que forem ao médico ou à farmácia aviar as receitas médicas peçam sempre medicamentos genéricos, se forem grandes frequentadores da farmácia isto significará uma poupança considerável.

7. Paguem a pronto

Esqueçam os cartões de crédito, se não costumam usá-los em vosso benefício financeiro, então paguem tudo a pronto. Levantem apenas uma certa quantia por semana e estabeleçam que não poderão gastar mais do que essa quantia, quando terminar esse dinheiro não poderão usar o cartão; esta atitude diminuirá os custos pois diminuirá as compras impulsivas.

8. Limpem o roupeiro

Podem fazer duas coisas: oferecer as vossas roupas como forma de donativo a instituições de caridade, pedindo o recibo da oferta; este servirá para deduzir no IRS. Podem também fazer uma venda em leilões online (Miau.pt, Ebay, etc) e tentarem colocar a render aquilo que já não rende no roupeiro.

9. Comprem em grande

Papel higiénico, rolos de película aderente, detergentes, fraldas, etc., tudo o que tenha bastante durabilidade e que sabem que se necessita sempre. Optem sempre pela maior embalagem, se tiverem oportunidade comprem em locais de revenda, pois podem poupar muito desta forma.

10. Revejam as férias

Revejam se não existem pacotes mais baratos para o destino que pretendem: façam pesquisas em companhias de low-cost ou comprem as viagens com muita antecedência. As férias podem ser fonte de muito gasto, mas podem também ser feitas com inteligência poupando bastante.

Média: 4.5 (11 votos)

Artigos relacionados

Olá meninas Eu considero-me uma boa namorada, costumava estar com o meu namorado 6 dias por semana, agora tenho estado apenas 5 e esse é motivo de...
Viva recorro a este Forum porque preciso do maior número de pessoas que me ajudem a divulgar uma situação e assim tentar alargar as possibilidades...
Se estão a pensar adotar um coelho como animal de estimação ou se já o fizeram e têm dúvidas acerca da sua alimentação, esta é uma checklist que...
Boa dia, poderem ajudem-me por favor. Eu tenho um carro que está em nome do meu pai assim como o seguro, mas quem anda com ele sou eu. Acontece que...
Sabiam que é possível poupar dinheiro na conta do final do mês; cuidar do meio ambiente e preservar a água como um bem insubstituível? Para...