Dicas para escolher um sofá | A Nossa Vida

Dicas para escolher um sofá

Um sofá é usualmente a peça de mobiliário com mais destaque na sala. Não só é usualmente a peça com mais destaque decorativo da divisão da casa, mas também é o centro da vida: por lá passam horas de diversão em frente à televisão, umas sonecas relaxadas, as visitas familiares, o animal de estimação… Por isso, é essencial que comprem o sofá ideal para a vossa casa. Ficam aqui algumas dicas.

Enchimento do sofá

O enchimento do sofá é importante pois será o que lhe irá dar formato durante bastante tempo. Para além disso, é importante que seja o mais natural e arejado possível, nomeadamente se o exterior também for de tecido, para evitar a acumulação de ácaros e evitar alergias, especialmente se existirem pessoas com alergias ou animais de estimação em casa. O ideal será optarem por enchimento de penas semelhante aos edredões. Como segunda opção, a espuma de grande densidade também é confortável, durável e usualmente implica um sofá mais acessível.

Revestimento do sofá

A pele é o revestimento com mais longevidade e durabilidade para um sofá, e quanto mais densa melhor. É ótima para as alergias, fácil de limpar e geralmente muito mais durável. Porém, muitas vezes o preço de um bom sofá em pele torna-se proibitivo.

Como revestimento de um sofá, a camurça é uma boa opção em termos de durabilidade, mas em termos de manchas é mais difícil de limpar do que a pele normal.

Se optarem por um sofá de tecido, convém que este possua capas removíveis para poderem ser lavadas quando estas se sujarem. A durabilidade do revestimento de um sofá em tecido é menor, mas normalmente existe a possibilidade de comprar novas capas de tecido; de outra forma poderão forrar o sofá com um novo tecido, caso não existam novas capas removíveis à venda.

Preço e durabilidade do sofá

Um sofá comum pode ir de 500€ até 2.000€. Porém um sofá de design pode passar os 10.000€.

Um sofá normal deve durar cerca de 10 anos, mas se for bem estimado, pode durar muito mais.

Estilo do sofá

Antes de irem às compras definam o orçamento, e se é de facto um orçamento a cumprir mantenham-se fiéis ao mesmo; porém, se existir alguma flexibilidade financeira tenham em mente que podem acrescentar 10% ao orçamento caso encontrem um sofá que, aliado à funcionalidade, tenha o estilo ideal para a vossa casa.

Devem sempre considerar o local onde o sofá vai ser colocado: se for para decorar um local pequeno optem por um sofá pequeno, se for para um local amplo, podem optar por um sofá maior.

Para além do espaço, considerem o estilo de vida que têm: se costumam receber muitos amigos ou familiares lá por casa terão de ter este fato em consideração, optando por um sofá maior, ou talvez por um conjunto de sofás. Se gostam mais de estar deitados do que sentados no sofá talvez um sofá chaise long seja o ideal.

Se a casa é pequena, e pretendem mais uma cama extra para o caso de um convidado aparecer, optarem por um sofá-cama pode ser uma boa solução.

Afinal qual é o estilo que gostariam de ter na sala de estar? Uma sala de estar tradicional? Um local neutro e natural em cores neutras, com um sofá que sobrevive ao passar dos anos? Um sofá Chesterfield num estilo colonial? Antes de comprarem o sofá olhem para imagens de decoração de salas de estar e vejam o que pode combinar com os vossos gostos decorativos.  

Experimentem o sofá

Quando forem às compras para um novo sofá, testem-no: sentem-se durante algum tempo e de diferentes formas para perceberem se o sofá é de facto confortável; devem ser capazes de tocar com os pés no chão quando estão sentados, e não devem necessitar de grande esforço para se levantarem do sofá; deitem-se, pois o sofá deve ser capaz de albergar uma pessoa deitada em bom descanso.

Devem verificar se a parte de trás está tão bem feita como a da frente, se sim geralmente isso é um sinal de que o sofá é de qualidade.

Se o sofá tiver almofadas com capas reversíveis é um bom extra, pois em caso de sujarem uma parte, podem sempre revirá-las e usar a outra parte.

Leia também...