Como manter uma relação amorosa com mais de 10 anos | A Nossa Vida

Como manter uma relação amorosa com mais de 10 anos

Conseguir que uma relação perdure pelo tempo é uma tarefa para ser feita a dois. Uma relação amorosa com mais de 10 anos carece de muito empenho e dedicação para se tornar ainda mais duradoira. Neste artigo vamos ficar a conhecer todos os esforços que tanto o homem e mulher devem fazer para que a relação resulte.

Estar sempre presente

O companheirismo é um dos principais ingredientes para fazer uma relação durar no tempo. Relações amorosas mais duradoiras baseiam-se em muito mais do que a irresistível atração física dos primeiros tempos. Estar sempre presente para o outro, ser o ombro amigo, o porto seguro, aquela pessoa que se sabe estar sempre disponível qualquer que seja a situação, é a essência do verdadeiro amor.

Desenvolver uma relação de mútua confiança

Quem ama confia, quem ama faz-se confiável. A honestidade e a seriedade nos sentimentos e nas ações, nas intenções e nas palavras é uma forma de melhorar as relações mais duradoiras. Por muitos anos que passem entre um homem e uma mulher, não esmorece a necessidade de mútua confiança. Entre quem se ama basta um olhar para que se sossegue o outro. Basta um dizer que sim, para o outro acreditar. Não porque se tenha a ilusão de que o outro é um ser perfeito, mas porque se sabe que não existe a necessidade de mentiras entre os dois.

Ser compreensivo

Nem sempre as relações são perfeitas, mesmo entre quem se ama profundamente. Alguns dias são menos felizes do que outros, algumas palavras são mais despropositadas do que outras, algumas atitudes caiem menos bem em quem lhes sofre as consequências. No entanto, conversar e resolver os conflitos é suficiente, desde que exista pureza de alma e sinceridade nos afetos. Adotar uma postura de compreensão em relação ao outro, ser tolerante, manter o espírito aberto sem no entanto ser permissivo ou submisso, é uma maneira excelente de acrescentar mais anos de felicidade a uma relação amorosa.

Ter autoestima e autoconfiança

Quem não se ama a si mesmo, só muito dificilmente conseguirá amar alguém capazmente. A autoconfiança e a autoestima são fatores muito importantes e que influenciam decisivamente as relações entre homens e mulheres. Uma pessoa que tem a noção do seu valor, das suas qualidades e capacidades mantém preferencialmente uma atitude sensata e equilibrada. Quem gosta de si mesmo, quem se estima e se dá ao respeito não sofre desnecessariamente por ciúmes infundados. Cultivar o amor-próprio é uma ciência que se aprende e se desenvolve, e é um passo fundamental para garantir a paz e a tranquilidade numa relação amorosa por muitos e bons anos.

Não deixar apagar a chama da paixão

Embora com o passar dos anos a paixão possa passar por diversas etapas de evolução, é muito importante que o casal não deixe nunca apagar a chama da paixão que os une. Não interessa se as rugas ocupam o lugar da pele sedosa da juventude, ou se os cabelos brancos estão cada vez em maior número. Nem interessa se a cinturinha de vespa é só uma lembrança, e se a curvatura das costas veio substituir o dorso de atleta. Nada disso é verdadeiramente importante quando se mantém a paixão acesa pelos anos fora. A doçura de um afago, o carinho de um beijo, o calor do abraço, a mão que procura a outra mão, a intimidade que não morre nunca, apenas amadurece e se adoça são a cereja em cima do bolo das relações eternas.

Saber que tudo tem solução

A vida a dois faz-se de bons momentos, de momentos românticos, de felicidades e de problemas. Nem sempre se sorri, nem sempre se chora. Algumas etapas são difíceis e a solução por vezes demora a surgir. Porém há que ter em mente que tudo tem forma de se resolver. Para cada dificuldade existe uma resposta que se pode encontrar quando os dois trabalham em equipa, partilhando saberes e experiências. Nada é irremediável, tudo se ultrapassa desde que exista vontade e empenho. Uma relação que se queira duradoira tem que ser baseada na esperança e na certeza de que existe sempre um horizonte novo para além daquilo que se vê.

Uma relação amorosa pode ter 10, 20 ou 30 anos e apresentar ainda o mesmo encanto e frescura dos primeiros dias. Não deixar que a rotina se instale e dite ordens, lutar sempre para que cada dia seja cheio de possibilidades bonitas e de projetos novos, é a conduta indispensável para fazer o amor durar para sempre, pelo menos enquanto houver vida, esperança e força para sonhar.

Leia também...