Como escolher o melhor exaustor para a cozinha

Cozinha

O exaustor na cozinha evita que o teto e os móveis da cozinha fiquem com gordura, impedindo ainda o aparecimento de fumos, vapores e cheiros que surgem quando se cozinha. Saibam como escolher o melhor exaustor para a cozinha da nova casa.

Funções do exaustor de cozinha

Um exaustor de cozinha aspira e filtra o vapor e o fumo existentes junto dos alimentos cozinhados. Para além de renovar o ar de uma cozinha, o exaustor também impede ou procura diminuir a formação e a acumulação da gordura no teto e nos móveis de cozinha. Normalmente, os exaustores têm interruptores para diferentes potências de extração ou de ventilação do ar, assim como uma luz integrada para iluminar a superfície onde são preparadas as refeições.

Atualmente, os exaustores de cozinha são cada vez mais práticos, modernos e funcionais e os aparelhos mais evoluídos apresentam um sensor avançado, conhecido como ACS (Advanced Sensor Control) que reconhece automaticamente quando o ar precisa de ser limpo, desligando-se sozinho no final de cada limpeza.

Os sistemas de exaustão

Para se compreender o funcionamento dos exaustores de cozinha, é necessário compreender que existem dois sistemas de exaustão diferentes: bocas de retorno e bocas de ventilação. Independentemente do sistema que escolha para equipar a sua cozinha, ambos são colocados sobre o fogão ou placa de cozinha, aspiram os vapores provenientes dos alimentos cozinhados e impedem a formação de gordura e de humidade através de um filtro próprio.

As bocas de retorno

As bocas de retorno conduzem os fumos e os vapores para fora da cozinha através de uma conduta de ar. Trata-se de um sistema de exaustão mais dispendioso que os demais, mas mais eficaz. Tenha em atenção que algumas bocas de retorno têm uma função de ventilação adicional e se um outro aparelho estiver ligado à conduta (como por exemplo um aparelho de aquecimento), a campânula de extração só deve ser utilizada para a ventilação.

As bocas de ventilação

As bocas de ventilação procuram devolver o ar limpo à cozinha e, na maioria das vezes, oferecem um filtro de carvão adicional contra a formação de maus odores. Este sistema de exaustão não é tão eficaz como o das bocas de retorno mas, em contrapartida, as despesas de manutenção e de instalação são consideravelmente menores. Por outro lado, também é de realçar que uma boca de ventilação não necessita de uma conduta própria na parede e isso poderá ser uma enorme vantagem.

Tipos de exaustores de cozinha

Os exaustores devem ser selecionados segundo o tamanho e a constituição de uma determinada cozinha. Existem 5 tipos de exaustores no mercado e, para escolher o melhor, deverá certificar-se de que ele responde às suas necessidades principais.

Exaustores integráveis

Os exaustores integráveis são os exaustores mais comuns do mercado. Eles são montados por baixo do armário que está sobre o fogão ou placa de cozinha. Normalmente, as tubagens estão inseridas numa parede contígua ou no teto e têm o objetivo de expelir fumos e vapores para o exterior. Alguns modelos apresentam um exaustor inferior que desliza para a frente de modo a abranger uma área de exaustão maior.

Exaustores de chaminé de parede

Os exaustores de chaminé de parede são instalados nos locais onde não existem armários sobre o fogão ou da placa de cozinha. As tubagens ficam diretamente ligadas ao exterior, o que facilita a ventilação do espaço. Este tipo de exaustor é uma boa opção para cozinhas com grandes áreas.

Exaustores de chaminé em ilha

Para quem tem o fogão ou a placa de cozinha no meio da cozinha, à boa maneira americana, os exaustores de chaminé em ilha são a opção mais apropriada. Este tipo de exaustor é montado no teto, por cima da placa e forno de cozinha e expele os fumos e os vapores para o exterior através de uma chaminé no teto.

Exaustores horizontais de chã

Os exaustores horizontais de chã expelem o fumo e os vapores da cozinha através de tubagens instaladas no chão da cozinha. Este tipo de exaustor é o menos eficaz para se livrar de fumos e vapores que surgem ao cozinhar. No entanto, quando não se conseguem aplicar tubagens nos tetos para a extração do ar, os exaustores horizontais de chã são os mais utilizados.

Exaustores sem tubagens

Os exaustores sem tubagens direcionam os fumos e os vapores para longe do forno e do fogão, mas não os expelem da cozinha. Este tipo de exaustor filtra o óleo e outras partículas dispersas que se encontram no ar, libertando um ar renovado, filtrado e com redução de odores.

Aspetos a considerar para escolher um exaustor

Depois de escolher o sistema e o tipo de exaustão, é necessário adquirir um exaustor que cubra toda a superfície do fogão ou placa de cozinha. Para escolher o melhor exaustor deve dedicar atenção aos aspetos seguintes:

  • Escolha um exaustor que ofereça um maior fluxo e eficácia de ventilação.
  • Os exaustores de duas ventoinhas são suficientes para expelir todos os fumos e vapores que possam estar na cozinha no momento de preparar as suas receitas. Basta ter uma ventoinha de grande velocidade para quando estiver a cozinhar e outra de baixa velocidade e pouco ruidosa para ser acionada depois de cozinhar.
  • Alguns modelos têm um controlador do termóstato. Trata-se de um sensor de temperatura integrado que liga automaticamente a ventoinha de exaustão quando o fogão ou a placa de cozinha ficam demasiado quentes. É o ideal para ser utilizado numa cozinha moderna.
  • Atualmente, existem temporizadores de exaustão específicos que lhe permitem ligar e desligar as ventoinhas de exaustão após um determinado período de tempo.
  • Os indicadores de manutenção dos filtros são uma ótima funcionalidade para quem se esquece das tarefas de limpeza, como a substituição dos filtros do exaustor.
  • Os exaustores com luzes de halogéneo oferecem uma outra fonte de iluminação para quem está a cozinhar. Esta funcionalidade é muito prática, especialmente quando se cozinha à noite.
  • Existem muitos fabricantes de exaustores no mercado atual e, como tal, deve comparar os equipamentos pelo preço e pelas suas características principais. Das marcas produtoras de exaustores, destacam-se as seguintes: AEG, Ariston, Balay, Bosch, Best, Brandt, Candy, Constructa, Demetic, Domo, Electrolux, Elica, Fagor, Falcon, GE, Honeywell, Hoover, Juno, Indesit, Kenmore, Lenoxx, Metal Solutions, Miele, Miwo, Nardi, Oranier, Siemens, Silverline, Schneider, Technovent, Teka, Termikel, Turboair, VK-Line, VTS, Whirlpool, Wolf, Zanussi, entre outras.

Como instalar um exaustor de cozinha

A instalação de um exaustor de cozinha deve ser feita de acordo com as especificações do fabricante, isto é, entre 45 e 75 centímetros acima das fontes de calor. Assim, terá espaço suficiente para cozinhar e conseguirá evitar que o vapor e os fumos provenientes das panelas quentes se escapem pelos lados.

Deve manter sempre a ligação com o exterior desimpedida e evitar usar tubos com várias ligações, com o intuito de maximizar o fluxo de ar. Para que o exaustor esteja sempre em ótimas condições de utilização, os seus filtros devem ser lavados ou substituídos a cada três meses.

Média: 4 (23 votos)