Como criar um jardim de ervas aromáticas

Ervas aromaticas

Para além de ser um excelente passatempo que pode ser vivido a dois, a jardinagem torna qualquer casa mais apelativa, mas também pode ter outra vantagem: ser utilizada na cozinha! Criem um pequeno jardim aromático e tenham sempre ervas frescas, saudáveis e deliciosas para confecionar as vossas refeições.

Plantar no jardim

Mais do que flores, plantas e arbustos, um jardim também pode servir para cultivar deliciosas ervas aromáticas que, colhidas no vosso jardim passam diretamente para a cozinha, onde podem ser aproveitadas ao máximo, num sem número de receitas. Para plantar um jardim aromático necessitam apenas de uma pequena área limitada que receba muita exposição solar – depende sobretudo da quantidade e variedade de ervas aromáticas que pretendem cultivar ou do espaço que têm disponível. O solo ideal para desenvolver uma plantação deste género é aquela que é seca e aberta, solta e porosa, por isso, pode ser necessário acrescentarem areia ou argila à terra, de forma a garantir essas condições específicas. Sem qualquer tipo de organização ou com uma estrutura de tijolos ou estacas para delimitar as diferentes ervas plantadas, podem ainda optar por colocar pequenas placas para ajudar a identificar as ervas aromáticas frescas e saborosas que não tarda nada vão ter à vossa disposição.

Plantar numa varanda ou terraço

Felizmente, as ervas aromáticas não necessitam de muito espaço para florescer, o que significa que podem ser cultivadas em vasos ou floreiras dispostas numa varanda ou terraço – de preferência sempre na zona mais solarenga. Certifiquem-se apenas que os recipientes escolhidos têm um tamanho adequado à quantidade de ervas semeadas e, embora os vasos em plástico sejam uma boa aposta, os vasos em terracota são os melhores para quem quer ver florescer um pequeno jardim aromático. Não se esqueçam de juntar um pouco de argila ou areia à terra, para que esta não se torne, nem muito húmida, nem muito pesada. Agora já sabem, mesmo que vivam num pequeno apartamento, a varanda ou mesmo o peitoril da janela da cozinha é um excelente sítio para criarem um jardim de ervas aromáticas.

O que plantar?

No que toca a decidirem quais as ervas que pretendem plantar no vosso jardim aromático, o melhor é optar por aquelas que já têm por hábito adquirir no supermercado e utilizar na confeção das vossas refeições. Porém, haverá sempre espaço para experimentarem com novas variedades e, quem sabe, descobrirem novos e interessantes sabores. Algumas das ervas aromáticas mais populares e com maior utilização culinária incluem: salsa, manjericão, tomilho, orégão, coentros, pimenta malagueta, cebolinho, funcho, erva-cidreira e hortelã-pimenta.

Como semear?

Não há nada mais simples do que semear ervas aromáticas – basta espalhar as sementes adquiridas sobre o solo previamente preparado. Agrupe as ervas aromáticas semelhantes, deixando algum espaço entre cada espécie diferente.

Se vão optar por um jardim aromático de varanda, devem ter um vaso para cada tipo de erva aromática escolhida. Quando em dúvida, leiam atentamente cada embalagem de sementes comprada. Com os cuidados certos, em poucas semanas terão ervas aromáticas frescas à vossa disposição.

Como tratar?

Os únicos cuidados que um jardim aromático necessita é de ser regado periodicamente, necessitando sempre de mais água durante os meses mais quentes e secos do ano. No entanto, evitem que a terra se torne demasiada pesada e/ou húmida devido ao excesso de água – não se esqueçam que o segredo de um bom jardim aromático está no seu solo seco e solto. Com a chegada do Inverno, a maior parte das ervas aromáticas podem ser transportadas para dentro de casa (se não estiverem já em vasos necessitam apenas de serem envasadas) e colocadas junto a janelas solarengas para continuarem a crescer.

Como colher?

Uma das melhores características das ervas aromáticas é que quantas mais vezes forem colhidas, mais crescem – por isso, o incentivo é para usar e abusar! Tenham apenas o cuidado de colher as ervas aromáticas antes destas floresceram, uma vez que é nesta fase que apresentam o seu melhor sabor. A melhor altura do dia para colher as ervas aromáticas é a meio da manhã. Porquê? Porque a concentração dos óleos responsáveis pelo aroma e sabor das ervas aromáticas é mais elevada de manhã, no entanto, a colheita deve ser feita depois do orvalho secar e antes do sol estar demasiado alto/quente, para evitar que as folhas murchem. À mão ou com uma tesoura, cortem a quantidade de que vão necessitar e lavem cuidadosamente em água fria antes de utilizar. Boa jardinagem… que seja muito aromática!

Média: 4.3 (71 votos)